Banner Vista de Livro
 Aplicar filtros
Livros do mês: Junho 2022
Temas 
Palavras Chave 
Módulo background

Filosofia

Foram localizados 68 resultados para: Filosofia

 

Referência:13314
Autor:CARVALHO, Joaquim de
Título:ANTÓNIO DE GOUVEIA E O ARISTOTELISMO DA RENASCENÇA Volume I - António de Gouveia e Pedro Ramo
Descrição:

França Amado – Editor, Coimbra, 1916. in-8º de XVII-192 págs. Br. Capas de brochura com alguns picos de acidez . Integrado na colecção "Estudos de história da filosofia portuguesa - 1". ( único publicado). Valorizado pela dedicatória autógrafa ao poeta José Osório de Oliveira.

Observações:

Dissertação com que Joaquim de Carvalho se apresentou ao doutorado na Universidade de Coimbra: "António de Gouveia e o aristotelismo da Renascença" é um trabalho valioso, revelador das notáveis qualidades com que desde então o autor se vem consagrando à especulação filosófica, ilustrado com os esquemas e conceitos da dialéctica de Pedro Ramo, refutados por António de Gouveia e explicados pelo autor.

Preço:28,00€

Referência:13544
Autor:FIGUEIREDO, Fidelino de
Título:IDEIAS DE PAZ
Descrição:

Portugália Editora, Lisboa, 1966. In-8º  de 331-(3) págs. Br. Título publicado na "Colecção Problemas". Cadernos por abrir.

Observações:

Edição conjunta de cinco opúsculos que haviam sido publicadas separadamente e que resumem o apuramento da longa e acidentada prospecção que o autor empreendeu da realidade contemporânea, principiando pela análise e discussão dos conceitos de "pátria" e  "solo pátrio".

Preço:15,00€

Referência:13543
Autor:FIGUEIREDO, Fidelino de
Título:ENTRE DOIS UNIVERSOS.
Descrição:

Guimarães Editores, Lisboa, 1959. In-8 º de 278-(10) págs. Br.  Integrado na colecção "Filosofia e Ensaios".

Observações:

“Todo o livro expressa um esforço dialético de apaziguamento interior, pedindo ao entusiasmo pela  obra da inteligência razões de confiar na espécie humana, novo gosto de viver e defesa sorridente  contra os absurdos da existência”

Preço:13,00€

Referência:13542
Autor:FIGUEIREDO, Fidelino de
Título:UM HOMEM NA SUA HUMANIDADE
Descrição:

Guimarães Editores, Lisboa, 1957. In-8º de 177-(5) págs. Br. Integrado na «Colecção Filosofia e Ensaio». Alguns picos de acidez.

PRIMEIRA EDIÇÃO.

Observações:

Conjunto de três ensaios, nos quais se pretende dar voz às emoções humanas numa ruptura com a razão e o empirismo positivistas. Isto porque, em sua opinião, racionalizar a vida seria desfigurar a condição humana. O excesso de razão teria levado o homem à guerra, à destruição e à morte.

“Três ensaios de forma epistolar compõem o presente opúsculo, em que se tenta exemplificar a  elaboração de experiências pessoais, ainda as mais dolorosas, em ideias gerais”. 

Preço:14,00€

Referência:14130
Autor:FREITAS, Lima de
Título:PINTURA INCÓMODA
Descrição:

Publicações Dom Quixote, Lisboa, 1965. In-8.º de 220-(4) págs. Br. Ilustrado ao longo do texto e em separado sobre papel couché. Pequena assinatura de posse no ante-rosto. Livro integrado na "Colecção Vector". Capas de brochura com ligeiros empoeiramentos e ligeira acidez provocada pela acção do tempo na qualidade do papel. Miolo muito limpo.

Observações:

"Este livro é apenas uma dispersa colecção de notas de um pintor que nunca acreditou na pintura pura e que procura explicar porquê".

Interessante  colectânea de breves ensaios sobre pintura e outros temas que lhe estão relacionados.

Da Contracapa:

"Em face das manifestações sucessivas da pintura de 'avant-garde' - abstraccionismo, 'action-painting', informalismo, etc. - o autor empreende um exame crítico da 'avant-garde' na pintura e caracteriza-a como manifestação cultural votada, hoje em dia, ao elogio da destruição e da morte."

