Banner Vista de Livro
 Aplicar filtros
Livros do mês: Abril 2021
Temas 
Palavras Chave 
Módulo background
Seleccione o mês a visualizar:

Livros do mês: Abril 2021

Foram localizados 28 resultados para: Abril 2021

 

Referência:14708
Autor:MEXIA, Fernando Carlos Pinto de Campos de Magalhães
Título:GENEALOGIA DA FAMILIA MAGALHÃES MEXIA DA LOUSAN
Descrição:

Tip. Augusto Costa & Comp.ª Lim.ª, Braga, 1931. In-8.º de 73 págs. Brochado. Esmerada edição impressa a duas cores e limitada a 300 exemplares. Ilustrações sobre apel couché representando brasão (a cores) e a respectiva carta de brasão d'armas a favor de Jerónimo Magalhães Mexia e Freitas, e a vista da fachada da casa de família em Fiscal na Lousã. Capas, ligeiramente acidificadas, com pequenos e insignificantes defeitos marginais, dada a dimensões superiores relativo ao miolo.

Observações:
Preço:45,00€

Referência:14707
Autor:MOURÃO-FERREIRA, David
Título:OS QUATRO CANTOS DO TEMPO
Descrição:

Guimarães Editores, Lisboa, 1964. In-8º de 144 págs. Encadernação em sintético com dizeres a ouro nas pastas e na lombada. Sem capas de brochura. Valorizado pela dedicatória ao poeta José Osório de Oliveira.

Segunda edição (Primeira edição em Portugal)

Observações:

Terceiro livro de poemas do Autor, cuja edição princeps foi primeiro impressa no Brasil.

Soneto do Cativo

Se é sem dúvida Amor esta explosão
de tantas sensações contraditórias;
a sórdida mistura das memórias
tão longe da verdade e da invenção;

o espelho deformante; a profusão
de frases insensatas, incensórias;
a cúmplice partilha nas histórias
do que outros dirão ou não dirão;

se é sem dúvida Amor a cobardia
de buscar nos lençóis a mais sombria
razão de encantamento e de desprezo;

não há dúvida, Amor, que te não fujo
e que, por ti, tão cego, surdo e sujo,
tenho vivido eternamente preso!

 

Preço:27,00€

Referência:14706
Autor:PIMENTA, Alberto
Título:JOGO DE PEDRAS - antologia 1970-1980
Descrição:

Edição do autor, Lisboa, 1980. In-8.º de 118(2) págs. Brochado.

Observações:

Primeira edição.

Preço:20,00€

Referência:14705
Autor:PIMENTA, Alberto
Título:MUSA ANTI-POMBALINA. Selecção e apresentação de Alberto Pimenta
Descrição:

A Regra do Jogo, Porto, 1982. In-8º de 81-(6) págs. Brochado. Ilustrado com facsimiles de documentos depositados na BN.

Observações:
Preço:13,00€

Referência:14704
Autor:COELHO, Maria Helena da Cruz ·
Título:O BAIXO MONDEGO NOS FINAIS DA IDADE MÉDIA
Descrição:

Imprensa Nacional Casa da Moeda, Lisboa, 1989. In-8º de dois volumes com paginação corrida de XII-727-(1) e 728 a 1043 págs. Brochura. Ilustrado com mapas e tabelas. Muito bom exemplar.

Observações:

Estimada obra com elevado interesse regional sob o tema que versa tendo constituido a tese de doutoramento da autora apresentado em 1983 à universidade de Coimbra.

Preço:45,00€

Referência:14703
Autor:LEÃO, Francisco da Cunha
Título:NAUFRÁGIO DE GOA
Descrição:

Guimarães Editores, Lisboa, 1962. In-8.º de 38-(3) págs. Brochado. Integrado na Colecção "Poesia e Verdade".

Ostenta uma dedicatória autógrafa ao escritor José Osório de Oliveira.

 

Observações:

A origem desta obra tem a ver com  independência de Goa que representa, histórica e simbolicamente, o doloroso princípio do fim do império colonial português.


