Banner Vista de Livro
 Aplicar filtros
Livros do mês: Agosto 2020
Temas 
Palavras Chave 
Módulo background
Seleccione o mês a visualizar:

Livros do mês: Agosto 2020

Foram localizados 11 resultados para: Agosto 2020

 

Referência:14558
Autor:SENA, Jorge de
Título:MAQUIAVEL E OUTROS ESTUDOS
Descrição:

Edições Paisagem, Lisboa, 1974. In -8º de 217-(5) págs. Brochado. Capas ligeiramente empoeiradas com fixação por acção tabágica. Mesmo assim, miolo muito bem conservado.

Observações:

"... Maquiavel e Outros Estudos, foi publicado envolvendo Miguel Ângelo, Shakespeare, Galileu, Marx, Rousseau, Chestov e Malraux … No dia em que li esse extraordinário texto, Maquiavel tornou-se não aquela figura que muitos associam a um adjetivo caricatural e falso, mas o grande moralista, pensador político, que refletiu sobre a unificação italiana como um sinal de civilização. Nem velhacaria nem perfídia, do que Maquiavel trata é de outra coisa, e por isso deve ser considerado como “um patriota italiano e um estadista angustiado por ver a Itália dividida em principados, repúblicas, estados papais, e territórios de potências estrangeiras” (...) Para Sena, Maquiavel “é um moralista na mais alta e nobre aceção da palavra: aquele que descreve os costumes humanos, os resultados a que eles conduzem, e as causas que os condicionam, com objetividade clínica. Se daí pode ser extraído, ou não, um conjunto de normas morais que rejam o bem-viver em sociedade, eis o que excede o âmbito do seu pensamento. E excede-o, não porque entende lucidamente que, no plano político, a virtude só tem sentido se estiver ao serviço de alguma coisa concreta”. A intuição do ensaísta português é extraordinária, uma vez que insere o grande pensador italiano no grande movimento de emancipação política da contemporaneidade..." (Guilherme d'Oliveira Martins)

Preço:17,00€

Referência:14557
Autor:BOTELHO, Fernanda
Título:XERAZADE E OS OUTROS. Romance (tragédia em forma de)
Descrição:

Livraria Bertrand, s.l. (Lisboa), s.d. (1964). In-8º de 272-(1) págs. Brochado. Capa de José Cândido. Dedicatória não autógrafa no anterosto e frontspício com rúbrica de posse, coeva.

Observações:

PRIMEIRA EDIÇÃO desta produção literária, entre as primeiras de Fernanda Botelho, de quem se pode ler no Dicionário de Autores Portugueses (Vol. V, 2000) "... os romances de Fernanda Botelho dão conta de um olhar-testemunho sobre o seu tempo, através de uma expressão distanciada a que não é estranha a ironia ou o sarcasmo e que, do ponto de vista formal, se inscreve nas técnicas e formas do Novo-Romance, seja pela via do registo seco, elíptico, descritivo, seja, com a mesma correcção da frase, por uma expansão mais fluente do discurso, a que também é presente a exploração de sonoridades rítmicas e do valor simbólico da palavra...".

Fernanda Botelho é uma das mais notáveis escritoras da segunda metade do século XX e uma voz activa na cena cultural portuguesa dos anos 50-60. Lutou pela libertação dos presos políticos e pela liberdade de imprensa. Algumas das suas novelas foram proibidas de serem publicadas. Em 1965, enquanto membro do júri da Sociedade Portuguesa de Escritores, foi presa e interrogada pela PIDE com os restantes membros do júri que atribuiu o Grande Prémio do Conto a Luandino Vieira. Só foi libertada graças à intervenção do embaixador da Bélgica (Maria João Dias).

Preço:20,00€

Referência:14555
Autor:ROSA, António Ramos
Título:POESIA, LIBERDADE LIVRE
Descrição:

Livraria Moraes Editora. Lisboa. 1962. In-8º de 247-(7) págs. Brochado. Ligeira acidez generalizada dada a qualidade do papel.

Observações:

Englobada na colecção Colecção O Tempo e o Modo. Dos primeiros trabalhos ensaísticos de Ramos Rosa, cuja atitude crítica que permantemente se exercitou sobre a sua própria palavra como sobre a palavra alheia fazendo do autor um dos mais esclarecidos críticos portugueses do seu tempo.

Preço:25,00€

Referência:14552
Autor:[Trad. Mário CESARINY] - RIMBAUD, Jean-Arthur
Título:ILUMINAÇÕES - UMA CERVEJA NO INFERNO
Descrição:

Estúdios Cor, Lisboa, (1972). In-8º de 152-(5) págs. Brochado. Exemplar em excelente estado de conservação.

Observações:

Tradução, prefácio e notas de Mário Cesariny com sete traduções plásticas das Iluminações.
Trata-se da tradução definitiva portuguesa da magnífica obra de Rimbaud, poema extenso escrito em 1873 e único trabalho publicado pessoalmente. O título teve superior influência nos surrealistas, artistas plásticos e escritores.

Preço:13,00€

Referência:14551
Autor:PIRES, José Cardoso
Título:O BURRO-EM-PÉ
Descrição:

Moraes Editores, Lisboa, 1979. In-8.º de 175-(1) págs. Brochado. Ilustrações de Júlio Pomar impressas sobre página inteira e capa de Sebastião Rodrigues sobre pormenor de "As Amigas " de Júlio Pomar. Exemplar em excelente estado de conservação.

Observações:

PRIMEIRA EDIÇÃO.

