Banner Vista de Livro

Palavras chave | Key Words

Açores | África | Afrodite | Agricultura | Alemanha | Alentejo | Algarve | América | Angola | Anti-Clericalismo | Antigo Regime | Antologia | Antropologia | Aramaico | Arqueologia | Arquitectura | Arquitectura Militar | Arquitectura Religiosa | Arte | Arte Monumental | Arte Popular | Arte Portuguesa | Artes Decorativas | Artes Plásticas | Artesanato | Autógrafos | Aveiro | Azurara | Bacalhau | Barrancos | Beira | Bibliofilia | Bibliografia | Biografia | Botânica | Braga | Bragança | Brasil | Cabo Verde | Caça | Calão | Camiliana | Camões | Campo Maior | Canada | Caricaturas | Casa de Bragança | Castelo Branco | Castelo de Vide | Catálogo | Ceilão | Censura | Cervantes | Ceuta | Chaves | China | Ciências | Ciganos | Cinema | Coimbra | Colonização | Conto | Contos | Costumes | Cristãos Novos | Crítica | Crónica | Cuba | D. Henrique | Dança | Descobrimentos | Descolonização | Dicionário | Diplomacia | Direito | Ditadura | Douro | Economia | Edição especial | Educação | Educação Sexual | Emigração | Ensaio | Ensino | Epístola | Epistolografia | Ericeira | Erotismo | Escultura | Esoterismo | Espanha | Estado Novo | Estanho | Estremoz | Estudos Pessoanos | Etnografia | Europa | Évora | Fauna | Feminismo | Fernando Pessoa | Figueira da Foz | Filologia | Filosofia | Flora | Folclore | Fotografia | França | Galiza | Genealogia | Geografia | Gil Vicente | Goa | Grécia | Guerra | Guerra Colonial | Guerra Peninsular | Guiné | Hagiografia | Hebraico | História | História Natural | Humanismo | Idade Média | Igreja | Iluminura | Ilustração | Imprensa | In Memoriam | Índia | Inglaterra | Inquisição | Invasões Francesas | Itália | Japão | Jesuítas | Jogo de Cartas | Jornalismo | Judeus | Latim | Leiria | Linguagem | Linguística | Lisboa | Literatura | Literatura de Cordel | Literatura de Viagens | Literatura Infantil | Literatura portuguesa | Livro | Livros Proibidos | Macau | Maçonaria | Madeira | Malacologia | Manuel Macedo | Mariana Alcoforado | Marinha | Marquês de Pombal | Marrocos | Medicina | Memórias | Militar | Minho | Misericórdias | Missões | Mitologia | Moçambique | Modernismo | Monarquia | Muçulmanos | Música | Música Portuguesa | Neo-Realismo | Novela | Oriente | Ourivesaria | Patuleia | Pedagogia | Pesca | Pintura | Piratas | Poesia | Polémica | Polícia | Política | Porto | Portugal | Presença | Primeira Guerra Mundial | Primeiras edições | Propaganda | Prostituição | Queirosiana | Quintentista | Raro | Regional | Religião | Religiosa Portuguesa | Renascimento | República | Restauração | Revista | Ribatejo | Romance | Romanceiro | Romantismo | S. Tomé e Príncipe | Salazar | Santarém | Sátira | Sebastianismo | Segunda Guerra Mundial | Sermão | Sexualidade | Sociedade | Solares | Surrealismo | Tauromaquia | Tavira | Teatro | Tecnologia Tradicional | Teologia | Termas | Terminologia Militar | Timor | Tiragem Especial | Torres Vedras | Tradução | Trás-os-Montes | Tratado | Turismo | Ultramar | Universidade | Viagens | Viana do Castelo | Vila Nova de Gaia | Vinho | Viseu | Vista Alegre | Zoologia

Módulo background

FREIRE, João Paulo (MARIO)

Foram localizados 7 resultados para: FREIRE, João Paulo (MARIO)

 

Referência:13107
Autor:FREIRE, João Paulo (MARIO)
Título:FOGOS-FÁTUOS
Descrição:

Edição da Renascença Portuguesa, porto, 1923. In-8º de 173-(1) págs. Encadernação moderna inteira de sintético castanho, conservando as capas de brochura com ligeiro restauro. Amarelecimento geral do papel, dada a sua fraca qualidade.

