Banner Vista de Livro
 Aplicar filtros
Livros do mês: Fevereiro 2024
Temas 
Palavras Chave 
Módulo background

Antiguidades

Foram localizados 20 resultados para: Antiguidades

 

Referência:15135
Autor:AFFONSO, Manoel José & MELLO, Francisco José
Título:NOVO METHODO DE PARTEJAR recopilado dos mais famigerados e sabios authores ...
Descrição:

Na Officina de Miguel Rodrigues, Lisboa, 1772. In-8º de 20 ff. inums - 171-(1) págs. Encadernação coeva, em carneira, com falhas e vestígios de dourados floreados na lombada. Guardas com pertences e notas manuscritas assim como contas aritméticas.

PRIMEIRA E ÚNICA EDIÇÃO.

Inocêncio, t.VI, p. 24; Ferreira de Mira, p. 221 a 227 refere três obras do género publicadas no séc. XVIII, referindo-se a elas muito elementares e insuficientes, mas sendo esta a menos incompleta; BN apresenta um exemplar.

Observações:

Embora o bibliógrafo Inocêncio (Dicionário Bibliográfico Portuguez, t. VI, p. 24)  tenha considerado este tratado de obstetrícia totalmente esquecido no final do séc.XIX, ele é considerdo pioneiro em Portugal na assunto da matéria médica que trata. Escrito por dois irmão de sangue e de profissão, é resultado de pesquisa bibliográfica e médica em tratados publicados nos anos sessenta e setenta da mesma época, tratados esses descritos em página própria com a designação de Catalogo dos Authores que consultámos para a factura desta obra .

Constitui a primeira edição, e única, desta série de textos médicos publicados em forma de diálogos, abarcando temas como a gravidez e o parto, descrições anatómicas da pelvis e orgão reprodutor feminino, passando de igual forma por más-formações dos fetos e o "nascimento de monstros". No texto introdutório, os autores garantem nunca se ter escrito em português nada do género por quanto " ... dos nossos estudos conhecemos a grande falta, que havia no nosso Portugal, de quem os Cirurgioens modernos na arte de partejar (Sciencia, que he legitima filha da Cirurgia;) e como nas nossas classes se naõ trata de semelhante materia, nem no Idioma se acha obra alguma donde se encontem os preceitos, que bastam para a verdadeira instrucçaõ, motivo porque a practica se encontraõ varios descuidos, principalmente nas Provincias, aonde a cultura das Sciencias he menos disputada ...". Ainda no prólogo, os autores informam matérias dos livros seguintes, apresentando-se aqui a designação "FIM DO I. VOL". No entanto, as bibliografias consultadas assim como o exemplar da BN, apenas foi publicado este primeiro volume que aqui se apresenta.

Preço:375,00€

Referência:14608
Autor:ALBOIZE, Jules-Edouard & MAQUET, August
Título:LES PRISONS DE L'EUROPE
Descrição:

a continuação do título:
Bicêtre, La Conciergerie, La Force, La Salpêtrière, Le For-L'Evêque, Saint-Lazare, Le Châtelet, La Tournelle, L'Abbaye, Sainte-Pélagie, Pierre en Cize, Poissy, Ham, Fenestrelles, Le Château d'If, Château Trompette, Le Mont Saint-Michel, Clairvaux, Les Iles Sainte-Marguerite, La Tour de Londres, Pignerolles, Le Spielberg, Les Plombs de Venise, Les Mines de Sibérie, Les Sept Tours, Les Cachots de l'Inquisition.
Histoire des prisonniers d'état, des victimes du fanatisme politique et religieux, intérieur des bagnes, travaux et punitions des forçats, détails inédits sur toutes les prisons élevées par le despotisme.

 

Administration de Libraire, Paris, 1845. In-4º de 8 tomos encadernados em 4 volumes com  340, 368, 363, 326, 344, 347, 348 e 399 páginas respectivamente. Encadernação coeva, em calf vermelho, finamente dourado na lombada. Magníficamente ilustrado com 32 gravuras abertas em chapa d'aço. Ocasioanis picos de humidade.
O vol. VIII trata exclusivamente da história das prisões públicas de mulheres. BELÍSSIMO EXEMPLAR, peça de colecção sobre a história do sistema prisional internacional.

 

Observações:
Preço:300,00€

Referência:14641
Autor:ALBUQUERQUE, Luiz da Silva Mousinho de
Título:MEMORIA INEDITA ACERCA DO EDIFÍCIO MONUMENTAL DA BATALHA
Descrição:

Typographia Leiriense, Leiria, 1854. In-8.º de X-38 págs. Brochado. Capas com ocasionais picos de humidade, peqeueno rótulo de ordem da biblioteca na capa anterior.