"Filha dos galeões a pique. O mar abriu-se
E retomou-a em seu abraço verde.
Que imperioso fado manda reviver
A Trágico-Marítima?
A vingança do Oceano retomou-a.
Domingo dezassete de Dezembro
Dá-se o naufrágio de Goa

 

Preço:15,00€

Referência:14702
Autor:SÁ, Vítor Matos e
Título:O SILÊNCIO E O TEMPO poemas
Descrição:

Coimbra Editora, Coimbra, 1956. In-8º de 51 págs.Brochado. Ilustrado com dois desenhos de Fernando Guimarães.

Observações:

Poemas precedidos por um interessante texto intitulado "O que pode dizer a poesia?

Aurora

Que sol amadurece, lento,
a sombra doce dos teus seios?
Que branco vento transborda,
deslumbrado de acordar,
nessa área paz de frutos
redondos e naturais?


Em nenhum lugar as fontes são
mais sagradas e reais.

Preço:25,00€

Referência:14701
Autor:ALORNA, Marquesa de
Título:OBRAS POETICAS DE D. LEONOR D'ALMEIDA PORTUGAL LORENA E LENCASTRE, Marqueza d'Alorna, condessa d'Assumar, e d'Oeynhausen, conhecida entre os poetas portugueses pelo nome de ALCIPE.
Descrição:

Imprensa Nacional, Lisboa, 1844. Seis tomos encadernados in-4º com XLVIII-307-(8), 383-(12), 299-(4), 289-(2), 330-(4) e 527-(8) págs. Encadernação coeva meia inglesa em calf verde com dizeres e florões ao gosto romântico na lombada. Primeiro volume encerra um retrato litografado da Marquesa de Alorna.

PRIMEIRA EDIÇÃO.

MUITO INVULGAR.

Observações:

Reunião das obras escritas e traduzidas pela Marquesa de Alorna e que foram publicadas postumamente.

Tomo I: Noticia Biographica (pag. V a pag. XLVIII) das três épocas pricipais da sua vida: 1ª- menina e donzella; 2ª- Condessa d' Oeynhausen; 3ª- Marqueza d' Alorna.; Poesias compostas no mosteiro de Chellas; Poesias escriptas depois da sa­hida do mosteiro de Chellas.
    Tomo II: Continuação das poesias lyricas, escriptas depois da sahida do mosteiro de Chellas.
    Tomo III: A primavera, tradução livre do poema das Estações de Thompson; os primeiros seis cantos do Oberon, poema de Wieland, traduzidos do alemão; Darthula, poema traduzido de Ossian; tradução de uma parte do livro I da llliada em oitava rima.
    Tomo IV: Recreações botanicas, poema original em seis cantos; O Cemiterio d'aldeia, elegia, imi­tada de Gray; O Eremita, balada imitada de Goldsmith; Ode, imitada de Fulvio Testi; Ode de Lamartine a Filinto Elysio, traduzida; Epistola a lord Byron, imitação da 2ª meditação de Lamartine; imitação da 28ª meditação do mesmo poeta, intitulada: Deus.
    Tomo V: Poetica de Horacio; Ensaio sobre a critica, de Pope; O roubo de Proser­pina, poema de Claudiano em quatro livros .
    Tomo VI: Paraphrase dos cento e cinquenta salmos que compõem o Psalterio, em várias espécies de ritmo seguida da paráfrase do varino cânticos bíblicos e hinos da igreja.


