Banner Vista de Livro
 Aplicar filtros
Livros do mês: Junho 2024
Temas 
Palavras Chave 
Módulo background

Brasil

Foram localizados 102 resultados para: Brasil

 

Referência:12413
Autor:ALMEIDA, Renato
Título:MANUAL DE COLETA FOLCLÓRICA
Descrição:

Gráfica Olímpica Editora, Rio de Janeiro, 1965. In– 8º de 216-(4) págs. Br.

Observações:

Monografia muito interessante do director da Comissão Nacional de Folclore brasileira, com o fim de orientar a pesquisa de campo para aqueles pouco ou não treinados na investigação do folclore sugerindo que se estudasse também todos os aspectos da vida social, como o artesanato, o vestuário, os instrumentos musicais, as formas de execução, as coreografias, os componentes rituais, etc.

"Se você tiver de coletar em região de colonos estrangeiros, precisa prestar muita atenção aos costumes que trouxeram para o Brasil e verifique que aceitação tiveram entre nós.  Claro que deve observar na gente do povo, que doces, bolos ou comidas especiais tem? Costumam batizar os filhos pelo Natal?  Fazem bailes, reuniões ou
danças?  Descreva com a possível minúcia pela sua observação direta e  por informações os festejos locais de Natal.  Como já ficou dito, em certos fatos o folclore ascende das camadas populares, de sorte que convém alargar as tradições de Natal não só na gente do povo, mas na sociedade média em geral, destacando o que encontra no meio nitidamente popular e fora dele, quando houver coincidência de intenções”.

Preço:25,00€

Referência:15248
Autor:ALVES, Castro
Título:OS ESCRAVOS. Poesias
Descrição:

Tavares Cardoso & Irmão, Editores, Lisboa, 1884. In-8º de 30 págs. Brochado, com lombada fragilizada. Miolo em óptimo estado não obstante ocasional foxing.

RARO e muito estimado livrinho de poesia brasileira.

Observações:

Antônio Frederico de Castro Alves (1847-1871) foi um poeta que fez parte da terceira geração do romantismo brasileiro, conhecida por apresentar maior liberdade formal e uma visão social mais ampla, sobretudo em relação às identidades negra e indígena no país. Não por acaso, o poeta é conhecido como “poeta dos escravos”. Publicado doze anos após a morte do autor, Os Escravos reúne as composições antiescravagistas de Castro Alves, entre elas, os famosos poemas abolicionistas O Navio Negreiro e Vozes d'África.

Os Escravos , publicado doze anos após a morte do autor, reúne as composições antiescravagistas, entre elas, os famosos poemas abolicionistas O Navio Negreiro e Vozes d'África. Corresponde a uma coletânea de poemas publicada postumamente em 1884. A obra aborda de forma contundente a temática da escravidão, denunciando os horrores e injustiças desse sistema opressor que marcou profundamente a história do Brasil. Os poemas retratam a vida dos escravos, explorando as suas experiências de sofrimento, humilhação e desumanização. Castro Alves utiliza a sua poesia engajada para dar voz aos personagens marginalizados, expondo os abusos e as crueldades cometidas pelo tráfico e pelos senhores de escravos. Cosntitui uma obra de forte apelo social e político, representando a luta do autor pela abolição da escravatura. Alves utiliza o poder das palavras para emocionar e conscientizar o público sobre a necessidade de justiça e igualdade. A obra é marcada pela intensidade lírica, pelos diálogos poderosos e pela representação vívida dos personagens e cenários onde Castro Alves explora as contradições humanas, expondo a hipocrisia da elite e a resistência dos escravos diante de sua condição.

 

Preço:150,00€

Referência:15247
Autor:ASSIS, Joaquim Maria MACHADO DE
Título:CHRYSALIDAS. Poesias de (...) com um prefácio do Dr. Caetano Filgueiras.
Descrição:

Livraria de B. L. Garnier, Rio de Janeiro, 1864. In-8º de 178 págs. Encadernação antiga (segundo quartel, séc. XX), meia inglesa com cantos em pele azul, ligeiramente cansada na charneira. Guardas em papel fantasia. Conserva as capas de brochura. Pequeno trabalho de traça marginal, sem afectar a mancha tipográfica.

BOM EXEMPLAR desta RARÍSSIMA edição original, especialmente quando preserva as capas, do livro de estreia de um dos escritores mais importantes, senão o maior, escritor do Brasil.

Observações:

Possui prefácio do Dr. Caetano Filgueiras, posfácio do autor: Carta ao Dr. Caetano Filgueiras, notas, errata e índice. Obra com 29 poemas, escrita e publicada aos 25 anos de idade de Machado de Assis (1839-1908). Reeditada em 1901 com menos 17 poemas, por ordem do próprio poeta, quando editou suas Poesias Completas. Teve nova edição independente, a segunda, apenas em 2000 pela Livraria Crisálida, portanto esquecido desde o séc. XIX.

É um livro de poemas dedicado ao amor e às mulheres, textos apaixonados que tiveram boa repercussão, tanto no Brasil como em Portugal, e ajudaram a abrir as portas para o mundo da literatura.

Preço:1350,00€

Referência:13693
Autor:autoria indefinida
Título:O IMPÉRIO DO BRAZIL NA EXPOSIÇÃO UNIVERSAL DE 1873 EM VIENNA D'AUSTRIA
Descrição:

Typographia Nacional, Rio de Janeiro, 1873. In-4º de 383-(5) págs. Encadernação meia inglesa modesta em tela. Ilustrado em extra-texto com um mapa desdobrável.

INVULGAR.

Observações:

Obra muito curiosa e informativa,  publicada aquando da Exposição de Viena em 1873 e que aborda  inúmeros tópicos sobre o Império Brasileiro, desde a  organização institucional do regime monárquico ao  relevo do Império, aos rios, às instituições de ensino e ao clima.
Logo na “Advertencia” o livro informa que um dos seus objetivos consistia em atrair imigrantes para o Brasil.

Índice:

Situação e extensão do Brasil; Clima e temperatura; reino animal; Reino vegetal; Reino mineral; Aguas mineraes;População ; Constituição do Brazil ; Divisão do Império ; Força pública ; Arsenaes de guerra e intendencia ; Presidios e colonias militares ; Marinha brazileira ; Pharoes ;Pharoletes ; Fazenda nacional ;Divida publica ; Sistema monetareo do Brazil ; Casa da Moeda ; Commercio ;Vias de communicação ; Imigração e colonisação ; Catechese ; Estrangeiros ; Naturalização ; Academia de Bellas artes ; Bibliothecas ; Theatros.
Cobertura geográfica : Brasil, descrição, Século XIX.

 

Advertencia
“Conhecer exactamente as regiões da America é hoje necessidade dos Estados da Europa, onde superabunda a população.
A uberdade do solo do Brazil e seus variados thesouros de riquezas naturaes offerecem vasto campo a todo o gênero de actividade industrial.
No intuito de demonstral-o e promover a immigração para este Imperio aproveitou-se o feliz ensejo que offerece a Exposição Universal de Vienna d’Austria, tratando-se de rever e melhorar a Breve Noticia impressa em 1867 para a Exposição Universal de Paris.
Trabalhos d’esta ordem não se podem realizar com perfeição, logo nas primeiras tentativas. Acoroçoado o zelo dos auxiliares officiaes, e crescendo a collaboração dos informantes particulares, que já d’esta vez foram elementos de grande proveito, é de esperar obra mais completa nas futuras exposições universaes.
Tendo-se por alvo principal tornar bem conhecido o Imperio do Brazil e esclarecer os immigrantes, procurou-se com todo cuidado dizer somente a verdade."

O mapa de enroems dimensões está dobrado no interior do livro. Tem a seguinte legenda: “ Carta do Império do Braszil reduzida no Archivo Militar em conformidade da publicada pelo Coronel Conrado Jacob de Niemeyer em 1846 e das especiais nas fronteiras com os Estado Limitrophes organizados ultimamente pelo Conselheiro Duarte da Ponte Ribeiro, Rio de Janeiro, 1873 “.

Preço:375,00€

Referência:12341
Autor:autoria indefinida
Título:NOTÍCIAS HISTÓRICAS DE PORTUGAL E BRASIL (1715 - 1750) e (1751 - 1800 )
Descrição:

Imprensa da Universidade, Coimbra, 1961 e 1964. Dois volumes. In-4º de 360-(2)e 519-(2) págs. Br.

Observações:

Compilação muito completa de notícias sobre Portugal e Brasil durante o século XVIII.

Preço:45,00€

Referência:13504
Autor:BESSA, Alberto
Título:100 ANNOS DE VIDA A expansão da Imprensa brasileira no primeiro século da sua existência. Subsidios para um trabalho de maior fôlego
Descrição:

Livraria Central de Gomes de Carvalho, Lisboa, 1929. In-8º de 316 págs. Br. Capas de brochura com algumas manchas.

