Banner Vista de Livro

Palavras chave | Key Words

Açores | África | Afrodite | Agricultura | Alemanha | Alentejo | Algarve | América | Anais | Angola | Anti-Clericalismo | Antigo Regime | Antologia | Aramaico | Arqueologia | Arquitectura | Arquitectura Militar | Arquitectura Religiosa | Arte | Arte Monumental | Arte Popular | Arte Portuguesa | Artes Decorativas | Artes Plásticas | Artesanato | Autógrafos | Aveiro | Azurara | Barrancos | Batalhas | Beira | Bibliofilia | Bibliografia | Biografia | Botânica | Braga | Bragança | Brasil | Cabo Verde | Caça | Calão | Camiliana | Camões | Campo Maior | Caricaturas | Casa de Bragança | Castelo Branco | Castelo de Vide | Catálogo | Ceilão | Censura | Cerâmica | Cervantes | Ceuta | Chaves | China | Ciências | Ciganos | Cinema | Cister | Coimbra | Colonização | Conto | Contos | Correspondência | Costumes | Cristãos Novos | Crítica | Crónica | Culinária | D. Henrique | Dança | Descobrimentos | Descolonização | Diário | Dicionário | Diplomacia | Direito | Ditadura | Douro | Economia | Edição especial | Educação | Educação Sexual | Emigração | Ensaio | Ensino | Epístola | Epistolografia | Ericeira | Erotismo | Escultura | Esoterismo | Espanha | Estado Novo | Estanho | Estremoz | Estudos Pessoanos | Etnografia | Europa | Évora | Fauna | Fernando Pessoa | Figueira da Foz | Filologia | Filosofia | Flora | Folclore | Fotografia | França | Fundão | Galiza | Genealogia | Geografia | Gil Vicente | Goa | Grécia | Guerra | Guerra Colonial | Guerra Peninsular | Guiné | Hagiografia | Hebraico | História | História Natural | Humanismo | Idade Média | Igreja | Iluminura | Ilustração | Imprensa | In Memoriam | Índia | Inglaterra | Inquisição | Islão | Itália | Japão | Jesuítas | Jogo de Cartas | Jornalismo | Judeus | Latim | Leiria | Liberalismo | Linguagem | Linguística | Lisboa | Literatura | Literatura de Cordel | Literatura de Viagens | Literatura Infantil | Literatura portuguesa | Livro | Livros Proibidos | Macau | Maçonaria | Madeira | Malacologia | Mariana Alcoforado | Marinha | Marquês de Pombal | Marrocos | Medicina | medieval | Memórias | Militar | Minho | Misericórdias | Missões | Mitologia | Moçambique | Modernismo | Monarquia | Monarquia Constitucional | Muçulmanos | Música | Música Portuguesa | Neo-Realismo | Novela | Numismática | Ordem Monástica | Oriente | Ourivesaria | Pedagogia | Pesca | Pintura | Piratas | Poesia | Polémica | Polícia | Política | Porto | Portugal | Presença | Primeira Guerra Mundial | Primeiras edições | Propaganda | Prostituição | Quintentista | Rafael Bordalo Pinheiro | Raro | Regional | Religião | Religiosa Portuguesa | Renascimento | República | Restauração | Revista | Ribatejo | Romance | Romanceiro | Romantismo | S. Tomé e Príncipe | Salazar | Santarém | Sátira | Sebastianismo | Segunda Guerra Mundial | Sermão | Sexualidade | Sociedade | Solares | Surrealismo | Tauromaquia | Tavira | Teatro | Tecnologia Tradicional | Teologia | Termas | Terminologia Militar | Timor | Tipografia | Tiragem Especial | Torres Vedras | Tradução | Trás-os-Montes | Tratado | Turismo | Ultramar | Universidade | Viagens | Vila Real | Vinho | Viseu | Vista Alegre

Módulo background

MOURÃO-FERREIRA, David

Foram localizados 25 resultados para: MOURÃO-FERREIRA, David

 

Referência:13333
Autor:MOURÃO-FERREIRA, David
Título:OS QUATRO CANTOS DO TEMPO
Descrição:

Guimarães Editores, Lisboa, 1964. In-8º de 144 págs. Encadernação em sintético com dizeres a ouro nas pastas e na lombada. Sem capas de brochura. Valorizado pela dedicatória ao poeta José Osório de Oliveira.

Segunda edição (Primeira edição em Portugal)

Observações:

Terceiro livro de poemas do Autor, cuja edição princeps foi primeiro impressa no Brasil.

Soneto do Cativo

Se é sem dúvida Amor esta explosão
de tantas sensações contraditórias;
a sórdida mistura das memórias
tão longe da verdade e da invenção;

o espelho deformante; a profusão
de frases insensatas, incensórias;
a cúmplice partilha nas histórias
do que outros dirão ou não dirão;

se é sem dúvida Amor a cobardia
de buscar nos lençóis a mais sombria
razão de encantamento e de desprezo;

não há dúvida, Amor, que te não fujo
e que, por ti, tão cego, surdo e sujo,
tenho vivido eternamente preso!