Da Infopédia:
"... Poetisa, tradutora e pedagoga portuguesa, nascida em 1750 e falecida em 1839, D. Leonor de Almeida Portugal Lorena e Lencastre, mais conhecida por Marquesa de Alorna, foi uma figura de rara erudição, autora de uma obra epistolar ainda por descobrir e grande divulgadora das novas ideias vindas da Europa.
Neta da marquesa de Távora, foi encerrada, ainda menina, no convento de Chelas, pelo facto de o seu pai ter sido preso, acusado de participar no atentado ao rei D. José. Aí passou a sua juventude (1758-1777), saindo apenas após a morte do Marquês de Pombal. No recinto eclesiástico, onde viveu desde os 8 anos, ocupava o tempo com música, poesia e com os amigos e pretendentes literatos que alimentavam a sua formação arcádica. Entre estes homens iluminados destaca-se o Padre Francisco Manuel do Nascimento, mais conhecido pelo seu pseudónimo Filinto Elísio, que lhe deu lições e a batizou com o nome arcádico de Alcipe, alimentando as suas precoces tendências filosóficas, tolerantistas, cientistas e progressistas. Em 1779, casou com um oficial alemão naturalizado português, o conde de Oeynhausen, e viajou por Viena - onde ele foi nosso ministro -, Berlim e Londres. Nessas estadias desenvolveu o gosto pela poesia sentimentalista ou descritiva, traduzindo ou imitando Delille, Wieland, Buerger, Goëthe, Young, o pseudo-Ossian, Gray e Thomson. Falecido o irmão primogénito, herdou o título de Marquesa de Alorna, por que se tornou mais conhecida. Em Paris, D. Leonor frequentou o salão de Madame Necker e conheceu, em 1780, Madame de Staël, com quem depois, no seu exílio londrino, se relacionou mais intimamente. No entanto, o francesismo da marquesa de Alorna é mais de divulgação de autores pré-românticos ou já românticos, franceses ou conhecidos através da França, do que de funda consciência cultural. Enviuvou em 1793, ficando com seis filhos para educar. A fundação, por parte da marquesa, da Sociedade da Rosa, concebida para frustrar a ameaça napoleónica, levou à desconfiança de Pina Manique e ao consequente exílio em Londres numa quase miséria. De regresso a Portugal, fez dos seus salões de S. Domingos de Benfica focos das novas ideias estéticas, pela frequência de literatos de diversas gerações, desde os últimos árcades até aos primeiros românticos como Herculano. A sua extensa obra denuncia tendências diversas como o arcadismo, presente nas suas traduções de autores greco-latinos, que vão a par de outras traduções de autores modernos; a poesia cientista (Recreações Botânicas) e o sentimentalismo e melancolia expressos em algumas composições. Percorreu os mais variados subgéneros e estruturas formais (epístolas, odes, sonetos, éclogas, elegias, canções, apólogos, epigramas, cantigas), colorindo-os ora de laivos de filosofismo, ora de sentimentalismo pré-romântico ...".
 

Preço:285,00€

Referência:14700
Autor:SOVERAL, Manuel Abranches de
Título:SANGUE REAL. As nossas ascendências à Casa Real Portuguesa.
Descrição:

Porto, 1998. In-8º de 176 págs. Brochado. Encerra uma folha desdobrável de grandes dimensões representando as "Principais linhas de descendência dos Senhores de juro e herdade da Trofa do Vouga". Conserva a folha volante de erratas. Ostenta uma dedicatória autógrafa. Exemplar de uma tiragem de 350 exemplares numerados e rubricados. Ricamente ilustrado ao longo do texto com retratos, pedras armas e fotografias de fachadas de casas e quintas senhoriais.

Observações:
Preço:25,00€

reservado Sugerir

Referência:14699
Autor:CAPELA, José
Título:ESCRAVATURA a empresa de saque o abolicionsimo (1810-1875)
Descrição:

Afrontamento, Lisboa, 1974. In-8º de 305-(2) págs. Brochado. Em excelente estado de conservação.

Edição original deste ensaio, que conheceu em 1978 uma nova versão mais reduzida.

Observações:

Importante ensaio que trata da escravatura em Portugal, a escravatura e o poder político nas sociedades africanas tradicionais, o comércio de escravos, o tráfico internacional, o Brasil e o Marquês de Pombal, o contrabando de escravos e os carregadores, entre muitos outras áreas temáticas subordinadas ao assunto.