Observações:

A obra muito exaustiva que faz uma resenha cronológica e alfabética dos jornais brasileiros aparecidos entre 1808 e 1900 com os elementos que o autor colheu em diversas fontes.

Preço:35,00€

reservado Sugerir

Referência:14773
Autor:BOLÉO, Manuel de Paiva
Título:A LÍNGUA PORTUGUESA DO CONTINENTE, DOS AÇORES E DO BRASIL (Problemas de colocnização do povoamento).
Descrição:

Fac Letras da Univ. de Coimbra, Coimbra, 1983. In-8º de 56(1) págs. Brochado. Amarelecimento marginal. Ostenta uma dedicatória autógrafa.

Observações:

Separata da Revista Portuguesa de Filologia.

Preço:10,00€

Referência:12624
Autor:BRANDÃO, Ambrósio Fernandes
Título:DIÁLOGOS DAS GRANDEZAS DO BRASIL
Descrição:

Dois Mundos Editora, Rio de Janeiro, 1943. In-8º de 317-(2) págs. Encadernação meia francesa com dizeres a ouro em rótulos de pele. Conserva capas de brochura. Integrada na colecção "Clássicos e Contemporãneos" dirigida por Jaime Cortesão.

 

Observações:

Obra brasileira escrita no início do século XVII,  mas publicado pela primeira vez como livro apenas em 1930 pela Academia Brasileira de Letras.

Nesta edição é valorizada pela  apresentação por Jaime Cortesão, a nota preliminar de Afrânio Peixoto, introdução de  J. Capistrano de Abreu e pelas  notas e aditamento de Rodolfo Garcia.
A sua estrutura é feita em diálogos, sendo um dos interlocutores chamado Brandônio e o outro, Alviano. Um deles conformado com as peculiaridades do lugar e o outro, recém-chegado de Portugal, sempre a reclamar e criticar as condições que encontrara.Os diálogos possuem muitas informações sobre o Brasil Colonial, suas riquezas naturais, a forma de explorá-las incluindo o uso do trabalho de indígenas e escravos africanos, e como cuidar da terra.
"Já me há de ser forçado fazer-vos retratar dessa erronia em que estais: não vedes que o Brasil produz tanta quantidade de carnes domésticas e selváticas, de que abunda tantas aves mansas, que se criam em casa de toda a sorte e outras infinitas que se acham pelos campos, tão grande abundância de pescados excelentíssimos e de diferentes castas e nomes, tantos mariscos e cangrejos que se colhem e tomam à custa de pouco trabalho, tanto leite que se tira dos gados, tanto mel que se acha nas arvores agrestes, ovos sem conto, frutas maravilhosas, cultivadas com pouco trabalho e outras sem nenhum que os campos e matos dão liberalmente, tanto legume de diversas castas, tanto mantimento de mandioca e arroz, com outras infinidades de cousas salutíferas e de muito nutrimento para a natureza humana, que ainda espero de vê-las relatar mais em particular? Pois a terra que abunda de todas estas cousas como se lhe pode atribuir falta delas? Porque certamente que não vejo eu nenhuma província ou reino, dos que há na Europa, Ásia ou África, que seja tão abundante de todas elas, pois sabemos bem que, se tem umas lhe faltam outras; e assim errais sumamente na opinião que tendes."

Preço:29,00€

Referência:15154
Autor:CANDIDO, Antonio
Título:DISCURSO proferido no Theatro de S. João da cidade do Porto na noite de 19 de Maio de 1900.
Descrição:

Typographia do "Commercio do Porto", Porto, 1900. In-4º de 33 páginas. Encadernação inteira em fino chagrin verde escuro com dizeres dourados na pasta anterior. Conserva o retrato do autor.
Nítida impressão sobre papel encorpado de qualidade superior. Conserva capas de brochura.

INVULGAR.

Observações:

Discurso proferido por ocasião do 4º Centenário do Descobrimento do Brasil, que segundo uma comissão de ilustres de Amarante, foi-lhe pedido a publicação do presente discurso para que o produto da venda do livro revertesse a favor do Hospital da Misericordia de Amarante, lista de pessoas essa transcrita no final do Preâmbulo: Miguel Pinto Martins, José Monteiro da Silva, visconde de Alvellos, António Pereira Pinto Carvalhal, Francisco Cardoso, Miguel Augusto de Faria Mascarenhas, Augusto Vicente da Cunha Brochado e Joaquim Leite do Carvalho

Preço:42,00€

Referência:12940
Autor:CASTELNAU-L'ESTOILE, Charlotte de
Título:LES OUVRIERS D'UNE VIGNE STÉRILE Les Jésuites et la Conversion des Indiens au Brésil (1580-1620)
Descrição:

Centre Culturel Calouste Gulbenkian/Comissão Nacional para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses, Lisboa/ Paris, 2000. In-4º de 557 págs. Br. Ilustrado em extra-texto.

 

Observações:

Obra muito importante e exaustiva sobre os  anos finais do século XVI e a actuação  dos  jesuítas  em  terras  brasileiras.

O livro divide-se em cinco partes. Na primeira, a autora narra uma "visita" à província do Brasil, guiada pelos relatos da viagem de Cristovão de Gouveia, em 1582, na companhia de Fernão de Cardim com o objectivo de fiscalizar o andamento das missões e a actuação de seus membros, conduz a uma análise das relações entre o centro e periferia – centrada nas negociações entre a província e os superiores da Ordem quanto a uma "norma missionária" –, a que se dedicam a segunda e a quarta partes do livro, esta última focalizando as práticas de catequese. A terceira parte, cujo intuito é estabelecer um perfil dos "obreiros" da vinha brasileira, vale-se de métodos de história quantitativa, ao passo que a quinta e última parte analisa a auto-apresentação da obra missionária, a partir de seus relatos e de suas encenações.

A investigação teve por base a análise correspondência administrativa, cartas e catálogos, regulamentos, relatos e textos "literários" e dos textos fundadores da Ordem (Constituições e Exercícios Espirituais de Loyola). 

Preço:24,00€

Referência:12415
Autor:CASTRO, Luciano de
Título:A QUESTÃO DO AMAZONAS NOS TRATADOS DE PARIS E DE MADRID (1797 E 1801)
Descrição:

Portucalense Editora, Porto, 1945. In-8º de 135 págs. Br. Ilustrado em extra-texto com reproduções de retratos da época. Cadernos por abrir.

INVULGAR.

Observações:

Obra publicada sob a direcção de Damião Peres sobre a questão das fronteiras do Brasil.

Preço:30,00€

Referência:12399
Autor:CAVALHEIRO , Rodrigues; DIAS , Eduardo
Título:MEMÓRIAS DE FORASTEIROS AQUÉM E ALÉM MARBrasil I Vol -(séculos XVI-XVIII),II Vol. século XIX (até à indepedência)
Descrição:

Livraria Clássica Editora, Lisboa, 1946. Dois vols. In-4º de 279-(1) e 327-(1) págs. Ilustrado com gravuras em extra-texto.

Observações:

"(...) Trata-se de prestar uma sincera homenagem ao Brasil, ao Brasil moderno, destacando em tomos especiais os relatos de alguns dos forasteiros que, em eras de antano — do Descobrimento à Independência—, calcorrearam as suas densas florestas virgens, as suas urbes incipientes, sofrendo as agruras resultantes do primitivismo e gozando, em contrapartida, a visão de maravilhas naturais em parte já desfiguradas pelo que se denomina Progresso. (...)"

Preço:40,00€

Referência:13725
Autor:CIDADE, Hernani
Título:LIÇÕES DE CULTURA LUSO-BRASILEIRA - ÉPOCAS E ESTILOS - NA LITERATURA E NAS ARTES PLÁSTICAS
Descrição:

Livros de Portugal, Rio de Janeiro, 1960. In-4.º de XV-349 págs. Br. Rubrica de posse. Ilustrado.

Observações:

"O que vamos tentar neste livro é, em cada época, surpreender esse estilo em seus rasgos essenciais e nalgumas obras literárias que, por seu mais fundo acolhimento e larga repercussão, considerarmos como as que melhor o exprimem. Não será, pois, uma história literária, senão uma síntese da sucessão dos estilos por que se vão revelando as fases da experiência colectiva, do que pode considerar-se o crescimento espiritual do homem, relacionando todos os rasgos que em tais estilos se integram, mas atentando, sobretudo, nos literários."

Preço:27,00€

Referência:13994
Autor:COELHO, Jacinto do Prado
Título:O RIO DE JANEIRO NA LITERATURA PORTUGUESA
Descrição:

Comissão Nacional das Comemorações do IV Centenário do Rio de Janeiro, Lisboa, 1965. In-4º com 354-(8) págs.Br. Carimbo de biblioteca privada preenchida com tinta, no frontspício. Nítida impressão sobre papel de qualidade superior. Ilustrado em separado, a cores e a negro e branco.

