Banner Vista de Livro

Palavras chave | Key Words

Açores | África | Afrodite | Agricultura | Alemanha | Alentejo | Algarve | América | Anais | Angola | Anti-Clericalismo | Antigo Regime | Antologia | Aramaico | Arqueologia | Arquitectura | Arquitectura Militar | Arquitectura Religiosa | Arte | Arte Monumental | Arte Popular | Arte Portuguesa | Artes Decorativas | Artes Plásticas | Artesanato | Autógrafos | Aveiro | Azurara | Bacalhau | Barrancos | Beira | Bibliofilia | Bibliografia | Biografia | Botânica | Braga | Bragança | Brasil | Cabo Verde | Caça | Calão | Camiliana | Camões | Campo Maior | Canada | Caricaturas | Casa de Bragança | Castelo Branco | Castelo de Vide | Catálogo | Ceilão | Censura | Cerâmica | Cervantes | Ceuta | Chaves | China | Ciências | Ciganos | Cinema | Cister | Coimbra | Colonização | Conto | Contos | Correspondência | Costumes | Cristãos Novos | Crítica | Crónica | Cuba | Culinária | D. Henrique | Dança | Descobrimentos | Descolonização | Diário | Dicionário | Diplomacia | Direito | Ditadura | Douro | Economia | Edição especial | Educação | Educação Sexual | Emigração | Ensaio | Ensino | Epístola | Epistolografia | Ericeira | Erotismo | Escultura | Esoterismo | Espanha | Estado Novo | Estanho | Estoril | Estremoz | Estudos Pessoanos | Etnografia | Europa | Évora | Fauna | Fernando Pessoa | Figueira da Foz | Filologia | Filosofia | Flora | Folclore | Fotografia | França | Fundão | Galiza | Genealogia | Geografia | Gil Vicente | Goa | Grécia | Guerra | Guerra Colonial | Guerra Peninsular | Guiné | Hagiografia | Hebraico | História | História Natural | Humanismo | Idade Média | Igreja | Iluminura | Ilustração | Imprensa | In Memoriam | Índia | Industria | Inglaterra | Inquisição | Invasões Francesas | Islão | Itália | Japão | Jesuítas | Jogo de Cartas | Jornalismo | Judeus | Latim | Leiria | Liberalismo | Linguagem | Linguística | Lisboa | Literatura | Literatura de Cordel | Literatura de Viagens | Literatura Infantil | Literatura portuguesa | Livro | Livros Proibidos | Macau | Maçonaria | Madeira | Malacologia | Mariana Alcoforado | Marinha | Marquês de Pombal | Marrocos | Medicina | medieval | Memórias | Militar | Minho | Misericórdias | Missões | Mitologia | Moçambique | Modernismo | Monarquia | Monarquia Constitucional | Muçulmanos | Música | Música Portuguesa | Neo-Realismo | Novela | Numismática | Ordem Monástica | Oriente | Ourivesaria | Patuleia | Pedagogia | Pesca | Pintura | Piratas | Poesia | Polémica | Polícia | Política | Porto | Portugal | Presença | Primeira Guerra Mundial | Primeiras edições | Propaganda | Prostituição | Publicidade | Queirosiana | Quintentista | Rafael Bordalo Pinheiro | Raro | Regional | Religião | Religiosa Portuguesa | Renascimento | República | Restauração | Revista | Ribatejo | Romance | Romanceiro | Romantismo | S. Tomé e Príncipe | Salazar | Santarém | Sátira | Sebastianismo | Segunda Guerra Mundial | Sermão | Sexualidade | Sociedade | Solares | Surrealismo | Tauromaquia | Tavira | Teatro | Tecnologia Tradicional | Teologia | Termas | Terminologia Militar | Timor | Tipografia | Tiragem Especial | Torres Vedras | Tradução | Trás-os-Montes | Tratado | Turismo | Ultramar | Universidade | Viagens | Viana do Castelo | Vila Nova de Gaia | Vila Real | Vinho | Viseu | Vista Alegre | Zoologia

Módulo background

RIBEIRO, Aquilino

Foram localizados 18 resultados para: RIBEIRO, Aquilino

 

Referência:14024
Autor:RIBEIRO, Aquilino
Título:LUIS DE CAMÕES Fabuloso e Verdadeiro. Vol. I (e II)
Descrição:

Livraria Bertrand, Lisboa, s/d. 2 vols de in-8º de 317-(3) + 340-(4) págs. Br. Cadernos por abrir. Exemplares de uma tiragem especial de 60 exemplares, em papel avergoado, numerados e assinados pelo autor.