Preço:27,00€

Referência:14698
Autor:Sem autoria
Título:FORMULARIO PRÁTICO OU GUIA DE JUIZES DE PAZ E SEUS ESCRIVÃES NO EXERCÍCIO DE SUAS FUNÇÕES RELATIVAMENTE A ORFÃOS conforme a letra do cecreto de 18 de Maio de 1832.
Descrição:

Na Imprensa Nevesiana, Lisboa, 1835. In-8º de 60 págs. Brochura original. Exemplar bem impresso em papel de linho de qualdiade superior mantendo intacto todas as margens desencontradas. R

Conserva no final um muito curioso CATALOGO DE ALGUNS LIVROS QUE SE ACHÃO À VENDA NA LOJA DE ANTONIO MARQUES DA SILVA (Impressão Silviana, Lisboa, 1834) com 24 páginas numeradas.

Observações:

Publicação dada a lume na sequência da reforma da administração pública levada a cabo, entre 1832 e 1833, que extinguiu os juízos que vigoravam no antigo regime. Com a reforma de Mouzinho da Silveira o Juízo dos Órfãos foi remodelado pelo decreto nº 26, de 18 de Maio de 1832, ficando os juízes de paz com as funções que competiam aos juízes dos órfãos, no que respeitava à jurisdição não contenciosa.

Na ADVERTENCIA do livrinho, lê-se o seguinte texto (delicioso):

"... Tão constantes e lastimosos são os effeitos dos abuzos introduzidos no Foro Portuguez, tornado um verdadeiro cahos e labyrintho, donde nem o mesmo fio de Ariadne poderia arrancar o infeliz submerso em seus enredos, e ciladas, que dispensão a demonstração da necessidade em sua reforma radical. Esta realizou por diversas e mui saudaveis providencias, e principalmente pelo Decreto de 18 de Maio de 1832, que poz termo á chicana e ao arbitrio nas cauzas de orfáos commettidas aos Juizes de Paz; reduzindo-as a um processo verbal summario; ou uma operação simples e clara ...".

Preço:40,00€

Referência:14697
Autor:Sem autoria
Título:CARTA CONSTITUCIONAL DA MONARCHIA PORTUGUEZA decretada e dada pelo Rei de Portugal e Algarves D. Pedro IV Imperador do Brasil aos 29 de Abril de 1826.
Descrição:

Imprensa da Universidade, Coimbra, 1875. In-8º de 40 págs. Encadernação modesta coeva. Mancha de humidade ténue exclusiva à primeira página e rúbrica de posse coeva no frontspício.
 

Observações:
Preço:30,00€

Referência:14696
Autor:Sem autoria
Título:CODIGO ADMINISTRATIVO PORTUGUEZ
Descrição:

Typ. de E. J. da C. Sanches, Lisboa, 1837. In-8º de 110-(2) págs. Desencadernado. Assiantura de posse coeva no frontspicio. Papel em muito bom estado de conservação, embora um pouco empoeirada a primeira e última página, mantendo a sonoridade original do papel.

Observações:

Trata-se da edição original do primeiro Código Administrativo Português, que introduziu o conceito na tradição administrativa de Portugal. A Lei de 25 de Abril de 1835, que se integrou depois no Código Administrativo de 1836, complementado pelo Decreto de 6 de Novembro de 1836, operacionalizado a 31 de Dezembro de 1836 e referendado por Passos Manuel (Manuel da Silva Passos), consituitui a sua grande reforma, operada pelo Decreto referido de 6 de Novembro, que extinguiu 498 concelhos em Portugal Continental. Repondo-se em vigor, no dia 10 de Setembro de 1836, a Constituição de 1822, esta reforma ficou conhecida na sequência da conhecida Revolução de Setembro e constitui a segunda rotura da Carta Constitucional. O País foi então dividido em distritos, concelhos e freguesias. O distrito passou a ser dirigido por um administrador-geral, o concelho por um administrador e a freguesia por um regedor. Ao lado destes funcionavam órgãos colegiais: a junta administrativa no distrito, a câmara municipal no concelho e a junta da paróquia na freguesia. Aquele Decreto de 6 de Novembro de 1836 criou 21 novos concelhos em Portugal Continental, ficando a existir 351 municípios.
 