 

Observações:

Colectânea de textos, em prosa ou verso, referentes à cidade do Rio de Janeiro de escritores nascidos entre o séc. XVI e 1923..

"A presente colectânea é constituída por textos de carácter literário (prosa ou verso) referentes ao Rio de Janeiro e escritos por autores portugueses (compreendendo, no que respeita o período colonial, autores nascidos tanto na metrópole como no Brasil) ou que utilizaram a nossa língua (o caso de Anchieta)."

 

Preço:27,00€

Referência:12441
Autor:COUTO, Ribeiro
Título:ISAURA
Descrição:

Editorial Inquérito, Lisboa, 1944. In-8º de 75-(5) págs. Br. Valorizado por uma dedicatória a Luís Forjaz Trigueiros. Inserida na Colecção "Novelas Inquérito".

 

PRIMEIRA EDIÇÃO.

 

 

Observações:

Curiosa novela de Ribeiro Couto que  foi o último  título de uma colecção de novelas da Editorial Inquérito publicou entre 1940 e 1944.

Preço:18,00€

Referência:12439
Autor:COUTO, Ribeiro
Título:POESIAS REUNIDAS
Descrição:

Livraria José Ollympio, Rio de Janeiro, 1960, In-8º de 4486-(2) págs. Br. Valorizado pela expressiva dedicatória autógrafa ao poeta José Osório de Oliveira.

PRIMEIRA EDIÇÃO.

Observações:

Obra que reune todos os livros de poesia publicados pelo autor, na altura da sua publicação Manuel Bandeira escreveu :

"Sua poesia continuou sempre sendo a anotação arguta dos momentos raros da vida, aqueles momentos de “indecisão delicada”. Momentos de subúrbio, digamos assim, quando do luar descem coisas – “certas coisas”. Nunca lhe interessaram as polêmicas sobre o que seja poesia. “É poesia? Não é poesia? Quem saberá jamais?” Todos os problemas estavam resolvidos para ele “pela aceitação da simplicidade”.

Preço:40,00€

Referência:12438
Autor:COUTO, Ribeiro
Título:POEMETOS DE TERNURA E MELANCOLIA
Descrição:

Editora Monteiro Lobato, São Paulo, 1924. In-8º de 112-(2) págs. Br. Valorizado pela expressiva dedicatória autógrafa ao poeta José Osório de Oliveira. Capas de brochura com alguns picos de acidez.

PRIMEIRA EDIÇÃO.
 

Observações:

SURDINA

Minha poesia é toda mansa.
Não gesticulo, não me exalto...
Meu tormento sem esperança
tem o pudor de falar alto.

No entanto, de olhos sorridentes,
assisto, pela vida em fora,
à coroação dos eloqüentes.
É natural: a voz sonora
inflama as multidões contentes.

Eu, porém, sou da minoria.
Ao ver as multidões contentes
penso, quase sem ironia:
"Abençoados os eloqüentes
que vos dão toda essa alegria."

Para não ferir a lembrança
minha poesia tem cuidados...
E assim é tão mansa, tão mansa,
que pousa em corações magoados
como um beijo numa criança.

Preço:30,00€

Referência:12437
Autor:COUTO, Ribeiro
Título:SENTIMENTO LUSITANO
Descrição:

Livraria Martins Editora, São Paulo, 1961. In-8º de 178 págs. Br. valorizado pela expressiva e extensa dedicatória autógrafa aos poetas Raquel Bastos e José Osório de Oliveira.

PRIMEIRA EDIÇÃO da obra publicada no Brasil e só póstumamente publicada em Portugal.

 

Observações:

Conjunto de ensaios muito interessantes de Ribeiro Couto,Autor brasileiro muito apreciado entre os intelectuais portuguesesda sua época,  encerra ensaios sobre, António Nobre, João de Barros, Joaquim Paço d'Arcos, entre outros. De destacar também o ensaio " O pequeno emigrante português e a continuidade histórica do Brasil".

“não era adquirido sem trabalho, não caia do céu; custava muito esforço” -, para muitos mais terá constituído um penoso exercício de sobrevivência, talvez pelas poucas habilitações com que em sua grande maioria arribaram a terras de Vera Cruz. Mas não é desse brasileiro entre aspas o objecto desta minha fala, já retratado  por Guilhermino César, em O “Brasileiro” na ficção portuguesa: O Direito e o Avesso de uma Personagem-Tipo”

 

Preço:40,00€

Referência:13856
Autor:D'AURORA, Conde
Título:BRASIL IDA E VOLTA
Descrição:

Livraria Simões Lopes, Porto, 1954. In-8º de 109 págs. Br. Ilustrado em extra-texto com fotos a preto e branco. Capas de brochura com alguns picos de acidez.

PRIMEIRA EDIÇÃO.

INVULGAR

Observações:

Obra muito curiosa sobre  a viagem efectuada pelo autor ao Brasil em Agosto de 1954. De uma maneira  cronística  o Conde d’Aurora descreve-nos a sua viagem, descrevendo as paisagens das cidades visitadas, retratando  as inúmeras personalidades com quem contactou e descrevendo os acontecimentos em que tomou parte.

Entre outros aspectos, a obra  revela-se muito interessante ver quem eram os autores portugueses mais consagrados ou populares no Brasil por esta altura,  e também das impressões que nos vai apresentando de vários escritores e intelectuais de relevo: Lígia Fagundes Teles, Oswaldo de Andrade, João Cabral de Melo Neto, Almeida Prado, Afrânio Coutinho, António Soares Amora, Wilson Martins, etc.

Preço:17,00€

Referência:15008
Autor:FREITAS, José Antonio de
Título:ESTUDOS CRITICOS SOBRE A LITERATURA DO BRAZIL por ... I- Lyrismo Brazileiro
Descrição:

Typographia das Horas Romanticas, Lisboa, 1877. In-8º de 142-(1) págs. Encadernação coeva inteira de pele mosqueada com dourados na lombada esta com rótulo de pele verelha inscrita com dizeres também dourados. Exemplar em excelente estado de conservação, sem defeitos apontar, a não ser o tradicional aparo marginal e a ausência de capas de brochura, prática tão recorrente na encadernação da época.

Observações:

"... Lançamos mão de um problema secundario, de uma fórma da literatura brazileira, e pelo estudo das origens, que a produziram, propomo-nos reconstruir o genio do povo do Brazil, suas tendencias historicas e a base critica para a disciplina de seus talentos. De feito, ha muitos annos que se manifesta no Brazil uma vida litteraria verdadeiramente notavel (...) Enxameiam os poetas de elevado merecimento; succedem-se as publicações com grande applauso e contentamento do povo, de modo que não só existem escriptores distinctos e eminentes, como os Gonçalves Dias, os Porto Alegre, os Magalhães e os Alencar ..." (do prefácio de José António de Freitas, deste livro).

Preço:35,00€

Referência:14918
Autor:GAMA E CASTRO, José da
Título:O NOVO PRINCIPE ou o espirito dos governos monarchicos, por... Segunda edição. Revista e consideravelmente augmentada pelo autor
Descrição:

Typ. Imp. e Const. de J. Villeneuve e Comp., Rio de Janeiro, 1841. In-8º de 404 pags. Encadernação meia inglesa em pele com dizeres a ouro na lombada. miolo com algumas manchas de humidade. A página 33 e verso é dactiloscrita. Rúbrica de posse de antigo professor da Universidade de Coimbra.

MUITO INVULGAR.