Preço:18,00€

Referência:13735
Autor:GOMES, Álvaro
Título:TRACTADO DA PERFEIÇAOM DA ALMA. Introdução e notas de A. Moreira de Sá
Descrição:

Acta Universitatis Conimbrigensis, Coimbra, 1947. In-4º de 190 págs. Br.Capas de brochura com alguns picos de acidez.Ilustrado em extra-texto.

 

 

Observações:

Obra de grande interesse para o estudo da repercussão do platonismo no renascimento português.

Da Nota Prévia:
"Depois que em 1868 Lopes Praça publicou a sua «Historia da Filosofia em Portugal nas suas relações com o movimento geral da Filosofia», ninguem mais se lançou a uma empreza de tal amplitude.
Embora esta primeira tentativa para escrever a história da nossa filosofia já representasse um grande e valioso esforço, hoje está desactualizada e incompeta, por virtude de estudos e trabalhos posteriormente publicados, que vieram mostrar muito do que estava por conhecer nessa altura, não só quanto a autores, mas também quanto a obras.
Recentemente, surgiu uma tentativa para se historiar a nossa filosofia, mas tem tais deficências que pouco mais valor tem além do de um catálogo, e mesmo assim, incompleto.
É preciso que muitas pessoas se lancem na árdua tarefa de fazer o que ainda não está feito: inventariar tudo que se ralacione com tal assunto, - e muito é o que existe por conhecer nas nossas Bibliotecas públicas e particulares, - publicar as obras inéditas ou há muito esgotadas, e verter para português as obras escritas em latim. Só depois disto é que se poderá escrever a nossa História da Filosofia, pois, ainda há poucos anos escreveu o Prof. Joaquim de Carvalho, tal empresa «pelo menos na hora actual, não pode tentar-se sem o prévio inventário dos factos bio-bibliográficos, ponto de partida, sem dúvida obscuro e fatigante, mas absolutamente necessário".

Do índice:

Prohemyo; I Parte - Natureza e origem da alma; II Parte - Da imortalidade da alma; III Parte - Do premio das almas apartadas do corpo hão daver; Capítulo final e Extravagante — Da vaydade deste mundo e dos malles e emganos que nelle ha sempre pera que delles nos goardando, possa nossa alma viver limpamente..
 

Preço:17,00€

Referência:14742
Autor:LOURENÇO, Eduardo
Título:EDUARDO LOURENÇO: A história é a suprema ficção. Entrevistas de José Jorge Letria a Eduardo Lourenço.
Descrição:

Guerra e Paz, Lisboa, 2014. In-8º de 140-(3) págs. Brochado. Ilustardo à parte com fotografias de Eduardo Lourenço.

Observações:

NA badana:
"... Eduardo Lourenço é um pensador da história, da sociedade e da cultura portuguesas. Mas é um pensador originalíssimo: a sua bússola é a poesia, os seus referentes são os poetas. Sem filiação em escolas ou correntes filosóficas, é, afinal, um filósofo sem sistema, um poeta que nunca quis assumir-se como poeta mas que, no diálogo deste livro, se autodefeniu como um poeta da paixão por Portugal ...".

Preço:10,00€

Referência:13517
Autor:MACEDO, José Agostinho de
Título:A MEDITAÇÃO junto com NEWTON
Descrição:

Typ de Francisco Pereira d'Azevedo, Porto, 1854. Dois tomos de 270 e 169 págs encadernados juntos num só volume. Encadernação coeva em pele castanha meia inglesa com dizeres a ouro na lombada. Pequena vinheta de número de ordem de biblioetac particular na lombada.

Observações:

Dois poemas de inspiração filosófica de José Agostinho de Macedo.

A Meditação, poema em quatro cantos que segundo Innocêncio no seu livro "Vida e Obra de José Agostinho de Macedo" transcrevendo um juízo de Costa e Silva afirma: "De  todas as obras de José Agostinho a mais importante é a Meditação. Este poema lhe levou longos annos de trabalho e de desvelo, refundindo-o e corrigindo-o muitas vezes, e mudando-lhe o titulo, antes de o dar á luz."