Preço:125,00€

Referência:14695
Autor:VASCONCELOS, Frazão de
Título:ARCHIVO NOBILIARCHICO PORTUGUEZ
Descrição:

In-4º de 170 + 24 págs.+ 2 fls desdobráveis ( duas árvores de Costados ) + 2 estampas fora do texto.
São ao todo 14 fasciculos encadernados em 1 volume.
Conserva no final todas as capas de brochura dos fascículos. Aparado apenas à cabeça com carmim. Restantes margens muito desencontradas e intactas. Rica encadernação em chagrin negro com gravação de ferros dourados dispostos em casas fechadas na lombada. Pasta com filet também dourado a delimitar o papel armoreado manualmente do chagrin. Meia encadernação francesa sem cantos.

Conserva folhas volantes informativas timbradas do Academia Heráldica Portuguesa.

Antigo carimbo de posse safado no frontspício, sem prejuizo da mancha tipográfica.

Nestas condições é PEÇA DE COLEÇÃO

Observações:

As bibliografias consultadas assim como os três exemplares pertencentes à Biblioteca Nacional, descrevem apenas a existência de 12 fascículos publicados entre 1917 e 1919. O exemplar que apresentamos para venda, contem no entanto 14 fascículos, mencionando os 12 descritos e mais dois como sendo da 2ª série, publicados ambos em 1920.

De interesse camiliano dado se publicar aqui uma carta inédtia de Camilo (com data e destinatário desconhecido). Esta carta está publicada na segunda série desta publicação, facto este que contribui para a não identificação nas bibliografias Camilianas consultadas de José dos Santos, uma vez que se desconhecem os fascículos da egunda série. Consultando as folhas volantes que fazem parte desta coleção, deduz-se que tal facto se deve a ter sido mudado o regime de pagamento da subscrição e aquisição no final da seguinda série, aliado à sua periodicidade incerta.

Cremos que esta segunda série do ARCHIVO NOBILÁRQUICO é bastante rara pelas razões expostas.

 

Destacam-se ainda alguns dos capítulos desta publicação:

- DUQUES DE CADAVAL
- DUQUES de LAFÕES (Casa de Sousa)
- Breve noticia sobre a CASA DE BORDONHOS
- MENESES
- SOUZAS de Villa Pouca d`Aguiar
- Conde de Castro e Solla
- Dicionário Nobiliarquico Portuguez

 

Preço:275,00€

Referência:14694
Autor:MARTA,Maria João
Título:ANJOS EM LISBOA
Descrição:

Offset Mais Artes Gráficas, s/l, s/d (2008?). In-8º de 247-(3) págs. Encadernação editorial com sobrecapa a cores. Profusamente ilustrado ao longo do texto. Obra graficamente cuidada, editado com o apoio dos Laboratórios Delta e “não se destina a fins comerciais”.

Observações:

Excelente trabalho, com fotografias sobre papel de qualidade, em torno do tema Anjos existentes na Escultura, Azulejaria, Bronzes, etc. de edifícios históricos lisboetas.
"Lisboa é uma cidade mística…Os anjos surgem na sua arquitectura exterior e interior, quer de uma forma fugaz perdidos aqui e ali, quer como figuras dominantes, em magníficas obras de escultura, azulejaria e bronze, incorporadas em fachadas de edifícios, estátuas, fontes e revestimentos murais".

Preço:25,00€

Referência:14693
Autor:SILVA, Manuel Luciano da
Título:PORTUGUESE PILGRIMS AND DIGHTON ROCK. The first Chapter in American History with 164 illustrations
Descrição:

Nelson D. Martins, Editor. Bristol - Rhode Island, USA, 1971. In-4º de 100-(2) págs. Brochado. Profusamente ilustrado ao longo do texto.