Observações:

Segunda edição  desta obra, publicada  depois do autor, no ano anterior, ter publicado uma tradução portuguesa de The Federalist.
Contra a máxima de Thiers, segundo a qual, "rei reina, mas não governa" o autor propõe um outro aforismo, "o rei governa, mas não administra". Considera que as "leis fundamentais" e os "corpos intermediários" é que distinguem a monarquia do despotismo, pois  "tanto no despotismo como na tyrannia o procedimento de quem manda he arbitrario; mas no primeiro caso he arbitrario por falta de lei, e no segundo porque se abusa, porque se despresa, ou porque se calca a lei".
Afirma que  "todos os governos possíveis são ou relativamente bons ou relativamente máos conforme as circunstâncias da nação a que se applicão; mas o único bom para huma nação determinada he aquelle que resulta da história, isto he, da experiência dessa nação". Faz a distinção entre  legitimidade e legalidade "nunca he possível ir dar na história do mundo com o momento da sociedade constituindo-se, mas sempre com a sociedade constituída". Porque "as relações entre os differentes membros da sociedade não se fizerão, apparecerão já feitas". Já a legitimidade é, sobretudo, marcada pela "justiça da aquisição" e pela "diuturnidade da posse", sendo expressa nas leis fundamentais da Constituição histórica:"certas leis primordiaes e constitutivas da Monarchia, que o próprio Soberano não pode destruhir por que são ao mesmo tempo o fundamento por que he Rey, deixando de o ser desde esse momento em que o fes"


Inocêncio IV, 358 e 340.
“Diz-se que a primeira edição, constando de menor numero de capitulos, se publicára em Lisboa. Nem a vi, nem d’ella pude achar até agora noticias mais precisas. Da segunda edição possuo um exemplar desde muitos annos. José da Gama e Castro, Era filho de Mauricio José de Castro e Sá, natural de Sernancelhe, empregado na camara ecclesiastica de Coimbra. Nasceu em 1795, sendo baptisado em 21 do mesmo mez na igreja de S. João de Almedina da mesma cidade, sendo padrinho o bispo conde D. Francisco de Lemos. Fez formatura em medicina na universidade de Coimbra no anno de 1819, recebendo o grau de doutor em philosophia em 1820. Consta que exerceu a clinica em Villa Real de Traz os Montes por 1832. Lançado por suas convicções politicas no partido do sr. D. Miguel, a quem serviu com grande zêlo e dedicação, foi por elle nomeado Physico-mór do exercito, e incumbido de outras commissões importantes. Depois de assistir ao desfecho da lucta politica em 1834, emigrou de Lisboa em Dezembro d’esse anno, e apoz uma longa digressão emprehendida por varios paizes da Europa, resolveu transportar-se para o Brasil. Morreu em Paris a 8 de setembro de 1873.”

 

José da Gama e Castro foi Médico desde 1819. Assume-se como miguelista. Físic o-mor em 1834. Emigra para a Itália em Dezembro de 1834, onde redige O Precursor, órgão do miguelismo no exílio. Em 1837 passa pela Suíça e pela Alemanha. Instala-se no Brasil a partir de 1838, onde publica as suas obras, destacando-se a tradução portuguesa de The Federalist e o tratado O Novo Príncipe, considerado como uma espécie de bíblia do pensamento contra-revolucionário português do século XIX, apesar de ser pouco densa e nada original. Considera que a legitimidade é, sobretudo, marcada pela "justiça da aquisição" e pela "diuturnidade da posse", sendo expressa nas leis fundamentais da Constituição histórica: "certas leis primordiaes e constitutivas da Monarchia, que o próprio Soberano não pode destruhir por que são a o mesmo tempo o fundamento por que he Rey, deixando de o ser desde esse momento em que o fes".

 

Preço:95,00€

Referência:13925
Autor:GUIMARÃES, Alfredo
Título:O CARDEAL CEREJEIRA NO BRASIL
Descrição:

Editorial Alba Lda, Rio de Janeiro, 1935. In-8.º de 244-(2) págs. Br. Ilustrado em extra-texto.

Observações:

Obra muito interessante para a biografia do Cardeal Cerejeira. Descreve pormenorizadamente a visita oficial do Cardeal Cerejeira ao Brasil.

"Neste livro se acha consubstanciado tudo quanto se disse entre nós, em louvor desse ilustre e venerável Príncipe da Igreja; mas nêle está, sobretudo, concretizada a gratidão imorredoura dos portugueses pela solicitude com que sua Eminência o Sr. Cardial D. Sebastião Leme presidiu e tomou parte em todas as festas aqui realziadas durante a visita do eminentissimo antistite lusitano".

Preço:30,00€

Referência:13872
Autor:IVO, Lêdo
Título:ACONTECIMENTO DO SONETO - ODE À NOITE
Descrição:

Orfeu, Rio de Janeiro, 1950. In-8º de 45-(5) págs. Br. Capas de brochura envelhecidas. Ilustração da capa de Artur Jorge. Assinatura de posse de José Osório de Oliveira.

PRIMEIRA EDIÇÃO conjunta.

INVULGAR.

Observações:

Este livro é a 2ª edição de Acontecimento do Soneto, a primeira edição  foi feita por João Cabral de Melo Neto, em 1948, numa tiragem de 110 exemplares. A esta edição foi acrescentado  o poema Ode à Noite. Prefácio de  Campos de Figueiredo.

SONETO DAS CATORZE JANELAS

O que se esquiva em mim mais se levanta
no sul da arte poética, no drama
onde o meu ser transfigurado clama
que eu escreva a canção que não me encanta

mas, por falar de mim, sempre me espanta
pela perícia com que me proclama.
E eu destruo o supérfluo, usando a chama
que sobre o meu trabalho o sol decanta

Não se faz um soneto; ele acontece
e irrompe da alquimia do que somos
subindo as altas torres do não ser

Nas rimas que ninguém nos oferece,
pungentes, nós seguimos, e fitamos
catorze casas para nos conter.

Preço:27,00€

Referência:15384
Autor:LEAL, Gomes
Título:PROTESTO D'ALGUEM - Carta ao Imperador do Brazil
Descrição:

Livraria Civilisação de Eduardo da Costa Santos & sobrinho - Editores, Porto, 1889. In-8.º de 15 págs. Brochado. Exemplar com alguns picos de acidez. Ilustrado com um retrato desenhado de Gomes Leal por Roque Gameiro.

PRIMEIRA EDIÇÃO.

Observações:
Preço:27,00€

Referência:15219
Autor:LEITÃO, Antonio José de Lima
Título:IPHIGÈNIA. Tragédia de João Racine (...) pelo
Descrição:

Na Impressão Régia, Rio de Janeiro, 1816. In-8º de (8)-53 págs. Brochado.

RARA obra, sendo das primeiras impressões realizadas no Rio de Janeiro, referida na Bibliografia da Impressão Régia do Rio de Janeiro ( de Almeida Camargo & Borba de Moraes).

Observações:

Trata-se da primeira e aparentemente única tradução desta peça de Racine para português, impressa no Brasil, por Lima Leitão (1787-1856). Este autor foi médico nas armadas francesas e portuguesas antes de partir para o Brasil. No ano da presente publicaçao, viajou para Moçambique e depois, mais tarde em 1819 para a Índia como Intendente de Agricultura. 

Almeida Camargo & Borba de Moraes - Bibliografia da Impressão Régia do Rio de Janeiro, tomo I, nº 496.
Inocêncio I, 171; VIII, 203.
Gonçalves Rodrigues, A tradução em Portugal 3251.
Não referido em Monterroso Cunha Lobo nem em Ávila Perez.

Preço:370,00€

Referência:13833
Autor:LOPES, Adérito
Título:O ESQUADRÃO DA MORTE - São Paulo 1968-1971
Descrição:

Prelo, Lisboa, 1973. In-8º de 209-(6) págs. Capa de brochura de Dorrindo Carvalho. Assinatura de posse. Capas de brochura empoeiradas.

Observações:

"Este livro é uma longa reportagem sobre as actividades de um dos grupos de polícias que praticam, na maior parte das grandes cidades brasileiras, a liquidação sumária e sem julgamento de pessoas «caídas em desgraça» nos meios policiais."

 

Preço:18,00€

Referência:14774
Autor:MACHADO, José Pedro
Título:O PORTUGUÊS DO BRASIL
Descrição:

Coimbra Editora Limitada, Coimbra, 1943. In-8º de 80 págs. Brochado.

Amarelecimento generalizado do papel.

Observações:

"... Portugal e Brasil não constituem nem um todo político, nem um todo geográfico, mas não nos esqueçamos que o espírito dos seus filhos está tão próximo que, por si só, bem poderíamos dizer (sem exagerar) que o povo é só um ... Integrano na ideia de aproximação de dois povos, pretendo demonstrar aqui as razões científicas que apoiam o pensamento dos homens de boa-vontade; repilo ao mesmo tempo tudo o que possa negar a comunidade espíritual de Portugueses e Brasileiros ...".

Preço:17,00€

Referência:12695
Autor:MACHADO, José Pedro
Título:O PORTUGUÊS DO BRASIL
Descrição:

Coimbra Editora, Coimbra, 1943. In-8º de 80 págs. Br. Capa de brochura com alguns picos de acidez. Integrado na colecção "Universitas".

PRIMEIRA EDIÇÃO.

INVULGAR.

Observações:

Obra sobre o português falado no Brasil escrito por  um incansável estudioso da língua portuguesa.

Preço:15,00€

Referência:14454
Autor:MARTINS, Rocha
Título:A INDEPENDÊNCIA DO BRAZIL no rumor duma epopeia o levedar duma nação forte
Descrição:

Oficinas Lumen, Coimbra, 1922. In-4º de  407 págs. Encadernação meia francesa em pele. Conserva capas de brochura. Capa e ilustrações de Alberto de Sousa. Profusamente ilustrado ao longo do texto. Acidez generalizada como consequência da qualidade do papel.

