Banner Vista de Livro
 Aplicar filtros
Temas 
Palavras Chave 
Módulo background
Seleccione o mês a visualizar:

Livros do mês: Julho 2019

Foram localizados 20 resultados para: Julho 2019

 

Referência:14215
Autor:[MOUTINHO, Viale ; organização de]
Título:O AMOR NA POESIA PORTUGUESA
Descrição:

Moutinho e Família 2000, Porto, 1975. In-8º de 293-(9) págs. Encadernação editorial em percalina preta com gravado artístico a ouro na pasta anterior. Dedicatória não-autógrafa na folha do ante-rosto. Bom exemplar, muito limpo e muito bem conservado.

Observações:

Tem como sub-título: Dos Cancioneiros Galego-portugueses a Teixeira de Pascoaes. Antologia organizada por Viale Moutinho e ilustrada por Renato Vasconcelos e Fernnado de Oliveira.

No texto introdutório:
"... Isto não é uma antologia, mas antes um cocktail dos diferentes matizes do mais rico veio do Amor - o amor entre um homem e uma mulher. Desde os cancioneiros medievais até à alva deste século, cem poemas foram seleccionados de acordo com o critério e subjectivo de um cidadão cujos direitos não ultrapassam nem estão aquém dos que cabem aos leitores ..." (Viale Moutinho).

Preço:15,00€

Referência:14214
Autor:ILHARCO, A
Título:MEMÓRIAS. Alguns apontamentos sobre a influencia da política no exercito
Descrição:

Livraria Chardron, de Lelo e Irmão, Porto, 1926. In-8º de IX-125-81) págs. Encadernação editorial em skivertex, gravado a ouro na pasta e lombada e a sêco, na pasta posterior com a chancela editorial. Rúbrica de posse coeva no frontspício.

Observações:
Preço:10,00€

Referência:14213
Autor:GRANJO, António
Título:A GRANDE AVENTURA (Scenas da Guerra)
Descrição:

Lisboa (s.d.-1920). In-8º de 193-(1) págs. Encadernação moderna em skivertex, conserva capas de brochura anterior. Rubrica de posse no anterosto e no frontspício.

Observações:

 Do Dicionário Cronológico de Autores Portugueses, vol III:

"António Granjo (Chaves, 1881 - Lisboa, 1921) político e escritor, formado em Direito pela Universidade de Coimbra,  e animado do ideal republicano, desenvolveu intensa actividade política e conquistou um grande prestígio pela sua integridade de carácter e estatura moral. Fez parte, ainda estudante, do comité revolucionário académico e foi organizador do núcleo revolucionário da sua terra natal. Após a proclamação da República, eleito para a Assembleia Constituinte, foi ocupando sucessivos cargos em comissões  de serviço público. Director do jornal A República, fez parte de quatro ministéripos, todos de vida efémera. Quando era presidente do Ministério em 1921, foi barbaramente assassinado, no Arsenal da Marinha. Participou na Grande Guerra de 1914-1918, tendo deixado o relato das suas impressões desse acontecimento no livro A Grande Aventura. Pubicou ainda História de Uma Mocidade, 1907 e o livro de poemaa Águas (1909)".

Preço:25,00€

Referência:14212
Autor:GUYOMARD, George
Título:LA DICTATURE MILITAIRE AU PORTUGAL. Impressions d'un Français retot de Lisbonne.
Descrição:

Les Presses Universitaires de France, Paris, 1927. In-8º de 112 págs. Encadernação moderna em percalina castanha com dizeres dourados na lombada. Aparo marginal. Bom exemplar, muioto fresco.

Observações:

Curioso livro, enquanto visão estrangeira, sobre a ditadura militar que então tinha acabado de se implantar no ano anterior em Portugal.

 

Preço:15,00€

Referência:14211
Autor:CAMACHO, Brito
Título:PORTUGAL NA GUERRA
Descrição:

Guimarães & C.ª - Editores, Lisboa, (1936). In-8.º de 330-14 págs. Encadernação moderna inteira de skivertex grenat. Conserva capa de brochura anterior. Ligeiro aparo marginal. Rubrica de posse no anterosto e na última página. Exemplar muito limpo e fresco.

