Banner Vista de Livro

Palavras chave | Key Words

Açores | África | Afrodite | Agricultura | Alemanha | Alentejo | Algarve | América | Anais | Angola | Anti-Clericalismo | Antologia | Aramaico | Arqueologia | Arquitectura | Arquitectura Militar | Arquitectura Religiosa | Arte | Arte Monumental | Arte Popular | Arte Portuguesa | Artes Decorativas | Artes Plásticas | Artesanato | Autógrafos | Aveiro | Azurara | Barrancos | Beira | Bibliofilia | Bibliografia | Biografia | Botânica | Braga | Bragança | Brasil | Cabo Verde | Caça | Calão | Camiliana | Camilo | Camões | Campo Maior | Caricaturas | Casa de Bragança | Castelo Branco | Castelo de Vide | Catálogo | Ceilão | Censura | Cerâmica | Cervantes | Ceuta | Chaves | China | Ciências | Ciganos | Cister | Coimbra | Colonização | Conto | Contos | Costumes | Cristãos Novos | Crítica | Crónica | Culinária | D. Henrique | Dança | Descobrimentos | Descolonização | Diário | Dicionário | Diplomacia | Direito | Ditadura | Douro | Economia | Edição especial | Educação | Educação Sexual | Emigração | Ensaio | Epístola | Epistolografia | Ericeira | Erotismo | Escultura | Esoterismo | Espanha | Estado Novo | Estanho | Estremoz | Etnografia | Europa | Fado | Fauna | Fernando Pessoa | Figueira da Foz | Filologia | Filosofia | Flora | Folclore | Fotografia | França | Galiza | Genealogia | Geografia | Goa | Grécia | Guerra | Guerra Peninsular | Guiné | Hagiografia | Hebraico | História | História Natural | Idade Média | Igreja | Iluminura | Ilustração | Imprensa | In Memoriam | Índia | Inglaterra | Inquisição | Invasões Francesas | Islão | Itália | Japão | Jesuítas | Jogo de Cartas | Jornalismo | Judeus | Latim | Leiria | Liberalismo | Linguagem | Linguística | Lisboa | Literatura | Literatura de Cordel | Literatura de Viagens | Literatura Infantil | Literatura portuguesa | Livro | Macau | Maçonaria | Madeira | Malacologia | Mariana Alcoforado | Marinha | Marquês de Pombal | Marrocos | Medicina | medieval | Memórias | Minho | Misericórdias | Missões | Mitologia | Moçambique | Moda | Modernismo | Monarquia | Monarquia Constitucional | Muçulmanos | Música | Música Portuguesa | Neo-Realismo | Novela | Novelas | Ordem Monástica | Oriente | Ourivesaria | Pesca | Pintura | Piratas | Poesia | Poesia Trovadoresca | Polémica | Polícia | Política | Porto | Portugal | Presença | Primeira Guerra Mundial | Primeiras edições | Propaganda | Prostituição | Queirosiana | Quintentista | Rafael Bordalo Pinheiro | Raro | Regional | Religião | Religiosa Portuguesa | Renascimento | República | Restauração | Revista | Romance | Romanceiro | Romantismo | S. Tomé e Príncipe | Salazar | Sátira | Sebastianismo | Segunda Guerra Mundial | Sermão | Sexualidade | Sintra | Sociedade | Solares | Tauromaquia | Tavira | Teatro | Tecnologia Tradicional | Teologia | Termas | Terminologia Militar | Timor | Tipografia | Tiragem Especial | Torres Vedras | Tradução | Trás-os-Montes | Tratado | Turismo | Ultramar | Viagens | Vila Real | Vinho | Viseu | Vista Alegre | Zoologia

Módulo background

Alentejo

Foram localizados 13 resultados para: Alentejo

 

Referência:13066
Autor:CADORNEGA, António de Oliveira
Título:DESCRIÇÃO DE VILA VIÇOSA Introdução, proposta de leitura e notas de Heitor Gomes Teixeira
Descrição:

Imprensa Nacional/Casa da Moeda, Lisboa, 1982. In-8º de 154 págs. Br. Integrado na colecção "Biblioteca de Autores Portugueses". Capa com lgeiras manchas.

PRIMEIRA EDIÇÃO.

Observações:

Interessante monografia histórica sobre Vila Viçosa, escrita no século XVIII  por António de Oliveira de Cadornega (Vila Viçosa, 1623/24 — Luanda, 1690) que foi um militar e historiador português radicado em Angola.

Preço:18,00€

Referência:13595
Autor:DUBRAZ, J.
Título:RECORDAÇÕES DOS ULTIMOS QUARENTA ANNOS junto com O AVENTUREIRO FRANCÊZ
Descrição:

Imprensa de Joaquim Germano de Sousa Neves, Lisboa, 1869. Três volumes de In-8º de 10-226-42 págs.  Emcadernação meia inglesa com dizeres a ouro na lombada.  Este tomo encerra as primeiras 10 páginas da obra Cinco Finados Illustres, Recordações dos ultimos quarenta annos (Se segunda edição revista, correcta e augmentada) e o Aventureiro Francez.

 

 

 

Observações:

Segunda edição revista, correcta e augmentada desta obra fundamental para o estudo da história de Campo Maior no século XVII e XIX, e em particular sobre as Invasões francesas e as guerras peninsulares. Como o autor refere sem bons testemunhos “nunca haverá quem faça História” e porque a História “deve ocupar-se tanto dos grandes centros a que chamamos estados, como das pequenas circunscrições”.  Encerra também biografias de personalidades importantes de Campo Maior.