Observações:

Obra monumental sobre o começo da independênica do Brasil, encerra os seguintes capítulos: Os antepassados da independência; A revolução de 1820; As revoltas precursoras; O Brasil e as côrtes de Lisboa; O dia do fico; O defensor perpétuo; Nas vésperas da independência; O grito de Ypiranga; No início do império; As revoltas do Brasil e de Portugal; O reconhecimento da independência; O império e a nação.

 

Preço:45,00€

Referência:12335
Autor:MARTINS, Rocha
Título:O ULTIMO VICE-REI DO BRAZIL
Descrição:

Edição do A B C, Lisboa, S. d. In–8º de 242 págs. Enc. Encadernação coeva meia francesa em sintético verde com dizeres dourados na lombada.

Obra profusamente ilustrada com uma vista do palácio do Conde dos Arcos no Rio de Janeiro, a figura de D. João VI, D. Carlota Joaquina, D. Pedro, D. Leopoldina.

Observações:

Encerra os seguintes capítulos: A Corte no Rio de Janeiro; Os Governos da Baía e Pernambuco; A Revolução Pernambucana; A Ressaca da Revolução; O Conde dos Arcos e o Principe D. Pedro; A Altas Intrigas; Sua Alteza, O Regente; As ingratidões do Povo e dos Principes; Os sofrimentos do Conde dos Arcos; Do Conselho de Estado À Regência.

Preço:40,00€

Referência:13786
Autor:MARTINS,João Vicente
Título:A CHOLERA-MORBUS tratada HOMOEPATHICAMENTE
Descrição:

Typ. Universal de Laemmert, Rio de janeiro, 1849. In-8º de 328 págs. Encadernação coeva em em pele, um pouco cansada, com dizeres e florões a ouro na lombada que ostenta um pequeno defeito.

Observações:

Obra sobre a Cholera-Morbus e o seu tratamento através da homeopatia escrita pelo Dr. João Vicente Martins, médico português, primeiro discípulo de Benoit Mure no Brasil.

Preço:50,00€

Referência:13421
Autor:MAURO, Frédéric [coord.]
Título:O IMPÉRIO LUSO-BRASILEIRO 1620-1750
Descrição:

Editorial Estampa,Lisboa, 1991. In-8º de  516 págs. Br. Profusaamente ilustrado ao longo do texto e em extra-texto com gravuras, mapas, gráficos e tabelas. Integrado na colecção "Nova História da Expansão Portuguesa" dirigida por Joel Serrão e A. H. de Oliveira Marques.

Observações:

Da Contracapa:

"Com efeito, desde os princípios do século XV até ao terceiro quartel do século actual – a expansão marroquina, os descobrimentos marítimos, a colonização de ilhas e de terras continentais, os tráficos transoceânicos, as permutais culturais, etc. – eis aí uma sucessiva e vária projecção de Portugal no Mundo, sem cujo conhecimento não é inteligível o que foi ocorrendo na metrópole europeia."

Preço:10,00€

Referência:14687
Autor:MONTEIRO, Prof. Dr. Taciano Accioli
Título:LUZAMERICA BRAZIL
Descrição:

Pongetti, Rio de Janeiro, 1947. In-8º de 107-(1) págs. Brochado. Com carimbo de oferta do SNI .Cadernos por abrir. Acidez generalizada.

Observações:

Curiosa conferência de índole histórica dada à Sociedade de Geographia de Lisboa.

Preço:13,00€

Referência:14269
Autor:NEMÉSIO, Vitorino
Título:CAATINGA E TERRA CAÍDA - Viagens do Nordeste e no Amazonas
Descrição:

Livraria Bertrand, Lisboa, sem data (1968-?). In-8º de 357-(1) págs. Br.
PRIMEIRA EDIÇÃO.

Observações:

Da nota de badana: " A identificação do autor com paisagens e gentes brasileiras vai desde o saber histórico e sociológico à intimidade dos costumes e à apropriação da linguagem. (...)
Estes cadernos de viagem ao Nordeste e ao Amazonas completam, com um fio romanesco e um impressionismo flagrante de fauna, flora e gentes, largamente informado de cidades, engenhos, fazendas de gado, postos e cocais do “aranhol”, o largo itinerário (...)"

Preço:30,00€

Referência:15202
Autor:NETO, João Cabral de Melo
Título:MORTE E VIDA SEVERINA
Descrição:

[Teatro da Universidade Católica TUCA, s.d - (1965?)]. In-8º de 32 págs. Brochado. Rúbrica de posse e apontamento a tinta na capa.

Primeira edição autónoma do poema "Morte e vida severina", que correu de mão em mão e nunca chegou às livrarias, publicado originalmente no livro "Duas Águas", em 1956, texto este de maior sucesso de João Cabral que resultou em diversas encenações, gravações audio, cinematográficas e mini-séries.

Observações:

O poema, na verdade é um auto, teve a sua primeira encenação no ano de 1957 em Belém pelo grupo Norte Teatro Escola. Em 1965 foi musicada por Chico Buarque a pedido do então director do grupo de Teatro da Universidade Católica (TUCA) da PUC-SP. Foi incluído na coletânea Morte e vida severina e outros poemas em voz alta, alcançando ainda um público mais vasto.

Segundo António Secchin, maior estudioso da poesia cabraliana "... neste auto de Natal pernambucano, o protagonista Severino, à imagem do Rio Capibaribe, desce do Sertão para a cidade, e toda a travessia é pontuada por encontros com a morte, até a eclosão da vida, representada pelo nascimento de uma criança. (...) Ele, que pensara em suicídio, simbolicamente renasce com a nova vida 'severina' que acaba de surgir ..." . O termo "vida severina", que reflecte uma vida simples e franzina, que "corre frágil na beira do abismo", transfomou-se num adjetivo, em que neste auto surge como uma esperança, um símbolo da renovação humana.

Preço:60,00€

Referência:14686
Autor:NORONHA, Eduardo de
Título:NO BRASIL
Descrição:

Livraria Editora Viúva Tavares Cardoso, Lisboa, 1905. In-8º de 411-(4) págs. Brochado. Lombada desconjuntada, falta de uma folha introdutória sem prejuizo de texto. Capa de brochura belamente decorada. Capa de brochura ilustrada, faltando-lhe a posterior. Contém rubrica de posse.

Observações:

Primeira edição. Romance histórico, ilustrado com cinquenta fotogravuras representando embarcações, monumentos, paisagens, lugares, aspectos de cidade, etc ...

Preço:13,00€

Referência:12340
Autor:NORTON, Luís
Título:A DINASTIA DOS SÁS NO BRASIL
Descrição:

Agência Geral das Colónias, Lisboa, 1943. In-4º de 359 págs. Br. Muito ilustrado com fac-similes desdobráveis de mapas da costa do Brasil, gravuras de batalhas navais; fac-simile de cartas manuscritas e um retrato de Salvador Correia de Sá e Benevides.

Observações:

Edição Comemorativa do 4º Centenário da Fundação da Cidade de S. Sebastião do Rio de Janeiro.
Da Nota Preambular:
"Os Sás, governadores, estadistas e guerreiros, formaram no Brasil uma verdadeira dinastia de varões ilustres. A história da sua vida é lição de heróis, epopeia duma Família constituida por homens criadores de nações, obreirosda formação e reintegração cristã do nosso Império..."

Preço:40,00€

Referência:12544
Autor:OLIVEIRA, José Osório
Título:ESPELHO DO BRASIL
Descrição:

Empresa Nacional de Publicidade, Lisboa, 1933. In-8º de 97-(4) págs. Br. Cadernos por abrir.

PRIMEIRA EDIÇÃO.

INVULGAR.

Observações:

Interessante conjunto de ensaios sobre a literatura e a cultura brasileira, escritos pelo seu maior divulgador em Portugal, onde ele tenta reflectir sobre a diversidade e a “unidade étnica” brasileira e a formação do povo brasileiro, dando eco ao que nesssa mesma altura se discutia no Brasil, uma definição do Brasil, da sua cultura e da sua literatura.

Preço:17,00€

Referência:12404
Autor:PENTEADO, António Rocha
Título:PROBLEMAS DE COLONIZAÇÃO E DE USO DA TERRA NA REGIÃO BRAGANTINA DO ESTADO DO PARÁ
Descrição:

Junta de Investigações do Ultramar, Lisboa, 1968. In. - 8.º de 216 págs. Br. Profusamente ilustrado, em extra-texto, com gráficos, fotografias e mapas alguns impressos impressos em folhas desdobráveis.

 

Observações:

Podemos encontrar nesta obra algumas elementos importantes sobre a região bragantina, nomeadamente a sua localização, população, produção agrícola; como também a sua colonização e os seus problemas e ainda as condições actuais do uso da terra e seus problemas.

