Banner Vista de Livro
 Aplicar filtros
Temas 
Palavras Chave 
Módulo background

Guerra Colonial

Foram localizados 6 resultados para: Guerra Colonial

 

Referência:13961
Autor:AGUIAR, Luiz
Título:LIVRO NEGRO DA DESCOLONIZAÇÃO
Descrição:

Editorial Intervenção, Lisboa/Braga, 1977. In-8º de 748 págs. Br.

INVULGAR

Observações:

Livro bastante polémico escrito por Luiz Aguiar onde ele analisa e documenta o processo  da descolonização portuguesa.

Da Introdução:
“ E na certeza de que constitui obrigação nacional mostrar, aos nossos irmãos do Ultramar, que o povo da antiga “Metrópole” não deve ser confundido com a minoria que deve ser responsabilizada pelo “incontestável sucesso”, como chamava ainda em 1976, à “Descolonização”, o Dr. Mário Soares, dedicamos este livro:

AOS VIVOS E MORTOS, NEGROS E BRANCOS,
VÍTIMAS DA “DESCOLONIZAÇÃO EXEMPLAR”.

Preço:30,00€

Referência:13641
Autor:FELGAS, Hélio
Título:GUERRA EM ANGOLA
Descrição:

Gráfica Santelmo, Lisboa, 1968. In-8º de 239-(4) págs. Encadernação meia francesa em pele com dizeres e florões a ouro na lombada. Conserva capa de brochura. Profusamente ilustrado em extra-texto com fotografias (algumas bastante chocantes) e dois mapas desdobráveis sobre o Norte de Angola.

Observações:

Livro da autoria do Brigadeiro Hélio Felgas, oficial do exército português  sobre os acontecimentos ocorridos a partir de 15 de Março de 1961, quando as hordas de guerrilheiros e membros da UPA levaram a efeito um massacre de civis em todo o norte angolano.

Da contracapa:
"GUERRA EM ANGOLA é o primeiro relato completo dos acontecimentos que ensanguentaram no Norte da província portuguesa de Angola.
O autor, que viveu mais de quatro anos na região assolada pelo terrorismo - pois foi Governador do Distrito do Congo até Abril de 1960 - , começa por enquadrar Angola de 1960 - pacífica, progressiva e isenta de segregação racial - na conturbada África de hoje. Faz depois uma descrição dos massacres perpetrados no tristemente famoso 15 de Março de 1961.
Os antecedentes de acontecimentos tão graves são em seguida apontados, com a autoridade de quem conhece bem Angola e de quem tem gasto boa parte da sua vida estudando a evolução política da África actual. Aí se foca a clara e nítida intervenção estrangeira.
O alastramento do terrorismo e as facetas que ele tomou são assuntos tratados com um pormenor quase diário. O mesmo se dirá das operações militares - que conduziram à reocupação de todos os postos e povoações abandonadas - e da actividade dos Voluntários Civis, a cargo de quem ficou a recuperação das fazendas agrícolas em grande parte depredadas e destruídas pelo inimigo.
Realce especial é dado também aos reflexos internacionais do terrorismo em Angola.
A apresentação de um balanço realístico dos acontecimentos preenche a última parte deste livro onde, a cada passo, se incluem considerações e esclarecimentos que reflectem a idoneidade do Autor na matéria e realçam, por um lado, a crueldade e o primitivismo bárbaro dos terroristas e, por outro lado, a firmeza heróica dos civis, a eficiência das Forças Armadas e a lealdade e o patriotismo da quase totalidade das povoações nativas"

Preço:28,00€

Referência:13673
Autor:FREITAS, Amadeu José de
Título:ANGOLA - O LONGO CAMINHO DA LIBERDADE
Descrição:

Moraes Editores, Lisboa, 1975. In-8º de 458-(5) págs.Br. Com alguns sublinhados. ostenta assinatura de posse.

 

Observações:

Obra onde o autor transcreve os acontecimentos diários que ocorreram em angola nos anos de 1974 e 1975, com recurso à fontes da imprensa portuguesa, angolana e internacional. São transcritos os comunicados, notas de imprensa e conferências de imprensa dos diversos movimentos de libertação angolanos (FLEC, FNLA, MPLA e UNITA), além dos partidos que se constituíram em Angola logo após a queda da ditadura em Lisboa e da abertura democrática. São revelados alguns dos principais documentos da descolonização e as posições então tomadas pelos diversos intervenientes no processo de descolonização.

Da contracapa :
"ANGOLA - um documento de impressionante actualidade sobre um novo país africano.
Um cordão umbilical mantém-se entre Angola e portugal. Toda uma estratégia do imperialismo foi montada no sentido de provocar a união das forças reacionárias que actuam em Angola.
Essas forças uniram-se para através do processo angolano liquidarem também o processo português.
Um quadro complicado mas que nos oferece uma única realidade: a escolha está feita - o Povo quer ser livre, quer decidir o seu destino, conhece os seus representantes legítimos, quer arrancar para o futuro, sem tibiezas, sem domínios, sem medos, sem exploração.
Angola vai ser ainda, decerto, um campo de luta sangrenta.
Mas este será agora, definitivamente, o sangue que conduz à Liberdade!
Disto nos fala este documento impressionante.
Um processo de luta que, sendo de Angola, não o é menos de todo o Povo Português."

Preço:17,00€

Referência:13816
Autor:MELIM, Fernando
Título:REQUIEM PARA OS HERÓIS
Descrição:

Edição do autor, Viana do Castelo, 1972. In-8º de 349 págs. Br. Profusamente ilustrado em extra-texto.

INVULGAR.

Observações:

Livro de memórias muito interessante dedicado aos Paraquedistas que combateram em Moçambique  durante a guerra colonial.

 

Preço:27,00€