 

Newton, Esta edição encerra o "Discurso Preliminar. A Fisica, ou alguma de suas
partes, he, ou póde ser digna materia da poezia sublime?"

 

Preço:95,00€

Referência:13510
Autor:MACEDO, José Agostinho de
Título:CARTAS FILOSOFICAS A ATTICO por...
Descrição:

Na Impressão Regia, Lisboa, 1815. In-8.º de 240 págs (As duas últimas páginas estão numeradas com o nº 239 e 240). Encadernação inteira de pele (com sinais de ressequimento) decorada com dizeres e florões a ouro sobre rótulo de pele vermelha na lombada. Pequena assinatura de posse no frontispício. Corte das folhas carminadas.

PRIMEIRA EDIÇÃO.

Observações:

Obra onde Agostinho de Macedo aborda temas políticos, sociais, religiosos, culturais e económicos.
Encerra os seguintes capítulos: I. Sobre os bens da Fortuna; II. Sobre o Suicidio; III. Sobre a Filosofia de Mendelson; IV. Sobre o Bello; V. Sobre a Exageração dos males da Sociedade; VI e VII. Sobre o Sublime; VIII e IX. Sobre o ser a ignorancia mais conducente para a felicidade do que a Sciencia, (Sustenta-se este paradoxo); X. Sobre o modo de ser eloquente; XI. Sobre o Estylo, etc.; XII. Sobre as Bellas Artes; XIII. Sobre a Poesia em relação com a Musica; XIV. Sobre o Desterro; XV e XVI. Sobre o Patriotismo; XVII. Sobre o assumpto de que a maior Bibliotheca não he mais que hum só Livro (Sustenta-se este Paradoxo); XVIII. Sobre o assumpto das Cartas; XIX. Sobre ser o homem o objecto mais ignorado pelo mesmo homem; XX. Sobre Seneca e Young serem dois Escriptores prejudiciaes; XXI. Sobre não haver Sciencia sem a Sciencia moral; XXII. Sobre as operações do entendimento; XXIII. Sobre o Genio; XXIV. Sobre o Gosto; XXV. Sobre a Indifferença, etc.: XXVI. Sobre as inclinações fysicas e espirituaes; XXVII. Sobre os poucos conhecimentos do homem.

Este livro tem uma extensa dedicatória a uma religiosa Cisterciense do Mosteiro de Odivelas, D. Joana Tomásia de Brito Lobo de Sampaio.
Segundo Inocêncio nas  "Memorias para a vida intima de José Agostinho de Macedo": "Já dissemos no XIX d'este capitulo, como José Agostinho de Macedo vivera por algum tempo ligado em intimo trato com a actriz 'Maria Ignacia da Luz', porém este commercio amoroso em breve arrefeceu como era de esperar e José Agostinho voltando-se rapidamente do theatro para o claustro, depressa se lhe deparou para substituir a actriz uma religiosa do mosteiro de Odivellas, por nome 'D. Joanna Thomasia de Brito Lobo de Sampaio' a qual durante annos foi cortejada com assiduidade, fazendo por seu respeito amiudadas visitas àquelle convento. Estas deram azo a que se divulgasse o segredo, e a que seus inimigos tirassem d'ahi assumpto para motejos e zombarias. Era esta dama, ao que parece, dotada de alguma instrucção e apaixonada das lettras: José Agostinho de Macedo dedicou-lha as suas 'Cartas Philosophicas a Attico', em 1815, bem como a traducção de uma pequena novella com o titulo de 'Arrependimento premiado', que sahiu anonyma em 1818. Se tivesemos de dar credito aos elogios e louvores de que são tecidas as dedicatorias que precedem estas duas producções, teriamos que collocar tal senhora, quando menos, a par de Mad. de Sevigné, Dacier ou Staël; porém José Agostinho, encarecia em todas as suas cousas e assim como não sabia fazer uso dos doestos e das satyras individuaes, tambem não podia louvar senão adulando aquelles a quem procurava engrandecer, tecendo-lhas os mais encomiasticos e hyperbolicos panegyricos, rescendentes de podres incensos e malbaratadas lisonjas."