“(...) Ao redigirmos nossa tese de doutoramento, que finalmente teve por título Problemas de Colonização e de Uso da Terra na Região Brigantina do estado do Pará, muitas vezes tivemos oportunidade de fazer comparações com trechos africanos onde existe o embrião de uma verdadeira comunidade luso-brasileira, que não pode ser desconhecida nesta margem do Atlântico, pelo interesse que para nós possui o tratamento de problemas que muitas vezes são análogos (...)”.


Trabalho distinguido com o Prémio Almirante Gago Coutinho.

 

Preço:24,00€

Referência:13224
Autor:PIMENTA, José de Melo
Título:QUEM FUNDOU SÃO PAULO? Contribuição ao estudo histórico sôbre a fundação de São Paulo
Descrição:

Edição de autor, São Paulo, 1954. In-8º de 220-(6) págs. Br. Ilustrado em extra-texto.

Observações:

Interessante estudo onde o autor defende a tese de que o fundador de São Paulo foi o padre Manuel da Nóbrega.

Do Prefácio:

"Quem fundou Sao Paulo? E verás a verdade histórica iluminar o nascimento da cidade que mais cresce no mundo, padrao imorredouro do génio missionário de Portugal e glória da civilização português"

Preço:17,00€

Referência:14916
Autor:PINHEIRO DA SILVA, José
Título:A CAPITANIA DA BAÍA (Subsídios para a história da sua colonização na segunda metade do século XVII)
Descrição:

Instituto de Estudos Históricos Doutor António de Vasconcelos, F. Letras da Univ. de Coimbra, Coimbra, 1964. In-8º de 382 págs. Brochado.

Observações:

Monografia muito importante sobre a colonização da Baía, versando temas como a economia, transportes, povoamento.

Do índice:

- O povoamento
- A ocupação do território e a economia
- Comércio e transporte
- Aspectos da administração
- Outros aspectos da colonização

(Separata da Revista Portuguesa de História, Tomos VIII, IX e XI.)

Preço:45,00€

Referência:12361
Autor:PIRES, P. Heliodoro
Título:A PAISAGEM ESPIRITUAL DO BRASIL NO SECULO XVIII. 100 anos de Historia da Egreja na vida nacional.
Descrição:

São Paulo, 1937. In-8º de 153-(1) págs. Br. Ocasionais e pequenas manchas de humidade.Valorizado por  uma dedicatória autógrafa escrita num cartão de visita.

Observações:

Encerra os seguintes capítulos: "As constituições bahianas de 1707", "O foco religioso do Norte", "A conquista espiritual do Sul", "O clero de S. Paulo em 1777", "Figuras da Igreja em Minas", "O sorriso da santidade no Brasil Colonial", "A maior dos missionários no século XVIII", "As missões do extremo Norte e os Carmelitas", "O banimento dos Jesuitas", O Jansenimso e a alma brasileira", "A arte sacra e as devoções do povo" ...

Preço:29,00€

Referência:15250
Autor:PORTO-ALEGRE, Manoel de Araujo
Título:COLOMBO. Poema por ... Tomo primeiro (e segundo).
Descrição:

Livraria de B. L. Garnier, Rio de Janeiro, 1866. In-8º de dois volumes com (7) - 428 e (4) - 522 págs. respectivamente. Encadernação coeva, meia francesa em chagrin fino, brunido e com finos e elaborados dourados dispostos em casas fechadas com dizeres, também dourados, na lombada. Pastas com molduras elaboradas por filetes triplos. Exemplares muito limpos sem manchas. Guardas em papel marmoreado da época. Aparo marginal generalizado. BELÍSSIMOS EXEMPLARES.

Peça de colecção desta primeira edição do importante título do romantismo brasileiro, bastante rara.

Biblioteca Guita e José Mindlin regista um exemplar no seu imponente acervo.

 

Observações:

José Veríssimo na sua História da Literatura Brasileira, diz-nos "...a  obra capital de Porto Alegre é, porém, o grande poema Colombo, publicado em 1866, em pleno Romantismo, quando a poesia brasileira havia já rompido com a tradição poética portuguesa antiga, e florescia aqui a segunda geração romântica. (...) Menos vernáculo como prosador que o seu êmulo, o é muito mais como poeta, no Colombo. Mas sobretudo lhe é superior pela abundância e vigor das idéias, movimento e colorido do estilo, e brilho da forma. Neste, como é muito nosso, freqüentemente excede-se e cai no empolado e no retórico. (...)  Esta marca do verdadeiro escritor, ter idéias gerais, Porto Alegre é um dos primeiros dos nossos em que se nos depara. (...). É extraordinariamente raro que ainda um homem de grande engenho, como sem dúvida era Porto Alegre, resista às influências e se forre aos preconceitos do seu ambiente espiritual. Em plena pujança das suas faculdades literárias, aos cinqüenta anos e em mais de metade do século que rompera com a tradição clássica das grandes epopéias, compôs e publicou um poema de um prólogo e quarenta cantos com mais de vinte e quatro mil versos, Colombo (...). "

Porto Alegre (1806-1879) " ... Só por equívoco pela escolha de assuntos poéticos nacionais, que a teoria neoclassicista não admitiria, entrou Araújo Pôrto Alegre em relações com o movimento romântico. O poema épico Colombo é a última obra classicista que se escreveu, já não encontrando mais leitores; a crítica moderna voltou, porém, apreciar as qualidades artísticas da obra. Em geral é Araújo Pôrto Alegre hoje apreciado mais como importante arquiteto e pintor que como poeta..." (Otto Carpeaux, Pequena Bibliografia da Literatura Brasileira, 1955, p. 77)

Preço:350,00€

reservado Sugerir

Referência:13329
Autor:RAMOS, Graciliano
Título:MEMÓRIAS DO CÁRCERE
Descrição:

Livraria José Olympio Editora, Rio de Janeiro, 1954. Quatro volumes de in-8º de 232-(4), 243-(4), 234-(4), 164-(2) págs. Br. Capas de brochura cansadas com alguns picos de acidez. Ilustrado em extra-texto com fotografias do autor  e fac-símiles originais de trechos manuscritos do livro.

Observações:

Obra autobiográfica publicada postumamente onde o auto narra as condições dramáticas de sua prisão durante o governo do ditador Getúlio Vargas. Uma narrativa amarga de alguém que foi torturado, viveu em porões imundos e sofreu privações provocadas por um regime ditatorial.
A obra divide-se em quatro volumes:
Volume I: Viagens, Volume II: Pavilhão dos Primários, Volume III: Colónia Correcional e Volume IV: Casa de Correcção.

Preço:25,00€

Referência:13053
Autor:RIBEIRO, Bernardo
Título:MENTALIDADE TROPICAL philosofia critica realista
Descrição:

Edição do autor, Rio de Janeiro, 1937. In-8º de 160 págs. Br. Valorizado pela dedicatória autógrafa.

PRIMEIRA EDIÇÃO.

INVULGAR.

Observações:

Curioso estudo sobre a mentalidade tropical sob o ponto de vista filosófico.

Preço:15,00€

Referência:13727
Autor:RÓNAI, Paulo
Título:ENCONTROS COM O BRASIL
Descrição:

Ministério da Educação e da Cultura & Instituto Nacional do Livro, Rio de Janeiro, 1958. In-8.º de 249-(3) págs. Br.

Observações:

Reúnião de artigos de um dos maiores especialistas em literatura brasileira, originalmente publicados em jornais como  Revista do Brasil, O Jornal, Correio da Manhã, diário de Notícias, O Estado de São Paulo e Tribuna da Imprensa.
“as páginas de que se compõe este livro não pretendem constituir um panorama, e ainda menos exemplificar uma teoria da literatura; são apenas depoimentos de um leitor acerca de leituras que lhe deram prazer – de um leitor que escreve para comunicar a terceiros o próprio entusiasmo e talvez, mais ainda, para melhor compreender o que leu”
Encerra artigos sobre: Guimarães Rosa, Lima Barreto, Graciliano Ramos, Carlos Drummond de Andrade, Lorge de Lima, entre outros.

 

Preço:12,00€

Referência:13000
Autor:SALGADO, Plínio
Título:O CONCEITO CRISTÃO DA DEMOCRACIA
Descrição:

Edições Estudos, Coimbra, 1945. In-8.º de 167(4) págs. Encadernação meia inglesa com lombada em pele.
Conserva capas de brochura.

PRIMEIRA EDIÇÃO.

Observações:

Obra do fundador do Integralismo Brasileiro e que  encerra  os seguintes temas: O mito científico; Materialismo negativista; Teoria prática do Neo-Marxismo; O Estado Totalitário Nacionalista; Estado, Governo e Povo.

Preço:13,00€

Referência:13936
Autor:SANTOS, Eurico
Título:DA EMA AO BEIJA-FLOR (Vida e Costumes das Aves no Brasil)
Descrição:

 F. Briguiet, Rio de Janeiro, 1938. in-8º de 334-(2) págs. Rncadernação meia inglesa em tela com dizeres a ouro na lombada. Profusamente ilustrado ao longo do texto e em extra-texto com desenhos de Marian Colonna.

