Banner Vista de Livro
 Aplicar filtros
Livros do mês: Novembro 2020
Temas 
Palavras Chave 
Módulo background

ROSA, António Ramos

Foram localizados15 resultados para: ROSA, António Ramos

 

Referência:14585
Autor:ROSA, António Ramos
Título:HORIZONTE IMEDIATO
Descrição:

Publicações Dom Quixote, Lisboa, 1974. In-8º de 123-(3) págs. Brochado. Exemplar em bom estado, capa de brochura posterior com pequena falha de papel.

Primeira e única edição desta Antologia integrada na reconhecida colecção Poesia Século XX.

Observações:

Da capa posterior:
"... A escolha dos poemas incluídos neste volume foi feita pelo próprio António Ramos Rosa a partir de todos os seus livros até agora ublicados. O critério de selecção que o autor utilizou foi o de procurar destacar uma das linhas de força da sua obra; uma linha de força que estando presente em toda a sua produção aparece, no entanto, mais nítida nos poemas reunidos em Horizonte Imediato. O critério de selecção adoptado transforma aliás, esta antologia num livro novo, mesmo para aqueles que já conhecem algumas das composições nele incluídas..."

Preço:25,00€

Referência:14580
Autor:ROSA, António Ramos
Título:A NUVEM SOBRE A PÁGINA
Descrição:

Publicações Dom Quixote, Lisboa, 1978. In-8º de 80-(3) págs. Brochado. Exemplar em bom estado, capa de brochura com ocasionais picos de humidade, muito desvanecidas.

Primeira edição  integrada na reconhecida colecção Poesia Século XX.

Observações:
Preço:28,00€

Referência:14577
Autor:ROSA, António Ramos
Título:MEDIADORAS
Descrição:

Ulmeiro, Lisboa, 1985. In-8º de 68-(3) págs. Brochado. Exemplar em excelente estado.

Primeira edição.

Observações:

Primeira edição.

Preço:18,00€

Referência:14576
Autor:ROSA, António Ramos
Título:PÁTRIA SOBERANA seguido de NOVA FICÇÃO. Posfácio de Gastão Cruz.
Descrição:

Edições Quasi, V. N. de Famalicão, 2001. In-8º de 48-(9) págs. Brochado. Exemplar como novo.

Observações:

Pátria Soberana , aqui em 2ª edição, é um longo poema dividido em 22 quadros ou andamentos, onde o eu poeta, mais do que cantar o seu amor pela pátria, procura vivificar a fantasia para alcançar a substância que a inventa, que a constrói. Mereceu o Prémio Literário de Sintra - Ruy Belo em 2001.

"... A palavra «pátria» ganha neste livro uma ressonância simbólica especial - poderíamos pensar num conceito como o de «terra» em Heidegger - na medida em que assume um sentido existencial que oscila entre a nossa consciência e um espaço trans-histórico. É neste sentido que se orienta a abordagem crítica de Gastão Cruz, a qual aparece como posfácio do livro ...".
 

Preço:10,00€

Referência:14555
Autor:ROSA, António Ramos
Título:POESIA, LIBERDADE LIVRE
Descrição:

Livraria Moraes Editora. Lisboa. 1962. In-8º de 247-(7) págs. Brochado. Ligeira acidez generalizada dada a qualidade do papel.

Observações:

Englobada na colecção Colecção O Tempo e o Modo. Dos primeiros trabalhos ensaísticos de Ramos Rosa, cuja atitude crítica que permantemente se exercitou sobre a sua própria palavra como sobre a palavra alheia fazendo do autor um dos mais esclarecidos críticos portugueses do seu tempo.

Preço:25,00€

Referência:11078
Autor:ROSA, António Ramos
Título:NOMES DE NINGUÉM
Descrição:Editorial escritor, Lisboa. 1997.In-8º de 101-(9) págs. Br.Capa ilustrada com um painel de azulejos de Luís Filipe de Abreu.
Observações:(...)
Esta casa não seria a minha casa
se não fosse a tua branca arquitectura
e o teu hálito límpido que me guarda
nas suas tranquilas coordenadas.
Por ti o horizonte está em casa
e nele eu vi contigo a ondulada
permanência da alma iluminada.
Preço:18,00€

Referência:10836
Autor:ROSA, António Ramos
Título:A PEDRA NUA
Descrição:Moraes Editores, Lisboa, 1972. In-8.º de 58-(6) págs. Br. Um dos poucos livros do autor, integrado na prestigiada colecção “Círculo de Poesia”. Ostenta uma expressiva dedicatória autógrafa.
Com sublinhados e interessantes apontamentyos a lápis.Primeira edição.
Observações:NUMA FRONTE AUSENTE

Terra e noite,
as mãos escavam.
Insistem e desfazem-se
numa fronte ausente.

Na cabeça subsistem
algumas palavras inúteis.

A mão devagar traça
— vai traçar —
uma rede de sinais de que dependo.
A luz descobre o corpo.

Algumas palavras a mais desaparecem.
Neste instante
a pedra é nua.
Preço:50,00€

Referência:10295
Autor:ROSA, António Ramos
Título:A NUVEM SOBRE A PÁGINA
Descrição:Publicações Dom Quixote, Lisboa, 1948. In-8º de 80-(3) págs. Br.
Primeira edição.
Observações:O momento de

Talvez seja o momento de.
Mesmo sem esperança. E ele escreve:
nenhum impulso para ti
neste espaço deserto.

Ele perscruta entre as pedras e as sombras.
Nada vê. Ignora. 0lha.
Que traços são estes,
qual a origem destas palavras nulas?

Ele escreve. O seu desejo é o desejo
de tornar habitável o deserto.
Preço:20,00€