Banner Vista de Livro
 Aplicar filtros
Temas 
Palavras Chave 
Módulo background

RÉGIO, José

Foram localizados 22 resultados para: RÉGIO, José

 

Referência:14062
Autor:RÉGIO, José
Título:PÁGINAS DE DOUTRINA E CRÍTICA DA "PRESENÇA"
Descrição:

Brasília Editora, Porto, 1977. In-8º de 361-(11) págs. Brochado

Observações:

Inserido na colecção das Obras Completas. Prefácio e notas de João Gaspar Simões.

Preço:18,00€

Referência:13795
Autor:RÉGIO, José
Título:A CHAGA DO LADO sátiras e epigramas
Descrição:

Portugália Editora, Lisboa, 1956. In-8º de  91 págs. Capas de brochura ligeiramente amarelecidas e com alguns picos de acidez.

Observações:

Volume de poesia de José Régio que nos seus diários as classifica como : "Vieram-me, ultimamente, uns poemas ásperos e prosaicos, circunstanciais, que naturalmente se combinavam bem com um ou outro esboçado neste largo período de dieta poética. Reunidos, são um, embora magro, volume com característica própria"

Preço:26,00€

Referência:13794
Autor:RÉGIO, José
Título:MÚSICA LIGEIRA. Volume póstumo
Descrição:

Portugália Editora, Lisboa, 1970. In-8º de 105-(7) págs. Br. Capa de João da Câmara Leme.

PRIMEIRA EDIÇÃO.

Observações:

Volume póstumo de poesia de José Régio organizado por Alberto de Serpa e que foi Prémio Nacional de Poesia 1970 da Secretaria de Estado da Informação e Turismo. O livrro encerra também o texto de Serpa intitulado  “Sobre o último caderno de versos de José Régio”.

 

Viver à beira da morte
No gosto de mais um dia,
Nem eu diria
Que tão pouco me conforte.


Mas para quem
Não tem senão esse pouco,
Seria louco
Perder o pouco que tem.


Gozar o que, sem futuro,
Perdura uns breves instantes,
Não era dantes,
Mas hoje, é o bem que procuro.


Mais uma vez brilha o Sol!
E é de prever que à tardinha
Desponte a Lua, vizinha
Do resplendor do arrebol.


Talvez que a noite comprida
Traga outra manhã, depois.
Um dia e outro, são dois.
Não são dois dias a vida?


Nem eu diria
Que tão pouco me conforte:
Viver à beira da morte
No gosto de mais um dia.

 

 

Preço:15,00€

Referência:13793
Autor:RÉGIO, José
Título:AS ENCRUZILHADAS DE DEUS
Descrição:

Editorial Inquérito, Lisboa, 1946-In-8º de 206-(2) págs. Br.

 

Observações:

Livro que é considerado a obra prima de José Régio e onde segundo Rodrigues Lapa, no seu livro , José Régio – Uma Literatura Viva, o autor Régio  “atinge neste livro (...) uma angustiosa e dramática plenitude. Dentro desse estilo, desse emparedamento soberbo, a que não faltam no entanto palpitações humaníssimas".

Preço:10,00€

Referência:13792
Autor:RÉGIO, José
Título:TRÊS ENSAIOS SOBRE ARTE
Descrição:

Portugália Editora, S/L. 1967. In-8º de 170 págs. Br. Capa de brochura de João da Câmara Leme um pouco empoeiradas.

PRIMEIRA EDIÇÃO.

Observações:

Obra que encerra os seguintes ensaios: Em torno da expressão artística; A expressão e o expresso; Vistas sobre o teatro.

"A arte é expressão – tenho pensado; e, naturalmente, escrito ou dito. Ora logo provoca esta afirmação pelo menos duas interrogações:
Que modo, ou género, de expressão?
Expressão … de quê?
Por outras palavras:
Mas toda a expressão será arte?
Mas será arte a expressão seja do que for?
Todos a quem se disser a arte é expressão levantarão, pelo menos, estas questões; (excepto os muito pouco dados a levantar questões). Não julgo fácil responder-lhes; não estou certo de lhes saber responder; mas compreendo que, sem qualquer desenvolvimento, parecerá bem puco dizer da arte que é expressão. Por isso tentarei responder aqui o melhor que puder.
Deverei pedir desculpa de me transcrever, num ensaio em que tento averiguar eu próprio o que penso sobre determinado assunto? Se acha que sim desculpe-me o prezado leitor. Escrevi algures:

"Toda a arte é expressão; e nem o que às vezes chamamos, em arte, sugestão é outra coisa senão expressão subtil. Aquém ou além da expressão, não há arte. Não há arte no gaguejar ou inarticular por que pode exprimir-se (mas não artisticamente) o indivíduo intensamente emocionado, como a não há no silêncio sublime por que pode exprimir-se (mas não artisticamente) o místico em êxtase. Tão-pouco há arte naquela simulação da expressão que é a retórica no sentido depreciativo – deturpado – da palavra."