Observações:

Edição original da tese que defende terem sido  os portugueses os primeiros a chegar ao continente americano, com a chegada dos irmãos açoreanos Corte-Real. Essa teoria é comprovada pela análise de uma grande formação rochosa ("Dighton Rock") em Massachussets, em que se podem ver vários escudos em V com disposições idênticas à cruz da Ordem de Cristo, usada nas velas das Naus e Caravelas Portuguesas, o nome Miguel Corte-Real e a data 1511.

Preço:60,00€

Referência:14692
Autor:PRESTAGE, Edgar
Título:A CAVALARIA MEDIEVAL - Ensaios sobre a significação histórica e influência civilizadora do ideal cavalheiresco.
Descrição:

Livraria Civilização Editora, Porto, s.d. In-8.º de 265-(1) págs. Brochado. Acidez generalizada.  Exemplar com os cadernos por abrir. Capa de brochura ilustrada.

Observações:

Tradução de António Álvaro Dória.
 

Preço:29,00€

Referência:14691
Autor:BARROS, M. Marques de
Título:LITTERATURA DOS NEGROS contos,cantigaseparábolas
Descrição:

Typographia do Commercio, Lisboa, 1900. In-8º de 119-(3) pags. Brochado (capa anterior solta).  Ilustrado com vinhetas decorativas e pautas musicais. Acidez genealizada dada a fraca qualidade do papel sob acção do tempo secular.

PRIMEIRA EDIÇÃO

RARO.

Observações:

Importante recolha  de  contos,  cantigas  e  parábolas da Guiné.  Encerra transcrições de textos como  "a   noiva   da  serpente"   (conto   mandinga)   à  "história   de   Sanhá" (conto   mandinga),  à  cantiga  "Sum"»  (canto  marítimo),  ao  "malan»  (canto  de  uma  escrava),  etc.  Todas estas recolhas são  acompanhadas  de  notas muito interessantes quer para a história  quer para a etnologia.  

 

Preço:35,00€

reservado Sugerir

Referência:14690
Autor:BRANDÃO, Fiama Hasse Pais
Título:F DE FIAMA (Nove Biografias) . Antologia Própria
Descrição:

Teorema, lisboa, 1986. In-8º de 95-(3) págs. Br.

Observações:

PRIMEIRA EDIÇÃO desta auto-selecção para antologia da autora cuja escrita foi um marco importante na revolução poética dos anos sessenta, ganhando notoriedade com a revista movimento "Poesia 61".

Preço:17,00€

Referência:14689
Autor:MEIRELES, Cecília
Título:ANTOLOGIA POÉTICA com poemas inéditos
Descrição:

Editora da Autora, Rio de Janeiro, 1963. In-8º de 256 págs. Brochado. Exemplar em exceelnte estado de conservação.
PRIMEIRA EDIÇÃO.

Observações:

Além de ser uma edição de autora, apresenta ainda poemas inéditos.

Retrato

Eu não tinha este rosto de hoje,
Assim calmo, assim triste, assim magro,
Nem estes olhos tão vazios,
Nem o lábio amargo.

Eu não tinha estas mãos sem força,
Tão paradas e frias e mortas;
Eu não tinha este coração
Que nem se mostra.

Eu não dei por esta mudança,
Tão simples, tão certa, tão fácil:
- Em que espelho ficou perdida
a minha face?

 

Preço:40,00€

Referência:14687
Autor:MONTEIRO, Prof. Dr. Taciano Accioli
Título:LUZAMERICA BRAZIL
Descrição:

Pongetti, Rio de Janeiro, 1947. In-8º de 107-(1) págs. Brochado. Com carimbo de oferta do SNI .Cadernos por abrir. Acidez generalizada.

Observações:

Curiosa conferência de índole histórica dada à Sociedade de Geographia de Lisboa.