Observações:

Importante e estimado ensaio que é uma espécie de romance histórico sobre a vida de Luís de Camões.

Preço:75,00€

Referência:14023
Autor:RIBEIRO, Aquilino
Título:GEOGRAFIA SENTIMENTAL (História, paisagem, folclore)
Descrição:

Livraria Bertrand, Lisboa, s.d.. In-8.º de 362-(2) págs. Br. Cadernos por abrir. De uma tiragem especial, em papel avergoado, de 60 exemplares assinados e numerados pelo autor. POR ABRIR.

Observações:

Obra de Aquilino onde ele traça a sua geografia sentimental pelas terras da Beira Alta. Encerra um capítulo camiliano: "Uma passagem do “Amor de Perdição”.
"O autor desdobra diante dos seus leitores um pedaço do mapa de um dos mais curiosos recantos de Portugal (...) Aquilino conduz, dominando pela sua palavra, todo aquele que o leia (...) um largo friso de apontamentos que ajudam a dar mais relevo a essa região que fica, assiim, na memória do leitor, conhecendo-a, mesmo que nunca a tivesse visitado"
in República, 08/06/1951

Preço:50,00€

Referência:14022
Autor:RIBEIRO, Aquilino
Título:PORTUGUESES DAS SETE PARTIDAS (Viagens, aventureiros, troca-tintas)
Descrição:

Livraria Bertrand, Lisboa, s.d. In-8º de 362-(2) págs.Br. Cadernos por abrir. Exemplar da tiragem especial de 60 exemplares, impressa em papel avergoado, numerados e assinados pelo autor.

 

Observações:

Obra que aborda a vida de  viajantes, aventureiros e troca-tintas portugueses e como o autor refere "tem a pretensão de ser história, história mais ou menos colorida, mais ou menos romanceada, tamisada de datas, de referências, de citações, porque o Mundo não vai para grandes estopadas"

Preço:50,00€

Referência:13785
Autor:RIBEIRO, Aquilino
Título:QUANDO OS LOBOS UIVAM
Descrição:

Editora Anhambi, São Paulo, 1959.In-8º de 262-(2)págs.Br. Capa de Fernando Lemos.

PRIMEIRA EDIÇAO brasileira.

INVULGAR.

Observações:

Primeira edição brasileira deste romance proibido e retirado de circulação pelo regime de Salazar.
Foi o primeiro romance de Aquilino Ribeiro a ser  publicado no Brasil. Como assinala o próprio Casais Monteiro, no seu  prefácio:

"Facto já de si muito significativo,maior valor ganha por constituir como que uma desafronta ao grande escritor, impedido por uma censura inepta de ver a sua obra reeditada em Portugal. Assim, o Brasil, ao mesmo tempo que desagrava moralmente o escritor, assume a posição de legítimo juiz na causa da cultura portuguesa, repudiando a prepotência ditatorial, repondo no seu devido lugar o direito de escritor, a legítima e essencial liberdade de criação."

Como curiosidade, é de notar que na badana , entre várias outras citações, há uma de  António de Oliveira Salazar que diz : "Comece o seu inquérito por Aquilino. É um inimigo do regime. Dir-lhe-á mal de mim, mas não importa: é um grande escritor."

Preço:25,00€

Referência:13784
Autor:RIBEIRO, Aquilino
Título:QUANDO OS LOBOS JULGAM A JUSTIÇA UIVA. Texto integral da Acusação e Defesa no Processo Aquilino Ribeiro.
Descrição:

Editora Liberdade e Cultura, São Paulo, s.d. In-8º de  112 págs. Br. Miolo impecável.

PRIMEIRA EDIÇÃO.

INVULGAR.

Observações:

Obra publicada no Brasil e que encerra a defesa de Aquilino Ribeiro no processo que decorreu durante quase dois anos por causa da apreensão de "Quando os Lobos Uivam" (1958). Este livro foi apreendido em Portugal. Prefácio de Adolfo Casais Monteiro.