Observações:

"... A Memoria que vae lêr-se encerra profuzão de meritos. É ao mesmo tempo historica, artistica, poetica, reformadora, e moral. Damos os parabens ao paiz pela nova joia que lhe vae ornar a sua coroa litteraria...".

Edição levada a cabo pelo Centro Promotor da Instrucção Primaria de Leiria, realizada sobre o mansucrito inédito que a viúva do autor lhes fez chegar

Preço:45,00€

Referência:15300
Autor:CASTELLAN, A(ntoine) L(aurent)
Título:LETTRES SUR LA GRÈCE, L´HELLESPONT ET CONSTANTINOPLE faisant suite aux Lettres Sur La Morée; par ... avec vingt Dessins de l'Auteur, gravés par lui-même, et deux Plans. PREMIÈRE PARTIE (et Deuxième).
Descrição:

Chez H. Agasse, Paris, 1811. In-8º de dois tomos com (2) ff, 171 p. e (2) ff, 235 págs encadernados num só volume, com 22 gravuras das quais duas são mapas desdobráveis (algumas das gravuras são também desdobráveis). Encadernação coeva, cartonada, decorada com papel fantasia pintada na época, corte das folhas carminado, com ligeiros e insignificantes defeitos de manuseamento, especialmente nos cantos. Miolo muito limpo, mantendo a sonoridade original do papel.

EDIÇÃO ORIGINAL deste notável livro de viagens, largamente elogiado na época por Lord Byron , muito bela, de grande valor bibliófilo, magnificamente ilustrada com planos e desenhos de vistas e monumentos elaborados e gravados pelo autor, o pintor Antoine-Louis Castellan (1772-1838) que percorreu a Grécia e a Turquia, atingindo através desta obra uma certa notoriedade.  Castellan foi para o "levante"  em 1796 enquanto desenhador, com uma missão de engenharia francesa liderada por Pierre Ferregau, que esperava obter um contrato laboral durante a construção de novas docas. " ... Embora a missão tenha sido interrompida, Castellan aproveitou a oportunidade para tomar notas e fazer desenhos. Ele produziu um livro muito interessante, extremamente pró-Grécia, com longas digressões sobre política e folclore" (Blackmer).

PEÇA DE COLECÇÃO.

Hage Chahine, 821; Blackmer, 299; Chadenat, 2247.

Observações:

Antoine Laurent Castellan (1772-1838) foi um arquiteto, pintor e gravador francês. Estudou pintura paisagística e viajou para a Suíça, Itália e Império Otomano. Realizou uma curta viagem pelos territórios otomanos, principalmente pelo sul da Grécia e pelas ilhas (Zaquintos, Citera, Peloponeso e Hidra), bem como por Istambul e o Helesponto. No final do século XVIII, durante o reinado do sultão Selim III, num esforço para melhorar as relações com o império otomano, a França organizou uma expedição a Istambul com a missão de reparar navios e ajudar em outras tarefas no porto da cidade. Castellan participou da missão como pintor.

A expedição não alcançou os seus objetivos, pois os seus membros foram obrigados a fugir face à guerra, a uma epidemia, a incêndios e a uma revolta. Castellan, no entanto, publicou as suas impressões desta viagem, num texto escrito em estilo epistolar, que circulou em três edições, com numerosas gravuras baseadas nos seus desenhos. Infelizmente, o trabalho de Castellan circulou ao mesmo tempo em que Pouqueville conheceu enorme sucesso editorial com seus próprios livros. Castellan tornou-se membro da Acadèmie des Beaux Arts, à qual dedicou os últimos anos de sua vida. Sua obra “Moeurs, usages, costumes des Othomans” (1812) juntamente com a que se apresenta, foram largamente elogiada por Lord Byron.

Inteligente e objetivo, além de sensível, Castellan retrata as ilhas, o Peloponeso e Propontis, focando-se nas tradições de cada um dos lugares visitados. Foi um dos primeiros viajantes a se tornar sensível à música grega e à arte religiosa ortodoxa grega. Harmoniosos com o seu texto, os seus desenhos acompanham o seu discurso gentil. Livre de preconceitos, Castellan descreve o novo mundo que vê diante de si: fortalezas, cidades, mesquitas, igrejas, fontes, casas, moinhos, antiguidades e pessoas.

Nesta edição, Castellan descreve brevemente algumas ilhas do Mar Egeu (Cranae, Kea, Eubeia, Calogeros, Psarra, Lesbos e Tenedos) e discorre sobre Dardanelos, Callipolis, Lampsakos e a Ilha de Mármara. Foca-se nos assuntos específicos relativos a Istambul, como Pera, os caikhs, os costumes dos fuzileiros navais gregos, a Royal Cistern, uma mulher grega da nobreza, sua recepção por um oficial otomano, um grande incêndio, cemitérios, a epidemia de peste, palácios no Bósforo, costumes e tradições dos turcos etc. A escolha dos temas e a forma como descreve mostram a visão particular de um notável viajante.