 

Preço:24,00€

Referência:12353
Autor:MOURÃO-FERREIRA, David
Título:INFINITO PESSOAL ou A ARTE DE AMAR.
Descrição:

Guimarães Editores, Lisboa, 1962.  In-8º de 49-(3) págs. Br.  Integrado na «Colecção Poesia e Verdade».
Assinatura de posse.

PRIMEIRA EDIÇÃO.

Observações:

Primeira edição de um dos mais estimados livros de David Mourão- Ferreira, figura fundamental das letras portuguesas das últimas décadas. Este é um dos livros mas raros e procurado desta colecção.

Preço:25,00€

Referência:10511
Autor:MOURÃO-FERREIRA, David
Título:HOSPITAL DAS LETRAS
Descrição:Guimarães Editores. Lisboa. 1966. In-8º de 309 págs. Br. PRIMEIRA EDIÇÃO. Rubrica de posse no ante-rosto.
Observações:Belissímo livro de ensaios que vão de Sá de Miranda a Natércia Freire, e onde David escreve sobre autores portugueses como Garrett, Cesário Verde, Sá-Carneiro, Pessoa, Almada e Vitorino Nemésio e brasileiros como Cecília Meireles e Vinicius de Moraes.
Preço:30,00€

Referência:9653
Autor:MOURÃO-FERREIRA, David
Título:TAL E QUAL O QUE ERA
Descrição:Editorial Organizações, Lisboa, 1963. In-8º de 64 págs.Br.Colecção "Antológica Best-Sellers".
Observações:Primeira edição autónoma, "corrigida, e em certos passos abreviada"desta novela extraída do livro Gaivotas em Terra.

Álvaro Salema, na nota de badana:
"monólogo coloquial de um narrador, que vai em busca das suas recordações de comparsa para redescobrir e tentar explicar a grande figura dramática da mulher que preenche a narrativa."

"Era justamente o que eu ia dizer! Tudo se prende, em última instância (pelo menos na aparência), a esse outro problema. Mas aí é que está: jamais descobriremos se a Maria Antónia se suicidou ou não se suicidou. Já sabes o que penso a tal respeito: agora é que ela não tinha razões nanhumas para se suicidar; no entanto, a Maria Antónia era pessoa para se suicidar, precisamente quando não tivesse razões nenhumas para isso. Suponhamos, porém, que foi um acidente: a verdade é que um acidente pode muito bem ser uma das armas do destino; e, em contrapartida, não será a natureza - uma natureza cansada, depauperada, gasta antes do tempo - a responsável por um acidente daquele género? Suponhamos, agora, que não foi um acidente: e nunca saberemos até que ponto é que a livre vontade da Maria Antónia, por muito livre que parecesse, não estaria comandada pelo destino ou subornada pela natureza.

Ora até que enfim te vejo sorrir. É isso, meu caro: falo sempre como advogado. De qualquer modo, bem vês: esta última incógnita (a da morte), mesmo quando ficasse devidamente esclarecida, nunca bastaria para explicar a outra: a vida, a vida da Maria Antónia."
Preço:13,00€

Referência:9650
Autor:MOURÃO-FERREIRA, David
Título:MARQUERITE YOURCENAR: RETRATO DE UMA VOZ
Descrição:Edições Rolim, Lisboa, 1988. In. 8.º de 75 págs. Br.
Observações:Ensaios sobre a autora francesa.
Preço:13,50€

Referência:9649
Autor:MOURÃO-FERREIRA, David
Título:NOS PASSOS DE PESSOA - Ensaios
Descrição:Editorial Presença, Lisboa, 1988. In-8.º de 177 págs. Br. Primeira Edição.
Observações:Obra que ganhou o Prémio de Ensaio Jacinto do Prado Coelho em 1988.
Fernando Pessoa e o Amor. Fernando Pessoa e as suas “tácticas” de publicação. Fernando Pessoa e a despersonalizante tradição portuguesa do bucolismo. Fernando Pessoa, o Labirinto e o mito de Dédalo. A criação heteronímica de Fernando Pessoa em confronto com a de Valery Larbaud. A possibilidade de se “ler” Camões à luz do “caso” de Fernando Pessoa. Estes, alguns dos temas dos nove ensaios aqui reunidos e escritos ao longo de quatro décadas por David Mourão-Ferreira.
Preço:15,00€

Referência:9648
Autor:MOURÃO-FERREIRA, David
Título:MOTIM LITERÁRIO (ensaio - crítica - polémica)
Descrição:Editorial Verbo, Lisboa, 1962. In-8.º de 203(2) págs. Br. Primeira Edição.
Observações:O presente Motim Literário, tal como surge, estabelece uma passagem entre os "Vinte Poetas contemporâneos" e as futuras "Metamorfoses da poesia". Persiste , sob muitos aspectos, na atmosfera de "crítica imediata" do primeiro e prenuncia, em trechos de maior fôlego, a índole ensaística do segundo. Mas constitui, também, pela atenção a outras províncias literárias (a crítica,o romance) e a fenómenos de conjunto (movimentos, escolas, gerações), bem como pela inclusão de referências a autores estrangeiros, um testemunho de interesses mais amplos e mais variados.(...)
Todo este heterogéneo conteúdo aparece apartado em quatro diferentes secções:Da crítica; Sobre poesia; Ficcionistas Contemporâneos; Perfis e Perspectivas.
Preço:23,00€