Do prefácio:

“O nosso conhecido mêdo de enfrentar a verdade (o mêdo de um povo que para tal foi educado, desde séculos antes de ter sido salazariado), o falso optismo do ‘talvez não seja tanto assim’, que é a reacção dos que ainda querem salvar uma mísera comodidadezinha, pouco acima do nível da fome e paga à fôrça de abdicações morais e espirituais — eis o terreno no qual a ditadura não teve dificuldade em firmar os alicerces do seu monstruoso culto de coisa-nenhuma, o auto-endeusamento da violência que só ama a si mesma. Porque um povo que fecha os olhos de dentro ao que os olhos virados para fora lhe estão mostrando a cada instante, é um povo pronto a abdicar da sua vontade nos altares da tirania (...) Aqui está Aquilino Ribeiro, na idade em que se convencionou que as pessoas só estão boas para a reforma, pondo a heróicamente a nú, nas páginas de Quando os Lobos Uivam, a verdadeira face do Estado Novo, revelando como êle ‘resolve’ os problemas nacionais, como o povo é para a sua máquina implacável um pormenor sem importância — e mostrando como se faz a sua ‘justiça’. E agora, arrastado para o banco dos réus, não cedendo um palmo perante o cêrco dos cães de fila da ditadura, não se deixando abater, e, pelo contrário, forjando novas armas do auto-retrato da sua infâmia que o regime lhe ofereceu para acusá-lo, eis o grande escritor em tôda a juventude do seu espírito e da sua dignidade de homem e de escritor, recusando-se a dormir à sombra dos louros, num exemplo admirável de inabalável firmeza. O contraste entre os ‘raciocínios’ tortuosos de juízes indignos e a nobre clareza da defesa, entre a hipocrisia, o ódio vesgo, a má-fé das ‘razões’ alegadas contra Aquilino Ribeiro, e a sua desassombrada resposta, é um vivo retrato datriste figura do mesquinho mundo, da mentalidade celular do regime perante a figura do Portugal verdadeiro (...)”

Preço:29,00€

Referência:13688
Autor:RIBEIRO, Aquilino
Título:MARIA BENIGNA
Descrição:

Livraria Bertrand, Lisboa, 1933. In-8º de 285-(2) págs. Br. Capas de brochura com alguns picos de acidez.

PRIMEIRA EDIÇÃO.

Observações:

Romance de Aquilino Ribeiro que se distingue dos restantes romances pois é uma narrativa inteiramente composta por cartas e diários. A trama é simples: Maria Benigna, uma senhora lisboeta de vinte e sete anos, burguesa, sofre de tédio e solidão e apaixona-se por Adriano Valadares, um escritor de renome, um pouco mais velho e com fama de conquistador.

Preço:30,00€

Referência:13454
Autor:RIBEIRO, Aquilino
Título:LEAL DA CAMÂRA vida e obra
Descrição:

Livraria Bertrand, Lisboa, 1951. In-4º de 121 pags. Encadernação meia francesa com dizeres a ouro na lombada. Conserva as capas de brochura.Edição cuidada com direcção artística de Abel Manta.Ilustrado ao longo do texto a preto e branco e com 12 reproduções a cores e em extra texto de obras do pintor Leal da Câmara.

PRIMEIRA EDIÇÃO.

Observações:

Biografia e elogio do artista Leal da Camâra escrita por Aquilino Ribeiro que foi seu amigo e admirador.

Leal da Câmara “(...) desertava para a vida de arte e boémia, que tal era o ofício de desenhador e caricaturista na velha Lisboa mole e patriarcal, à qual começava a arrepelar a epiderme cascuda de conformismo a furuncolose política anti-dinástica. (...) Era uma bandeira que aparecia pela primeira vez a defraldar nos ares pátrios um ideal cheio de promessas, um abanão à sornice lusitana.”

 

Preço:50,00€

Referência:13288
Autor:RIBEIRO, Aquilino
Título:VIA SINUOSA
Descrição:

Livrarias Aillaud e Bertrand, Paris – Lisboa, 1919. In-8º de VI-337-(4) págs. Encadernação em sintético vermelho com dizeres dourados nas pastas e na lombada. Sem capas de brochura. Valorizado pela dedicatória autógrafa ao poeta José Osório de Oliveira.

