Banner Vista de Livro
 Aplicar filtros
Livros do mês: Fevereiro 2020
Temas 
Palavras Chave 
Módulo background
Seleccione o mês a visualizar:

Livros do mês: Janeiro 2020

Foram localizados 51 resultados para: Janeiro 2020

 

Referência:14320
Autor:MELO E CASTRO, E. M. de
Título:FINITOS MAIS FINITOS -FICÇÃO/FICÇÕES
Descrição:

Hugin Editores Lda., Lisboa, 1996. In. 4.º de 127 págs. Br. Capa de brochura ilustrada.

Observações:

Deste livro diz o autor: "...representa um corte transversal na minha actividade criativa diária mostrando que para mim não há diferença entre a escrita de poemas, de ensaios, de contos e a produção de poemas visuais no computador. O processo da escrita é em/muitos, tal como as vivências de que esse processo é uma emanação virtual. Por isso este livro é talvez aquele que neste momento melhor me traduz e representa."

Preço:28,00€

Referência:14319
Autor:MELO E CASTRO, E. M. de
Título:CÍRCULOS AFINS
Descrição:

Assírio & Alvim, Lisboa, 1977. In-8.º de 213 págs. Br. Livro integrado na colecção "Cadernos peninsulares".

Observações:

Com um texto preliminar de Ana Hatherly intitulado "Melo e Castro: a experiência crítica da poesia"

"É-me impossível discursar. Os círculos, se rodam, são violentos e as palavras só dizem se violadas. Existe uma afinidade entre o que se vê e o que se não vê. Por detrás da superfície das imagens visíveis outras sucessivas imagens nos dão a substância das coisas. Os olhos reconhecem. Assim, em círculos afins se desenvolve a busca do real e em níveis sucessivos incoincidentes a espiral dialéctica da linguagem encontra as materializações que se dizem nos textos. Textos possíveis. Sinais de transgressão. Afins do real. Acusadores e silenciosos. O ruído da cristalização antiestática de um homem/homens."

Preço:18,00€

Referência:14317
Autor:MELO E CASTRO, E. M. de
Título:QUEDA LIVRE
Descrição:

Livraria Nacional, Covilhã, 1961. In-8.º de 64-(2) págs. Br. Obra invulgar e inserida na apreciada colecção "Pedras Brancas". Capa e desenho impresso em folha desdobrável à parte, da autoria de Manuel Batista.

Observações:

 

sento-me nestas cadeiras que limitam
quatro paredes brancas
onde me quebro as noites

terra de geometria

alicerce de pó
que nos mantém a vida

casa forma passiva de ser móvel

horizonte de braços

telhado

que deixa o sol entrar
e a chuva fugir

 

Preço:40,00€

Referência:14312
Autor:MIRANDA, José da Costa
Título:NOTAS PARA UM ESTUDO SOBRE O TEATRO DE MOLIÈRE EM PORTUGAL (século XVIII)
Descrição:

Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa, 1973. In-4º de 172 págs. Br. Profusamente ilustrado com fac-símiles das obras traduzidas de Molière. Valorizado pela dedicatória autógrafa.

Observações:

Estudo muito interessante sobre as traduções e encenações das obras de Molière durante o século XVIII, em Portugal.

Preço:20,00€

Referência:14310
Autor:NAMORA, Fernando
Título:A NOITE E A MADRUGADA. Romace
Descrição:

Editorial “Inquérito” Limitada. Lisboa. (1950). In-8º de 252-(1) págs. Brochado. Pequena falha de papel no pé da lombada. Miolo em muito bom estado de conservação. Capa da brochura ilustrada com um belo desenho a cores de Manuel Ribeiro de Pavia.

PRIMEIRA EDIÇÃO. INVULGAR.

Observações:

A Noite e a Madrugada , escrito em 1948 mas só publicado em 1950, foi o romance de maior sucesso de Fernando Namora. Nele, o autor conta-nos a vivência das gentes raianas, da fronteira beirã de Portugal e Espanha, lado a lado com o mundo ilegal do contrabando. O realismo das descrições levam-nos a simpatizar com os personagens, que embora foras da lei, são retratados como sobreviventes de uma realidade dura.

Preço:35,00€

Referência:14309
Autor:NAMORA, Fernando
Título:FOGO NA NOITE ESCURA
Descrição:

Coimbra Editora, Coimbra, 1943, In-8º de 328-(3)págs. Br. Primeiro volume da colecção "Novos Prosadores".
 Exemplar com sinais de manuseamento, capa com ligeiras manchas. Papel com acidez marginal, própria da sua qualidade.

 

PRIMEIRA EDIÇÃO

Observações:

Romance neo-realista sobre a juventude universitária.

Da nota dos editores: "... Quem, levado pela mão do romancista às Repúblicas, às pensões, à Associação Académica, às aulas, aos cafés, aos jardins de Coimbra - estiver à espera da laracha académica, da anedota pícara, das partidas - desiluda-se. Meia dúzia de personagens, que se apresentam como símbolos, vivem aqui os seus dramas, a sua mocidade atormentada..."

Preço:60,00€

Referência:14307
Autor:NAMORA, Fernando
Título:AS SETE PARTIDAS DO MUNDO. Romance
Descrição:

"Portugália". Coimbra. 1938. In-8º de 255-(9) págs. Brochado. Exemplar em excelente estado de conservação, apontando apenas ligeiro e insignificantes defeitos de manuseamento nas capas de brochura com pequeníssimos cortes marginais, dadas as dimensões superiores relativamente ao miolo.
PRIMEIRA EDIÇÃO DO PRIMEIRO ROMANCE de Namora. Capa de brochura com uma xilogravura de Riberto Araújo.

Observações:

"... Este livro pretende ser um romance de adolescentes e é um trabalho de adolescente: escrito dos 17 aos 19 anos. Como tal, pecando pela inexperiência de quem o escreveu, projectava-se publica-lo muito mais tarde, quando a experiência permitisse melhora-lo. Porém, considerando que, para um trabalho desta índole, seja preferível deixa-lo na sua pureza, resolveu-se publica-lo agora...". O diário romanesco de um adolescente amadurecido e extremamente crítico. Das primeiras recordações da infância aos anos do curso liceal: os primeiros deslumbramentos, os primeiros amores, os primeiros choques sociais.

