Banner Vista de Livro
 Aplicar filtros
Temas 
Palavras Chave 
Módulo background

ROSA, António Ramos

Foram localizados8 resultados para: ROSA, António Ramos

 

Referência:14088
Autor:ROSA, António Ramos
Título:ESTOU VIVO E ESCREVO SOL
Descrição:

Editora Ulisseia, Lisboa, 1966. In-8.º de 88-(6) págs. Br. Orientação gráfica de Espiga Pinto. Sobrecapa em papel de alcatrão. Integrado na "Colecção Poesia e Ensaio". Encerra uma dedicatória autógrafa.

PRIMEIRA EDIÇÃO.

INVULGAR.

 

Observações:

Eu escrevo versos ao meio-dia
e a morte ao sol é uma cabeleira
que passa em fios frescos sobre a minha cara de vivo
Estou vivo e escrevo sol

Se as minhas lágrimas e os meus dentes cantam
no vazio fresco
é porque aboli todas as mentiras
e não sou mais que este momento puro
a coincidência perfeita
no acto de escrever e sol

A vertigem única da verdade em riste
a nulidade de todas as próximas paragens
navego para o cimo
tombo na claridade simples
e os objectos atiram suas faces
e na minha língua o sol trepida

Melhor que beber vinho é mais claro
ser no olhar o próprio olhar
a maravilha é este espaço aberto
a rua
um grito
a grande toalha do silêncio verde.

Preço:60,00€

Referência:11078
Autor:ROSA, António Ramos
Título:NOMES DE NINGUÉM
Descrição:Editorial escritor, Lisboa. 1997.In-8º de 101-(9) págs. Br.Capa ilustrada com um painel de azulejos de Luís Filipe de Abreu.
Observações:(...)
Esta casa não seria a minha casa
se não fosse a tua branca arquitectura
e o teu hálito límpido que me guarda
nas suas tranquilas coordenadas.
Por ti o horizonte está em casa
e nele eu vi contigo a ondulada
permanência da alma iluminada.
Preço:18,00€

Referência:10836
Autor:ROSA, António Ramos
Título:A PEDRA NUA
Descrição:Moraes Editores, Lisboa, 1972. In-8.º de 58-(6) págs. Br. Um dos poucos livros do autor, integrado na prestigiada colecção “Círculo de Poesia”. Ostenta uma expressiva dedicatória autógrafa.
Com sublinhados e interessantes apontamentyos a lápis.Primeira edição.
Observações:NUMA FRONTE AUSENTE

Terra e noite,
as mãos escavam.
Insistem e desfazem-se
numa fronte ausente.

Na cabeça subsistem
algumas palavras inúteis.

A mão devagar traça
— vai traçar —
uma rede de sinais de que dependo.
A luz descobre o corpo.

Algumas palavras a mais desaparecem.
Neste instante
a pedra é nua.
Preço:50,00€

Referência:10295
Autor:ROSA, António Ramos
Título:A NUVEM SOBRE A PÁGINA
Descrição:Publicações Dom Quixote, Lisboa, 1948. In-8º de 80-(3) págs. Br.
Primeira edição.
Observações:O momento de

Talvez seja o momento de.
Mesmo sem esperança. E ele escreve:
nenhum impulso para ti
neste espaço deserto.

Ele perscruta entre as pedras e as sombras.
Nada vê. Ignora. 0lha.
Que traços são estes,
qual a origem destas palavras nulas?

Ele escreve. O seu desejo é o desejo
de tornar habitável o deserto.
Preço:20,00€