Banner Vista de Livro
 Aplicar filtros
Livros do mês: Junho 2024
Temas 
Palavras Chave 
Módulo background
Seleccione o mês a visualizar:

Livros do mês: Junho 2024

Foram localizados 17 resultados para: Junho 2024

 

Referência:15390
Autor:TELLES, Bazilio
Título:A GUERRA (notas e dúvidas)
Descrição:

Livraria Chardron, Porto, 1914. In-8º de 112 págs. Brochado. Exemplar impecável, sem defeitos apontar, com os cadernos por abrir.

Observações:

Obra bastante curiosa e de interesse para história do início da Guerra de 1914 -1918, eventos que personalidades portuguesas várias defendiam a importância da participação portuguesa, tais como, além do presente autor, Ricardo Jorge, Leonardo Coim-
bra,  Ana de Castro Osório, Egas Moniz, Artur Barros Basto,  Ângelo Vaz, Diogo Cassels,, etc ... em que, na tribuna pública, proferiam diversas conferências e sessões patrióticas.

Preço:23,00€

Referência:15389
Autor:CORREIA, Armando Pinto
Título:GENTIO DE TIMOR
Descrição:

Lisbôa 1935 (1934).In-8º de 367 págs. Encadernação moderna em percalina castanha dourada na lombada com dizeres e ornatos modestos. Conserva as capas, ilustrada por Alfredo Moraes na capa anterior representando um indígena local, segurando duas armas de guerra (espingarda e machado), com aldeia em plano de fundo. A capa posterior, está ilustrada com brasão da Colónia de Timor. Inteiramente por aparar. Ricamente ilustrado com 64 fotografias representando diversos aspectos da vida social e do quotidiano assim como seus costumes nas diversas comunidades.

Observações:

Da página 9 retiramos o seguinte: " ... O autor deste livro que viveu em Timor perto de seis anos, dos quais a maior parte- cinco anos e dois meses- como administrador da mais populosa das suas circunscrições, a de Baucau. Lógico consigo próprio, coerente com os ideais nacionalistas pelos quais se bateu e sacrificou, e sempre fiel à sua mìstica vibrante de orgulho Pátrio, - cumpriu o seu dever o melhor que soube e poude, esforçando- se por se não tornar inferior à missão civisadora que aos peoneiros de Portugal coube realisar na mais remota, pitoresca, sugestiva e enfeitiçante das suas provincias ultramarinas. (...)".

Dividido por duas partes, apresenta o seguinte índice:

- Ao Maiorais indígenas de Baucau 

PRIMEIRA PARTE
COSTUMES DE BAUCAU
Capítulo I - Do Nascimento
I. Abortos; - II. O Parto; III. Nominação;
Capítulo II - PELA VIDA FORA
I. A Infância; II. A Adolescência; III. Os desportos tradicionais; IV. As guerras de outrora;V. Pactos de Aliança; VI. As Castas sociais; VII. Os Chefes; VIII. Direito Penal; IX. Oeganização Administrativa; X. Crenças Religiosas; XI. Almas penadas; XII. Bruxos e curandeiros; XIII. Cenas de espiritimos; XIV. Cerimónias culturais (1. A Festa da Espiga; 2. Estilo da Sementeira; 3. Estilo da colheita; 4. Estilo do Milho novo; 5. Estilo da inauguração de um templo; 6. Estilo da casa de habitação; 7. - Estilo da Chuva;) XV. Cronologia indígena; XVI. Jogos de Advinhas; XVII. As velhas lendas (1. Guerra entre Behali e Lequeçan; 2. Fundação do Reino de Venassim; 3. Origem de Baucau; 4. Conquista de Baucau; 5. O mágico joão Lere;)
Capítulo III - DO CASAMENTO
I. O preço de uma noiva; II. Exploração mercantil da mulher; III. Como se negoceia um matromónio; IV. Bodas nupciais; V. Poligamia; VI. Divórcio;
Capítulo IV - DA MORTE
I. À espera dos parentes; II. O bazar das permutas; III. O enterro; IV. As exequias; V. A herança;