Primeira edição do primeiro romance publicado pelo autor que é uma figura de primeiro plano do neo-realismo português, em que inaugurou duas colecções emblemáticas para a história da literatura portuguesa - Novo Cancioneiro e Novos Prosadores. Este seu romance, assim como o liro de poemas publicado no mesmo ano- Relevos, procura desde logo um ponto de ruptura com o presencismo. Na sua obra levanta uma das mais “detalhadas e impiedosas análises da vivência portuguesa”, quer do ambiente rural, quer do ambiente da grande urbe.

Preço:80,00€

Referência:14306
Autor:CASTRO, João Osório de
Título:O BAILE DOS MERCADORES
Descrição:

Cosmos, Lisboa, 1964. In-8º oblongo com  X-165-(19) págs. Encadernação editorial. Profusamente ilustrado ao longo do texto e em extra-texto com ilustrações  de Luís Osório. Encerra também as pautas de música da autoria de Luís Sande Freire.

 

 

Observações:

Curiosa farsa em 7 quadros escrita por João Osório de Castro recheada de humor e fantasia.

Preço:18,00€

Referência:14303
Autor:RAMOS, Mário Paredes
Título:ARQUIVO HISTÓRICO DE GOIS (antigo Goes). Revista de História, Etnografia e Regionalismo do concelho de Gois.
Descrição:

Gois. 1956 a 1971. In-8º de 12 fascículos (do n.º 1 ao n.º 12). Br. Em bom estado de conservação com alguns cadernos por abrir. Profusamente ilustrada ao longo do texto.

Observações:

Importante colecção, difícil de reunir, dada a sua extensão editorial no tempo, desta curiosa e bem documentada obra monográfica, ao lonfo de mais de 550 páginas, abarcando assuntos relacionados com História, Arqueologia, Associativismo, Genealogia, etc ... que contou com a importante colaboração de Mário Ramos, J. Castro Nunes, Armando Simões, Joaquim Poiares.

Preço:75,00€

Referência:14302
Autor:TEIXEIRA, Irene Avilez
Título:TRANCOSO TERRA DE SONHO E MARAVILHA
Descrição:

Tipografia Lousanense, Trancoso, 1982. In-8º de 455 págs. Brochado. Ilustrado ao longo do texto. Valorizado por uma dedicatória autógrafa.

Observações:

Monografia muito interessante e muito desenvolvida sobre Trancoso, de elevado interesse regional.

“No coração da provincia da Beira Alta,ou melhor diriamos, da Beira Serra, fica situada em figura orbicular e esférica, nobre, plana, alegre, espaçosa, fresca e saudável campina, a << mui nobre, famosa e especiosa Vila de Trancoso>> cuja fundação se perde na noite dos tempos.
Considerada a Senhora das Alturas, sorri no coração da Beira, como rainha ajoelhada aos pés do seu passado glorioso.
Nasce-lhe a poente o rio Távora, afluente do Douro; é divisória de águas para os rios Douro e Mondego, e fica situada num planalto dos mais pitorescos e encantadores da Beira, a 898 metros de altitude.
A seus pés desenrola-se um vastissimo panorama, podendo os nossos olhos admirar deslumbrados, partindo de poente para o norte, as serras de almansor, Padrela, Moncorvo e, mas ao longe, a Marofa, e já por Espanha adentro avistamos, lá longe a Mezeta Ibérica, limitada ao fundo pelas serras da Gata, Gredos, Guadarrama e Montes Ibéricos.
Voltando para Sul divisamos, fechando o horizonte, a nossa serra da Esrela, a Mãe da Beira, o coração de Portugal”

Preço:24,00€

Referência:14301
Autor:CORREIA, Lopes
Título:NOTÍCIAS DE TRANCOSO
Descrição:

Câmara Municipal, Trancoso, 1986. In-8º de 285-(2) págs. Br. Ilustrado ao longo do texto. Capa de brochura com ligeira mancha, não afectando o miolo. Este muito limpo e fresco

Observações:

Monografia muito interesssante sobre a cidade de Trancoso escrita por um escritor, investigador e historiador que muitp contribuiu para o estudo e divulgação de Trancoso.

Preço:15,00€

Referência:14298
Autor:FONSECA, Branquinho da
Título:A POSIÇÃO DE GUERRA drama em um acto
Descrição:

Composto e impresso na Tipografia da “Atlântida”, Coimbra, 1931. In-4.º de 15-(1) págs. Br. Capa da brochura impressa a duas cores, com o aspecto modernista que a revista «Presença» imprimia em todas as suas publicações. Ilustrado com um desenho de José Régio, impresso em página inteira. Ligeiro e insignificante restauro na capa de brochura posterior

RARO.

PRIMEIRA EDIÇÃO.

Observações:

Primeira incursão na escrita dramática de Branquinho da Fonseca que é não só uma das mais raras e representativas peças do seu Teatro, como  também uma das apreciadas edições «Presença», revista de que o autor foi fundador e director.

 

Preço:150,00€

Referência:14297
Autor:TEIXEIRA, Fausto Guedes
Título:O MEU LIVRO: Livro d’Amor, Mocidade Perdida, Saudades do Coração, Esperança Nossa, Carta a um Poeta, Alma Triste, 1898 a 1906.
Descrição:

Antiga Casa Bertrand - José Bastos, Lisboa, 1908. In-8º de (10)-336-(1) págs. Encadernação coeva meia franceda em pele castanha com sóbria e simples decoração dourada na lombada, sobre os nervos. Encerra o retrato do poeta elaborado por Columbano. Apenas aparado à cabeça. Conserva capas de brochura e parte dos cadernos por abrir.

