Banner Vista de Livro
 Aplicar filtros
Livros do mês: Julho 2019
Temas 
Palavras Chave 
Módulo background

Diplomacia

Foram localizados 10 resultados para: Diplomacia

 

Referência:14121
Autor:ERÉDIA, Manuel Godinho de
Título:TRATADO OPHIRICO, 1616
Descrição:

Centro Científico e Cultural de Macau, I.P. e Fundação Jorge Alvares. In-8º de 237 págs. Brochado.

Edição de Juan Gil & Rui Manuel Loureiro. as últimas 50 páginas são dedicadas a um DICIONÁRIO que funciona como roteiro geográfico e etnográfico, bem como catálogo de personagens, autores e obras referenciadas no Tratado Orphico. Encerra também um capítulo  BIBLIOTECA  DE MANUEL GODINHO  DE ERÉDIA que inclui numerosíssimas referências bibliográficas e notas biográficas dos autores referidos.

Observações:

Da contra capa: "... O CCM traz a público uma das mais interessantes produções textuais luso-asiáticas da época da expansão portuguesa. Derradeira obra de Manuel Godinho de Erédia, o Tratado Ophirico permanecia inédito quando se vão cumprir quatro séculos sobre a sua original redacção. O manuscrito autógrafo, que se conserva actualmente numa biblioteca francesa, foi completado em finais de 1616, quando o cosmógrafo luso-malaio vivia em Goa e se dedicava a actividades artísticas e cartográficas. Obra ambiciosa, o Tratado Ophirico propunha-se apresentar “matérias dificultosas” de uma forma acessível, nada mais nada menos que a identificação da exacta localização da mítica região de Ofir, de onde provinha o ouro de Salomão...".

O Tratado Orphico de Manuel Godinho Erédia, uma das mais interessantes produções textuais luso-asiáticas da e´poca da expansão portuguesa, permanecia inédito, quando se vão cumprir quatro séculos sobre a sua original redacção. Derradeiro escrito do celebrado cosmógrafo luso-maio, cujo manuscrito autógrafo se conserva actualmente numa biblioetca francesa, foi completado em finais de 1616, quando o autor vivia em Goa e se dedicava a actividades artísticas e cartográficas. Trata-se de um ambicioso tratado, que se propõe apresentar "Materias difficultosas" de uma forma acessível, nada mais nada menos que a identificação da exacta localização da mítica região de Ofir, de onde provinha o ouro de Salomão. O tratado é dedicado a Filipe II, dividindo-se em cinco partes, das quais apenas três são dedicadas ao assunto referido no título. (Rui Manuel Loureiro).

Preço:17,00€

Referência:12652
Autor:PRESTAGE, Edgar ; MELLANDER, Karl
Título:AS RELAÇÕES DIPLOMÁTICAS E COMERCIAIS ENTRE A SUÉCIA E PORTUGAL DE 1641 A 1670
Descrição:

Edições Gama, Porto, 1943. In-8º de 146 págs. Br. Livro integrado na Colecção Histórica. Cadernos por abrir.

INVULGAR.

Observações:

Obra que aborda a ligações diplomáticas estabelecidas com a Suécia nos anos a seguir à Restauração.

Obra importante para a historiografia da diplomacia portuguesa.
 

Preço:28,00€

Referência:14119
Autor:ZHILIANG, Wu
Título:SEGREDOS DA SOBREVIVÊNCIA - História Política de Macau
Descrição:

Associação de Educação de Adultos de Macau, Macau, 1999. In-8º de IV-(2)-502-(4) págs. Brochado e ilustrado ao longo do texto e a cores em separado com mapas desdobráveis e facsilimes de documentos antigos.

Tese de doutoramento apresentado na Universidade de Nanjing.

Observações:

Do epílogo:

"... a obra que se apresenta agora, abriu novos horizontes ao historiar os anos de Macau, situando-se numa evolução do seu sistema político, admnistrativo intreno, área que os investigadores chineses não têm podido penetrar por razões várias. Esta tese de doutoramento baseia-se em fontes chinesas, portuguesas e de outros países que cedo iniciaram as suas relações com China. Por razões sobejamente conhecidas, os arquivos chineses sobre as relações sino-portugueses estão depositadas dos dosi lados do Estreito da Formosa. Nos últimos anos, a publicação de fontes documentais promovida pela Fundação de MAcau revela que os estudos das relações sino-portuguesas vão-se modernizar com fontes inéditas relativas a vários temas-chave do relacionamento multisseculat entre o País do Meio e o Ta-Sssi-Yang-Kuo. Só com inventariação e invetsigação das fontes chinesas e portuguesas é que se pode fazer uma desapaixonada e objectiva história de Macau, sem um nacionalismo que tem marcado bastantes estudos até agora produzidos tanto em chinês como em línguas ocidentais. Um estudo documentado em fontes várias de Macau vai revolucionar os estudos da História Moderna e a História da Diplomacia da própria China. Eis a importância da História de Macau..." (Jin Guo Ping, 1999)

Preço:35,00€