Banner Vista de Livro
 Aplicar filtros
Livros do mês: Julho 2019
Temas 
Palavras Chave 
Módulo background

EMÉRICO, Nicolau

Foram localizados2 resultados para: EMÉRICO, Nicolau

 

Referência:13440
Autor:EMÉRICO, Nicolau
Título:O MANUAL DOS INQUISIDORES
Descrição:

 Edições Afrodite. Fernando Ribeiro de Melo, Lisboa, 1972. In-8º de 325-(3) págs. Br. Frisos ilustrativos de: Eduardo Batarda; Carlos Ferreiro; Nuno Amorim e Diogo Vieira. Arranjo gráfico do volume de José Marques de Abreu.

 

Observações:

Obra muito interessante sobre a Inquisição com tradução e recolha de textos de Manuel João Gomes e comentários de Manuel João Gomes, Fernando Luso Soares, D. António Ferreira Gomes, Francisco Salgado Zenha e do Padre José da Felicidade Alves.

 

Nota de introdução:

"Neste volume se divulgam alguns textos fundamentais para o estudo da Instituição Inquisitorial. Na base está o texto do Manual dos Inquisidores, cuja primeira edição impressa é de 1578 (mas que dois séculos antes já célebre e celebrado) e se nos apresenta como o que há de mais importante em toda a literatura jurídica que vigorou na Península. Inicialmente é fruto do trabalho de Frei Nicolau Emérico (1320 – 1399) da Ordem dos Pregadores e grande Inquisidor de Aragão, onde conseguiu fama de grande competência no assunto e onde começou a construir o seu Directorium Inquisitorium, obra inesgotávelmente exaustiva: as sucessivas quatro edições do Directorium provam quanto ele era útil e utilizado.
Directamente da penúltima edição (1607) se seleccionaram e traduziram os textos que vão na 2.ª parte deste volume e pretendem dar uma ideia, quanto possível completa, do código criminal em questão.
Quanto a este primeiro texto, necessário se torna dizer o seguinte: é a nossa versão de um texto francês com a data de 1702¹, com esta história: tendo o Marquês de Pombal, com a ajuda da Inquisição Portuguesa (na mão dos Dominicanos) feito executar um jesuíta de nome Padre Malagrida, resolveram os jesuítas franceses (então ideológicos inimigos dos dominicanos jansenistas) provar a injustiça do acórdão que levou à fogueira o confrade. Fizeram-no, socorrendo-se do texto, do Directorium Inquisitorium de Emérico, que reescreveram resumindo e à sua maneira, para servir fins evidentemente polémicos.
Isso explicará a forma que este Manual apresenta: é um Abrejé que inventa a sua forma própria, ora transcrevendo, ora citando, ora rodeando e adaptando a escrita do dominicano Emérico. Evita-se o tom canonista da edição, espanhola, em proveito de uma forma mais explicativamente didáctica. O autor francês fará mesmo a omissão de certos assuntos; há muitas reticências a até a ausência de referências a capítulos inteiros. Sem falarmos das adaptações bastante livres de muitas expressões típicas, como se pode concluir da comparação de trechos."

 

Preço:35,00€

Referência:5257
Autor:EMÉRICO, Nicolau
Título:O MANUAL DOS INQUISIDORES
Descrição:Edições Afrodite (Fernando Ribeiro de Mello), Lisboa, 1972. In-8.º de 325(2) págs. Br.
Observações:"Neste volume divulgam-se os alguns textos fundamentais para o estudo da Instituição Inquisitorial. Na base está o texto do Manual dos Inquisidores, cuja primeira edição impressa é de 1578(mas que dois séculos antes já era célebre e celebrado) e se nos apresenta como o que há de mais importante em toda a literatura jurídica que vigorou na Península. Inicialmente é fruto do trabalho de Frei Nicolau Emérico (1320-1399) da ordem dos Pregadores e grande Inquisidor de Aragão, onde conseguiu fama de grande competência no assunto e onde começou a construir o seu DirectoriumInquisitorumm, obra inesgotávelmente exaustiva: as sucessivas quatro edições do directorium provam quanto ele era útil e utilizado. Directamente da penúltima edição (1607) se selecionaram e traduziram os textos que vão na 2.ª parte deste volume e pretendem dar uma ideia, quanto possível completa, no código criminal em questão."
Preço:35,00€