Observações:

Poeta absolutamente singular, o seu trabalho não tem comparação, a originalidade de Fausto Guedes Teixeira consiste sobretudo no obstinado afastamento do poeta em relação a correntes literárias das novas escolas que sucessivamente dominaram o panorama poético, como o parnasianismo, o naturalismo, o simbolismo, o modernismo, mantém-se fiel a um "neo-romantismo serôdio", que o popularizou. Os primeiros trabalhos poéticos de Fausto Guedes Teixeira foram escritos em 1889, tinha ele apenas 18 anos, e publicados no quinzenário juvenil Miniaturas, de Lamego. O seu primeiro livro saiu em 1892 com o título "Náufragos" sobre Glosava um trágico naufrágio ocorrido na Póvoa de Varzim, constituído por um único poema, escrito em alexandrinos, onde é possível perceber a influência de Junqueiro e Victor Hugo. Outras publicações poéticas se seguiram, Livro d’Amor em 1894, Mocidade perdida, em 1886 e reeditado em 1926, Boa viagem de 1898, Esperança nossa em 1899, Carta a um poeta de 1899, Saudades do coração de 1902, Alma triste de 1903, O meu livro de 1908, Maria de 1918 e Sonetos de amor em 1922. Os últimos anos de sua vida dedicou-os a uma criteriosa revisão para editar dois volumes de O meu livro dois volumes, de 1941 e 1942, respectivamente, edição definitiva e póstuma das obras completas, pela Edições Marânus, do Porto.

Preço:40,00€

Referência:14296
Autor:GALVÃO, Manuel de Bettencourt e
Título:O DUQUE DE BRAGANÇA
Descrição:

Edições Gama, Lisboa, 1945. In-8.º de 169-(2) págs. Br. Cadernos por abrir.

Observações:

Biografia daquele que António Sardinha afirmou ser "Depositário da legitimidade histórica pela aceitação das leis fundamentais do Reino, só o Sr. D. Duarte, pode, em verdade, vir a ser Rei de Portugal e dos portugueses. Rei de Portugal pelo direito dinástico; Rei do portugueses, porque só êle se encontra em condições de realizar a unidade nacional."

Preço:17,00€

Referência:14295
Autor:TAROUCA, Carlos da Silva
Título:CRÓNICA DE D. DINIS
Descrição:

Instituto de Estudos Históricos Dr. António de Vasconcelos/Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, Coimbra, 1947. In-8º de 249-(10)págs. lustrado em extra-texto com algumas páginas fac-similadas do manuscrito original.

Observações:

Edição do texto inédito do Cód. Cadaval 965 organizada por Carlos da Silva Tarouca. Contém transcrição diplomática do manuscrito e um extenso estudo crítico com a comparação das fontes da crónica medieval cujos originais desapareceram sobre as adaptações de Rui de Pina, os trechos tirados da sua Crónica foram colocados nas notas de fundo de página desta edição da obra do «predecessor» do cronista e provam pelo menos que Rui de Pina depende da Crónica preexistente (contida no códice Cadaval 965).

Preço:40,00€

Referência:14293
Autor:QUEIRÓS, Francisco Fortunato
Título:D. PEDRO V E OS NEGÓCIOS MILITARES
Descrição:

Porto, 1973. In-8º de LXI-(6)-159 págs. Brochado. Ostenta uma dedicatória autógrafa na página de rosto.

Observações:

Transcreve 44 páginas de cartas de D. Pedro V ao Duque da Terceira, em apendice o manuscrito de D. Pedro sobre a reforma de Secretaria da Guerra e o ofício do Visconde d'Alte ao Duque da Terceira a que se refere a carta de 26 de Janeiro de 1860.

Preço:25,00€

Referência:14289
Autor:SENA, Jorge de
Título:SEQUÊNCIAS
Descrição:

Moraes Editora, Lisboa, 1980. In-8º de 119-(15) págs. Br. Integrado na colecção "Círculo de Poesia".

1.ª Edição.

Observações:

Livro póstumo do poeta que à excepção de três poemas, se encontrava inédito. É um repositório de sarcasmo e ironia onde encontramos traços da visão atenta ao que o rodeava.

MARIDO E MULHER

Sofriam terrivelmente. Porque
o comboio dele chegava
quando o dela partia.
Compraram um manual na livraria,
mandaram vir pelo correio uma almofada especial
(cujo atraente anúncio recebiam quase todos os
dias pelo correio) leram com cuidado as instruções,
estudaram com aplicação os esquemas do livro,v e, quando se ensaiavam,
na discreta penumbra do quarto respectivo,
a sogra — que embirrava com ele —
abriu de repente a porta,
deu um grito, correu
ao telefone e chamou a polícia,
A polícia veio, levou-o. Foi julgado
e condenado a dois anos de tratamento num
instituto psiquiátrico
por atentar, vicioso,
contra a virtude da esposa.

Preço:20,00€

Referência:14288
Autor:P. Hipólito Martinez, O. S. A.
Título:SÃO GONÇALO DE LAGOS
Descrição:

Editorial A. O., Braga, 1992. In-8.º de 91 págs. Br.

Observações:

Livro ilustrado ao longo do texto em torno da vida de São Gonçalo reproduzindo cenas em paineis de azulejos. Encerra capítulos biográficos, históricos e histórico-artísticos, assim como a sua relação com outros padroeiros de localidades distintas nacionais (São Lourenço da Lourinhã, Graça em Lisboa, Santarém e Torres Vedras).

Preço:10,00€

Referência:14286
Autor:DUARTE, Afonso
Título:OBRA POÉTICA
Descrição:

Guuimarães Editores, Lisboa, 1957. In-8º de 237-I págs. Brochado.

Observações:

Encerra no final da obra uma tábua biobibliográfica de elevado interesse.