 

Preço:15,00€

Referência:13791
Autor:RÉGIO, José
Título:DAVAM GRANDES PASSEIOS AOS DOMINGOS
Descrição:

Editorial Inquérito, Lisboa, 1941. In-8º de 79 págs. Br. obra integrada integrada nas "Novelas Inquérito".

PRIMEIRA EDIÇÃO

Observações:

Novela muito estimada de José Régio.


"Grande amor? Um pouco mais devagar.Ao fim de meses em Portalegre e em casa de sua tia Alice, achava Rosa Maria que o primo Fernando era simplesmente a pessoa mais divertida da casa. Ora sê-lo não implicava extraordinárias vantagens pessoais. Todas as outras eram, talvez, mais interessantes;e pela certa mais importantes, ou mais distintas;ou mais sérias... Precisamente por isso; menos divertidas na desautorizada opinião de Rosa Maria. Significará isto que Rosa Maria fosse uma rapariga fútil? Aguardemos os acontecimentos.
O caso é ter cada pessoa da casa um papel que certas conveniências ou circunstâncias lhe haviam distribuído, e cada pessoa desempenhava o mais escrupulosamente possível."

Preço:15,00€

Referência:13762
Autor:RÉGIO, José
Título:HISTÓRIAS DE MULHERES
Descrição:

Livraria Portugália, Porto, s/d. In-8º de 342-(6) págs. Br. Capas de brochura ligeiramente empoeirada. Ilustração da capa de Júlio Resende.

PRIMEIRA EDIÇÃO.

INVULGAR.

Observações:

Histórias de Mulheres é uma colectânea de contos da autoria de José Régio, que conforme o próprio título o sugere, aborda um universo dominado pela personagem feminina: as mulheres portuguesa dos anos 30/40 do século XX, época em que a mulher estava relegada acima de tudo ao papel de mãe destinada à educação dos filhos, exímia dona de casa e esposa recatada.
O livro encerra os seguintes contos : "Sorriso Triste","Menina Olímpia e a sua Criada Belarmina", "História de Rosa Brava", "Maria do Ahú", "O Vestido Cor de Fogo" e "Pequena Comédia".

Preço:30,00€

Referência:13391
Autor:RÉGIO, José
Título:FADO
Descrição:

Portugália, Lisboa, 1957. In-8º de 157-(4)págs. Br. Capas de brochura ligeiramente envelhecidas. Ilustrado em extra-texto com 6 ilustrações de Stuart Carvalhais. Exemplar de uma das  variante de capa ,o miolo em nada difere do da outra variante de capa, nem no conteúdo literário, nem no suporte físico.

Observações:

Segunda edição deste estimado livro de José Régio.

"Sim, na avenida vizinha,
Tudo era moderno e fresco;
Mas essa rua... mantinha,
Mantém o seu pitoresco:

Uma igual turba de párias,
Vadios, trabalhadores,
Meretrizes e operárias,
Falhados e sonhadores,

Há centos de anos se some
Nesses palácios escuros,
E cheira mal, passa fome,
De alto a baixo desses muros...

Nas mesmas águas-furtadas
Há centos de anos há poetas,
E as mesmas gatas pejadas
Têm filhos nas valetas."

Preço:28,00€

Referência:13389
Autor:RÉGIO, José
Título:EL-REI SEBASTIÃO Poema Espectacular Em Três Actos
Descrição:

Editora Atlântida, Coimbra, 1949. In-8º de 189-(2) págs. Br. Cadernos por abrir. Terceiro volume da colecção "Teatro de José Régio".

PRIMEIRA EDIÇÃO.

Observações:

Importante peça de teatro de José Régio sobre D. Sebastião.

SIMÃO – Salve, rei! A doença da tua carne não é senão preservação da tua pureza. A tua incapacidade de rei não é senão apelo do teu verdadeiro Reinado. A tua loucura não é senão entreveres o que não entendes. O teu suicídio não é senão a condição da tua vida
EL-REI - O meu suicídio?!
SIMÃO – O teu glorioso suicídio; o teu suicídio colectivo.

Preço:25,00€

Referência:12791
Autor:RÉGIO, José
Título:AS ENCRUZILHADAS DE DEUS
Descrição:

Edições Presença - Atlântida, Coimbra, 1935. In-4º de 177, [5] págs. Encadernação coeva meia francesa em pele vermelha com dizeres e floreados dourados na lombada. Conserva capas de brochura e corte superior das folhas carminado. Exemplar impecável. BELÍSSIMA EDIÇÃO ilustrada por Júlio.