Observações:

Apresenta uma Advertência inicial dos editores e uma Nota Final de Julião Quintinha.

 

Preço:25,00€

Referência:14210
Autor:BRUN, André
Título:SOLDADOS DE PORTUGAL - A legião portugueza - A guerra peninsular
Descrição:

Guimarães Editores, Lisboa, 1915. In-8.º de 171-(5) págs. Encadrnação moderna em skivertex vermelho, preservando a capa de brochura anterior. Rubrica de posse no frontspício. Aparado. Apesar dos defeitos apontados, o exemplar apresenta-se muito limpo e fresco.
Exemplar da PRIMEIRA EDIÇÃO, primeiro milhar

Observações:

No prefácio:

"...  Escrita para ser lida principalmente por aqueles, que como soldados tivérem de combater pela Pátria, dei a esta narrativa uma forma comesinha e pu-la na boca de um soldado mais culto, contando a camaradas seus uma epopeia de glorias e de sacrifícios. A grandesa dos factos relatados fará esquecer a simplicidade da sua apresnetação. QUando se contam histórias, é natural que se lhes acrescente ao inetresse o relevo da forma de narrar. QUando se conta a História - a História traçada pelas armas dos nossos soldados - ela não carece de atavíos literários..."

Preço:20,00€

Referência:14209
Autor:FARIA, Diamantino
Título:DESTINO: MUCABA
Descrição:

Edição do autor, Lisboa, 1962. In-8º de 246-(2) págs. Brochado. Rubrica de posse no ante-rosto.

Observações:

Diamantino Faria, jornalista da imprensa angolana, acompanhou as tropas portuguesas nas operações de recuperação do território do norte da antiga província portuguesa de Angola, em poder da UPA desde 15 de Março de 1961, e relata nesta obra, a coragem e determinação dos defensores da pequena aldeia de Mucaba (12 Abril de 1961 - 23 de Junho de 1961).

Preço:24,00€

Referência:14208
Autor:CRESPO, Manuel Pereira
Título:PORQUE PERDEMOS A GUERRA
Descrição:

Ed. Abril, Lisboa, 1977. In-8º de 168-(4) págs. Brochado. Rúbrica de posse no anterosto. Ocasionais sublinhados a láis, muito ao de leve. Miolo impecável, quase novo.
INVULGAR

Observações:

Na nota de Abertura

“ ... Em 1961, quando, em Angola, grupos armados puseram em causa a soberania portuguesa, tivemos de responder com uma guerra defensiva que, depois, se estendeu à Guiné e a Moçambique. Essa guerra não resultou do capricho de um chefe político, da ideologia de um regime ou de uma opção baseada em discutível análise de conjuntura. Obedeceu a uma constante da nossa História, que sempre nos conduziu a pegar em armas para defender os territórios de além-mar. (...) Pelas consequências futuras e pelos resultados imediatos, a derrota que sofremos foi das mais desastrosas da nossa História ...”.

Importante para o entendimento da guerra do ultramar e das posições do antigo regime, através da versão do autor que viveu enquanto militar os momentos de guerra. Esta obra foi editada e publicada escassos anos após a revolução de 25 de Abril de 1974 que abriu portas à independência das ex-colónias africanas e, consequentemente, à tomada de poder pelos antigos movimentos guerrilheiros que combateram Portugal de armas na mão, MPLA, PAIGC e FRELIMO, respectivamente em Angola, Guiné-Bissau e Moçambique.

O autor foi militar e intelectual com obra na cartografia da Guiné. Foi depois Ministro da Marinha no governo de Marcelo Caetano de 1968 a 1970, sendo a sua versão uma voz autorizada sobre os assuntos abordadas.

Preço:20,00€

Referência:14207
Autor:CÉSAR, Amândio
Título:ANGOLA 1961
Descrição:

Verbo, (Lisboa), 1961. In-8º de 115-(1)-7 ff ilustradas com fotografias impressas a preto e branco - (1) de colofón. Brochado com capa impressa a laranja relativamente à 4ª edição.

Observações:

Importante obra sobre o início da Guerra Colonial Portuguesa que contou com diversar edições no ano em que foi publicada. A fonte iconográfica adjunta no final da obra documentam bem a violência sendo algumas fotos muito chocante, testemunhando o terror que envolveu o inicio da guerra colonial em Angola .