SEGUNDA PARTE
COSTUMES DAS OUTRAS REGIÕES
Capítulo I - DO NASCIMENTO
Capítulo II - DO CASAMENTO
I. O barlaque; II. Poligamia; III. Adulterio e divórcio; IV: Impedimentos conjugais; V. Inter-casmentos obrigatórios;
Capítulo III - DA MORTE
Capítulo IV - USANÇAS VÁRIAS
I. Direito sucessório; II. Numenclatura dos parentescos; III. Sistema de castas; IV. Alianças colectivas; V. A hierarquia dos chefes; VI. Os Tribunais dos régulos; VII. Medicinas tradicionais; VIII. A contagem do tempo; IX: Festas agrícolas; X. Ideias religiosas; XI. Os mitos da pré-história;

Lista de trabalhos etnográficos; Aditamento; Livros e publicações sobre outros aspectos de Timor;

Preço:33,00€

Referência:15388
Autor:BENOIST, Alain de
Título:NOVA DIREITA. NOVA CULTURA. Antologia crítica das ideias contemporâneas.
Descrição:

 Edições Afrodite, Fernando Ribeiro de Mello. Lisboa. 1981. In-4º de xxxix-(1)-564-(1) págs. Brochado. Ilustrado com gravuras e retratos. Inserido na Colecção Doutrina / Intervenção. Capa de Paulo Guilherme D'Eça Leal.

Excelente exemplar, em excelente estado.

Observações:

Trata-se da tradução feita por um colectivo, do título original Vu de Droite – Anthologie critique des idées contemporaines em que José Miguel Júdice assina a Nota à edição portuguesa. Através da análise dos principais ensaios aparecidos desde o início dos anos 70, esta antologia crítica constitui um vasto panorama «das ideias que regem o Mundo». Para A. Benoist, a revolução cultural prepara a revolução política do nosso tempo. Neste vasto panorama, a obra aborda a herança doutrinária e seus fundamentos (filosóficos, científicos, biológicos, etológicos, psicológicos e pedagógicos) passando pelos sistemas poliíticos e teorizadores, com áreas do debate e olhares sobre o século XX .

Na badama:
"... «Nova Direita, Nova Cultura», é um esforço, que se julgaria sobre-humano, de reunir à maneira dos enciclopedistas do final do séc. XVIII, com coerência e a partir do que se poderia chamar «o estado actual das ciências», os fundadores de uma concepção do mundo, integral e coerente. Como Terêncio, também Benoist poderia afirmar que nada do que lhe é humano é estranho. Dotado de uma inteligência analítica que se associa, o que é raro, a uma capacidade de desdobramento e de síntese invulgares, Benoist percorre com igual à vontade, os domínios da etnologia e da física atómica, os estudos psicológicos e genéticos e as investigações geopolíticas, as análises do comportamento animal e humano e a história da cultura; ao mesmo tempo que revela conhecer em profundidade não só Marx, mas também Pareto; não apenas Gramsci, mas também Evola; não só Clausewitz ou Renan, mas Marcuse, Althusser, ILIch ou Freud. ...A proposta de Benoist, rebenta todos os estereotipos com que habitualmente compramos a nossa tranquilidade cultura. ...Benoist veio da direita, mas não está na direita. ... Esta obra é, por isso, uma proposta aberta, discutível e controversa, mas com uma riqueza de conteúdo, uma novidade de teses e um rigor conceitual que a tornam um texto obrigatório. Depois da sua leitura, à esquerda e à direita, tudo se altera... ".

Preço:40,00€

Referência:15387
Autor:MONTEIRO, Adolfo Casais
Título:CONFUSÃO. Poemas.
Descrição:

Edições “ Presença”, Coimbra, 1929. In-8º de 70-(1) págs. Encadernação cartonada com dizeres dourados na lombada. PRESERVA AS BONITAS CAPAS DE BROCHURA DE FEITURA TÍPICA PRESENCISTA. Exemplar da tiragem normal e numerada, limiada a 318 exemplares, levando o presente exemplar o número 153. Capa de brochura de original composição sendo de cor branca, ao contrário da das edições especiais de cor verde. Ligeiro aparo à cabeça.