Preço:20,00€

Referência:14285
Autor:BRUN, André
Título:SOLDADOS DE PORTUGAL - A legião portugueza - A guerra peninsular
Descrição:

Guimarães Editores, Lisboa, 1915. In-8.º de 171-(5) págs. Encadrnação moderna em skivertex vermelho, preservando a capa de brochura anterior. Rubrica de posse no frontspício. Aparado. Apesar dos defeitos apontados, o exemplar apresenta-se muito limpo e fresco.
Exemplar da PRIMEIRA EDIÇÃO, primeiro milhar

Observações:

No prefácio:

"...  Escrita para ser lida principalmente por aqueles, que como soldados tivérem de combater pela Pátria, dei a esta narrativa uma forma comesinha e pu-la na boca de um soldado mais culto, contando a camaradas seus uma epopeia de glorias e de sacrifícios. A grandesa dos factos relatados fará esquecer a simplicidade da sua apresnetação. QUando se contam histórias, é natural que se lhes acrescente ao inetresse o relevo da forma de narrar. QUando se conta a História - a História traçada pelas armas dos nossos soldados - ela não carece de atavíos literários..."

Preço:20,00€

Referência:14283
Autor:MELIM, Fernando
Título:REQUIEM PARA OS HERÓIS
Descrição:

Edição do autor, Viana do Castelo, 1972. In-8º de 349 págs. Br. Profusamente ilustrado em extra-texto.

INVULGAR.

Observações:

Livro de memórias muito interessante dedicado aos Paraquedistas que combateram em Moçambique  durante a guerra colonial.

 

Preço:27,00€

Referência:14282
Autor:LUIZ, Pepe
Título:AO ESTRIBO Impressões Tauromáquicas
Descrição:

Livraria Popular de Francisco Franco, Lisboa, 1946. In-8º de 304 págs. Br. Profusamente ilustrado ao longo do texto com vinhetas e letras capitulares com motivos tauromáquicos e em extra-texto com fotografias e gravuras. Assinatura de posse no frontispício. Trata-se da segunda edição.

Observações:

Livro muito importante do maior cronista tauromáquico português, nele se abordam temas como: a origem das toiradas, as corridas, o toiro de lide, a cavalaria tauromáquica na história de Portugal, o Marquês de Marialva, a ligação da tourada com a nobreza e vários  capitulos dedicados a certos nomes da tauromaquia.

"À imprensa não pode caber a culpa do insucesso dos artistas, mas sim aos toureiros que dela se servem para alimentar interesses pessoais, e o processo é de uma retumbância tanto mais desastrosa quanto maior e mais desconexa for a exaltação do nome de um artista a quem escasseiam condições para um legítimo triunfo."

Preço:22,00€

Referência:14279
Autor:SERRÃO, Vítor Manuel Guimarães Veríssimo
Título:PINTURA MANEIRISTA EM SANTAREM
Descrição:

Edição de Autor, Lisboa, 1971.In-4º de 77-(3) págs. Br. Ricamente ilustrado sobre papel couché com estampas em extra-texto reproduzindo várias pinturas primitivas existentes em diversos monumentos da região de Santarém.

Observações:

Importante monografia sobre o importante núcleo de pintura Maneirista de Santarém.

Do índice:
Santarém, Centro Pictural
O Mestre de Romeira
Oficina de Abitureiras

O Altar de Santo António em Pernes

Onde párao S. Vicente da Abrã?
O pintor Jorge Barreto
Retábulos de Almoster

Ainda Alomster

 

 

Preço:18,00€

Referência:14277
Autor:autoria indefinida
Título:ARTE DA DANSA DE SOCIEDADE
Descrição:

Eduardo & Henrique Laemmert, Rio de Janeiro, s.d. (1874). In-8º de 136-VII ilustrações litográficas. Encadernação coeva, empoeirada, meia inglesa em pele com falhas  na lombada a necessitar de restauro. Carimbos a óleo de posse antigos no ante-rosto e frontspício. Miolo limpo e sem defeitos apontar.

Apresenta ainda o sub-título:

"... ensinada em lições claramente explicadas por meio de trinta e duas figuras gravadas e contendo além das contradansas geraes, das figuras da vaalsa, da polka, da schottisch e da redowa as marcas das contradansas provinciaes e de varias outras inteiramente novas inclusive: Les Landiers: Les Prouesses de Rocambole: La Jeunesse commerciale: La Princesse Imperiale dedicada aos Professores e curiosos."

Observações:

Trata-se da terceira edição aumentada do MAIS ANTIGO MANUAL DE DANÇA publicado no Brasil, no ano de 1854, ano este que conheceu duas edições. Demos conta de uma 4ª edição publicada em 1901.
Na época a reforma Couto Ferraz (Decreto nº 1.331, de 17 de fevereiro de 1854; Coleção de leis do império do Brasil – 1854. Rio de Janeiro, p. 45, v. 1, pt. I. ) aprova o regulamento para a reforma do ensino primário e secundário do município da Corte, a dança tornou-se obrigatória no Colégio Pedro II. Somente na década de 70 do séc. XIX, seria suprimida daquela instituição o que justificou a reedição deste manual com substancial aumento. O mesmo ocorrera em Portugal, desde a transição dos séculos XVIII e XIX, tendo a dança sido incorporado às exigências de educação, de homens e das mulheres, não só na aristocracia, mas também na classe média.

Preço:120,00€

Referência:14276
Autor:QUENTAL, Antero de
Título:CARTAS A ANTONIO DE AZEVEDO CASTELO BRANCO
Descrição:

Ediçõe Signo, Lisboa, 1942. In-8.º de XXXII-112 págs. Br. Ilustrado com um retrato de Antero de Quental.

Observações:

Prefácio e notas de Adolfo Casais Monteiro. Este livro reúne as cartas trocadas, entre Antero de Quental e António Azevedo Casteçlo Branco, durante o período de 1865 e 1890 correspondendo ao todo, nesta publicação, um conjunto de 30 missivas.

Preço:15,00€

Referência:14273
Autor:NEMÉSIO, Vitorino
Título:DESTINO DE GOMES LEAL
Descrição:

Livraria Bertrand, Lisboa, s/d. In-8.º de 293 págs. Br. Apresenta pequenas anotações a caneta no índice. Ilustrado em extra-texto. Rubrica de posse no frontispício.

Observações:

Para além de um pequeno ensaio sobre Gomes Leal e a sua obra são ainda apresentadas algumas poesias de Gomes Leal.

