Banner Vista de Livro
 Aplicar filtros
Livros do mês: Outubro 2020
Temas 
Palavras Chave 
Módulo background

Antologia

Foram localizados 19 resultados para: Antologia

 

Referência:14590
Autor:AAVV
Título:ANTOLOGIA DE VANGUARDA. Sá Carneiro - Almada - Manuel de Lima - Luiz Pacheco
Descrição:

Edições Afrodite (Montijo, s.d.-196?). In-8º de 276-(2) págs. Brochado. Exemplar impecavelmente bem conservado.

Observações:

Reúne respectivamente, «A Loucura», «A Engomadeira», «Um Homem de Barbas» e «Os Namorados».  Não são ficções inéditas.

Preço:35,00€

Referência:13235
Autor:BELCHIOR, Manuel
Título:CONTOS MANDINGAS
Descrição:

Portucalense Editora, Porto, 1971. In-8º de 333 págs. Br.

Observações:


“(...) Os motivos que levam a publicar este volume de contos, antes mesmo dos estudos que fundamentalmente ditaram a minha ida à Guiné, fundam-se, em primeiro lugar, na necessidade que existe em animar ao diálogo a que aludimos os portugueses brancos que em África trabalham, abonando a capacidade mental dos seus interlocutores. Os homens que fornecem este variado repositório de narrações que vão desde o conto com intensão educativa e moral até à crítica social mas acerada, são conversadores amáveis, inteligentes e espirituosos cujo convívio dá prazer. Encontrei-os espalhados por toda a Guiné e mais no sertão que na cidade porque o homem do mato, ganha, muitas vezes, uma maior altura intelectual por dispor de mais tempo e mais tranquilidade para a meditação e para o estudo(...)”

O investigador justifica o seu trabalho depois de ter permanecido largos meses, entre 1967 e 1968, na região de Bafatá e Gabu, trabalhando com fulas e mandingas num inquérito etnológico. Ao fazer o inventário do material recolhido, descobriu, muito agradado, que recolhera quase uma cinquentena de contos e fábulas. O conjunto de generalidades sobre o povo mandinga ainda hoje se lê com deslumbramento. Não querendo abstrair o número de mudanças operadas nos últimos 40 anos, continua a ter a maior utilidade o que Manuel Belchior escreve sobre a distribuição dos mandingas no território da Guiné-Bissau, as suas origens, o tipo de povoamento, a sua organização familiar, social e política, a religião, a visão do trabalho, as actividades económicas e os divertimentos.

Dito resumidamente, até aos anos 70 do século passado, os núcleos principais da população mandinga distribuíam-se pelas regiões do Gabu, por Gussará, Ganadu e Badora (Bafatá) e região do Oio (Farim e BIssorã). Os mandingas pertencem ao grande ramo dos negros sudaneses, aparecem historicamente relacionados com os povos mandés, com o império de Ghana e mais tarde o império Mali. Tornaram-se na etnia preponderante até ao século XIX, quando foram derrotados pelos Fulas. Em termos de organização social, a generalidade da população dedica-se à agricultura, mas já que ter em conta os artífices (como os ferreiros, os ourives, os tintureiros e os sapateiros) os cantores e músicos e os comerciantes.

Os contos e fábulas recolhidos são um repositório impressionante da amálgama e do sincretismo cultural dos mandingas: a influência do Corão e do animismo; a influência da literatura árabe e da narrativa oral africana; a exemplaridade de justiça muçulmana, o rigor a que se deve sujeitar o comportamento do soberano justo; o prémio da fidelidade do amor; a importância do Irã, a divindade protectora dos povos animistas; a história dos clãs; o castigo da inveja e da infidelidade, entre outras manifestações. <

O fabulário mandinga tem atraído muitos investigadores, nele se cruza um vasto património de narrativas morais que acabam por aparecer na generalidade das narrativas de toda as etnias. O estudo que Benjamim Pinto Bull fez às fábulas crioulas decorre deste complexo interétnico: envolve lobos que comem cabras, lebres ladinas que conversam com jagudis e crocodilos; serpentes que esperam a hora de vingança; lobos que conversam com hipopótamos, mas há também morcegos, leoas, macacos e personagens como os curandeiros.

Enfim, contos e lendas onde encontramos toda a trama da história, da língua, da educação, dos conceitos de direito e justiça deste povo. A problemática religiosa, insiste-se, tem bastante complexidade. Não só o mandinga islamizou povos pelo poder da espada como se mantém intransigente na recusa em abandonar as práticas de fundo animista (caso da circuncisão).

Quem puder, não se furte ao esplendor desta literatura que ajuda a dissipar o preconceito de que estes povos não possuem um elevado recorte literário.
 

in notas de leitura

Preço:24,00€

Referência:14570
Autor:BOTTO, António & PESSOA, Fernando
Título:ANTOLOGIA DE POEMAS PORTUGUESES MODERNOS
Descrição:

Nobel. Coimbra. 1944. In-8º de 190-(2) págs. Brochado. Rúbrica de posse coeva e datada no ante-rosto. Muito bom exemplar, em excelente estado de conservação. Tiragem limitada, pouco vulgar.

Observações:

Nesta antologia estão representados poemas de autores como Fausto Guedes Teixeira, Camilo Pessanha, Nunes Claro, Gomes Leal, Mário de Sá-Carneiro, Eugénio de Castro, Antero de Quental, Augusto Gil, Guerra Junqueiro, Alberto Osório de Castro, Cesário Verde, António Sardinha, Ricardo Reis, Álvaro de Campos, João Lúcio, Miguel Torga, Afonso Lopes Vieira, José Régio, Teixeira de Pascoaes, Alfredo Guisado, entre outros.