Preço:37,00€

Referência:14550
Autor:VASCONCELOS , Mário Cesariny de
Título:19 PROJECTOSdePrémioAldonsoOrtigãoseguidosdePoemasdeLondres.
Descrição:

Quadrante, Lisboa, 1971. In-8º de 84-(2) págs. Brochado. Em excelente estado e conservação.

Observações:

PRIMEIRA EDIÇÃO

Preço:35,00€

Referência:14549
Autor:CESARINY, Mário
Título:MANUAL DE PRESTIDIGITAÇÃO.
Descrição:

Assírio & Alvim. (Lisboa. 1981). In-8º de 174-(1) págs. Brochado.

Observações:

Nesta obra, segundo a obra “O Surrealismo em Portugal” de Maria de Fátima Marinho, Cesariny faz uma decomposição sistemática de pequenos mitos da sociedade burguesa através do riso e da desagregação da linguagem. Esta edição apresenta os textos “Burlescas Teóricas e Sentimentais” e Visualizações” que são de 1942 a 1944; os do “Discruso Sobre a Reabilitação do Real Quotidiano” e os de “Alguns Mitos Maiores Alguns Mitos Menores Propostos à Circulação pelo Autor” são de 1947 a 1952; os textos do “Manual de Prestigitação” são de 1949 a 1956.

Preço:27,00€

Referência:14548
Autor:PIMENTEL, Alberto
Título:OBRAS DO POETA CHIADO, colligidass, annotadas e prefaciadas por ...
Descrição:

Officina Typographica da Empreza Litteraria de Lisboa, s.d (1889), Lisboa, In-8º de LXXIII-248 págs. Encadernação coeva meia francesa em pele francesa azul escura. Aparo marginal generalizado. Guardas em papel colorido em tina manual, da época. Capas com snais de manuseamento, ligeiro coçado marginal. Anotações marginais a lápis pelo punho do linguista José Pedro Machado, de quem ostenta uma rubrica de posse no anterosto.

Observações:

Extenso "Prefácio" de Alberto Pimentel que ocupa as primeiras 73 páginas, prefácio este constituido por um valioso estudo sobre o poeta Chiado (António Ribeiro). Obra muito estimada em que (...) As novas descobertas que hoje tiro a lume sobre a vida azevieira do poeta Chiado, anecdotas passadas entre o povo e com o povo, das quaes resulta que elle foi um bohemio tão acabado e popular no seculo XVI como Bocage o veiu a ser no seculo XVIII, essas novas descobertas, dizia eu, acodem a reforçar a prova, que em documentos colhi, de haver sido elle que celebrizou a rua em que morava e que por esse facto, sem que ninguém o decretasse, mas porque todos assentiram, ficou a alcunha do poeta tradicionalmente ligada á rua como um padrão de celebridade local ...".

Preço:35,00€

Referência:14546
Autor:[trad. F. Martins SARMENTO] - AVIENUS, R. Festus
Título:ORA MARÍTIMA. Estudo d'este poema na parte respectiva à Galliza e Portugal por ...
Descrição:

Typographia de Antonio José da Silva Teixeira, Porto, 1880. In-4º pequ. de 93 págs. Brochado. Consrva a rara pequena folta da errata que falta em alguns dos exemplares cosnultados em bibliografias da especialidade. Ilustrado com um grande mapa desdobrável representativo, segundo vieno, da penísnsula ibérica e das suas observações e topónimos dos pontos notáveis. Exemplar com dedicatória de homenagem do autor manuscrita à cabeça da crecadura tipográfica na capa de brochura.

Observações:

cTrata-se da RARA primeira publicação portuguesa do estudo ethno-geographico do Occidente do mais antigo e conhecida fonte de textos que trata os povos do actual território continental português. Em Ora maritima  o eminente historiador e arqueólogo Martins Sarmento usou o poema como base para defender a teoria da origem dos lusitanos a partir dos lígures. Este título, segundo outros historiadores, foi elaborado à custa de um grande número de fontes de vários autores. Foi impresso pela primeira vez em 1488 por Victor Pisanus em Veneza, conhecendo depois duas edições no séc. XVI e muitas outras até finais séc. XVIII. Em Portugal, esta publicação de Ora Maritima é a primeira.

Preço:75,00€

Referência:14545
Autor:SARDINHA, António
Título:ALIANÇA PENINSULARAntecedentes & Possibilidades
Descrição:

Livraria Civilização, Porto, 1924. In-8º de 446-(6) págs. Encadernação em sintético com dizeres a ouro na lombada e nas pastas. Ilustrado em extra-texto. Valorizado pela dedicatória autógrafa ao poeta José Osório de Oliveira. Sem capas de brochura.

Observações:

Prefácio do Exmo. Senhor D. Gabriel Maura Gamazo, conde de la Mortera. Obra onde António Sardinha defende a tese de que existindo uma Civilização Ibérica contraposta a uma Civilização Nórdica, é obrigação de Portugal e Espanha formarem uma verdadeira Aliança, não apenas para melhor se defenderem dos ataques dessa mesma Civilização Nórdica mas, acima de tudo, como única forma de recuperarem a superioridade da sua Civilização, da Civilização Peninsular ou Ibérica.

Preço:35,00€

Referência:14544
Autor:SARDINHA, António (António de Monforte)
Título:A EPOPEIA DA PLANICIE - Poemas da Terra e do Sangue
Descrição:

Editorial Restauração, Lisboa, 1960. In-8º de 231-(4) págs. Brochado

Observações:

O principal volume de poesia de António Sardinha, publicado em 1915, nele se nota um apego ao concreto que decorre da exaltação da terra natal e da inspiração familiar e que se consubstancia numa profusão de notações realistas ancoradas em pormenores do quotidiano doméstico e rural.

Preço:18,00€