Observações:

Primeiro romance publicado por Aquilino Ribeiro e que  juntamente com Lápides Partidas e Sob o Pendão Bárbaro (esta nunca veio a ser publicada) viria a constituir, uma trilogia baseada no percurso biográfico do autor.

Preço:23,00€

Referência:12662
Autor:RIBEIRO, Aquilino
Título:O GALANTE SÉCULO XVIIITextos do Cavaleiro de Oliveira
Descrição:

Livraria Bertrand, Lisboa. S. d. . in-8º de XXIV-302 págs. Br. Assinatura de posse no frontispício.
 

Terceira Edição.

Observações:


Tradução de um conjunto de crónicas de costumes publicadas pelo autor em francês com o titulo "Amusement Périodique"  onde faz uma crítica acérrima da religião e dos costumes vigentes no  século XVIII. A tradução é antecedida por um extenso e exaustivo prefácio de Aquilino Ribeiro.

Preço:28,00€

Referência:10164
Autor:RIBEIRO, Aquilino
Título:MARIA BENIGNA (Romance)
Descrição:Livraria Bertrand, Lisboa, 1933. In-8º de 285 págs. Br.
PRIMEIRA EDIÇÃO
Observações:Romance epistolar sobre a ausência amorosa
Preço:25,00€

Referência:10163
Autor:RIBEIRO, Aquilino
Título:CONSTANTINO DE BRAGANÇA VII VIZO-REI DA ÍNDIA
Descrição:Portugália Editora, Lisboa, 1947 (?). In. 8.º de 389-(7) págs. Br. Lombada com ligeiras faltas de papel. Ilustrado ao longo do texto.
Primeira edição.
Observações:Biografia ficcionada sobrea vida de D.Constantino de Bragança (1528-1575), 20º governador da Índia e o sétimo com o título de vice-rei.

Francisco Barreto já ultrapassara o triénio no governo da Índia, pelo que trataram de nomear sucessor. Três anos era o período regulamentar daquele consulado, com semelhante limitação tendo o Trono em vista ir satisfazendo a uns e outros dos áulicos em que medrava a cobiça de festoar o nome com honras e proveitos de tão grande alçada. Convinha, por outra, ao poder central que o cargo fosse comedidamente transitório, advertido por experiência dos desvarios funestos de que é capaz a vontade dos homens correndo absoluta por muitos tempo. Mas o motivo principal do revezamento estava acima de tudo na concorrência ao posto.
Preço:34,00€

Referência:7643
Autor:RIBEIRO, Aquilino
Título:QUANDO AO GAVIÃO CAI A PENA - Contos
Descrição:Livraria Bertrand, Lisboa, s/d. In-8.º de 281(2) págs. Br.
Observações:Quando ao Gavião Cai a Pena espelha bem esta faceta desasombrada da personalidade do autor. Nas seis novelas que constituem o livro perpassa, no seu estilo e na sua maneira, um forte sopro de vida, em permanente luta contra todos os convencionalismos e barreiras..
Preço:13,00€

Referência:7641
Autor:RIBEIRO, Aquilino
Título:ALDEIA - Terra, Gente e Bichos
Descrição:Livraria Bertrand, Lisboa, s/d. In-8.º de 350 págs. Br.
Capas de brochura com picos de humidade.
Observações:Segunda edição.

Aquilino Gomes Ribeiro (Tabosa do Carregal, 13 de Setembro de 1885 — Lisboa, 27 de Maio de 1963) foi um escritor português. Considerado por alguns como um dos romancistas mais fecundos da primeira metade do século XX. Inicia a sua obra em 1907 com o folhetim "A Filha do Jardineiro" e depois 1913 com os contos de Jardim das Tormentas e com o romance A Via Sinuosa, 1918, e mantém a qualidade literária na maioria dos seus textos, publicados com regularidade e êxito junto do público e da crítica.
Preço:15,00€

Referência:1096
Autor:RIBEIRO, Aquilino
Título:CAMINHOS ERRADOS. Novelas.
Descrição:Livraria Bertrand, Lisboa, S.d. In-8º de 354 (1) págs. Br.
Observações:Segunda edição.
Preço:10,00€