Preço:650,00€

Referência:14617
Autor:HUGHES, Thomas Smart
Título:TRAVELS IN GREECE AND ALBANIA
Descrição:

Colburn & Bentley, London, 1830. In-4º de XVI-511 e VII-512 págs. Encadernação coeva em sintético verde com rótulos de pele castanha e dizeres dourados na lombada. Ilustrado com 3 mapas desdobráveis, 1 frontspício colorido, 13 gravuras abertas em chapa d'aço de página inteira e dupla. COMPLETO DE TEXTO E GRAVURAS, estas últimas efevtuadas a partir de desenhos de C.R. Cockerell. MUITO BOM EXEMPLAR, muito be conservado com ocasional e muito raro foxing, tão prórpio da acção do tempo sobre este tipo de papel, mesmo assim de belíssima qualdiade.

Observações:

Segunda edição preferível à primeira por ser consideravelmente aumentada, em dois volumes e muito mais ilustrada. Embora o título não refira, a obra apresenta uma descrição da Sicilia bastante extensa e tratado com igual peso as regiões denominadas no título.

Hughes (1786-1847) foi um erudito e clássico teólogo, formado em Cambridge. Viajou uma única vez para o Leste na companhia de Robert Townley-Parker durante os anos de 1813 e 1814. Os dois viajantes chegaram a Zakynthos em 1812 e de lá viajaram para Patras. Visitaram vários sítios arqueológicos assim como as principais cidades do Peloponeso. Mais tarde, em Atenas, eles mostraram um grande interesse pela vida cultural e pela educação das gentes da cidade. Em 1814, Hughes viajou para Ioannina na companhia de R. Cockerell. Ele dá uma descrição detalhada da mansão de seu anfitrião Nicolos Argyris (Vrettos), onde Byron e Hobhouse estiveram hospedados quatro anos antes. O convívio com ilustres e afamadas personagens locais como Ali Pasha (Hughes descreve sua primeira audiência com Vizir numa viva emoção). A personalidade de Ali Pasha é descrita com rigor a partir de perspicazes observações. Ao mesmo tempo, ele é muito criterioso quanto à situação na "terra do sátrapa", em particular suas crenças religiosas e educação.

Hughes teve conhecimento em primeira mão dos acontecimentos dramáticos de Parga e registra-os aqui com com imensa objetividade. Foi muito ativo no apoio à Revolução Grega tendo posteriormente, em Londres, publicado vários panfletos sobre o tema. A primeira edição deste leu livro, saiu em 1820. Escrito com imensa sensibilidade e sem preconceitos faz descrições detalhadas de gentes, acontecimentos, dos costumes, das paisagens, das cidades assim como outras particularidades com bastante detalhe. É considerada uma das principais crónicas de viagens da era Ali Pasha.

Preço:475,00€

Referência:14876
Autor:NEVES, José Acurcio das
Título:ENTRETENIMENTOS COSMOLOGICOS E HISTORICOS de ...
Descrição:

Impressão Régia, Lisboa, 1826. In-8º de VIII-382-(2) págs. Encadernação coeva inteira de carneira mosqueada, com decoração dourada vegetalista na lombada e dizeres gravados sobre rótulo de pele vermelha. Sinais de manuseamento com algum vigor nos cantos. Volume I e único. Ocasionais e insignificantes sublinhados a lápis. MUITO BOM EXEMPLAR

Edição original da última obra do autor, considerado como um dos maiores pensadores do séc. XIX e o percursor das ideias modernas económicas em Portugal.

Observações:

 

Segundo José Tengarrinha, José Acúrcio das Neves (1766-1834) "pode considerar-se um dos mais lúcidos espíritos da nossa primeira metade do século XIX e, sem dúvida, uma das maiores figuras do pensamento económico em Portugal". A sua última obra publicada, os Entretenimentos Cosmológicos, Geográficos e Históricos, de 1826, não se enquadram em qualquer das categorias anteriormente piublicadas, mas demonstram uma actualizada cultura científica do autor, mostrando que, apesar do turbilhão político em que Portugal se encontrava, José Acúrsio das Neves se mantinha atento aos progressos científicos da Europa."