Preço:23,00€

Referência:14272
Autor:CLARO, António
Título:O PELOURINHO Critica da nossa Historia politica desde 1817 a 1904.
Descrição:

 Livraria Depositária de J. Figueirinhas Junior, Porto, 1904. In-8º  de 519-(4) págs. Encadernação inteira em pele com dizeres a ouro na lombada. Ilustrado com o retrato do autor. Volume único, o segundo volume não foi publicado. Conserva capa de brochura.

PRIMEIRA EDIÇÃO.

INVULGAR.

Observações:

 Obra sobre  a história do século XIX em Portugal, desde o reinado de D. João VI até 1850, ano que antecedeu a queda de Costa Cabral e dos governos de inspiração setembrista. Obra com interesse acrescido pelas muitas notas e documentação apresentadas pelo autor.

"Procurei ser exacto. Os meus esforços visaram a exhibir, com verdade, as personalidades politicas do paiz mais em voga nos ultimos oitenta e sete annos e por algumas das quaes tive certa veneração, quando confiado singularmente na tradição, toda ella refalsada e espactaculosa, as suppuz dotadas do caracter, da energia e da sagacidade dos grandes vultos dos tempos luminosos da História das nações."

Preço:40,00€

Referência:14271
Autor:GAMA E CASTRO, José da
Título:O NOVO PRINCIPE ou oespirito dos governos monarchicosPor... Segunda edição. Revista e consideravelmente augmentada pelo autor
Descrição:

Typ. Imp. e Const. de J. Villeneuve e Comp., Rio de Janeiro, 1841. In-8º de 404 pags. Encadernação meia inglesa em pele com dizeres a ouro na lombada. miolo com algumas manchas de humidade. A página 33 foi dactiloscrita. Rúbrica de posse de antigo professor da Universidade de Coimbra.

MUITO INVULGAR.

Observações:

Segunda edição  desta obra, publicada  depois do autor, no ano anterior, ter publicado uma tradução portuguesa de The Federalist.
Contra a máxima de Thiers, segundo a qual, "rei reina, mas não governa" o autor propõe um outro aforismo, "o rei governa, mas não administra". Considera que as "leis fundamentais" e os "corpos intermediários" é que distinguem a monarquia do despotismo, pois  "tanto no despotismo como na tyrannia o procedimento de quem manda he arbitrario; mas no primeiro caso he arbitrario por falta de lei, e no segundo porque se abusa, porque se despresa, ou porque se calca a lei".
Afirma que  "todos os governos possíveis são ou relativamente bons ou relativamente máos conforme as circunstâncias da nação a que se applicão; mas o único bom para huma nação determinada he aquelle que resulta da história, isto he, da experiência dessa nação". Faz a distinção entre  legitimidade e legalidade "nunca he possível ir dar na história do mundo com o momento da sociedade constituindo-se, mas sempre com a sociedade constituída". Porque "as relações entre os differentes membros da sociedade não se fizerão, apparecerão já feitas". Já a legitimidade é, sobretudo, marcada pela "justiça da aquisição" e pela "diuturnidade da posse", sendo expressa nas leis fundamentais da Constituição histórica:"certas leis primordiaes e constitutivas da Monarchia, que o próprio Soberano não pode destruhir por que são ao mesmo tempo o fundamento por que he Rey, deixando de o ser desde esse momento em que o fes"


Inocêncio IV, 358 e 340.
“Diz-se que a primeira edição, constando de menor numero de capitulos, se publicára em Lisboa. Nem a vi, nem d’ella pude achar até agora noticias mais precisas. Da segunda edição possuo um exemplar desde muitos annos. José da Gama e Castro, Era filho de Mauricio José de Castro e Sá, natural de Sernancelhe, empregado na camara ecclesiastica de Coimbra. Nasceu em 1795, sendo baptisado em 21 do mesmo mez na igreja de S. João de Almedina da mesma cidade, sendo padrinho o bispo conde D. Francisco de Lemos. Fez formatura em medicina na universidade de Coimbra no anno de 1819, recebendo o grau de doutor em philosophia em 1820. Consta que exerceu a clinica em Villa Real de Traz os Montes por 1832. Lançado por suas convicções politicas no partido do sr. D. Miguel, a quem serviu com grande zêlo e dedicação, foi por elle nomeado Physico-mór do exercito, e incumbido de outras commissões importantes. Depois de assistir ao desfecho da lucta politica em 1834, emigrou de Lisboa em Dezembro d’esse anno, e apoz uma longa digressão emprehendida por varios paizes da Europa, resolveu transportar-se para o Brasil. Morreu em Paris a 8 de setembro de 1873.”

 

José da Gama e Castro foi Médico desde 1819. Assume-se como miguelista. Físic o-mor em 1834. Emigra para a Itália em Dezembro de 1834, onde redige O Precursor, órgão do miguelismo no exílio. Em 1837 passa pela Suíça e pela Alemanha. Instala-se no Brasil a partir de 1838, onde publica as suas obras, destacando-se a tradução portuguesa de The Federalist e o tratado O Novo Príncipe, considerado como uma espécie de bíblia do pensamento contra-revolucionário português do século XIX, apesar de ser pouco densa e nada original. Considera que a legitimidade é, sobretudo, marcada pela "justiça da aquisição" e pela "diuturnidade da posse", sendo expressa nas leis fundamentais da Constituição histórica: "certas leis primordiaes e constitutivas da Monarchia, que o próprio Soberano não pode destruhir por que são a o mesmo tempo o fundamento por que he Rey, deixando de o ser desde esse momento em que o fes".

 

Preço:95,00€

Referência:14270
Autor:PASCOAES, Teixeira de
Título:AS SOMBRAS
Descrição:

Livraria Ferreira, Lisboa, 1907.In-8º de 210-(1) págs. Encadernação meia inglesa com dizeres a ouro na lombada. Sem capas de Brochura. Picos de acidez no miolo.


PRIMEIRA EDIÇÃO.
INVULGAR.

Observações:

Primeira edição deste livro de Pascoaes que neste livro segundo Tomaz Ribas,  "(...) atinge alguns dos mais altos momentos de toda a nossa poesia (...)".

