Banner Vista de Livro
 Aplicar filtros
Temas 
Palavras Chave 
Módulo background

Fernando Pessoa

Foram localizados8 resultados para: Fernando Pessoa

 

Referência:13694
Autor:PESSOA, Fernando ; SOARES, Bernardo
Título:O LIVRO DO DESASSOSSEGO I e II
Descrição:

Ática, Lisboa, 1982.In-8º de 321 e 287 págs. Br. Algumas anotações a caneta.Ilustrado com um fac-simíle desdobrável de uma página escrita por Fernando Pessoa.

PRIMEIRA EDIÇÃO.

 

Observações:

Edição “princeps” do Livro do Desassossego com recolha e transcrição dos textos de Maria Aliete Galhoz e Teresa Sobral Cunha e  prefácio e organização de Jacinto do Prado Coelho. O livro encerra no total 520 fragmentos, a que juntam seis poemas de Bernardo Soares, e a ordenação dos textos obedece a “manchas temáticas, sem vedações a separá-las”.

 Como afirma Jacinto do Prado Coelho no Prefácio:
"Trata-se, claro, duma proposta de leitura apresentada a título pessoal, que de nenhum modo ambiciona ser exclusiva ou se pretende ‘a melhor’. (...) Prevejo que novas edições, diferentemente planeadas, tragam outras propostas não menos aceitáveis”

Preço:45,00€

reservado Sugerir

Referência:13169
Autor:PETRUS, (pseud. de Pedro da Veiga)
Título:O SR. ADOLFO CASAIS MONTEIRO E OS MODERNISTAS PORTUGUESES. MAIS UMA PERFÍDIA DO PUETA DA «CONFUSÃO». Subsídios para a História do Adágio «Ódio Velho não Cansa»
Descrição:

C. E. P., Porto,  s/d. In-4º de 31-(1) págs. Br. Edição em papel de cor.

PRIMEIRA EDIÇÃO.

Invulgar.

Observações:

Obra que transcreve várias peças duma das polémicas  entre  Petrus e Adolfo Casais Monteiro.

INTRODUÇÃO


"Este texto é extraído da obra em Publicação «ADOLFO CASAIS MONTEIRO' EM HASTES LIMPAS. Exercício tauromáquico sobre o pueta da Confusão». Elaborada em julho de 1958 e revista em Dezembro, a réplica foi enviada ao jornal O Comércio do Porto no último dia do prazo designado na Lei de Imprensa. Foi a seguir devolvida, depois de mutilada em quase metade do seu texto pela censura pessoal do sr. Fortunato, dono daquela Tribuna. Conjuntamente com esta resposta publica-se o protesto enviado àquele porta--voz nos dias imediatos à publicação na sua página literária (?) do grosseiro e rancoroso artigo: «Uma Malfeitoria (Literária) Útil» e por último a carta que terminou o diálogo com o jornalisteiro-mor da Folha. Todos os outros documentos respeitantes a este assalto à dignidade e reputação dum trabalhador intelectual num Órgão de im-prensa que pretendia ser sério e indepen-dente serão publicados no Livro mencionado. Por ora basta."

Petrus

Preço:20,00€