INVULGAR.

Observações:

Do Prefácio:

Na distribuição geral das aves pela face da terra, ficou o Brasil com a parte do leão. Das 7.220 espécies de Aves que Sclater diz existirem no  Globo, possue o nosso país 1.600 espécies, em números redondos. Se quisesse esclarecer mais êsse aspecto, diria que, por exemplo, Portugal possue 310 espécies, a Alemanha 420, os Estados Unidos 760 e a nossa vizinha Argentina, 877.
(...)
Pudesse eu contagiar aos meus leitores a admiração pelas aves, o interesse pelos seus costumes e o respeito pelas suas vidas, tão sagrAdas quanto as nossas, e teria conseguido o principal desejo que me guiou, ao escrever êsse livro.

Preço:30,00€

Referência:13935
Autor:SANTOS, Eurico
Título:PÁSSAROS DO BRASIL (vida e costumes)
Descrição:

F.Briguiet & Co Editores, Rio de Janeiro, 1948. In-8º de 277-(3) págs. Encadernação meia inglesa em tela com dizeres a ouro na lombada. Conserva capas de brochura. Aparado. Profusamente ilustrado ao longo do texto e em extra-texto por Marian Colonna.

INVULGAR

Observações:

Obra sobre a diversidade de espécies de pássaros brasileiras. O autor divide as espécies em dois grandes grupos: os pássaros que gritam e os pássaros que cantam. Aborda cada família e apresenta suas principais características.

Do Prefácio:

"As obras de Eurico Santos põem o leitor em contacto com a natureza: ensinam, educam e aperfeiçoam o sentimento. Quando escreve sobre aves, vive para o seu mundo e com elas talvez se entenda, a exemplo de S. Francisco de Assis.

Está executando um programa de brasilidade. Conhece o vulgar de todos os sêres emplumados e as denominações que tem em vários pontos do país; batiza-os cientificamente com todo o rigor . Sua leitura encanta, pois abre vasto e esplêndido campo para os jovens que travam relações com os seus trabalhos, os quais se ocupam com uma das coisas mais formosas que o Brasil possue: suas belas aves e também com as “aves que aqui gorgeiam”."

 

Preço:30,00€

Referência:14471
Autor:SEIDLER, Carl
Título:DEZ ANOS NO BRASIL
Descrição:

Livraria Martins, S. Paulo, 1941. In-4º de 320 pags. Encadernação coeva em sintético vermelho com papel fantasia. Encerra inúmeras ilustrações que constituem documentos fidedignos das vistas das cidades, paisagens, figuras políticas e militares, etc ... Acidez generalizada própria da a qualidade do papel. Conserva capas de brochura. Ligeiro aparo marginal, cabeça do livro carminado.

Observações:

Tradução e notas do General Bertoldo Klinger. Prefácio e notas do Coronel F. de Paula Cidade . Edição brasileira, inserida na colecção Biblioteca Histórica brasileira,

Carl Seidler foi um militar alemão que lutou pelo Brasil na Guerra da Cisplatina. Nas suas andanças esteve em Passo do Rosário, Pelotas, Rio Grande, Porto Alegre, Viamão, Triunfo, Cachoeira do Sul, Piratini, Jaguarão, Torres, Laguna, Florianópolis e Rio de Janeiro, deixando importantes impressões sobre a paisagem física, humana e social daquele período.

Na badana:

"... Tendo vivido dez anos entre nós, como oficial mercenário do exército imperial, Carlo Seidler, pôde observar de perto e com vagar, certos aspectos da nossa vida social e política. Escrito entre os anos de 1833 e 1834, Dez Anos no Brasil encerra em suas páginas pitorescos e movimentados aspectos de nossa vida civil e militar de há um século atrás. Obra de um observador de condições modestas, que escreve o que sente e o que sentem os que o cercam, que diz exactaemnte o que anda na boca do povo, embora por esse modo muitas vezes se afaste da verdade ou deturpe acontecimentos, Dez Anos do Brasil constitui sem duvida alguma, documento útil e digno da atenção de todos quantos desejem ter um panorama dos usos e costumes do Brasil nos seus primeiros anos como Nação independente ...".

Preço:40,00€

Referência:15128
Autor:Sem autoria
Título:ANECDOTES DU MINISTERE DE SÉBASTIEN-JOSEPH CARVALHO, Comte d'Oyeras Marquis de Pombal, sous le regne de Joseph I, Roi de Portugal
Descrição:

Chez Janos Rovicki, Varsovie, 1783. In-8º de XXXIV-493-(1) págs. Encadernação coeva, com re-empastamento antigo das capas, provávelmente no séc. XIX, avaliando o tipo de cartonagem e papel empregue. Lombada em calfe com rótulo de pele castanha escura, dourada com dizeres e casas abertas com florões decorativos, também dourados. Aparo antigo, mas posterior ao corte das folhas, estas salpicadas a carmim. Belo exemplar, conservando a sonoridade original do papel.  Anexam-se fotografias do índice sobre a importante contribuição de textos sobre o Brasil e Goa.

PRIMEIRA E MUITO RARA EDIÇÃO de um dos mais interessantes textos sobre Marquês de Pombal com elevado interesse para o estudo dos processos inquisitoriais de Évora e Coimbra..

Observações:

 

Barbier atribui ao jesuita espanhol Francisco Gusta a autoria das Mémoires de Sebastien-Joseph de Carvalho e Melo, traduzidas em francês por Gattel , mas não menciona estas Anecdotes onde o autor critica algumas fraquezas das Memórias, reconhecendo mesmo assim  ter contribuido com alguma coisa. Obra referida na importante Bibliografia de Duarte Sousa (vol. I, nº 265), ainda por Sommervogel (Biliard) XI, 1208 e por Raeders, Bibliographie Bréslienne, 193. Omisso em Brunet.

Preço:575,00€

Referência:13422
Autor:SILVA, Maria. Beatriz Nizza da [coord.]
Título:O IMPÉRIO LUSO-BRASILEIRO 1750-1822
Descrição:

Editorial Estampa, Lisboa, 1986. In-8º de 613 págs. Br.  Profusamente ilustrado ao longo do texto e em extra-texto com gravuras, mapas, gráficos e tabelas. Integrado na colecção "Nova História da Expansão Portuguesa" dirigida por Joel Serrão e A. H. de Oliveira Marques.

Observações:

Interessante conjunto de ensaios sobre o império Luso-Brasileiro  durante o período entre 1750-1822.

Da contracapa:

"Com efeito, desde os princípios do século XV até ao terceiro quartel do século actual – a expansão marroquina, os descobrimentos marítimos, a colonização de ilhas e de terras continentais, os tráficos transoceânicos, as permutais culturais, etc. – eis aí uma sucessiva e vária projecção de Portugal no Mundo, sem cujo conhecimento não é inteligível o que foi ocorrendo na metrópole europeia."

Preço:10,00€

Referência:12635
Autor:SIQUEIRA, Sonia A.
Título:A INQUISIÇÃO PORTUGUESA E A SOCIEDADE COLONIAL.
Descrição:

Editora Ática, São Paulo, 1978. In-8º de 397-(3) págs. Brochado

Observações:

Muito importante estudo sobre a acção do Santo ofício português no Brasil e sua história institucional, incidindo especial atenção na documentação do Santo Ofício para a história da Bahia e Pernambuco no final do século XVI & XVII. A autora  explica porque a Inquisição no Brasil não teve a mesma força de atuação que em Portugal. A Colônia era diferente, no meio natural, na sua dinâmica social, economica e cultural, o que fazia com que o mesmo regime adotado na Metrópole, não pudesse ser adotado na Colónia sem prejudicar a sua estrutura.

"A Instituição não se pôde transplantar porque não encontrou receptividade na nova mentalidade que se elaborava no Brasil. O Santo Ofício, onde e quando atuou na Colônia, ajustou-se à nova realidade, exercendo então neste tempo a vigilância que o ambiente permitiu. Não se reeditaram simplesmente na Colônia as instituições metropolitanas. O meio diferia, diferiam as concepções de mundo e as formas de vida. Embora portuguesa,
a Colônia foi, desde seu início, original."

Preço:28,00€

Referência:12633
Autor:SOUZA, Laura de Mello e
Título:O DIABO E A TERRA DE SANTA CRUZ. Feitiçaria e religiosidade popular no Brasil colonial.
Descrição:

Companhia das Letras, São Paulo, 1994. In-8º de 396 págs. Brochado.