 

PRIMEIRA EDIÇÃO - RARO

Observações:

Livro de poemas de estreia deste autor que é “... entre os poetas presencistas, um dos que de forma mais nítida continuam o espírito do primeiro modernismo”.

Preço:130,00€

Referência:15386
Autor:VASCONCELOS, José Leite de
Título:TRADIÇÕES POPULARES DE PORTUGAL.
Descrição:

IN-CM, Lisboa, (1986). In-8º de 338-(6) págs. Brochado. Excelente exemplar com raros sinais de manuseamento.

Trata-se da segunda edição revista e aumentada com novos materiais do autor.

Observações:

Organização e apresentação de M. Viegas Guerreiro.

Preço:20,00€

Referência:15385
Autor:BELL, Aubrey F. G.
Título:A LITERATURA PORTUGUESA (história e crítica)
Descrição:

Imprensa da Universidade, Coimbra, 1931. In-8.º de XXI-507 págs. Brochado. Pé e cabeça da lombada com ligeiros defeitos de manuseaemnto, sem perder a estrutura de resistência do livro.

Observações:

Indíce de matérias: 1185 s 1325: da subida do trono de S. Sancho I à morte de D. Denis - As canções encadeadas; Cancioneiros trovadorescos; 1325 a 1521: da subida ao trono de D. Afonso IV à morte de D. Manuel - Prosa primitiva; A epopeia e os últimos poetas galecianos; Os cronistas; O Cancioneiro Geral; O século de Quinhentos (1502-1580) - Gil Vicente; Poetas líricos e bucólicos; O teatro; Luís de Camões; Os historiadores; Prosadores quinhentistas; Escritores religiosos e místicos; 1580-1706 - Os seicentistas; 1706-1816 - O século XVIII; 1816-1919 - A Escola Romântica; A reacção contra o Romantismo.

Preço:27,00€

Referência:15384
Autor:LEAL, Gomes
Título:PROTESTO D'ALGUEM - Carta ao Imperador do Brazil
Descrição:

Livraria Civilisação de Eduardo da Costa Santos & sobrinho - Editores, Porto, 1889. In-8.º de 15 págs. Brochado. Exemplar com alguns picos de acidez. Ilustrado com um retrato desenhado de Gomes Leal por Roque Gameiro.

PRIMEIRA EDIÇÃO.

Observações:
Preço:27,00€

Referência:15383
Autor:BAPTISTA, Trindade
Título:FEIXE DE SAUDADES - PREITO À MEMÓRIA D'EL-REI D. CARLOS I (Fragmentos históricos, biográficos e desportivos)
Descrição:

Livraria J. Rodrigues & C.ª, Editores, Lisboa, 1933. In-8º de 305-(3) págs. Brochado. Ilustrado com reproduções fotográficas impressas sobre papel couché, em extra-texto. Manchinhas de humidade apenas nas ilustrações, dada a qualidade hidrófila do papel.

Observações:

Obra de natureza biográfica e memorialista sobre o rei D. Carlos que segundo autor 'entrou na restrita e sublime galeria dos Reis da Moda' O autor recorda o Rei D. Carlos, através de “fragmentos históricos, biográficos e desportivos”, conforme se pode ler na folha de rosto do livro, descreve também o político D. Carlos, um Rei liberal que “pela constituição liberal patenteou sempre as mais expressivas provas de acato e fidelidade”.
Obra enriquecida por diversas fotografias e reproduções de documentos de época.

Preço:35,00€

Referência:15382
Autor:TRABULO, Márcia
Título:ELEMENTOS PARA UMA MONOGRAFIA DE VILA NOVA DE FOZ CÔA
Descrição:

Edição da Câmara Municipal e da Junta de Freguesia de Vila Nova de Foz Côa, V.N.Foz Côa, 1984.  In-8.º de 88-(1) págs. Brochado. Ilustrado ao longo do texto.