Preço:24,00€

Referência:14269
Autor:NEMÉSIO, Vitorino
Título:CAATINGA E TERRA CAÍDA - Viagens do Nordeste e no Amazonas
Descrição:

Livraria Bertrand, Lisboa, sem data (1968-?). In-8º de 357-(1) págs. Br.
PRIMEIRA EDIÇÃO.

Observações:

Da nota de badana: " A identificação do autor com paisagens e gentes brasileiras vai desde o saber histórico e sociológico à intimidade dos costumes e à apropriação da linguagem. (...)
Estes cadernos de viagem ao Nordeste e ao Amazonas completam, com um fio romanesco e um impressionismo flagrante de fauna, flora e gentes, largamente informado de cidades, engenhos, fazendas de gado, postos e cocais do “aranhol”, o largo itinerário (...)"

Preço:30,00€

Referência:14268
Autor:NEMÉSIO, Vitorino
Título:ONDAS MÉDIAS por ...
Descrição:

Livraria Bertrand, Lisboa, 1945. In-8º de 360 págs. Br. Em excelente estado de conservação.

Observações:

PRIMEIRA EDIÇÃO desta apreciada colectânea de crónicas que " ... tiveram grande divulgação mediática em programas de rádio ..." e consagradas a grandes figuras da literatura portuguesa de todos os tempos.

Capítulos sobre Dom Duarte, Damião de Góis, Anchieta, Frei Tomé de Jesus, Gaspar Frutuoso, Heitor Pinto, Cavaleiro de Oliveira, Correia Garção, Tolentino Gonzaga, Bocage, Garrett Herculano, Camilo, Eça de Queiróz, Juio de CAstilho, Anselmo Braamcamp Freire, Fausto Guedes Teixeira, António Nobre, etc ...

Preço:35,00€

Referência:14267
Autor:MONTEIRO, Adolfo Casais
Título:A POESIA DA "PRESENÇA"
Descrição:

Ministério da Educação e Cultura - serviço de documentação, Rio de Janeiro, 1959. In-8º de 363 págs. Br. Rubrica de posse no frontispício.
Primeira edição.

Observações:

Esta obra começa por fazer uma antologia das poesias de António Nobre, dos poetas da Geração do Orpheu, posteriormente apresenta poesias e poetas contemporâneos brasileiros e portugueses.

Preço:25,00€

Referência:14265
Autor:Coelho, Eduardo
Título:O REINO FLUTUANTEexercícios sobre a razão e o discurso
Descrição:

Edições 70, lisboa, 1972. In-8º de 315-(4)págs.Br. Colecção "Signos".

Observações:

Recolha de ensaios críticos. "este livro reúne textos publicados entre 1963 e 1969(...)nas páginas do "Diário de Lisboa" e da revista "Seara Nova".(...)entre o exercício de um discurso crítico e uma forma hesitante de jornalismo literário."

Preço:14,00€

Referência:14264
Autor:VASCONCELOS, Damião Augusto de Brito
Título:NOTÍCIAS HISTÓRICAS DE TAVIRA 1242-1840
Descrição:

Livraria Lusitana, Lisboa, 1937. In-8º de 233 págs. Br.

PRIMEIRA EDIÇÃO.

RARO.

Observações:

Obra invulgar e de grande importância para o estudo da  história da Cidade de Tavira. Está dividida por temas relevantes: invasões espanholas, terramotos, pestes e fomes, visitas de monarcas à cidade, instituições de ensino, serra de Tavira, pescarias lendas, etc; dando  grande detalhe da história marítima da cidade.

 

Preço:40,00€

Referência:14263
Autor:LOPES, A.
Título:NOVO METHODO DE DANÇAS DE SALÃO OU O VERDADEIRO GUIA DAS DANÇAS MODERNAS, Composto expressamente para uso dos portuguezes
Descrição:

Papelaria e Typ. Azevedo, Porto, 1885. In-8º de 354-(12) págs. Encadernação coeva meia inglesa em pele vermelha com dizeres e florões a ouro na lombada. Profusamente ilustrado com gravuras abertas a chapa de aço em extra-texto representando os diferentes tipos de danças, inclui também partituras para piano para diferentes tipos de danças de salão.  Com uma fotografia do autor. Ornada com 42 gravuras representado técnicas e estilos de dança e 10 partituras em desdobráveis de maiores dimensões. Texto emoldurado à maneira romântica. Ligeiro aparo marginal. Nítida impressão sobre papel de boa qualidade.

PRIMEIRA EDIÇÃO (e única?).

RARÍSSIMA.

Observações:

Livro muito interessante sobre as danças de salão com uma descrição pormenorizada de cada umas das modas.

Preço:245,00€

Referência:14262
Autor:LIMA, Fernando de Castro Pires de
Título:A MULHER VESTIDA DE HOMEM, contribução para o estudo do romance " A Donzela que vai à Guerra"
Descrição:

Fundação Nacional para a Alegria no Trabalho, Coimbra, 1958, In-8º de 381 págs. Br

Observações:

Prefácio do Prof. Dr.Raffaele Corso.
Estudo sobre as variantes na Península Ibérica e sobretudo, na América Latina (devido à imigração dos povos europeus) da composição tradicional italiana "A donzela que vai à guerra".

Preço:15,00€

Referência:14261
Autor:NEMÉSIO, Vitorino
Título:LA VOYELLE PROMISE poemes
Descrição:

Edições Presença, Coimbra, 1935. In-8º de 67 págs. Br. Cadernos por abrir.

Observações:

Das edições "Presença", embora se leia na capa "Éditions R.A. Corrêa, Paris".

Criação poética «por dentro» da língua francesa (que o autor dominava perfeitamente), carregada de vivências insulares.
É, segundo Fernando Guimarães, na sua obra "A Poesia da Presença e o aparecimento do Neo-Realismo", um dos principais livros de poesia publicados em 1935.