Preço:60,00€

Referência:13485
Autor:MATOS, Manuel Cadafaz de
Título:ERASMO da sua modernidade
Descrição:

Tipografia A.P.P.A.C.D.M., Braga, 1987. In-8º de 220-(6)págs. Br.

Observações:

Estudo publicado no âmbito do II Simpósio de Humanismo consagrado pela Academia das Ciências de Lisboa, onde se analisa a primeira fase da vida e produção deste intelectual que foi amigo e correspondente de Thomas Moore, Guillaume Budé, de André de Resende ou Damião de Góis.

Preço:12,00€

Referência:14646
Autor:MELO, Romeu de
Título:SOBRE A LIBERDADE
Descrição:

Estúdios Cor, Lisboa, 1973. In-8º de 404-(4) págs. Brochado. Exemplar em excelente estado de cosnervação.

Observações:

Antologia de textos desde Platão aos anos setenta do séc. XX, incluindo autores portugueses como Alcântara Nogueira, José Marinho, Álvaro Ribeiro, Pinho de Almeida e Orlando Vitorino. com prefácio e selecçao de Romeu de Melo.

Preço:18,00€

Referência:13487
Autor:PACHECO, Mário
Título:A GÉNESE DO PROBLEMA DA ACÇÃO EM BLONDEL ( 1878-1882) Sentido de um projecto filosófico.
Descrição:

Centro Cultural Português, Paris, 1982. In-8º de 293-(1) págs. Br. Integrado na série "Humanismo Clássico e Humanismo Moderno". Cadernos por abrir.

Observações:

Obra onde se traça o  percurso filosófico de Blondel desde a Escola Normal Superior até à redacção de L'Action.
 

Preço:25,00€

Referência:13734
Autor:PEREIRA, Miguel Baptista
Título:PEDRO DA FONSECA ser e pessoa I - o método da filosofia
Descrição:

Universidade de Coimbra, 1967, Coimbra. In-4º de 414 págs. Br. Cadernos por abrir.

Observações:

Tese de doutoramento em letras (filosofia) apresentada a Faculdade  de Letras da Unniversidade de Coimbra sobre a vida e obra de Pedro da Fonseca que  foi o expoente de um dos raros momentos cm que o pensamento português se encontrou em real sintonia com o ambiente cultural europeu. As suas obras principais foram nas áreas da lógica e metafísica.

 

Preço:28,00€

Referência:14414
Autor:SAUVAGE, Odette
Título:L'ITINÉRAIRE ÉRASMIEN D'ANDRÉ DE RESENDE (1500-1573)
Descrição:

Fundação Calouste Gulbenkian/Centro Cultural Português, Paris, 1971. In-4º de 196-(4) págs. Brochado. Englobado na Série Histórica e Literária do Centro Cultural Português da FCG. Excelente estado de conservação.

Observações:

Obra muito interessante onde a autora traduziu pela primeira vez para uma língua moderna bastantes poemas, interpretando-os através da ligação de Resende às ideias de Erasmo.

Preço:18,00€

Referência:13685
Autor:SILVA, Agostinhoda
Título:MOISÉS E OUTRAS PÁGINAS BÍBLICAS
Descrição:

Edição de Autor, Vila Nova de Famalicão, 1945. In-8º de 163-(1) págs. Br. Capas de brochura com alguns picos de acidez e algumas falhas marginais de papel.

PRIMEIRA EDIÇÃO.

Observações:

Obra onde Agostinho analisa as passagens bíblicas referentes a Moisés.

Do Índice:

Moisés; Cinco falas de gente pastoril; Fala do Pastor; Fala de Labão; Fala de Lia; Fala de Raquel; Fala do Velho.

Preço:14,00€

Referência:13684
Autor:SILVA, Agostinhoda
Título:PARÁBOLA DA MULHER DE LOT seguida de Policlés e de um Apólogo de Pródico de Céos
Descrição:

Edição de  Autor, Vila Nova de Famalicão, 1944. In-8º de  89-(4) págs. Br. Capa de brochura com alguns picos de acidez.

PRIMEIRA EDIÇÃO.

Observações:

Obra onde Agostinho da Silva aborda a temática biblica.