Preço:30,00€

Referência:14600
Autor:CESARINY, Mário
Título:BURLESCAS TEÓRICAS E SENTIMENTAIS
Descrição:

Editorial Presença, Lisboa, 1972. In-8º de 204-(1) págs. Brochado.

Observações:

Do texto introdutório lemos o seguinte:
"... O poema Vinte Quadras para um Dádá é aqui dado a sua primeira versão, e alguns títulos (como alguns outros poemas) inéditos reflectem a exposição cronológica preferida, nada se lhes tendo aposto ou corrigido desde a data  da feitura ..."

Preço:20,00€

Referência:14566
Autor:HORTA, Maria Tereza; ARY DOS SANTOS, José Carlos [org]
Título:CANCIONEIRO DA ESPERANÇA
Descrição:

Seara Nova, Lisboa, 1971. (Lisboa).In-8º de 46-(2) págs. Br.

Observações:

Antologia organizada por Maria Tereza Horta e José Carlos Ary dos Santos onde se reúnem alguns dos mais importantes poemas de resistência ao fascismo português.

Encerra poemas dos seguintes autores: António Aleixo, Reinaldo Ferreira, Miguel Torga, José Gomes Ferreira, Manuel Alegre, Alexandre O’Neill, José Cutileiro, Daniel Filipe, Luís Veiga Leitão, Egito Gonçalves, Carlos de Oliveira, Gastão Cruz, David Mourão-Ferreira, Fiama Hasse Pais Brandão, Joaquim Namorado, João Rui de Sousa, Mário Dionísio, Sophia de Mello Breyner Andresen, Natália Correia, Armando da Silva Carvalho, Manuel da Fonseca, João Apolinário, Orlando da Costa, Papiniano Carlos, e os próprios antologiadores.

Livro que mereceu o seguinte parecer da parte da Censura:

 

"Trata-se de uma antologia organizada com espírito e objectivos que teremos de classificar de subversivos. Embora todos os poemas escolhidos sejam inconvenientes, sobressaiem três temas:
-reacção contra a ordem e a autoridade; exemplos: pp.14 e 15;
- restricções às liberdades individuais; exemplos: pp.5, 13;
- alusões à defesa do Ultramar; exemplo: pp.32.
Nesta conformidade, sou do parecer que o presente livro não seja autorizado. Todavia, por decisão superior, este livro foi autorizado, em 5 de Janeiro de 1972, tendo então merecido o seguinte despacho: “Trata-se de uma antologia feita com propósitos bem evidentes. Mas todas as obras de onde forem extraídos os poemas circulam livremente”. Não há, assim, uma justificação suficiente para a proibição, que resultaria em propaganda garantida para a obra."

in  "Mutiladas e Proibidas. Para a história da censura literária em Portugal nos tempos do Estado Novo."
Cândido de Azevedo

Preço:20,00€

Referência:13234
Autor:MELO, Romeu de
Título:SOBRE A LIBERDADE
Descrição:

Estúdios Cor,lisboa, 1973. In-8º de 404-(4)págs. Br.

Observações:

Antologia de textos desde Platão aos anos setenta com prefácio e selecçao de Romeu de Melo.

Preço:10,00€

Referência:14584
Autor:PESSOA, Fernando
Título:O BANQUEIRO ANARQUITSA E OUTROS CONTOS DE RACIOCÍNIO
Descrição:

Editora Lux, Lisboa, 1964. In-8º de 158-(2) págs. Brochado. Exemplar em muito bom estado. Rúbrca de posse no anterosto.

Observações:

Antologia orgnizada e prefaciada por Fernando Luso Soares cuja Introdução ao estudo da inteligência e da sensibilidade em Fernando Pessoa ocupa as primeiras 20 páginas do livro.

Preço:20,00€

Referência:14585
Autor:ROSA, António Ramos
Título:HORIZONTE IMEDIATO
Descrição:

Publicações Dom Quixote, Lisboa, 1974. In-8º de 123-(3) págs. Brochado. Exemplar em bom estado, capa de brochura posterior com pequena falha de papel.

Primeira e única edição desta Antologia integrada na reconhecida colecção Poesia Século XX.

Observações:

Da capa posterior:
"... A escolha dos poemas incluídos neste volume foi feita pelo próprio António Ramos Rosa a partir de todos os seus livros até agora ublicados. O critério de selecção que o autor utilizou foi o de procurar destacar uma das linhas de força da sua obra; uma linha de força que estando presente em toda a sua produção aparece, no entanto, mais nítida nos poemas reunidos em Horizonte Imediato. O critério de selecção adoptado transforma aliás, esta antologia num livro novo, mesmo para aqueles que já conhecem algumas das composições nele incluídas..."

Preço:25,00€

Referência:13906
Autor:SEABRA, Manuel de [ant.]
Título:POESIA CUBANA DA REVOLUÇÃO
Descrição:

Editorial Futura, Lisboa, 1975. In-8º de 334-(2) págs. Br.

PRIMEIRA EDIÇÃO.

Observações:

Antologia de poetas cubanos compilada e traduzida por Manuel de Seabra, encerra poemas de 55 poetas.

 

Aqueles deuses
Eram estátuas douradas,
esplêndidos deuses tombados ao sol
bebendo escuro vinho.

Contaram belas histórias,
Discursaram às principais estações,
Fizeram inscrições na rocha mais dura.

Mas aquelas palavras e gestos na areia,
repetidos como as canções
que não se cansavam de escutar,
não encontraram eco.

Por isso, sucumbiram orgulhosos,
como deuses desterrados, que envelhecem.


Armando Álvarez Bravo

Preço:15,00€