Preço:13,00€

Referência:14686
Autor:NORONHA, Eduardo de
Título:NO BRASIL
Descrição:

Livraria Editora Viúva Tavares Cardoso, Lisboa, 1905. In-8º de 411-(4) págs. Brochado. Lombada desconjuntada, falta de uma folha introdutória sem prejuizo de texto. Capa de brochura belamente decorada. Capa de brochura ilustrada, faltando-lhe a posterior. Contém rubrica de posse.

Observações:

Primeira edição. Romance histórico, ilustrado com cinquenta fotogravuras representando embarcações, monumentos, paisagens, lugares, aspectos de cidade, etc ...

Preço:13,00€

Referência:14685
Autor:SOUTO, A. Meyrelles
Título:FEITIÇO ALÉM-MAR. (História e Observação)
Descrição:

Parceria A.M.Pereira, Lisboa, 1970. In-8º de 298-(2) págs. Brochado. Ilustrado em separado sobre papel couché. Vinco ligeiro no canto inferior direito da capa anterior. Exemplar muito limpo, não obstante o carimbo de "oferta editorial" no ante-rosto.

Observações:

Este livro encerra belíssimas páginas descritivas dos lugares por onde o autor andou em viagem. "... Em África, o Homem - ao contrário daquilo que parceria norm e de esperar - não se sente amedrontado e envilecido pela Natureza: tem o sentimento de que a dominará, será ele o vencedor nessa lut com a imensidade sertaneja ou florestal. É talvez esse pensamento aquilo que orienta o europeu: sentir-se dominador, com o seu espírito aventureiro e audacioso; ter a impressão - a segurança mesmo, dentro de si de que no duelo com o ambiente, será sempre este o dominado e vencido. (...) Porque a África, ainda hoje, não é apenas cidades. Ia mesmo a dizer: quase não é cidades, com o conforto moderno, os jardins apetecíveis, as casas elegantes, as avenidas bem traçadas, as árvores simetricamente dispostas a debruar os passeios, floridas e umbrosas. Não! Não é! O mato predomina - e muitíssimo - com as dificuldades, mistérios, riscos e receios, perigos e surpresas, feras, ciladas, obstáculos e pitoresco. Por isso, quem nunca se aventurou para além do ambiente citadino - não conhece, nem avalia, nem sabe apreciar o encanto, o "feiitiço" africano E ele existe, o maroto! E ele prende, ele enlaça, e ele seduz... Como o senti, como o vi, como o conheci, vai ficar nestas páginas."

Do índice:
São Tomé; Cabinda; No Reino do Congo; Luanda e arrabaldes; Sob a égide de S. Filipe; o Deserto de Moçamedes; Subúrbios laurentinos; Feras vivas e empalhadas; Lugares de glória; O Hospital de sangue do Chibuto; Praias Moçambicanas; Na Zambézia; Vistas dos Ar; Terras de Chá; Nas margens do Niassa; Ilha de Moçambique; Moçambique; Arte e Folclore; Riquezas visíveis e encobertas; Dois tratados.
 

 

Preço:17,00€

Referência:14684
Autor:DEVI, Vimala; SEABRA,Manuel de
Título:A LITERATURA INDO-PORTUGUESA
Descrição:

Junta de Investigações do Ultramar, Lisboa, 1971. Dois volumes de in-8º de 327-(4) e 448-(4) págs. Brochado.

Observações:

Excelente ensaio sobre uma literatura não muito conhecida, sempre fronteira entre as culturas hindu e ocidental mas também numa cruzamento curioso da experiência cristã com o panteísmo hindu.
Com perto de setentas autores reunidos no segundo volume. Como o dizem os autores no livro:
“Sem dúvida nada mais insólito do que a coexistência na mesma área de cultura do espírito democrático ocidental com o espírito teogónico indiano apoiado numa noção de castas de origem rácica e política e justificadas pela religião ; da universalidade cristã com o circunstancialismo social hindu ; da mentalidade pragmática europeia com a mentalidade conceptualista indiana ; da rigidez moral judaico-cristã com o espírito de tolerância próprio de uma cultura tropical ainda de fortes raízes totémicas ; do puritanismo cristão com o vitalismo do paganismo hindu. Nada mais insólito do que a coexistência de todos estes elementos paradoxais na mesma cultura e no mesmo indivíduo. E, no entanto, produziu-se.”
Na época da sua publicação ganhou o Prémio Abílio Lopes do Rego da Academia das Ciências.