Preço:25,00€

Referência:14206
Autor:TELO, Alencastre
Título:ANGOLA TERRA NOSSA - Diário do Terrorismo
Descrição:

Lisboa, Edição do Autor, (1962). In. 4º de 320 págs + 25 ilustrações impressas a preto e branco. Brochado, em excelente estado de conservação. Ilustrado à parte sobre papel couché.

BASTANTE INVULGAR quando em excelente estado o exemplar que agora se apresenta.

Observações:

O autor relata através de uma espécie de diarística todos os acontecimentos em torno da guerra no norte de Angola desde Março de 1961, quando a UPA (Antecessora da FNLA e liderada por Holden Roberto) desencadeou uma onde de terror, matando civis indefesos, brancos, negros e mestiços de forma selvática e com requintes de malvadez. Encerra dezenas de ilustrações com fotografias sobre a guerra e o terror da UPA. As ilustrações representam bem a violência das chacinas e assassinatos de familias inteiras assim como das destruições de aldeias inteiras. Um excelente registo com imensa informação sobre a guerra colonial em Angola desde o seu primeiro dia, com nomes das vitimas, aldeias e fazendas atacadas e destruidas.

 

 

Preço:45,00€

Referência:14205
Autor:NEVES, A. F. Santos
Título:QUO VADIS, ANGOLA?
Descrição:

Editorial Colóquios, Angola, 1974. In-8º de 287 págs. Brochado. Conserva a cinta editorial.

Observações:

Na cinta editorial:

"... As condições políticas desencadeadas pelo 25 de Abril de 1974, tornam finalmente possível a edição deste manuscrito ...". Esta obra, teve reedição recente e trata do Cristianismo de Angola do período em questão.

Preço:13,00€

Referência:14204
Autor:VENTURA, Reis
Título:OS DIAS DA VERGONHA
Descrição:

Edições Fernando Pereira, Lisboa, s.d. (1976?). In-8º de 210-(5) págs. Brochado. Em excelente estado de conservação.
 

Observações:

"... Neste livro se relatam factos que aconteceram em Angola desde 25 de Abril a 11 de Novembro de 1975. Começa ainda sob o signo da esperança, no engano do programa inicial do Movimento das Forças Armadas, que preconizava a defesa da Nação Pluricontinental, e das promessas dos seus homens mais responsáveis.Mas termina em gritos de desespero, porque bem depressa e realidade mostrou que era mentira, vergonha e traição.

Há muiro boa gente (da melhor de Portugal desta hora aziaga) que se admira de que os homens de Angola, tão corajosas e resolutos nos dias trágicos de 1961, se tenham mostrado tão resignados e submissos depois do 25 de Abril de 1974 ..." (nota de abertura da Explicação Necessária).

Preço:18,00€

Referência:14203
Autor:FELGAS, Hélio
Título:GUERRA EM ANGOLA
Descrição:

Gráfica Santelmo, Lisboa, 1968. In-8º de 239-(4) págs. Encadernação meia francesa em pele com dizeres e florões a ouro na lombada. Conserva capa de brochura. Profusamente ilustrado em extra-texto com fotografias (algumas bastante chocantes) e dois mapas desdobráveis sobre o Norte de Angola.

Observações:

Livro da autoria do Brigadeiro Hélio Felgas, oficial do exército português  sobre os acontecimentos ocorridos a partir de 15 de Março de 1961, quando as hordas de guerrilheiros e membros da UPA levaram a efeito um massacre de civis em todo o norte angolano.

