Banner Vista de Livro

Palavras chave | Key Words

Açores | África | Afrodite | Agricultura | Alemanha | Alentejo | Algarve | América | Angola | Anti-Clericalismo | Antigo Regime | Antologia | Antropologia | Aramaico | Arqueologia | Arquitectura | Arquitectura Militar | Arquitectura Religiosa | Arte | Arte Monumental | Arte Popular | Arte Portuguesa | Artes Decorativas | Artes Plásticas | Artesanato | Autógrafos | Aveiro | Azurara | Bacalhau | Barrancos | Beira | Bibliofilia | Bibliografia | Biografia | Botânica | Braga | Bragança | Brasil | Cabo Verde | Caça | Calão | Camiliana | Camões | Campo Maior | Canada | Caricaturas | Casa de Bragança | Castelo Branco | Castelo de Vide | Catálogo | Ceilão | Censura | Cervantes | Ceuta | Chaves | China | Ciências | Ciganos | Cinema | Coimbra | Colonização | Conto | Contos | Costumes | Cristãos Novos | Crítica | Crónica | Cuba | Culinária | D. Henrique | Dança | Descobrimentos | Descolonização | Dicionário | Diplomacia | Direito | Ditadura | Douro | Economia | Edição especial | Educação | Educação Sexual | Emigração | Ensaio | Ensino | Epístola | Epistolografia | Ericeira | Erotismo | Escultura | Esoterismo | Espanha | Estado Novo | Estanho | Estremoz | Estudos Pessoanos | Etnografia | Europa | Évora | Fauna | Feminismo | Fernando Pessoa | Figueira da Foz | Filologia | Filosofia | Flora | Folclore | Fotografia | França | Fundão | Galiza | Genealogia | Geografia | Gil Vicente | Goa | Grécia | Guerra | Guerra Colonial | Guerra Peninsular | Guiné | Hagiografia | Hebraico | História | História Natural | Humanismo | Idade Média | Igreja | Iluminura | Ilustração | Imprensa | In Memoriam | Índia | Inglaterra | Inquisição | Invasões Francesas | Itália | Japão | Jesuítas | Jogo de Cartas | Jornalismo | Judeus | Latim | Leiria | Linguagem | Linguística | Lisboa | Literatura | Literatura de Cordel | Literatura de Viagens | Literatura Infantil | Literatura portuguesa | Livro | Livros Proibidos | Macau | Maçonaria | Madeira | Malacologia | Manuel Macedo | Mariana Alcoforado | Marinha | Marquês de Pombal | Marrocos | Medicina | Memórias | Militar | Minho | Misericórdias | Missões | Mitologia | Moçambique | Modernismo | Monarquia | Muçulmanos | Música | Música Portuguesa | Neo-Realismo | Novela | Oriente | Ourivesaria | Patuleia | Pedagogia | Pesca | Pintura | Piratas | Poesia | Polémica | Polícia | Política | Porto | Portugal | Presença | Primeira Guerra Mundial | Primeiras edições | Propaganda | Prostituição | Queirosiana | Quintentista | Raro | Regional | Religião | Religiosa Portuguesa | Renascimento | República | Restauração | Revista | Ribatejo | Romance | Romanceiro | Romantismo | S. Tomé e Príncipe | Salazar | Santarém | Sátira | Sebastianismo | Segunda Guerra Mundial | Sermão | Sexualidade | Sociedade | Solares | Surrealismo | Tauromaquia | Tavira | Teatro | Tecnologia Tradicional | Teologia | Termas | Terminologia Militar | Timor | Tiragem Especial | Torres Vedras | Tradução | Trás-os-Montes | Tratado | Turismo | Ultramar | Universidade | Viagens | Viana do Castelo | Vila Nova de Gaia | Vinho | Viseu | Vista Alegre | Zoologia

Módulo background

Angola

Foram localizados 67 resultados para: Angola

 

Referência:12674
Autor:NORTE, Amália de Proença
Título:RAÇA ETERNA
Descrição:

Editorial Império, Lisboa, 1953. In-8º de 313-(10) págs. Br. Profusamente ilustrado ao longo do texto e em extra-texto. Capa de brochura com ligeira e insignificante falha de papel.

PRIMEIRA EDIÇÃO.

INVULGAR.
 