Observações:

Pequena monografia que aborda aspectos da zona de Vila Nova de Foz Côa  no que diz respeito aos seus monumentos, forais, festas religiosas entre outros aspectos. De destacar também a algumas informações históricas. Prefácio do Dr. Henrique Almeida.

Preço:20,00€

Referência:15381
Autor:AAVV
Título:ALBUM DO ZÉ POVINHO
Descrição:

(Papelaria e Typographia Academica, Porto, 1908). In-8º gr de 76 folhas inumeradas. Magnífica impressão, muito cuidada, com texto a duas cores e letras capitulares, envoltos em belíssimas cercaduras floreadas tipográficas bem ao gosto da época. Encadernação editorial em skivertex com ferros dourados ao gosto arte nova na pasta anterior, ferros secos floreados na pasta posterior e dizeres gravados a pigmento branco pela frente. Ligeiro esbatimento na secção inferior das pasta anterior. Exemplar bem conservado, sem os habituais picos de acidez que ocorrem em algumas das suas páginas.

 

Este álbum, executado em 1908, na cidade do Porto, teve uma produção com a intervenção das seguintes casas: gravuras na Casa Marques Abreu & C.ª; Cromolitografia na Lytographia Nacional; composição e impressão da  primeira folha na Typographia Academica e as restantes folhas do miolo na Typographia Santos . Por fim, a encadernação esteve a cargo da Casa de Alexandre Duarte Correia. Colaboração literária e artística de notáveis escritores e artistas portugueses da época, tais como Sampaio Bruno, Maximiano Ricca, Castro Dias, Joaquim Dias de Souza, Artur Ribeiro, Manuel de Moura, desenhos de Júlio Ramos, José de Brito, Antonio Candido da Cunha, Manuel Monterroso, F. Valença entre muitos outros.

 

ESTIMADO E MUITO INVULGAR.

Observações:

Homenagem do Club Fenianos Portuenses a Alexandre Corrêa Junior, que durante o Carnaval encarnava a figura tradicional do Zé Povinho, percorrendo os bailes espalhando a “sua expontanea graça toda portuguesa e inoffensiva”.

"Celebra este álbum Alexandre Correia Junior, pitoresca figura portuense que, para quase todos, aí encarnava o Carnaval e, portanto, uma espécie de Zé Povinho nortenho... Isto segundo os próprios promotores da edição. Claro que o original lisboeta foi sempre um pouco de tudo... menos carnavalesco! Terá sido, este último, um tolo, mas um tolo virado à política e à intervenção cívica ..." (J.M.M.)

Preço:85,00€

Referência:15380
Autor:ORTIGÃO, Ramalho
Título:BANHOS DE CALDAS E AGUAS MINERAES
Descrição:

 Livraria Universal de Magalhães & Moniz Editores, Porto, 1875. In-8º de 135-(5) págs. Conserva capas de Brochura. Com picos de acidez. Profusamente ilustrado com numerosas gravuras de Emílio Pimentel ao longo do texto e em extra-texto.

PRIMEIRA EDIÇÃO.

INVULGAR.

Observações:

Curioso e interessante livro de Ramalho Ortigão, com uma introdução de Julio Cesar Machado, sobre o termalismo da época em Portugal com referência às principais termas do nosso país como Caldas da Rainha, S. Pedro do Sul, Moledo, Gerez, Monchique, Monção, Taipa, Vizela entre outras não menos relevantes.

Do prefácio de Julio Cesar Machado:

"...D'antes o costume em Portugal, nos mezes de verão era tomar ares. Quem fosse gente tinha casa no campo e em chegando o mês de maio emigrava para a quinta... mas às vezes ia para lá gente... dos que não tinham quinta senão a quinta-feira, e enchiam a vivenda alheia com grave seca dos possuidores. Foi preciso crear moda nova..."