De igual interesse para a história da evolução do pensamento cinetífico em Portugal

Preço:95,00€

Referência:14739
Autor:TOSCANO, Francisco Soares.
Título:PARALLELOS DE PRINCIPES E VAROENS ILLUSTRES ANTIGOS a que muitos da nossa Nação Portugueza se a semelharão em suas obras, ditos, & feitos: com a origem das Armas de algumas familias deste Reyno
Descrição:

In-8º de (24)-432 págs. Na Officina Ferreiriana. Lisboa. 1733. Encadernação noderna, nova inteira de pele mosqueada, com dizeres dourados sobre rótulo de pele vermelha na lombada. Corte das folhas com salpicos carminados antigo. Restauros no frontispício e página seguinte. Pequeno furo de traça sem afectar mancha tipográfica. Miolo fresco e limpo. MUITO BOM EXEMPLAR.

Observações:

Inocêncio diz-nos o seguinte: “ … Os amadores de primeiras edições farão bem em conservar aquella; os mais podem contentar-se com a segunda, que reproduz sem discrepancia todo o texto da outra, dedicatoria, prologo e mais acessorios, contendo além disso os acrescentamentos que ficam notados, as quaes facilmente se distinguem em vista da Advertencia do editor …”. Do autor, pouco se sabe para além do que vem descrito junto ao título . Inocêncio III – 64, Samodães – 3230, Ameal – 2270.

Preço:225,00€

Referência:14526
Autor:WAGNER, Padre Franz
Título:VIDA E VIRTUDES HEROYCAS DA AUGUSTISSIMA EMPERATRIZ LEONOR MAGDALENA THEREZA Esposa de LEOPOLDO O GRANDE, EMPERADOR DOS ROMANOS, DEDICADA A Serenissima Senhora INFANTE DE PORTUGAL D. MARIA NETA DA MESMA EMPERATRIZ, Composta por hum Religioso da Compa
Descrição:

Na PATRIARCAL OFFICINA DA MUSICA, Lisboa, Anno M. DCC. XXVII (1727). In-4º de xxxiii-487 págs. Encadernação artistica coeva em carneira mosqueada selectivamente a constituir elementos geométricos de decoração limitados por ferros gravados a seco e a ouro nas pastas, com ferros a ouro na lombada em casas fechadas e rolados nas esquadrias das pastas (com cantos coçados), Obra primorosamente impressa em papel de elevada gramagee ilustrada com conjunto apropriado de vinhetas decorativas de grande mestria (brasão da Infanta de Portugal, brasão de armas do Barão de Seegh, Monograma da Companhia de Jesus, monograma do Santo Oficio, monograma do Patriarcado, brasão de armas do Paço Real, brazão de armas da Imperatiz, miniatura do retrato da Imperatriz, mausoléu da Imperatriz e vinheta final); bem como bela estampa aberta a talhe-doce por Röster, ocupando página inteira e desdobrável (com legenda em rodapé), com o retrato a corpo inteiro da Imperatriz Leonor antecendendo a sua biografia.
RARO.

Observações:

Tem no fim um elogio, composto pelo conde da Ericeira D. Francisco Xavier de Menezes.

Preço:300,00€

Referência:14591
Autor:[editor: LIEBER, Francis]
Título:ENCYCLOPAEDIA AMERICANA. A Popular Dictionary of Arts, Sciences, Literature, History, Politics and Biography brought down to the present time; included a copious collection of original articles in AMERICAN BIOGRAPHY ...
Descrição:

Thomas Cowperthawt & Co, Philadelphia, 1838. In-8º de 13 volumes com encadernação coeva, inteira de pele mosqueada com decoração dourada na lombada em casas fechadas e dizeres também dourados sobre rótulos de pele preta. Aparo generalizado de todos os volumes com goteiras pintadas. Picos de acidez dissimenados pelo miolo. Bom exemplar.

Observações:

Esta edição publicada em 1838 leva a designação de NEW EDITION. De facto, trata-se de uma nova edição publicada por uma distinta casa editorial em relação à  primeira edição que apareceu em 1833. Conhece-se ainda uma de 1836 sem designação de ordem editorial alguma. Trata-se da primeira Enciclopédia Americana, publicada com enorme sucesso, baseada na enciclopédia alemã de Brockhaus (Conversations Lexikon), com substancial desenvolviento no que respeita aos Estados Unidos com especiais entradas sobre a rede ferroviária (muito invulgar nestas datas de desenvolvimento primordial das locomotivas e comboios), artigos de biografias célebres e, sobretudo, com bastante destaque, discussão sobre os idiomas nativos americanos.

A início desta pulicação foi realizada em fascículos no ano de 1829. A presente edição, tal como a anterior, teve ainda o apoio e os precisosos contributos de Edward Wigglesworth (1804-1876), Thomas Gamaliel Bradford (1802-1887) e  Henry Vethake (1792-1866) entre muitos outros.

Sabin 22556.
 

Preço:400,00€