Preço:90,00€

Referência:14260
Autor:SENA, Jorge de
Título:40ANOS DE SERVIDÃO
Descrição:

Moraes Editora, Lisboa, 1979. In-8 de 233-(17)págs. Br. Colecção "Circulo de Poesia". 1ªedição

Observações:

Obra Póstuma de Jorge de Sena com prefácio de Mécia de Sena. Para além de poemas que já constavam em outras obras, incluiram-se também poemas dispersos por jornais e revistas.
Do prefácio quanto possível de Mécia de Sena
Volume que Jorge de Sena queria que fosse a súmula poética de toda uma vida agora encerrada(...)

Preço:38,00€

Referência:14259
Autor:SENA, Jorge de
Título:DIALÉCTICAS TEÓRICAS DA LITERATURA
Descrição:

Edições 70, Lisboa, 1977. In-8º de 301-(3) págs. Br. Colecção "Signos".

Observações:

Dez importantes estudos de teoria literária, dentre os quais é de salientar a proposta de uma nova tipologia literária, com um estudo aplicado a uma obra de Camões.

Preço:18,00€

Referência:14258
Autor:LEMOS, Merícia de
Título:12 POEMAS
Descrição:

Imprensa Nacional Casa da Moeda, Lisboa, 1990. In. 4.º de 47 págs. Br. Edição integrada na colecção «Musarum Officia», de que se imprimiram apenas mil exemplares. Ilustrações em extra-texto de Cícero Dias.

Observações:

Posfácio de Maria de Lourdes Belchior.
Da poesia de Merícia de lemos, disse Jorge de Sena: "A sua poesia caracteriza-se por um tom directo muito lúcido e subtil, em que uma feminilidade franca e desenvolvida sabe encontrar uma intensidade nada romântica (...) para dizer numa linguagem que provém dos poetas do "Orpheu" e de uma cultura poética que pouco deverá ao lirismo exclusivamente masculino da "Presença" (...) as suas emoções e as suas mágoas de mulher, por uma forma que é das primeiras, depois de Irene Lisboa, a evitar o convencionalismo socio-sentimental da poesia "feminina" a que nem a grande Florbela pudera evitar."

Preço:18,00€

Referência:14257
Autor:ALBUQUERQUE, Luiz da Silva Mousinho de
Título:MEMORIA INEDITA ACERCA DO EDIFÍCIO MONUMENTAL DA BATALHA
Descrição:

Typographia Leiriense, Leiria, 1854. In-8.º de X-38 págs. Br. Exemplar impecável, quase novo. São invulgares os livros impressos nesta casa tipográfica.
PRIMEIRA EDIÇÃO.

Observações:

"... A Memoria que vae lêr-se encerra profuzão de meritos. É ao mesmo tempo historica, artistica, poetica, reformadora, e moral. Damos os parabens ao paiz pela nova joia que lhe vae ornar a sua coroa litteraria...".

Edição a cabo do Centro Promotor da Instrucção Primaria de Leiria, realizada sobre o mansucrito inédito que a viúva do autor lhes fez chega

Preço:35,00€

Referência:14256
Autor:OLIVEIRA, Carlos de
Título:MÃE POBRE
Descrição:

Coimbra; Coimbra Editora, lda, 1945. In-8º de 63-(1) página. Encadernação cartonada coeva com dizeres gravados a prata na lombada. capas de brochura conservadas, com raros picos de humidade, próprio da qualidade do papel. Rúbrica de posse coeva no ante-rosto. Ligeiro aparo marginal. Miolo impecável, muito bem conservaado.
PRIMEIRA EDIÇÃO do segundo livro de poesia do autor.

Observações:

Segundo Carlos Nogueira (UNL), "... em Mãe Pobre, livro de poemas de Carlos de Oliveira publicado no final de 1945, é um caso singular de popularismo neo-realista articulado com uma dimensão épica e trágica de matriz romântica (garrettiana) e neo-romântica. (...) Há, nesta obra, prosseguindo as primeiras ideias de Carlos de Oliveira sobre a poesia, ou sobre a literatura e a arte em geral, uma adesão ao genuinamente nacional e popular que ultrapassa em larga medida o popularizante mais comum. No processo de assimilação do espírito dito do povo e das suas tradições poéticas, o arquétipo colectivo aparece mais como infra-estrutura do que como estrutura imediatamente visível ou assumida como tal...".

Preço:35,00€

Referência:14255
Autor:NEMÉSIO, Vitorino
Título:NEM TODA A NOITE A VIDA
Descrição:

Edições Ática, Lisboa, 1952. In-8º de 258-(6) págs. Br. Capas de brochura com pequena mancha (ver imagem). Desenho da capa de. Almada Negreiros.
Primeira edição, integrada na Colecção Poesia, fundada por Luís de Montalvor.

Observações:

O OVO

Enchi de Oeste a minha vida,
Como se o Sol, que estira os peixes,
Me desse a terra percorrida,
O mar curvado e um não-me-deixes.


Sol fui no arco dos dias
E, pesado
Na minha luz, já mais do que o meu fogo,
Levei as ondas frias,
O vento e a vida logo.


Tudo levei, coroado de horizonte;
O amor queimei na tarde vaga,
Com uma ilha defronte.


Mas, queria, mais que o mar, bater
Ainda as praias carregadas
De passos, conchas e do haver
De aves livres lá pousadas
Que já não posso recolher.


E um ovo,
Nada mais que um ovo,
Num punhado de pó, entre juncais,
Que desse vida, penas, povo
Para as aragens e areais.

 

Preço:50,00€

Referência:14254
Autor:JORGE, Luiza Neto
Título:OS SÍTIOS SITIADOS
Descrição:

Plátano Editora, Lisboa, 1973. in-8º de 277-(3) págs. Brochado. Integrado na colecção editorial de poesia Sagitário.

Exemplar quase como novo. Miolo muito limpo e branco.

Observações:

Constitui uma Antologia de todos os livros até então publicados aumentada com inéditos (Sítios Sitiados e O Amor e o Ócio) aqui pela primeira vez dada à estampa.