Observações:

Curioso livro de crónicas e conferências de teor propagandista sobre a importância da Raça Lusa. Aborda aspectos não só históricos como também sociais. A segunda parte do livro exalta os feitos portugueses em Angola e Moçambique.

"A raça -  a raça lusa que ainda hoje trabalha, canta e sofre na terra portuguesa."

 

Preço:20,00€

Referência:13320
Autor:OSÓRIO, Cochat
Título:CALEMA poemas
Descrição:

Livraria Lello, Luanda,1956. In-4.º de 162-(2) págs. Br. Capa de Israel de Macedo. Valorizado pela dedicatória autógrafa. Cadernos por abrir.

PRIMEIRA EDIÇÃO.

INVULGAR.

Observações:

Primeiro livro de Cochat Osório, autor que   Gerard Moser e Manuel Ferreira no seu estudo "Bibliografia das Literaturas de Expressão Portuguesa" consideram, juntamente com Agostinho Neto e Maurício Gomes de Almeida, como os percursores duma nova fase da literatura angolana. 

Preço:18,00€

Referência:13895
Autor:PEPETELA
Título:O CÃO E OS CALUANDAS
Descrição:

Publicações D. Quixote, Lisboa, 1985. In-8º de 191-(3) págs. Br.

PRIMEIRA EDIÇÃO.

Observações:

Novela escrita entre os anos de 1978 e 1982 e que é é o testemunho do autor às  mudanças da sociedade angolana após a independência em 1975. A obra é construída como um "puzzle" de narrativas, situações e estilos e acompanha as andanças do cão pastor-alemão, Lucarpa, pela cidade de Luanda e entre seus habitantes.Através de do olhar de um cão somos levados por uma vasta gama de comportamentos  sociais, profissionais, familiares  e  políticos. É  uma crítica tanto aos burocratas, como aos carreiristas políticos, aos pseudo-intelectuais, às prostitutas, aos operários alienados, etc

Preço:12,00€

Referência:12292
Autor:PEPETELA
Título:YAKA
Descrição:

União dos Escritores Angolanos, Rio Tinto, 1988. In-8º de 395 págs. Br.

PRIMEIRA EDIÇÃO.

Observações:

É um livro sobre a história da colonização em Angola e, simultaneamente a história da luta pela queda dessa colonização. Uma saga sobre cem anos da história do país vistos através da evolução de uma família e do seu percurso por Angola. Pepetela acompanha a vida de personagens idos de Portugal para Angola no século XIX, com personagens idos do Brasil, essencialmente deportados, e pessoas descontentes com descontentes com a independência do Brasil. A história vai até à independência de Angola em 1975. Termina em Benguela.

Na última geração, como foi comum a muitas famílias há histórias de vidas com opções diferentes dentro dos diferentes partidos angolanos. Toda a história é acompanhada por Yaka, a estátua que acompanha toda a história da família e que no fim é entendida na sua mensagem pelo último dos membros da família.

"Nesse livro eu pretendia mostrar uma vertente europeia na cultura que existe nas cidades da costa angolana. Há a intenção de dizer que há um legado cultural da colonização. Custou-me muito escrevê-lo porque eu estava demasiado amarrado á história. É um livro onde acredito não hajam muitos erros históricos."

Preço:28,00€

Referência:12497
Autor:RUI, Manuel
Título:SIM CAMARADA
Descrição:

Edições 70/ União dos Escrittores Angolanos, Lisboa, 1977. In-8º de 191-(8) págs. Br.

PRIMEIRA EDIÇÃO.

Observações:

Conjunto de cinco contos, “O Conselho”, “ O Relógio”,“ O último bordel”, “Duas rainhas” e “Cinco dias depois da independência”  passados na fase do governo de transição e dos primeiros dias de independência em Angola, onde através dos seus personagens ele dá voz aos mais variados representantes da sociedade.

"Em frente ao dip, mudaram de passeio para aproveitarem ver o jornal da parede, parando deslumbrados nos recortes onde vinha a fotografia do camarada Presidente e pioneiros a marchar com espingardinhas de fisga e bala. Um ritual. Mesmo que as colagens não fossem substituídas durante dias, eles repetiam a contemplação que já fazia parte das regras do grupo. Entendiam pelas fotografias. Ninguém sabia ler no pelotão."