Da contracapa:
"GUERRA EM ANGOLA é o primeiro relato completo dos acontecimentos que ensanguentaram no Norte da província portuguesa de Angola.
O autor, que viveu mais de quatro anos na região assolada pelo terrorismo - pois foi Governador do Distrito do Congo até Abril de 1960 - , começa por enquadrar Angola de 1960 - pacífica, progressiva e isenta de segregação racial - na conturbada África de hoje. Faz depois uma descrição dos massacres perpetrados no tristemente famoso 15 de Março de 1961.
Os antecedentes de acontecimentos tão graves são em seguida apontados, com a autoridade de quem conhece bem Angola e de quem tem gasto boa parte da sua vida estudando a evolução política da África actual. Aí se foca a clara e nítida intervenção estrangeira.
O alastramento do terrorismo e as facetas que ele tomou são assuntos tratados com um pormenor quase diário. O mesmo se dirá das operações militares - que conduziram à reocupação de todos os postos e povoações abandonadas - e da actividade dos Voluntários Civis, a cargo de quem ficou a recuperação das fazendas agrícolas em grande parte depredadas e destruídas pelo inimigo.
Realce especial é dado também aos reflexos internacionais do terrorismo em Angola.
A apresentação de um balanço realístico dos acontecimentos preenche a última parte deste livro onde, a cada passo, se incluem considerações e esclarecimentos que reflectem a idoneidade do Autor na matéria e realçam, por um lado, a crueldade e o primitivismo bárbaro dos terroristas e, por outro lado, a firmeza heróica dos civis, a eficiência das Forças Armadas e a lealdade e o patriotismo da quase totalidade das povoações nativas"

Preço:28,00€

Referência:14202
Autor:ARRUDA, Manuel Monteiro Velho
Título:COLECÇÃO DE DOCUMENTOS RELATIVOS AO DESCOBRIMENTO E POVOAMENTE DOS AÇORES.
Descrição:

In-4º de CLXXXIII-251-(3) págs. 11 gravuras de fac-similes de cartas de Afonso V, Infante D. Henrique, Atlas Catalão (1375-1377), Atlas de Maciá de Viladestes, e retratos de D. Henrique, D. Fernando e Dª Beatariz. Encadernação inteira de skivertex azul. Exemplar ligeiramente aparado conservando o miolo muito limpo. Rúbrica de posse no ante-rosto.

Observações:

Publicação inserida na Comemoração do V Centenário do Descobrimento dos Açores. Insere os textos dos cronistas Azurara e Barros, de Diogo Gomes ditados a Martim Behaim e copiados por Valentim Fernandes, assim como os de Gaspar Frutuoso.

Preço:48,00€

Referência:14201
Autor:QUEIROZ, Eça de
Título:CHINESES E JAPONESES
Descrição:

Edição Cotovia / Fundação Oriente, Lisboa, 1997. In.-8º de 71-(3) págs. Brochado. Exemplar impecável.

Observações:

Prefácio de Orlando Grossegesse.

No refácio:

"... Não é a primeira vez que Eça de Queirós escreve sobre o que não conhece: nunca esteve na China nem no Japão. (...) O texto nasce da colaboração de Eça de Queirós com a Gazeta de Notícias de Rio de Janeiro. A crónca aparece entre sábado 1 e quinta-feira 6 de Dezembro de 1894, na secção habitual do autor que em 1893 mudou de Ecos de Paris para Cartas Familiares de Paris. Como subtítulo temático, apareceu OS CHINESES E JAPONESES. Portanto, o texto apresentado faz parte da correspondência de Eça de Queirós de Paris (Neuilly) ou Angers..."

Preço:10,00€

Referência:14200
Autor:QUEIROZ, Eça de
Título:AS ROSAS
Descrição:

Publicações Dom Quixote, Lisboa, 1995. In-8º de 40 págs. Brochado.

Observações:

Este texto foi originalmente publicado em 1893 no períodico Gazeta de Notícias. Primeira edição independente.

Abrir o livro ...

"... Estamos no mês de Maio - e convém falar de rosas. Quando na poesia, como no reino bem organizado, havia classes e uma prahgmática, era a corporação venerável e ligeira dos Poetas da Primavera que celebrava, pontualmente, nesta fresca mocidade do ano, com o coração contente e lira fácil, a chegada das rosas. O poeta, nesses tempos arcádicos, coria constantemente por outeiros e prados, como o antigo Silvano, atento só às belezas simples e compreensíveis da Terra. Hoje, nesta anarquia que baralha as classes, o poeta invadiu a alma humana, desalojou dela os filósofos, seus caseiros hereditários desde Platão, e é ele quem tece a teia da psicologia e sopra a braseira da metafísica, donde se elevam tão densos, tão enrolados fumos ..."