Preço:30,00€

Referência:14253
Autor:ANDRESEN, Sophia de Mello Breyner
Título:CORAL
Descrição:

Porto, Livraria Simões Lopes, 1950. In-8º de 102-2 págs. Br.ochado. Capas de brochura ligeiramente acidificado, miolo muito bem conservado.

PRIMEIRA EDIÇÃO de um dos primeiros livros de Sofia, bastanto raros no mercado dada a sua reduzida tiragem.

 

Observações:

CORAL é o terceiro livro de poesia de Sophia de Melo Breyner Andresen. Publicado pela primeira vez em 1950, segue-se a Poesia de 1944, em Coimbra e a Dia do Mar, que saíra em Lisboa em 1947. Este novo livro de Sophia retoma e concentra-se naquelas formas poemáticas e naqueles procedimentos e gestos retóricos, estilísticos e prosódicos que, desde o início, contribuíram para a singularização da sua obra poética.» (Manuel Gusmão)

Preço:120,00€

Referência:14251
Autor:GUYOMARD, George
Título:LA DICTATURE MILITAIRE AU PORTUGAL. Impressions d'un Français retot de Lisbonne.
Descrição:

Les Presses Universitaires de France, Paris, 1927. In-8º de 112 págs. Encadernação moderna em percalina castanha com dizeres dourados na lombada. Aparo marginal. Bom exemplar, muioto fresco.

Observações:

Curioso livro, enquanto visão estrangeira, sobre a ditadura militar que então tinha acabado de se implantar no ano anterior em Portugal.

 

Preço:15,00€

Referência:14250
Autor:ILHARCO, A
Título:MEMÓRIAS. Alguns apontamentos sobre a influencia da política no exercito
Descrição:

Livraria Chardron, de Lelo e Irmão, Porto, 1926. In-8º de IX-125-81) págs. Encadernação editorial em skivertex, gravado a ouro na pasta e lombada e a sêco, na pasta posterior com a chancela editorial. Rúbrica de posse coeva no frontspício.

Observações:
Preço:10,00€

Referência:14249
Autor:LEMOS, Merícia de
Título:HORAS SEM TEMPO
Descrição:

Editora Lux, Lisboa, 1962. In-8º de 51-(1) págs. Br. Ilustrado com um retrato da autora por Alain Brustlein.

Observações:

Último livro que a autora escreveu antes de uma pausa de 30 anos.
Merícia de Lemos nasceu em 1913 na Beira, Moçambique, e morreu em 1996. Colaborou em diversas revistas e jornais, onde foram publicadas várias poesias suas.
A sua poesia caracteriza-se por um tom directo muito lúdico e subtil, em que uma feminilidade franca sabe encontrar uma intensidade ora graciosa ora melancólica, ora comovente.

Preço:25,00€

Referência:14248
Autor:PIMENTA, Eduardo
Título:A FERRO E FOGO na Grande Guerra (1917-1918).
Descrição:

Renascença Portuguesa, Porto, 1919. In-8º de 132-(1) págs. Brochado. Ilustardo à parte com fotografias impressas sobre papel couché. Papel ligeiramente acidificado, própria da sua qualidade. Bom exemplar.

 

Observações:

Eduardo Pimenta é um dos nomes que retrata através do testemunho deste livro A Ferro e Fogo: Na Grande Guerra (1917-1918), histórias inesperadas e uma grande quantidade de descrições e fotografias que permitem observar o ambiente do conflito vivido na Flandres durante a 1ª Grande Guerra .

 

Do índice: O Enterro; No Hospital de Snrª Duqueza de Westminster; As bandeiras; Em SAint Omer; A morte da cathedral; O último jantar; O soldado-poeta; Regresso ao lar.

Preço:20,00€

Referência:14247
Autor:CASIMIRO, Augusto
Título:CALVÁRIOS DA FLANDRES
Descrição:

Renascença Portuguesa, Porto, 1920. In-8º de 213-(2) págs. Brochado. Capa de brochura ilustrada por Sousa Lopes. Acidez geenralizada própria da qualdiade do papel. Rubrica de posse antiga no frontspício. Exemplar em bom estado, muito limpo. Exemplar do terceiro milheiro (2ª edição).

Observações:

Oficial do exército português, Augusto Casimiro participou na Campanha da Flandres (1917-1918) o que lhe valeu várias condecorações e a promoção a capitão. Foi poeta, memorialista, jornalista e comentarista políticoe destacado opositor republicano ao regime político do Estado Novo. Fez parte do grupo que fundou a Renascença Portugueza (1912) e, dez anos mais tarde, do grupo de intelectuais que lançou a revista Seara Nova, que dirigiu entre 1961 e 1967.

Do índice: Portugal e Flandres; 9 de Abril, Cálvarios da Flandres; Searas da Morte; Prisoneiros; Enfermeiras da Grande Guerra, Oração Lusiada, o Rapto das Donzelas; Depois do Amristício; A oração da Trincheira; da Vitória, etc ...

Preço:25,00€

Referência:14246
Autor:CASTRO, Augusto de
Título:CAMPO DE RUÍNAS - Impressões de Guerra
Descrição:

Empresa Literária Fluminense, Lsibao, (1918-?). On-8º de 205-(1) págs. Encadernado meia inglesa em pele azul com dizeres e decoração de  motivos florais dourados na lombada. Conserva capa de brochura posterior. Ligeiro aparo marginal. Rúbrica de posse coeva no ante-rosto. Exemplar do 4º milheiro (2ª edição). Exemplar limpo e bastante fresco, sem as habituais manchas e acidez própria da qualidade do papel.

Observações:

Do índice:
Uma parada militar na Flandres ; Nas Trincheiras; Nas ambulâncias e baterias; o General Tamagnini; Como se vive na Guerra; Nas linhas inglesas; A ofensiva da paz,Como a Alemanha será vencida; Paisagens de Guerra; Venizellos e Lloyd George; O que é preciso dizer a Portugal ... entre outros capítulos de interesse para a compreensão dos episódios militares ocorridos nos campos de batalha.

esta obra, dada o seu elevado sucesso popular na época, conheceu diversas edições em pouco tempo.

 

Preço:19,00€
página 1 de 3