Livro
 Aplicar filtros
Livros do mês: Julho 2019
Temas 
Palavras Chave 
Módulo background

PORQUE PERDEMOS A GUERRA

em Ultramar & Brasiliana - HISTÓRIA

Referência:
14208

Autor:
CRESPO, Manuel Pereira

Palavras chave:
Angola | Guerra Colonial

Ano de Edição:
1977

20,00€


Adicionar Sugerir

Título:
PORQUE PERDEMOS A GUERRA
Descrição:

Ed. Abril, Lisboa, 1977. In-8º de 168-(4) págs. Brochado. Rúbrica de posse no anterosto. Ocasionais sublinhados a láis, muito ao de leve. Miolo impecável, quase novo.
INVULGAR

Observações:

Na nota de Abertura

“ ... Em 1961, quando, em Angola, grupos armados puseram em causa a soberania portuguesa, tivemos de responder com uma guerra defensiva que, depois, se estendeu à Guiné e a Moçambique. Essa guerra não resultou do capricho de um chefe político, da ideologia de um regime ou de uma opção baseada em discutível análise de conjuntura. Obedeceu a uma constante da nossa História, que sempre nos conduziu a pegar em armas para defender os territórios de além-mar. (...) Pelas consequências futuras e pelos resultados imediatos, a derrota que sofremos foi das mais desastrosas da nossa História ...”.

Importante para o entendimento da guerra do ultramar e das posições do antigo regime, através da versão do autor que viveu enquanto militar os momentos de guerra. Esta obra foi editada e publicada escassos anos após a revolução de 25 de Abril de 1974 que abriu portas à independência das ex-colónias africanas e, consequentemente, à tomada de poder pelos antigos movimentos guerrilheiros que combateram Portugal de armas na mão, MPLA, PAIGC e FRELIMO, respectivamente em Angola, Guiné-Bissau e Moçambique.

O autor foi militar e intelectual com obra na cartografia da Guiné. Foi depois Ministro da Marinha no governo de Marcelo Caetano de 1968 a 1970, sendo a sua versão uma voz autorizada sobre os assuntos abordadas.

Obras relacionadas:

Voltar