Banner Vista de Livro

Palavras chave | Key Words

Açores | África | Afrodite | Agricultura | Alemanha | Alentejo | Algarve | América | Anais | Angola | Anti-Clericalismo | Antigo Regime | Antologia | Aramaico | Arqueologia | Arquitectura | Arquitectura Militar | Arquitectura Religiosa | Arte | Arte Monumental | Arte Popular | Arte Portuguesa | Artes Decorativas | Artes Plásticas | Artesanato | Autógrafos | Aveiro | Azurara | Barrancos | Batalhas | Beira | Bibliofilia | Bibliografia | Biografia | Botânica | Braga | Bragança | Brasil | Cabo Verde | Caça | Calão | Camiliana | Camilo | Camões | Campo Maior | Caricaturas | Casa de Bragança | Castelo Branco | Castelo de Vide | Catálogo | Ceilão | Censura | Cerâmica | Cervantes | Ceuta | Chaves | China | Ciências | Ciganos | Cinema | Cister | Coimbra | Colonização | Conto | Contos | Correspondência | Costumes | Cristãos Novos | Crítica | Crónica | Culinária | D. Henrique | Dança | Descobrimentos | Descolonização | Diário | Dicionário | Diplomacia | Direito | Ditadura | Douro | Economia | Edição especial | Educação | Educação Sexual | Emigração | Ensaio | Epístola | Epistolografia | Ericeira | Erotismo | Escultura | Esoterismo | Espanha | Estado Novo | Estanho | Estremoz | Estudos Pessoanos | Etnografia | Europa | Fauna | Fernando Pessoa | Figueira da Foz | Filologia | Filosofia | Flora | Folclore | Fotografia | França | Fundão | Galiza | Genealogia | Geografia | Gil Vicente | Goa | Grécia | Guerra | Guerra Colonial | Guerra Peninsular | Guiné | Hagiografia | Hebraico | História | História Natural | Humanismo | Idade Média | Igreja | Iluminura | Ilustração | Imprensa | In Memoriam | Índia | Inglaterra | Inquisição | Islão | Itália | Japão | Jesuítas | Jogo de Cartas | Jornalismo | Judeus | Latim | Leiria | Liberalismo | Linguagem | Linguística | Lisboa | Literatura | Literatura de Cordel | Literatura de Viagens | Literatura Erótica | Literatura Infantil | Literatura portuguesa | Livro | Livros Proibidos | Macau | Maçonaria | Madeira | Malacologia | Mariana Alcoforado | Marinha | Marquês de Pombal | Marrocos | Medicina | medieval | Memórias | Minho | Misericórdias | Missões | Mitologia | Moçambique | Moda | Modernismo | Monarquia | Monarquia Constitucional | Muçulmanos | Música | Música Portuguesa | Neo-Realismo | Novela | Novelas | Numismática | Ordem Monástica | Oriente | Ourivesaria | Pesca | Pintura | Piratas | Poesia | Poesia Trovadoresca | Polémica | Polícia | Política | Porto | Portugal | Presença | Primeira Guerra Mundial | Primeiras edições | Propaganda | Prostituição | Quintentista | Rafael Bordalo Pinheiro | Raro | Regional | Religião | Religiosa Portuguesa | Renascimento | República | Restauração | Revista | Ribatejo | Romance | Romanceiro | Romantismo | S. Tomé e Príncipe | Salazar | Sátira | Sebastianismo | Segunda Guerra Mundial | Sermão | Sexualidade | Sintra | Sociedade | Solares | Tauromaquia | Tavira | Teatro | Tecnologia Tradicional | Teologia | Termas | Terminologia Militar | Timor | Tipografia | Tiragem Especial | Torres Vedras | Tradução | Trás-os-Montes | Tratado | Turismo | Ultramar | Universidade | Viagens | Vila Real | Vinho | Viseu | Vista Alegre | Zoologia

Módulo background

Ditadura

Foram localizados 15 resultados para: Ditadura

 

Referência:13652
Autor:BRUNO, Sampaio
Título:A DICTADURA. Subsidios moraes para seu critico.
Descrição:

Livraria Chardron, Porto, 1909. In-8º de 293.(1) págs. Encadernação editorial em percalina verde, com ferros dourados nas pastas.

Observações:

Bruno ou Sampaio Bruno (1857-1915) foi escritor, ensaísta e filósofo portuense; figura cimeira do pensamento português do seu tempo Sampaio Bruno integrou o directório do Partido Republicano Português e fundou vários semanários portuenses. Com Antero de Quental e Basílio Teles elaborou os estatutos da Liga Patriótica do Norte no seguimento do Ultimato Britânico de 1890; participou na malograda revolta republicana de 31 de Janeiro de 1891, de cujo manifesto foi redactor e exilando-se depois em Paris com João Chagas. A depressão que o afectou no exílio contribuiu para encaminhar a sua pesquisa no sentido do misticismo e do esoterismo, mergulhando na literatura gnóstica de inspiração judaica, na cabala e na ideologia maçónica. No regresso a Portugal em 1893 publicou então as Notas do Exílio. Em 1898 publicou o Brasil Mental, em que desenvolveu a sua crítica ao positivismo comteano iniciada vinte anos antes. Em 1909 foi nomeado director da Biblioteca Pública Municipal do Porto mantendo o cargo após a proclamação da República até à sua morte em 1915. O seu pensamento filosófico de crescentes contornos místicos e esotéricos influênciou Fernando Pessoa.