Preço:10,00€

Referência:14199
Autor:JOYCE, James
Título:ULISSES
Descrição:

Círculo de Leitores, Lisboa, 1982. In-4º de 550-819 págs. Encadernação cartonada editorial conservando a sobrecapa ilustrada com uma pintura de Max Ernst. Exemplar impecavelmente bem conservado.

Observações:

Da contra-capa:

"... A acção de Ulisses decorre em Dublin num único dia, 16 de Junho de 1904, e é narrada através de um prelúdio em três prtes, um núcleo de doze capítulos e um final tripartido. A linguagem utilizada por Joyce, que vai do poema à ópera, do sermão à farsa, contém não apenas termos usuais - da prosa clássica à mais grosseira gíria - , mas também elementos criados pelo escritor com base nos conhecimentos de latim, grego, sânscrito e uma vintena de idiomas modernos. Fazendo um paralelo com Odisseia de Homero, Joyce cria uma viagem experimental ao mundo de hoje, obtendo uma vigorosa síntese das suas descobertas científicas, dos seus problemas sociais, religiosas, estéticos, sexuais. As personagens centrais correspondem aos protagonistas da epopeia grega: Molly Bloom, esposa do Herói, é Penelope; Stephen Dedalus é Telémaco, Leopold Bloom é Ulisses. Na versão de Joyce, a imagem de Ulisses é a de um ser arrasado, traido pela mulkher, totalmente distinto do invencível herói criado por Homero ..."
 

Preço:12,00€

Referência:14197
Autor:BELO, Ruy
Título:OBRA POÉTICA de Ruy Belo (vol. I ,II e III)
Descrição:

Editorial Presença, Lisboa, (1981 a 1984). In-8º de 245-(1), 346-(1) e 495 (1) págs. Brochados. Rubricas de posse na folha de ante-rosto. Primeiro volume com ocasionais sublinhados a lápis, muito ao de leve.
 

Observações:

Organozação  e posfácio de Joaquim Manuel Magalhães.

Preço:25,00€

Referência:14196
Autor:SILVA, Agostinhoda
Título:UM FERNANDO PESSOA e Antologia de Releitura
Descrição:

Guimarães Editores, Lisboa (1958). In-8º de 189-(1) págs. Brochado. Rúbrica de posse no ante-rosto. Papel com amarelecimento geral dada a sua qualidade própria. Mesmo assim, exemplar em muito bom estado de conservação.

Observações:

PRIMEIRA EDIÇÃO. Na badana:

"... O tema FERNANDO PESSOA cresce em bibliografia, apaixonando, contagiando os espíritos inquietos tal a multímoda atracção de uma obra de plurais aspectos e sugestões que, dia-a-dia, a crítica e a sensibilidade, os intelectuais e o amor do público vão tornando maior, mais evidente e consagrada. Tornou-se Poeta motivo de discussão obrigatória, pelo que reºresenta para a definição portuguesa na actualidade e de moderno contributo universal do nosso génio nos domínios estético e poético.
Agora coubre a vez a AGOSTINHO DA SILVA, actualmente professor da Universidade da Baía, neste depoimento lúcido em que nos revela, de um ângulo de visão originalíssimo, a pertinência lusíada do nosso g+rande épico futurista, vidente de uma utopia nacional que um super-CAMÕES há-de cantar.
Ninguém melhor do que o místico autor da REFLEXÃO, filósofo do universalismo português estaria em condições de decifrar o profeta da MENSAGEM e os múltiplos rostos com que olha Fernando Pessoa. Uma Antologia documental serve de exemplificação ao ensaio, escolhida pelo superior e original critério de AGOSTINHO DA SILVA. Isso contribui para valorizar estremamente a edição portuguesa de UM FERNANDO PESSOA..."

Preço:20,00€

Referência:14194
Autor:PESSOA, Fernando
Título:CORAÇÃO DE NINGUÉM
Descrição:

Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa, 1985. In-8º de 136 págs. Brochado. Ilustrado. Nítida impressão sobre papel de qualidade superior. Bom exemplar, em excelente estado de cosnervação.

Observações:

Livro da exposição na Fundação Calouste Gulbenkian (1985), organizada pela comissão executiva das Comemorações do Cinquentenário da Morte de Fernando Pessoa. Reprodução facsimilada da cartas, manuscritos, livros, e outros documentos seleccionados por Teresa Rita Lopes.

Preço:25,00€