Banner Vista de Livro
 Aplicar filtros
Livros do mês: Maio 2024
Temas 
Palavras Chave 
Módulo background

HUGO, Victor

Foram localizados2 resultados para: HUGO, Victor

 

Referência:15182
Autor:HUGO, Victor
Título:TORQUEMADA
Descrição:

Calmann Lévy, Paris, 1882. In-4º de (3) - 203 - (3) págs. Encadernação demi-maroquin verde, brunida, com filetes dourados duplos nas pastas, lombada de cinco nervos com decoração fina disposta em casas fechadas.

Encadernação coeva e assinada pelo grandioso encadernador francês RAPARLIER (Paul-Romain Rapalier,1858-1900, encadernador preferido do escritor Anatole France). Aparo à cabeça brunido a ouro fino. Apresenta uma gravura não descrita pelas bibliografias consultadas.
Um dos 30 exemplares numerados "Grand Papier" (levando o nosso o nº 15) que compõe a edição original em papel Whatman, depois de 10 em papel China e 10 em papel Japon.
Conserva as raras capas de brochura. Exemplar muito limpo, quase "mint condition".
PEÇA DE COLECÇÃO de interesse internacional.
 

Observações:

Torquemada, é um drama em quatro actos e em verso de Victor Hugo, com prólogo escrito em 1869 e publicado em 1882, mas nunca apresentado em palco durante a vida do autor. A história é inspirada na figura histórica do monge dominicano Tomás de Torquemada (1420-1498) cujo nome está associado à Inquisição Espanhola.

Sinopse: O monge espanhol Torquemada, emparedado vivo em ritmo acelerado por sentença eclesiástica, é libertado por duas crianças que se amam, Dom Sancho e Dona Rosa. Depois de obter a absolvição do papa em Roma, Torquemada retornou à Espanha para ali fundar a inquisição. Entretanto, o rei Fernando apaixonou-se por Rosa e, para separá-la de D. Sancho, manda os dois jovens para o convento. Mas o seu primeiro-ministro, o conde de Fuentel, liberta-os e confia-os a Torquemada. Ele reconhece neles os seus dois salvadores; mas ele descobre que só o libertaram à custa de um sacrilégio: usando uma velha cruz de ferro para levantar a pedra de sua prisão. Ele entrega-os à fogueira da Inquisição para salvar suas almas.
(Simbolismo: Vitor Hugo esboçou, no personagem Torquemada, uma estranha e poderosa figura de fanatismo que quer impor sua religião através do terror; opõe-lhe, em cena episódica, a figura de São Francisco de Paula, apóstolo da religião pelo amor.).

Carteret (Romantique I), 427; Clouzot 94; Vicaire IV, 364-365.

Preço:850,00€

Referência:7485
Autor:HUGO, Victor
Título:NOSSA SENHORA DE PARIS
Descrição:Livraria Civilisação de Eduardo da Costa Santos - Editor, Porto, (1887). In-8.º de 725 págs. Encadernação meia inglesa com lombada em pele, na qual se inscrevem dizeres dourados. Conserva, à parte, a encadernação editorial, lavrada a ferros dourados, ao estilo romântico, que serve de capa de protecção à obra. Profusamente ilustrado ao longo do texto.
Tradução de João Pinheiro Chagas.
Observações:"Victor Hugo é, ainda hoje, um dos escritores mais considerados em todo o mundo. Poeta, romancista e político. Victor Hugo foi uma das figuras públicas de maior relevância na França do séc. XIX e, como escritor, autor de um dos grandes clássicos de todos tempos “Os Miseráveis”.Victor Hugo foi autor de várias obras de cariz histórico, sempre crítico sobre a sua França e sobre a forma como a dirigiam, principalmente após a Revolução, visto que sempre se assumiu como um monárquico convicto.Publicado em 1832, “Nossa Senhora de Paris” narra a história de uma cigana que fascina todos os homens de Paris pela sua beleza, um sineiro corcunda, um padre que corrompe a sua própria alma por amor à jovem cigana, e um jovem oficial que é o espelho do comportamento da alta sociedade da altura.
Preço:85,00€