Paulo Costa Domingos, no seu blog de informação bibliográfica, diz-nos o seguinte: "... Em pleno conflito ideológico com Afonso Costa, que chegou a agredir Sampaio Bruno fisicamente, o que levou este último a afastar-se do Partido Republicano, será ainda «[...] na qualidade de jornalista republicano independente que ele vai travar o veemente combate, que foi o seu, contra a ditadura de João Franco. Volta-lhe o ardor combativo de outrora. Escreve quase diàriamente um artigo. Insurge-se contra a supressão dos direitos cívicos e, quando, em 1908, João Franco caiu, logo após o assassinato do rei e do príncipe herdeiro, exclama: “o regicídio é, seguramente, um acto condenável, mas o despotismo não o é menos. O tiranicídio é, na verdade, um crime; mas a tirania é também um crime”. [...]»
. O vertente livro serve História na exactidão dos factos e na conotação posta nos mesmos.

Preço:24,00€

Referência:13337
Autor:CASTRO, Augusto de
Título:A EXPOSIÇÃO DO MUNDO PORTUGUÊS E A SUA FINALIDADE NACIONAL.
Descrição:

Empresa Nacional de Publicidade, Lisboa, 1940. In-8º de 218 págs. Br. Capas de brochura envelhecidas com um pequena falha na capa anterior.

Observações:

Reunião de textos e discursos do Comissário Geral da Exposição do Mundo Português que versam sobr esta exposição. Este evento foi organizado para celebrar os 800 anos da fundação de Portugal e os 300 da Restauração e realizou-se de 23 de Junho e 2 de Dezembo de 1940. Inclui também um roteiro da Exposição.

"Uma Exposição de História Portuguesa poderia obedecer a dois planos: o plano cronológico, fundado sôbre a sucessão das datas, abrangendo a vida e a expansão da Nação através da sua natural evolução no tempo – ou o plano de uma síntese, em largas visões decorativas, não de datas, mas de acção nacional, através das grandes expressões colectivas do seu génio. Preferiu-se esta segunda solução. A cronologia implica a dispersão dos
factos, constitue uma espécie de história física dos povos, deixando na sombra a sua gestação moral, o seguimento natural do pensamento construtivo, lento e obscuro, que prepara os acontecimentos, os liga e os explica. E assim, a Exposição não se desdobra em períodos dinásticos, nem em galerias de grandes figuras, nem em divisões arbitrárias do tempo, mas, sim, na evocação, em grandes séries, das expressões culminantes da criação, do crescimento, da expansão civilizadora e heróica da Pátria – alma e casa dos Portugueses"

 

Preço:18,00€

Referência:13507
Autor:COELHO, Eduardo; COELHO,António Macieira
Título:SALAZAR. O FIM E A MORTE história de uma mistificação
Descrição:

Publicações Dom Quixote, Lisboa, 1995. In-8º de  251 págs. Br. Profusamente ilustrado em extra-texto.

Observações:

Livro escrito pelo médico pessoal de Salazar,onde se apresenta um retrato humano de Salazar, enquanto doente e moribundo,e também um retrato do conflito de interesses que gravitavam à volta do político, que nesta obra surge numa intimidade nunca antes revelada. Um documento notável que traz luz sobre um momento decisivo da História recente de Portugal.

Preço:12,00€

Referência:13775
Autor:COSTA, Augusto da
Título:PORTUGAL VASTO IMPÉRIO
Descrição:

Imprensa Nacional, Lisboa, 1934. In-4º de 166-(2) págs. Br. Capas de brochura empoeiradas. Cadernos por abrir.

PRIMEIRA EDIÇÃO.

INVULGAR.

Observações:

Inquerito preparado e escrito por Augusto da Costa, escritor e jornalista falecido na década de 50 e que é uma das mais interessantes obras para a compreensão do pensamento nacionalista português
Feito não só para mostrar Portugal como “um grande império colonial, e o mais antigo de todos êles”, como também  para o afirmar capaz “de manter no mundo a situação de terceira potência colonial” e incentivar na propaganda da sua defesa os intelectuais portugueses,que tinham “o dever sagrado de levantar as fôrças morais do País, acordando a consciência nacional”, o inquérito encerra colaborações de entre outros, integralistas como Afonso Lopes Vieira,Hipólito Raposo, Alberto de Monsaraz, João Ameal, os ultramarinos, como Azevedo Coutinho, João de Almeida, Paiva Couceiro, Chaves de Almeida, José Francisco da Silva, ou intelectuais como Fernando Pessoa, Fidelino de Figueiredo, Bento Carqueja e  Fernando Garcia.