Preço:65,00€

Referência:15379
Autor:ANDRADE, José Maria
Título:REGIMENTO DA PROSCRIPTA INQUISIÇÃO DE PORTUGAL ordenado pelo Inquisidor Geral o Cardeal da Cunha e publicado por ...
Descrição:

Imprensa da Universidade, Coimbra, 1821. In-8º de XLVI-155 págs. Encadernação coeva inteira de pele mosqueada com belos ferros dourados na lombada, com rótulo de pele vermelha e dizeres também dourados. sinais de manuseamento. Ostenta ex-libris no verso da pasta anterior. O exemplar preserva a sonoridade original do papel.

Exemplares na BN e na Biblioteca Brasiliana Mindlin.

Observações:

Na sequência da revolução liberal a Inquisição foi extinta em 1821, tendo a Universidade passado por um período conturbado em que predominavam as polémicas e as críticas à Universidade e à sua Imprensa. Neste mesmo ano, saiu o Regimento da Proscripta Inquisição de Portugal. Na introdução desta obra, compara-se a Inquisição a “uma devastadora peste”, acrescentando ainda que terão sido mais de 32.000 as vítimas da Inquisição, sendo que mais de um milhar terá sido “lançado em labaredas”. A cobertura temporal a que se refere diz respeito ao período de 1540 a 1794. A academia, em demonstração de júbilo pela revolução liberal, resolveu celebrar na Sala dos Capelos um outeiro, ou sarau poético, que se realizou em novembro, com a participação, entre outros, de Almeida Garrett e de António Feliciano de Castilho. A Collecção de Poesias recitadas na sala dos atos grandes, em 1821, foi publicada pela Imprensa. Outras publicações foram alguns jornais estudantis de então, de crítica à Universidade, como é o caso do Censor Provinciano.

 

Preço:125,00€

Referência:15378
Autor:AAVV
Título:POESIA DA INFÂNCIA
Descrição:

Ulisseia, (Lisboa, 1966). In-8º de 98-(5) págs. Brochado.Ilustrado à parte com desenhos infantis. Capas com insignificantes picos de humidade. Miolo impecável.Capa de Leonor Calvet da Costa (5 anos) e arranjo gráfico da obra da responsabilidqde de Cruzeiro Seixas.
 

Observações:

Notável recolha de colaborações escrita da responsabiulidade de Alice Gomess de alunos, com idades compreendidas entre os 5 e os 11 anos, do então ensino primário (oficial e particular), por parte de um conjunto de professoras. As ilustrações são trabalos espontâneos de crianças da Escola de Arte de Cecília Menano

Preço:30,00€

Referência:15377
Autor:DIX, John A.
Título:A WINTER IN MADEIRA AND A SUMMER IN SPAIN AND FLORENCE by ...
Descrição:

D. Appleton & Company. New York. 1853. In-12º de VIII-377-(6) págs. Encadernação coeva inteira de sintético castanho escuro com cercaduras gravadas a seco nas pastas. Ornamentação e dizeres dourados na lombada ao estilo da época. Reforço das charneirascom restauro moderno.

As cinco gravuas hors-texte que compõem a obra são abertas em chapa de aço e assinadas H. Vanostrand. Três das gravuras retratam a Madeira. BOM EXEMPLAR

DUARTE DE SOUSA II, 233; AVILA PEREZ 2391 . RARO.

Observações:

Curioso e muito interessante livro de viagens escrito pelo General John Adams Dix (1798-1879) a partir de uma viagem realizada à Madeira e ao Mediterrâneo em 1843. A primeira edição apareceu em 1850. O autor após ter rejeitado numerosos cargos políticos, por convite do Presidente Franflin Pierce foi responsável pela criação de diversos organismos científicos (Geological Survey) assim como pela edição de revistas literárias e científicas. A produção deste título "A WINTER IN MADEIRA ..." surgiu a partir do seu interesse pela Geografia durante uma viagem à Europa. Aqui DIX tece também breves considerações acerca dos Açores antes da sua chegada à Madeira. As primeiras duzentas páginas são inteiramente dedicadas aos aspectos socio-económicos e geográficos da Madeira.