Junto com as primeiras 10 páginas do escrito panfletário "Cinco finados illustres", muito importante para entender as ideias dos homens do século XIX, onde o autor toma posição, enquanto “republicano, laico e socialista” e com a novela histórica "o Aventureiro francez" passada na época de D. João III.

Preço:40,00€

Referência:13594
Autor:DUBRAZ, J.
Título:RECORDAÇÕES DOS ULTIMOS QUARENTA ANNOS
Descrição:

Imprensa de Joaquim Germano de Sousa Neves, Lisboa, 1868. In-8º de 357 págs. Br. Capa de brochura com picos de acidez e empoeirada. A necessitar encadernação.

PRIMEIRA EDIÇÃO.

INVULGAR.

Observações:

Obra fundamental para o estudo da história de Campo Maior no século XVII e XIX, e em particular sobre as Invasões francesas e as guerras peninsulares. Como o autor refere sem bons testemunhos “nunca haverá quem faça História” e porque a História “deve ocupar-se tanto dos grandes centros a que chamamos estados, como das pequenas circunscrições”.  Encerra também biografias de personalidades importantes de Campo Maior.

Preço:35,00€

Referência:12909
Autor:NAVARRO, Modesto
Título:POETAS POPULARES ALENTEJANOS
Descrição:

Editorial Vega, Lisboa, 1980. In-8º de 254-(2) págs. Br

PRIMEIRA EDIÇÃO.

Observações:

Levantamento da poesia popular alentejana feito em três distritos do Alentejo, Évora, Portalegre e Beja, de que resultou este livro com organização e introdução de Modesto Navarro.

Preço:15,00€

Referência:13211
Autor:OLIVEIRA, Fernando Baptista de
Título:HISTÓRIA E TÉCNICA DOS TAPETES DE ARRAIOLOS
Descrição:

Edição do autor, Lisboa, 1991. In-8º de 417 págs. Br. Profusamente ilustrado ao longo do texto e em extra-texto com fotografias de tapetes e diagramas.
 

Observações:

"Este livro aclara muitos pontos da História dos Tapetes de Arraiolos, que permaneciam obscuros, dá a conhecer a técnica deste artesanato, elucida qualquer leitor sobre as decorações dos nossos tapetes bordados e ensina a compreendê-las facilmente. Ele também dá ao possuidor de qualquer tapete de Arraiolos os conhecimentos precisos para avaliar o grau mais ou menos elevado das qualidades estéticas do seu exemplar, e pode ajudar os novos amigos dos tapetes a decidirem-se conscientemente pela aquisição desta ou daquela peça com que mais simpatizem(...)".

Preço:21,00€

Referência:13270
Autor:SOTTO MAIOR, Diogo Pereira
Título:TRATADO DA CIDADE DE PORTALEGRE
Descrição:

INCM / Câmara Municipal de Portalegre, Lisboa, 1984. In-8º de 151-(14) págs. Br. Ilustrado em extra-texto.

Observações:

Obra com  introdução, leitura e notas de Leonel Cardoso Martins.

Da introdução:

 História dum manuscrito quase ignorado durante mais de três séculos


"Em 1616, detrás das costas da capela de S. Tiago, concluía o padre Diogo Pereira Sotto Maior, indigno capelão em a Santa Sé, o seu Tratado da Cidade de Portalegre. Recolha de tradições e lendas, relato de factos de que teve conhecimento ou que ele próprio presenciou, de tudo foi guardando memória escrita em cadernos, borrões e cartapácios. Desses materiais dispersos, e satisfazendo o interesse manifestado pelo bispo Rodrigo Cunha, resultou o Tratado que lhe dedicou, e ofereceu pelo Natal desse ano de 1616. Este manuscrito fez parte da livraria do bispo Rodrigo Cunha e, no século XVIII, encontrava-se na cela do padre doutrineiro da Casa Professa de S. Roque. É citado por Barbosa Machado na sua Biblioteca Lusitana, quando se refere a Diogo Pereira Sotto Maior. Nos princípios deste século, Luís Keil, apaixonado investigador histórico, descobriu-o nas estantes dum alfarrabista em Lisboa, e, por uns algarismos recentes feitos a lápis na capa de pergaminho que o envolve, lembrou-se de lhe procurar o rasto em catálogos de antigas livrarias. Encontrou-o registado no catálogo da Livraria Pereira Merelo, com o n.º 5668 - PEREIRA (Padre Diogo). - Manuscrito - Tratado da Cidade de Portalegre e de suas antiguidades, brochado em pergaminho."

 

Do primeiro capítulo

 

 

Do sítio e assento desta nobre cidade

«Muitas e diversas opiniões há, se esta cidade floresceu em tempo de gentilidade, ou se foi edificada por cristãos. Uns dizem que daquela antiga cidade que está ao pé da vila de Marvão, chamada Miróbriga ou Medóbriga, [daquela antiga cidade que está ao pé da vila de Marvão, chamada AMMAIA (JDACT)] foi edificada esta nossa de que vou tratando e que tomou por nome Ammaia, o que parece ter alguma cor de verdade, porque eu vi e li um litreiro que está em úa vasa de culuna, na ermida do Espírito Santo extra muros desta cidade, escrito em letras romanas, o qual, tresladado da maneira que está, diz assi:

IMP. CAES. L. AVRELIO
VERO. AG. DIVI. ANTO
NINI. F. PON. MAX.
CÕS. II. TRIB. PO.
PP. MVNICIP.
AMMAIA.

Quer dizer a exposição dos caracteres acima, segundo meu parecer, que Ammaia, sendo município, dedicou estátua ao Imperador Lúcio Aurélio César, verdadeiro Augusto, filho de Antonino, Pontifici Máximo, Tribuno do Povo, Cônsul duas vezes, Pai da Pátria"

 

Preço:18,00€