Preço:19,00€

Referência:13021
Autor:TEIXEIRA, Alberto de Almeida
Título:PAIVA COUCEIRO - Aspectos africanos da sua vida
Descrição:

Pro Domo, Lisboa, 1948. In-8º de 238-(4) págs. Br Cadernos por abrir. Ilustrado com fotografias em extra-texto. Ostenta uma dedicatória não autógrafa.

PRIMEIRA EDIÇÃO.

INVULGAR.

Observações:

Do prefácio:
"Não pretendemos vir fazer aqui a biografia no seu aspecto africano, do português insigne que foi Henrique de Paiva Couceiro, mas apenas indicar com toda a objectividade 'honrados feitos' por ele cometidos, que fosse como explorador, quer como soldado, quer ainda como governador.
A sua excelsa e gigantesca figura pertence à História e exige quem esteja liberto de sentimentos de amizade, de gratidão e de devoção, que a nós nos dominam, e possua aparada pena para lhe dar justo e imparcial relevo, se for ainda bastante psicólogo para aprender o constraste que exista entre a sua personalidade de verdadeiro cavaleiro medieval, 'que se atrasara na data do nascimento', e a época em que viveu de ambiente materialista e utilitário, constraste nem sempre compreendido por muitos dos seus contemporâneos."

Do ÍNDICE:

I
I - A ida para Angola; II - A projectada viagem ao Barotze; III - A morte de Silva Porto; IV - A viagem, ao longo do Cubango, à região do Mucusso; V - A campanha do Bié;

II
I - Paiva Couceiro e António Enes; II - Um estudo administrativo; III - A experiência de tracção mecânica; IV - Reconhecimentos;

III
I - Governador de Angola; II - A ocupação da Província; III - Os instrumentos de trânsito; IV - O povoamento europeu; V - A organização administrativa; VI - A civilização e a protecção dos nativos; VII - O fomento; VIII - A economia e finanças; Conclusão

Preço:19,00€

Referência:13415
Autor:TRONI, Alfredo
Título:NGA MUTURI
Descrição:

Edições 70,Lisboa, 1973. In-8º de 73-(6) págs. Br. Ilustrado com um retrato do autor.

Observações:

Conto de Alfredo Troni, publicado em 1882 na  “metrópole” no Diário da Manhã e, mais tarde, no
Jornal das Colónias em Luanda, o autor  é por muitos considerado o precursor da prosa moderna em Angola.

Do Prefácio

 “Antes de mais, notemos que a principal personagem da noveleta, a que lhe dá o título, é um exemplo de crioulidade cultural, não biológica. A sua vida de acesso à crioulidade foi a escravatura, aliás a impulsionadora desse fenómeno onde quer que ele se apresente com alguma relevância social. O facto que originou a sua entrega à escravatura foi um dos mais correntes na África a Sul do Equador no século passado: a indemnização por prejuízos causados a estranho por elementos da sua família extensa.”
 

Excerto do Livro:


"Nga Ndreza (nome que tem na sociedade de Luanda, uma sociedade onde só avultam os panos, sim, mas que guarda um certo número de conveniências) afirma que é livre, que foi criada em Novo Redondo, e pertence à família de F...; e, quando muito, cala-se quando lhe perguntam se é buxila. Também ninguém faz questão disso já. E que a fizesse! Ela, à força de afirmar que não foi escrava, esqueceu-se de [não] ter sido sempre livre."

Preço:17,00€

Referência:13987
Autor:VAZ, J. Ferraro
Título:GUIA PARA OBSERVADORES DAS ESTAÇÕES METEOROLÓGICAS
Descrição:

Agência Geral das Colónias, Lisboa, 1945. In-8º de XVI-218-(2)págs. Br. Capas amarelecidas pelo tempo. Ilustrado ao longo do texto e em extra-texto. Carimbo a tinta manchado no frontispício.

Observações:

Obra muito curiosa  dividida em três partes. A primeira versando sobre instrumentos de medição e observação, a segunda sobre a elaboração e leitura de meteogramas e a terceira encerra tabelas.

Preço:28,00€

Referência:13863
Autor:VENTURA, Reis
Título:SANGUE NO CAPIM ATRAIÇOADO.Revisto e Anotado
Descrição:

Edições F. P, Lisboa, 1981. in-8º de 317 pags. Br. Capa de brochura empoeirada. Ilustrado em extra-texto. valorizado pela dedicatória autógrafa. Edição Revista e Anotada.