Curiosa nota do prefácio do autor, que nos diz o seguinte " ... The Madeira of 1843 is the Madeira of 1850. The changes in New York in a single year are greater than those in Madeira in half a century ..."

Preço:275,00€

Referência:15376
Autor:BRAGA, Victoriano
Título:A FACA DO MATTO de Raphael Zacharias da Costa
Descrição:

Typographia Castro Irmão, Lisboa, 1883. In-8º de 16 págs. Brochado. Capa e miolo com picos de humidade.

Junto com: PORTELA, Severo - A VERDADEIRA E SUMARIA HISTORIA DA FACA DO MATO obra do engenhoso cinzelador Rafael Zacarias da Costa, expressamente executada para El-Rei D. Fernando, o Rei-Artista e da qual tomaram seguro as Companhias Fidelidade de Lisboa e Garantia do Porto. Edição de António Henriques Alves de Azevedo, Lisboa, 1929. In-8º de 14(2) págs. Brochado.

Lote com dois folhetos na mesma referência.

Observações:

Conjunto de opúsculos muito interessante em torno da valisíssima obra de arte de elevado mérito artístico da ourivesaria executada a pedido régio representada por uma faca em prata lavrada com 63 centímetros de comprimento em que, no punho e na bainha, estão esculpidos 130 animais diversos com precisão escultural.

Preço:35,00€

Referência:15375
Autor:LEAL, Gomes
Título:CARTA AOS CRISTÃOS E ÁS FERAS. Profecia do Seculo XX
Descrição:

Escla Typographica das Officinas de S. José, Lisboa, s.d. In-8º de 16 págs. Brochado. Exemplar com amrgens empoeiradas e recomenda-se encadernação.

PRIMEIRA EDIÇÃO (e única).

Observações:

Carta em verso, publicada em 1900. dedicada “Aos trez Grandes Poetas Cristãos”: Teixeira de Pascoaes, Jaime Cortesão e Correia de Oliveira.

Preço:15,00€

Referência:15374
Autor:FARINHA, António Lourenço
Título:ELEMENTOS DE GRAMÁTICA LANDINA (Shironga). Dialecto Indígena de Lourenço Marques por ...
Descrição:

Imprensa Nacional de Lourenço Marques, Lourenço Marques, 1946. In-8º de 200 págs. Brochado. Capas com ocasionais picos de acidez. Miolo em excelneete estado de preservação.

Segunda edição.

Observações:

Título não referido no importante levantamento de dicionários e bibliografialexical de língas indígenas de Moçambique por Vatomene Kukana (A Lexicografia em Português sobre as Línguas Bantu).

"São poucos os trabalhos gramaticais sobre shironga e apenas um de bastante valor, mas impróprio para o estudo de principiantes pela sua prolixidade, que não deixa de ser útil aos que possuem já um conhecimento relativamente perfeio da língua, pela forma gráfica adoptada, em que sinais diacríticos abundanm, e ainda por estar escrito em francês, que uma grande maioria dos ue precisam do shironga desconhece totalmente ..." (na Introdução)

 

Trabalho realizado num período de colonização caracterizado por uma pressão crescente sobre as missões para diminuir a utilização das línguas autóctones.Os missionários responderam a essa pressão aumentando os meios linguísticos que podiam acelerar a evangelização, sobretudo que desde o século XIX a formação do clero chamado "indígena" foi acelerada para que esse último servisse de valioso auxilio ao clero europeu. As primeiras tentativas de sistematizaçãoe levantamento linguístico neste período de deve ao padre Victor Wendling, francês alsaciano, que publicou em Malanje, em 1903, o "Catecismo Kimbundu e Português". Assinala-se ainda a publicação em Lourenço Marques, em 1906, do "Dicionário Shironga - Português e Português - Shironga" precedidos de breves elementos de gramática do dialecto Shironga. O título que se apresenta foi publicado em pela primeira vez em 1917 e serviu de base, assim como outras cinco obrascoevos, para grande o trabalho Apontamento de Sintaxe Ronga (1959) de Rodrigo Sá Nogueira

Preço:30,00€