Preço:65,00€

Referência:14682
Autor:BOTTO, António
Título:AS CANÇÕES DE ANTÓNIO BOTO. Nova edição definitiva
Descrição:

Livraria Bertrand, Lisboa, 1956. In-8º de 538 págs. Brochado. Com uma vinheta colada no verso do anterosto, numerada e rubricada pelo punho do poeta. Capas com ocasionais picos de humidade. Miolo muito limpo. Número de ordem de biblioteca a tinta no frontspício. Muito bom exemplar, bem conservado.

Observações:

Com um estudo de Fernando Pessoa, José Régio, Garcoa Lorca, Manuel Teixeira Gomes, Raul Leal, João Gaspar Simões, etc ... Nova Edição definitiva e muito aumentada das obras completas com os últimos versos inéditos do poeta e alguns estudos críticos em marginália.

Preço:25,00€

Referência:14681
Autor:Sem autoria
Título:CARTILHA EM TAMUL E PORTUGUÊS impressa em 1554 por ordem do Rei.
Descrição:

Ministério da Educação Nacional. Lisboa. 1970. In-8º de 27-(46) pags. Brochado. Impresso com 3 linhas a duas cores reproduzindo as vinhetas e letras capitais decorativas bem como o texto bilingue em português e tamil. O texto fac-similado é antecedido por um resumé/sumário em françês e inglês

Observações:

Edição Fac-simile do Museu Nacional de Arqueologia e Etnologia com preâmbulo de D. Fernando de Almeida. Direcção Geral do Ensino Superior d das Belas-Artes. Preambulo à obra em louvor de Leite de Vasconcelos e enumerando os manuscritos e impressos raros recolhidos e inéditos com significação histórica para o povo português.

No preâmbulo:
"... É escusado esclarecer o que ela é e o que ela representa para o estudo da acção portuguesa no Oriente: por isso só lhe juntamos as sucintas notas que se seguem ..."

Preço:20,00€

Referência:14680
Autor:GRAÇA, Fernando Lopes
Título:A CAÇA AOS COELHOS E OUTROS ESCRITOS POLÉMICOS
Descrição:

Edições Cosmo, Lisboa, (1976). In-8º de 243 (3) págs. Brochado com os cadernos por abrir. Impecavelmente bem conservado com os cadernos por abrir. Nítida impressão a duas cores sobre papel de boa qualidade.

Observações:

A Caça aos Coelhos e Outros Escritos Polémicos trata de uma polémica contundente e escandalosa entre o autor e o compositor Ruy Coelho, que Graça considerava o compositor oficial do Estado Novo. Ruy Coelho foi o primeiro compositor português a escrever para ballet.

Preço:15,00€

Referência:14679
Autor:LIMA, Costa
Título:DICIONÁRIO DE RIMAS para uso de Portugueses e Brasileiros com uma Poética histórca por Theophilo Braga
Descrição:

Empreza Litteraria Fluminense, Lisboa, (1914). In-8º e 442-(3) págs. Encadernação editorial em skivertex creme com dizeres e sinete editorial dourados na pasta e lombada. Muito bom exemplar, bem conservado, com ligeiro amareleciemnto do papel, próprio da acção do tempo. Carimbo e rúbrica coeva de posse no frontspício, do mesmo prioprietário.

Observações:

Trata-se da segunda edição revista e aumentada, com um extensio o prefácio de Teófilo ao longo de dezenas de páginas iniciais, seguindo-se-lhe a monumental relação de vocábulos. Desconhecemos e tão pouco encontrámos informação na bibliografia mas cremos que a primeira edição tenha sido publicada no Brasil no ano anterior.

Preço:27,00€
página 1 de 2