 

Observações:

Obra sobre a resistência das populações civis no norte de Angola aos massacres da UPA. encerra inúmeras anotações e fotografias dos acontecimentos de Março de 1961, quando os guerrilheiros da UPA massacraram milhares de civis inocentes no norte de Angola.

da Nota do Editor:

"Em qualquer dos casos, creio que o título AQUI FOI PORTUGAL!, para a colecção que este livro inicia, está perfeitamente justificado.
  Os colonizadores russo-cubanos iniciaram a descoberto, em11 de Novembro de 1975, a libertação dos que conseguiram suster na sua fuga para a Mãe-Pátria.
  Os que lerem este livro que meditem nos factos narrados, que atentem nos nomes dos muitos heróis aqui citados, não esquecendo a Juventude que do Minho ao Algarve acorreu a Angola, rapidamente e em força!, nem os Portugueses de todas as cores que em terras de Angola se bateram, e ainda se batem, pela Bandeira das Quinas, que ainda tremula como símbolo sagrado da Pátria, algures em Angola.
  O epílogo —PARA QUÊ?— que REIS VENTURA escreveu agora não contém nada de novo.
Faz perguntas e formula acusações. O leitor não terá respostas para lhe dar.
O documento que este livro representa fica!"

Índice
Aqui é Portugal
Aqui  foi Portugal
Recortes da  1.ª  Edição (1963)
«O caso de Angola» —1964
Da 7.ª Edição 1971
A   sentinela    
O alferes Robles
O velho Cafaia
As milícias
Homens com asas
Mucaba      
O soba
Natal   amargo  
Os  8  de  Cananga
Dois valentes  
Mãe preta
Marinheiros
O médico
Emboscadas
A Bandeira
Epílogo

Preço:25,00€

Referência:12500
Autor:VIEIRA, Luandino
Título:VIDAS NOVAS
Descrição:

Edições 70/ União dos Escritores Angolanos, Lisboa, 1976. In-8º de167-(7) págs. Br. Capa de João da Camara Leme. Assinatura de posse.

Terceira edição.

Observações:

 Vidas Novas é a terceira obra do autor anterior ao livro Luanda. Teve várias edições clandestinas, algumas totais, outras parciais.  Estas narrativas foram escritas de 28 de Junho de 1962, no Pavilhão Prisional da Pide em Luanda. Apresentadas ao concurso literário da Casa dos Estudantes do Império em Lisboa, foram distinguidos com o Prémio Jão Dias 1962, por um júri de que faziam parte entre outros, Urbano Tavares Rodrigues, Orlando da Costa, Lília da Fonseca, Noémia de Sousa e Carlos Ervedosa.

Preço:15,00€

Referência:12495
Autor:VIEIRA, Luandino
Título:VELHAS ESTÓRIAS
Descrição:

Edições 70/ União dos escritores Angolanos, Lisboa, 1976. In-8º de 224 páginas Br. Capa de João da Camara Leme. Assinatura de posse.

Segunda edição.

Observações:

Conjunto de 3 belissímos contos onde podemos  mergulhar na memória de Angola através das suas contradições e costumes.

Preço:15,00€

Referência:12435
Autor:VIEIRA, Luandino
Título:MACANDUMBA
Descrição:

União dos escritores Angolanos, Lisboa, 1978. In-8º de 194-(8) págs. Br.

 

PRIMEIRA EDIÇÃO.

Observações:

Com o título «Macandumba» (confusão), Luandinho Vieira reune três estórias da Luanda dos anos 60, no início da guerra anticolonial. Privilegia o ambiente e as gentes dos musseques, ao mesmo tempo que também fala da cidade.

Preço:20,00€

Referência:12434
Autor:VIEIRA, Luandino
Título:NO ANTIGAMENTE NA VIDA estórias
Descrição:

Edições 70, Lisboa, 1975. In-8º de 205-(2)págs; Br.

Observações:

Livro de contos com 3 estórias, que no seu conjunto nos levam ao mundo das infâncias reinventadas, escritas pelo melhor escritor angolano.

"Ele [Candinho] sabia tudo (...). Só não sabia que vou-lhe matar; ninguém que lhe avisou; é pena. Eu queria matar para tu veres que sou mau, cuspir nas sagradas entranhas do dia feriado mundial; mas queria ele vivo comigo nos pássaros do crepúsculo de nossa lagoa voltando nas asas deles.E matei."

Preço:16,00€
página 2 de 2