Banner Vista de Livro
 Aplicar filtros
Livros do mês: Julho 2019
Temas 
Palavras Chave 
Módulo background

SANTOS,A. C. Valdez Thomaz dos

Foram localizados2 resultados para: SANTOS,A. C. Valdez Thomaz dos

 

Referência:11283
Autor:SANTOS,A. C. Valdez Thomaz dos
Título:ANGOLA CORAÇÃO DO IMPÉRIO
Descrição:Agência Geral das Colónias, Lisboa, 1945. In-8º de 266-(6) págs. Br. Ilustrado com fotografia em extra-texto.
Observações:O Autor, defensor da colonização portuguesa em Angola, acreditando num futuro promissor da comunidade euro-africana na Colónia.
"Em Angola «branco» e «europeu» não são termos sinónimos. A população branca da colónia engloba tão avultado número de euro-africanos que, nas regiões do Sul, os europeus encontram-se em acentuada minoria perante os indivíduos de raça branca naturais da Colónia" (...) "Da variedade de origens resulta uma vincada diferenciação de caracteres dos africanos de raça branca. Une-os um comum amor pela sua terra angolana (...). Juntamente com um reduzido número de colonos que embarcaram para África nos primeiros anos deste século, formam a verdadeira gente de Angola. Aquela entre a qual devem procurar-se as rudimentares e hesitantes afirmações de uma mentalidade branca enquadrada nos vastos horizontes africanos". (...) O sentimento dos euro-africanos do Sul, que há três ou quatro gerações são angolanos, é primordialmente por Angola. O amor pela metrópole não conta muito nos seus corações." "Uma nova raça branca africana, dotada de maravilhosas qualidades, entra na história. Mas uma mutação de tal envergadura, a par do sereno orgulho que provocará no coração da lusitanidade, deve dar origem a uma revisão de alguns dos promcípios de governamentação hoje em vigor porque a concessão aos euro-africanos de um maior quinhão nos encargos da administração da sua terra natal se transformará em necessidade".
Preço:19,00€

Referência:10946
Autor:SANTOS,A. C. Valdez Thomaz dos
Título:ANGOLA - CORAÇÃO DO IMPÉRIO
Descrição:Agência Geral das Colónias, Lisboa, 1945. In-4º de 265 págs. Br.
Observações:Obra de um defensor da colonização portuguesa em Angola,que acreditanum futuro promissor da comunidade euro-africana na Colónia.

"Em Angola «branco» e «europeu» não são termos sinónimos. A população branca da colónia engloba tão avultado número de euro-africanos que, nas regiões do Sul, os europeus encontram-se em acentuada minoria perante os indivíduos de raça branca naturais da Colónia" (...) "Da variedade de origens resulta uma vincada diferenciação de caracteres dos africanos de raça branca. Une-os um comum amor pela sua terra angolana (...). Juntamente com um reduzido número de colonos que embarcaram para África nos primeiros anos deste século, formam a verdadeira gente de Angola. Aquela entre a qual devem procurar-se as rudimentares e hesitantes afirmações de uma mentalidade branca enquadrada nos vastos horizontes africanos". (,,,) O sentimento dos euro-africanos do Sul, que há três ou quatro gerações são angolanos, é primordialmente por Angola. O amor pela metrópole não conta muito nos seus corações.""Uma nova raça branca africana, dotada de maravilhosas qualidades, entra na história. Mas uma mutação de tal envergadura, a par do sereno orgulho que provocará no coração da lusitanidade, deve dar origem a uma revisão de alguns dos promcípios de governamentação hoje em vigor porque a concessão aos euro-africanos de um maior quinhão nos encargos da administração da sua terra natal se transformará em necessidade".
Preço:25,00€