Referência:9647
Autor:MOURÃO-FERREIRA, David
Título:DUAS HISTORIAS DE LISBOA
Descrição:Editorial Labirinto, Lisboa, 1987. In-8º de 103 págs. Br. Primeira edição. Colecção "Roteiro Literário".
Observações:"A partir daí a própria Lisboa lhe pareceu durante semanas a fio, ora de uma flamejante e insuportável beleza (…), ora de uma parda e confrangedora monotonia."
Preço:26,00€

Referência:9646
Autor:MOURÃO-FERREIRA, David
Título:SOBRE VIVENTES
Descrição:Publicações Dom Quixote, Lisboa, 1976. In-8º de 201-(2) págs. Br.Primeira edição.
Observações:Apresenta os seguintes ensaios: "Miguel Angelo poeta", "Ao encontro de Castilho", "Duas fichas sobre Eugénio de Castro", "O exemplo de Colette", "Humanismo e ponto de vista na obra de Thomas Mann", "Três instantâneos de Rilke", "António Sergio crítico literário", "Evocação de Almada Negreiros", "Dois textos sobre Montherlant", "A Tomaz de Figueiredo um abraço de despedida".
Preço:22,00€

Referência:9643
Autor:MOURÃO-FERREIRA, David
Título:CANCIONEIRO DE NATAL
Descrição:Editorial Verbo, Lisboa, 1972. In-8.º de 48(2) págs. Cartonado, ligeiramente empoeirado. Segunda edição.
Observações:
Natal, e não Dezembro

Entremos, apressados, friorentos,
numa gruta, no bojo de um navio,
num presépio, num prédio, num presídio
no prédio que amanhã for demolido...
entremos, inseguros, mas entremos.
Entremos e depressa, em qualquer sítio,
porque esta noite chama-se Dezembro,
porque sofremos, porque temos frio.
Entremos, dois a dois: somos duzentos,
duzentos mil, doze milhões de nada.
Procuremos o rastro de uma casa,
a cave, a gruta, o sulco de uma nave...
entremos, despojados, mas entremos.
De mãos dadas talvez o fogo nasça,
talvez seja Natal e não Dezembro,
talvez universal a consoada.
Preço:20,00€

Referência:9640
Autor:MOURÃO-FERREIRA, David
Título:O IRMÃO -Peça em dois actos
Descrição:Guimarães Editores, Lisboa, 1965. In-8.º de 101-(3) págs. Br. Capa de brochura com ligeiras manchas de humidade
Observações:PRIMEIRA EDIÇÃO da única peça de teatro publicada pelo autor.
Preço:24,00€

Referência:9639
Autor:MOURÃO-FERREIRA, David
Título:OS AMANTES E OUTROS CONTOS
Descrição:Livraria Bertrand, Lisboa, 1974. In-8.º de 216(2) págs. Br. Capas de brochura ligeiramente cansadas e no miolo apresentam-se alguns sublinhados de leitura, a lápis.
Observações:SEGUNDA EDIÇÃO desta reunião de oito narrativas - "Nem tudo é história"; "O Viúvo"; "Agora que nos encontrámos"; "A Boca"; "Trepadeira submersa"; "Amanhã reconheçamos"; "Ao lado da Clara" e por fim "os Amantes", das quais três são inéditas.Posfácio de Eduardo Prado Coelho.

"Entre os livros mais importantes do ano, Os Amantes, de David Mourão Ferreira: um digest das mais aventurosas e apaixonantes experiências da concepção da escrita novelesca. Uma temática também nova no grande poeta de In Memoriam Memoriae: o interesse social, polémico e universalmente humano, intimamente fundido na vivência erótica."
Preço:18,00€

Referência:5769
Autor:MOURÃO-FERREIRA, David
Título:QUATRO TEMPOS
Descrição:Editorial Presença, Lisboa, 1996. In-8.º de 78 páginas. Br.
Observações:PRIMEIRA EDIÇÃO acompanhada por um Cd, o qual inclui 40 poemas ditos por Luís Lucas.Nota introdutória e selecção de poemas por Joana Morais Varela.Obra inserida na «Colecção Poesia Dita».
Preço:40,00€

Referência:3146
Autor:MOURÃO-FERREIRA, David
Título:TÓPICOS DE CRÍTICA E DE HISTORIA LITERÁRIA
Descrição:União Gráfica, Lisboa, 1969. In. 8.º de 288(2) págs. Br.
Observações:Capa de Manuel Vieira.
Preço:30,00€