PRIMEIRA EDIÇÃO.

Observações:

Curioso livro que trata de "Alguns problemas nacionais à margem... da política" (primeira parte) e de "Documentos para a História do Movimento Revolucionário do 19 de Outubro" (segunda parte do livro)

"Tudo quanto se coordenou neste volume sob a rubrica geral de Fogos-Fátuos veio publicado no diário lisbonense A Imprensa da Manhã. Pareceu-me conveniente arquivar em livro as duas partes deste volume. A primeira porque dizendo respeito a melhoramentos e iniciativas nacionais mais facilmente pode ser consultada pelos que a estas ninharias dedicam a sua inteligência e o seu esforço, tão inútil perante a contra-maré imbecil das massas; a segunda porque constituindo por si mesma uma série de interessantíssimos depoimentos para a desgraçada história do movimento revolucionário de 19 de Outubro de 1921, à História pertence e como tal a ela é devida, exactamente como o calhau bruto e informe faz parte do edifício que se constrói."

Preço:25,00€

Referência:11832
Autor:FREIRE, João Paulo (MARIO)
Título:MINUDÊNCIAS LISBOETAS Rápidos Aspectos da Lisboa Antiga
Descrição:Livraria Simöes Lopes, Editorial Domingos Barreira, Lisboa, 1937. In-8º de 241-(6) págs. Br.
Observações:Antologiade 35 pequenas crónicas dos mais variados e interessantes assuntos históricos relacionados com Lisboa: "A Casa da Ópera"; Como se fêz a Avenida da Liberdade"; "Século e meio de transformações no velho Rossio lisboeta"; "Jornalismo do século XVII - Curiosa «Relaçam» duma chegadoria ao Terreiro do Paço, em 1687"; "Folhetos de Cordel - Sôbre touros e touradas que são hoje raridades bibliográficas"; "Os palácios de Lisboa que o terramoto de 1755 arruinou e destruiu"; "Mosteiros, igrejas e capelas que existiam em Lisboa e o terramoto de 1755 destruiu"; "Os grandes incêndios de Lisboa - Como ardeu no século XVII o Hospital de Todos os Santos", entre outras.
Preço:15,00€

Referência:10663
Autor:FREIRE, João Paulo (MARIO)
Título:CAMILLO CASTELLO BRANCO E AS QUADRILHAS NACIONAES.
Descrição:Livraria Universal de Armando J. Tavares, Lisboa, 1917. In-8º de 56 págs. Br. Capas de brochura de papel finíssimo e com restauro. Miolo por abrir e em muito bom estado.
Invulgar.
Observações:Cartas inéditas (com os tres mais feios retratos de Camillo). Curioso e polémico trabalho numa tiragem de 500 exemplares numerados e assinados pelo autor e editor, levando o presente o número 167. Em separado uma ilustração representando os 3 mais feios retratos de Camilo da autoria de Condeixa, Serrano e Macedo
Preço:15,00€

Referência:10536
Autor:FREIRE, João Paulo (MARIO)
Título:O LIVRO DE JOÃO FRANCO SOBRE EL-REI D. CARLOS
Descrição:Livraria e Imprensa Civilisação Editora, Porto, (1924). In-8.º de 210(1) págs. Br. Rubrica de posse no rosto. Ao longo do miolo apresentam-se algumas notas de leitura.
Observações:«... o nosso portuguesinho valente era sidonista esperançado como já fora thalassa de gema. E era patrióticamente. Era-o apaixonadamente.
Um dia, numa reunião de optimos portugueses, um deles interrogou-me:
- Que nos diz você cap., Sidónio Paes irá para a frente?
- Incontestávelmente! Não é homem que saiba recuar.<>br- Por muito tempo?
- Até que lhe façam enterro nacional...
- O quê, matam-no?!
- Como mataram El-Rei D. Carlos...»
Preço:28,00€