Observações:

Primeiro estudo realizado no Brasil sobre a feitiçaria nos tempos coloniais. A autora debruça-se sobre o estudo das mentalidades durante o período colonial brasileiro, procurando investigar determinadas nuances da história do Brasil. Fala sobre as práticas de magia, feitiçaria na colônia, o sincretismo religioso e a tentativa dos portugueses em catequizar os índios da colónia. As várias práticas de feitiçaria no Brasil colonial do século XVI, XVII, XVIII destacando principalmente as regiões da Bahia, Pernambuco, Paraíba, Grão-Pará, Maranhão, Minas gerais e Rio de janeiro. O que dá ênfase á teoria de que a colonização e o processo de catequização e a “impureza da Fé” caminhavam juntos.
Aborda  as mudanças ocorridas nos imaginários europeu e colonial no campo da magia e da feitiçaria por influência da própria visão de mundo das populações do velho e do novo mundo.

O estudo tem como fontes os processos oriundos de Visitações, Devassas Eclesiásticas e Autos-de-Fé do Santo Ofício, presentes nos arquivos públicos de Minas Gerais, Rio de Janeiroe e do Arquivo Nacional da Torre do Tombo, em Lisboa.

 

 

Do índice:

O novo mundo entre Deus e o Diabo
Religiosidade popular na colônia
Feitiçaria, práticas mágicas e vida cotidiana (Sobrevivência material, deflagração de conflitos, preservação da afetividade, comunicação com o sobrenatural)
Universo cultural, projecções imaginárias e vivências reais (os discursos imbricados, histórias extraordinárias: o destino de cada um)
Conclusão (Sabbats e Calandus)

Preço:20,00€

Referência:13999
Autor:TAUNAY, Affonso de E.
Título:HISTÓRIA DA CIDADE DE SÃO PAULO
Descrição:

Edições Melhoramentos, São Paulo, 1953. In-8º de  272 págs. Encadernação editorial em tela com dizeres a ouro na pasta e na lombada. Profusamente ilustrado ao longo do texto.

Observações:

Relata a história de São Paulo desde sua fundação (1554) até a época em que o livro foi escrito, fazendo uma rigorosa análise histórica e um estudo da formação do antigo burgo, vila e depois cidade de São Paulo. Encerra capítulos sobre os aspectos sociais, económicos, culturais, geográficos, o comércio, as drogas da terra, a indústria algodoeira, a agricultura, a fauna e a flora, as bandeiras, as mudanças demográficas, os vários governos coloniais, etc.

"AO APROXIMAR-SE a efeméride, quadricentenária, de 25 de janeiro de 1954, observaram-me diversos amigos que me caberia apresentar ao público uma súmula da história da Cidade de São Paulo, já que, desde largo lapso, vinha examinando detidamente os seculares anais do burgo de Manuel da Nóbrega evoluído em vila e cidade, para atingir o extraordinário vulto, que o consenso universal lhe reconhece, como dimensões e importância, civilização e progresso acelerado. E realmente trinta e cinco anos decorreram desde que encetei uma série de trabalhos dos quais resultou a publicação de extensa seqüência de volumes baseados no exame pormenorizado dos fastos paulistanos, a partir da era quinhentista e dos próprios dias da fundação."

Preço:35,00€

Referência:15065
Autor:VASCONCELOS, Padre Simão
Título:CHRONICA DA COMPANHIA DE JESU DO ESTADO DO BRASIL e do qve obrarão sevs filhos nesta parte do novo mundo.
Descrição:

 

 (da continuação do título): Em que se trata da entrada da Companhia de Jesv nas partes do Brasil e dos fundamentos qve n’ellas lançaram e continuarão seus Religiosos e algumas noticias antecedentes, curiosas e necessarias das cousas d’aquelle estado.

A.J. Fernandes Lopes, Lisboa. 1865. In 8° gr. de 2 vols. com CLVI-200 e 339-(4) págs. respectivamente encadernados em um tomo. Encadernação coeva, meia inglesa em pele preta com ferros romanticos dourados gravados na lombada. Ocasionais sinais de manuseamento ligeiro e insignificantes vincos nas coifas e junto à charneira. BONITO EXEMPLAR mantendo a sonoridade original do papel, não obstante a ligeira acidez provocado pela tinta na mancha tipográfica, sem prejuizo algum da rigidez e estrutura interna do papel.

Observações:

Segunda edição corrigida e aumentada da que é considerada por muitos bibliógrafos, entre eles o Conde de Samodães, como uma das mais belas produções dos prelos portugueses do século XVII e de uma “... fonte perene de notícias e subsídios para a História do Brasil e das Missões Religiosas que, durante os anos 1549 a 1570, pregaram e difundiram a fé cristã entre os indígenas dessa vastíssima região americana ...”.

Escrita em duas partes: 1) a primeira relata o descobrimento do Brasil, a descrição geográfica das suas terras, costas, rios,  portos, cabos, enseadas e serranias fronteiras ao mar, responde às perguntas “Quem foram os primeiros progenitores dos Índios, em que tempo entraram no Brasil, de que parte vieram, por onde e de que maneira entraram e como não conservaram as suas cores, línguas e costumes”; 2) a segunda parte trata exclusivamente da Companhia de Jesus no Brasil desde 1549. Edição valorizada em relação à primeira, por ainda apresentar a primeira impressão do poema de José de Anchieta sobre a Virgem Maria.

O Padre Simão de Vasconcelos teve algumas dificuldades em conseguir publicar esta sua obra. Essa dificuldade resulta do facto do Pe. Jacinto de Magistris, Visitador do Brasil, não se relacionar muito bem com o autor da obra, seu concorrente quando da nomeação para Visitador. Apesar de ter as aprovações canónicas de três revisores e do Padre Geral, o Visitador tentou impedir a impressão, fundado nas opiniões dos Padres António Vieira, Baltazar Teles e Manuel Luís que atestavam na falta de estilo do Pe. Simão de Vasconcelos. Mas a aprovação de Francisco Brandão, cronista-mor do Reino fez terminar a questão. Não satisfeito, o Pe. Jacinto de Magistris informou desfavoravelemente o Padre Geral sobre os últimos sete capítulos da primeira parte da Crónica que respondia com a explanação se o paraíso não seria na América portuguesa. Apesar de já ter dado aprovação, o Padre Geral mandou riscar essa parte. Quando a ordem chegou a Lisboa, já Henrique Valente de Oliveira tinha impresso dez exemplares que o Pe. Simão de Vasconcelos distribuiu pelos amigos. Por ser a conclusão das Notícias Antecedentes, o Pe. Jacinto de Magistris não via dificuldade em se suprimirem os sete capítulos, substituindo-os por uma página final.

Biblografia:

Brunet, t.II, p. 846
Palha, 2517
Pinto Matos, p. 554
Samodães, 3443
Inocêncio, t. VII, p. 286

 

Preço:195,00€

Referência:15305
Autor:VILLALBA, Epaminondas
Título:A REVOLTA DA ARMADA DE 6 DE SETEMBRO DE 1893. Com estampas e uma planta da bahia do Rio de Janeiro.
Descrição:

Laemmert & Cª, editores, Rio de Janeiro, 1893. In-8º de (4)-200 págs + 8 calcolitografias + um mapa desdobrável+ilustração de frontspício com retrato de Floriano Peixoto. Ilustrado ao longo do texto e em separado, representando embarcações envolvidas no conflito. Encadernação modesta, meia inglesade skivertex azul escura com capa de brochura anterior, belamente ilustrada, colada na pasta anterior da obra. Rúbrica de posse no frontspício e ante-rosto com carimbo de Livraria do Pará e verso da pasta com capa também colada ostentando um carimbo de circulação dos correios datado de 14 de Setembro de 1894 (Vila de Pereira). Calcolitografias com foxing.

Observações:

trata-se da primeira obra que narra em pormenor A Revolta da Armada de 6 de Setembro de 1893 caracterizado por um movimento de rebelião promovido por unidades da Marinha do Brasil contra os dois primeiros governos republicanos do país, que estavam tomando feições de uma ditadura militar. A revolta desenvolveu-se em dois momentos; uma no governo de Deodoro da Fonseca e outra no governo que se seguiu, de Floriano Peixoto (conhecido como Marechal de Ferro). Um grupo de altos oficiais da Marinha exigiu a imediata convocação dos eleitores para a escolha dos governantes. Entre os revoltosos estavam os almirantes Saldanha da Gama, Eduardo Wandenkolk e Custódio de Melo, ex-ministro da Marinha e candidato declarado à sucessão de Floriano. Sua adesão refletia o descontentamento da Armada com o pequeno prestígio político da Marinha em comparação ao do Exército. No movimento encontravam-se também jovens oficiais e muitos monarquistas. A revolta teve pouco apoio político e popular na cidade do Rio de Janeiro, desenvolvendo-se batalhas sangrentas. Em março de 1894 a rebelião estava vencida. O rigor de Floriano Peixoto ante os dois movimentos revolucionários lhe valeu o cognome Marechal de Ferro.

Preço:65,00€
página 1 de 3