"Porque o Paraíso, Loth... Olha, eu sei que todo o mundo um dia se há-de transformar em liberdade e ser mais sereno, mais transparante e mais puro do que este céu de crepúsculo que nos envolve; cada um de nós, quando nasce, recebe uma parte da injustiça do mundo, e a alma dos que morrem depois de se terem despojado do que lhes coube de tirania, de egoísmo e de brutalidade, vai contribuir para formar esse céu, como cada gota contribui para a extensão e a profundidade dos mares; essa é a vida eterna, essa é a delícia dos que se elegeram; para os outros tudo será como se não tivessem vivido e uma vez mais passarão sobre a terra, numa experiência da sua vontade e da sua coragem. Eis o que será o teu destino. Porque o meu será o outro. Duvidada às vezes de ter feito tudo o que devia fazer pela liberdade; sei que muito me deixei arrastar pelo que nos prende ao tempo, que o meu Amor não foi sempre bem amplo, aberto a todos, que a minha alma não foi sempre bem forte, inflexível ao vento do desânimo; ainda bem que hoje posso adquirir a certeza de que não foi inútil a minha passagem pelo mundo; não estarei ao lado deles, não me queimará o mesmo fogo: mas o teu Senhor, como todos os tiranos, teme quem o olha de frente, não gosta de que contemplem a sua obra... É o bem que começa a triunfar; esse avança às claras, não se esconde, não se refugia no segredo e na ignorância. Vou unir-me a todos os que já se bateram por ele; tantos, tão grandes e tão belos! Como poderia hesitar? Chegou o momento, Loth. Não, nem mais uma palavra. Continua. Eu volto."

Preço:15,00€

Referência:13682
Autor:SILVA, Agostinhoda
Título:PLATÃO DEFESA DE SÓCRATES E CRÍTONE Dois ensaios de tradução
Descrição:

Edição do Autor, VIla Nova de Famalicão, 1946. In-8º de 126 págs. Br.  Capas com alguns picos de acidez. alguns apontamentos a lápis no miolo.

 

Observações:

Obra onde o autor revela a sua faceta de tradutor, ao traduzir dois clássicos gregos.

Preço:14,00€

Referência:13489
Autor:THOMAS, Lothar
Título:CONTRIBUIÇÃO PARA A HISTÓRIA DA FILOSOFIA PORTUGUESA
Descrição:

Livraria Clássica Editora. Lisboa. 1944. In-4º de XII-417-(59 págs. Br. Alguns cadernos por abrir.

PRIMEIRA EDIÇÃO.

INVULGAR.

Observações:

Primeiro e único volume publicado desta obra de referência para a história da Filosofia portuguesa que saiu originalmente em alemão. Da página 15 à página 29 dá as fontes bibliográficas de que o autor se serviu. A respeito de cada época enumera os seus principais representantes citando sempre  a sua bibliografia principal de acordo, em grande parte, com a Bibliotheca Lusitana, de Barbosa Machado.


Como observação final o autor afirma: "No presente volume fizemos referência a muitas obras de autores portugueses nomeadamente às manuscritas — indicando os seus títulos... Mas não indicámos aí, de caso pensado, quais destas obras existem ainda e quais deverão ser consideradas perdidas; quais apenas conhecidas pelo título e quais parcialmente..., tão-pouco dissemos onde se podem encontrar as existentes. Nós tencionamos, porém, organizar e dar à estampa uma tábua em que todo este material fique arruinado por ordem alfabética e cronológica".

Preço:34,00€

Referência:13733
Autor:VIANA, Mário Gonçalves
Título:A ARTE DE PENSAR
Descrição:

Editora Educação Nacional, Porto, 1954. In-8º de 272 págs. Br. Capa de brochura empoeirada e com alguns picos de acidez.

Observações:

Interessante obra de um estudioso da filosofia da educação integrada na colecção Didáctica.

Da Contracapa:

Qualquer das obras desta interessantíssima e útil colecção fornece a todos os estudantes, principalmente aos estudantes e aos autodidactas, os conhecimentos teóricos e práticos indispensáveis para uma orientação segura, progressiva e metódica em qualquer sector da cultura. Os livros da Colecção Didáctica constituem verdadeiros tratados práticos, sendo os respectivos temas versados com proficiência e clareza.

Preço:10,00€