1ª EDIÇÃO das primeiras obras do autor

Observações:

Capas de brochura ilustradas por Júlio. Ilustrado ao longo do livro em separado.
 

José Régio pseudónimo de José Maria dos Reis Pereira, nasceu em Vila do Conde, a 17 de Setembro de 1901. Licenciado em Letras em Coimbra. Viveu grande parte da sua vida na cidade de Portalegre (de 1928 a 1967), onde foi professor durante mais de 30 anos, no seu Liceu.

Foi possivelmente o único escritor em língua portuguesa a dominar com igual mestria todos os géneros literários: poeta, dramaturgo, romancista, novelista, contista, ensaísta, cronista, jornalista, crítico, autor de diário, memorialista, epistológrafo e historiador da literatura, foi um dos fundadores da revista Presença, da qual foi editor, director e o seu principal animador, desenhador, pintor, e grande coleccionador de arte sacra e popular.

Preço:400,00€

Referência:12449
Autor:RÉGIO, José
Título:A VELHA CASA - AS RAIZES DO FUTURO
Descrição:

Editora Educação Nacional, Porto, 1947. In-8º de 302-(2) págs. Br.

PRIMEIRA EDIÇÃO.

Observações:

Primeira edição do segundo romance de A Velha Casa, conjunto de romances composto pelos títulos: I - Uma Gota de Sangue; II - As Raízes do Futuro; III - Os Avisos do Destino; IV - As Monstruosidades Vulgares e o V - Vidas são Vidas, (que inclui os rascunhos do VI volume).
Estes romances de José Régio (1901-1969) são considerados a obra em que "o psicologismo e misticismo de Régio parecem evoluir no sentido de um moralismo idealista, e [em que] a confidência romanceada de fundo autobiográfico apresenta um certo ar de apologia contra a crítica neo-realista, ou de doutrinação muito explícita"  

in História da Literatura Portuguesa de António José Saraiva e Óscar Lopes,

Preço:35,00€

Referência:8194
Autor:RÉGIO, José
Título:SALVAÇÃO DO MUNDO em cena
Descrição:Teatro Municipal de São Luiz, Lisboa, 1971. In-8º de191 págs. Brochado e ilustrado à parte sobre papel couché.
Observações:Textos de Costa Ferreira, Luiz Francisco rebello e Fernando Midões.
Preço:12,00€

Referência:7397
Autor:RÉGIO, José
Título:A SALVAÇÃO DO MUNDO - tragicomédia em três actos
Descrição:Editorial Inquérito, Lisboa, 1954. In-8.º de 304 págs. Br. Exemplar em excelente estado de conservação.
Observações:Primeira edição.
Preço:40,00€

Referência:7178
Autor:RÉGIO, José
Título:O VESTIDO COR DE FOGO
Descrição:Fumento de Publicações Lda, Lisboa, S.d. In-8.º de 48 págs. Br.
Observações:Colecção "Novela".
José Régio, um dos maiores poetas da literatura portuguesa, um dramaturgo dos mais originais e um romancista de real mérito.
Preço:32,00€

Referência:4941
Autor:RÉGIO, José
Título:O PRÍNCIPE COM ORELHAS DE BURRO (História para crianças grandes)
Descrição:Editorial "Inquérito", Lisboa, s.d. In-8.º de 347(3) págs. Cartonagem editorial.
Observações:Terceira edição.
Preço:15,00€

Referência:4939
Autor:RÉGIO, José
Título:EL-REI SEBASTIÃO - poema espectacular em três actos
Descrição:Atlântida, Coimbra, 1949. In-8.º de XV-189(1) págs. Br.
Observações:PRIMEIRA EDIÇÃO, com nota preambular do autor nas primeiras quinze páginas.
Preço:45,00€

Referência:1974
Autor:RÉGIO, José
Título:A CHAGA DO LADO - Sátiras e epigramas
Descrição:Portugália Editora, Lisboa, 1956. In. 8.º de 91(2) págs. Br.
Observações:Capa de brcohura com ligeiros picos de acidez.Segunda edição.
Preço:15,00€

Referência:1971
Autor:RÉGIO, José
Título:CONFISSÃO DUM HOMEM RELIGIOSO
Descrição:Brasília Editora, Porto, 1971. In. 8.º de 245(5) págs. Br.
Observações:Primeira edição, tratando de um volume póstumo.Capa de João da Câmara Leme.
Preço:23,00€