Preço:50,00€

Referência:13668
Autor:ESTEVES, Raul
Título:ALGUMAS OBSERVAÇÕES SOBRE A GUERRA DE ESPANHA
Descrição:

Edição de autor, Lisboa, 1939. In-8º de 106 págs. Encadernação meia francesa em chagrin com dizeres e florões em pele. Conserva capas de brochura.

INVULGAR.

Observações:

Estudo militar de um general que comandou a Missão Militar Portuguesa de Observação em Espanha na Guerra Civil de Espanha.
Obra divide-se em três partes:
Ensinamentos de ordem estratégica; Ensinamentos tácticos; Observações relativas ao factor moral da luta.

Preço:21,00€

Referência:13663
Autor:GUIMARÃES, Sérgio
Título:DA RESISTÊNCIA À LIBERTAÇÃO
Descrição:

Mil Dias Editora, Lisboa, 1977, In-fólio de 170 págs.Profusamente ilustrado ao longo do texto com fotografias de Abel Fonseca, Alberto Gouveia, Alfredo Cunha, Cidac, Eduardo Gageiro, Fernando Baião, Francisco ferreira, Hernando Domingues, João Paiva, José Tavares. Ostenta uma dedicatória não autógrafa.

RARO

Observações:

Primeira e única edição deste livro  que é uma retrospectiva fotográfica excepcional  da revolução de 25 de Abril de 1974, quando os militares libertaram o país da ditadura.
 

"Na concepção e realização deste álbum, bem como da exposição fotográfica que lhe está na origem e que esteve patente no mercado do povo aquando das comemorações do 3.º aniversário do 25 de Abril de 1974, muitos colaboraram para que um a outra fossem realidade."

Preço:45,00€

Referência:13408
Autor:MOUTA, Oliveira
Título:DIREITA VOLVER!
Descrição:

Edição do autor, Lisboa, 1939. In-8º de 94-(2) págs. Br. Capa e vinhetas do Artista Húngaro Mestre de Gravura em Madeira Atyila Mendley de Vétyemy”.

Observações:

Curioso livro sobre Salazar onde ele é apresentado como um enviado de Deus para conseguir a  manutenção da independência da nação.

"Estas notas sao impressões gravadas ao acaso, desde que o autor passou a ver os seus compatriotas e a vida portuguesa através da doutrina do chefe inconfundível."

Preço:25,00€

Referência:13445
Autor:PIMENTEL, Irene Flunser
Título:A HISTÓRIA DA PIDE
Descrição:

Círculo de Leitores/ Temas & Debates, Lisboa, 2007. In-8º de 575 págs. Br. Profusamente ilustrado em extra-texto.

Observações:

Livro de referência sobre a PIDE. É um estudo exaustivo sobre  o funcionamento e os métodos da actividade da polícia política no tempo da ditadura portuguesa.

Da contracapa:

"Na presente obra analisa-se a forma como a polícia política reprimiu todos aqueles que revelavam qualquer dissidência social, política e até religiosa; como se estruturava e quais eram os seus método; quantos e quem foram os detidos políticos; como era a vida nas prisões da PIDE/DGS e o julgamento político nos tribunais plenários; quais eram as relações entre a polícia política e o aparelho judicial político; e, por fim, descreve a forma como a DGS soçobrou no dia 25 de abril de 1974."

 

 

Preço:12,00€

Referência:13329
Autor:RAMOS, Graciliano
Título:MEMÓRIAS DO CÁRCERE
Descrição:

Livraria José Olympio Editora, Rio de Janeiro, 1954. Quatro volumes de in-8º de 232-(4), 243-(4), 234-(4), 164-(2) págs. Br. Capas de brochura cansadas com alguns picos de acidez. Ilustrado em extra-texto com fotografias do autor  e fac-símiles originais de trechos manuscritos do livro.

Observações:

Obra autobiográfica publicada postumamente onde o auto narra as condições dramáticas de sua prisão durante o governo do ditador Getúlio Vargas. Uma narrativa amarga de alguém que foi torturado, viveu em porões imundos e sofreu privações provocadas por um regime ditatorial.
A obra divide-se em quatro volumes:
Volume I: Viagens, Volume II: Pavilhão dos Primários, Volume III: Colónia Correcional e Volume IV: Casa de Correcção.

Preço:25,00€

Referência:13657
Autor:VALDEMAR, António [coord.]
Título:SER OU NÃO SER PELO PARTIDO ÚNICO
Descrição:

Editora Arcádia, s/l, 1973. In-8º de 271 págs. Br.
 

Observações:

Obra sobre  “Ser ou Não Ser Pelo Partido Único” onde se reúnem os depoimentos de seis personalidades políticas portuguesas:  Magalhães Godinho, Nogueira Pinto, Barrilaro Ruas, Coelho da Silva, Victor Wengorovius e Pinto Balsemão.

 

 

Preço:16,00€