Banner Vista de Livro
 Aplicar filtros
Livros do mês: Julho 2020
Temas 
Palavras Chave 
Módulo background

Relatos de Viagens

Foram localizados 4 resultados para: Relatos de Viagens

 

Referência:14523
Autor:autoria indefinida
Título:NO MAR episódios da vida dos marinheiros
Descrição:

Liga Naval Portuguesa ( J. Rodrigues & C.a, Editores), Lisboa, 1935. In-8º de XXIII-194-(4) págs. Brochado. Ilustrado ao longo do texto. Capas de brochura ligeiramente manchadas por picos de humidade. Miolo em optimo estado

Observações:

Do Prefácio:

“Ir a Badajoz ver lidar toiros é excursão sem pretensões a cultura intelectual ou moral. Ir a Paris palmilhar os boulevards, frequentar Montmartre ou Montparnasse, não trás sólidos benefícios ao saber nem à conduta. Mas viajar em serviço como oficial da Armada, isolado ou a bordo de navios de guerra, é coisa bem diversa: há que manter aprumo no navio, na tripulação, no procedimento próprio e assim, em comparações inevitáveis, se notam as perversões de certos povos, a hipocrisia de outros, a brutalidade animal de muitos deles…”

Encerra os seguintes capítulos:

D. Gilianes de Mascarenhas, por Alfredo Botelho de Sousa. O posto militar da ilha Tekomajl, por Pedro de Azevedo Coutinho. O Malhado, por Ivens Ferraz. Regresso de Estação, por D. Bernardo da Costa Mesquitella. Na costa de Moçambique, por Alfredo Caçador. Homem ao mar!, por Carvalho Brandão. Um invulgar acidente de Navegação, por Mata Oliveira. Contra-torpedeiro «Douro», por Agnelo Portella. Vigilancia da Beira, por António A. de Cisneiros e Faria. O Boi João, por Nuno Telles Pinto. Numa viagem do S. Gabriel, por Jayme do Inso. Hoihau, por Ivens Ferraz. Episodio, por Guilherme C. d’Oliveira. O Espectro, por Emilio San Bruno.

 

Preço:25,00€

Referência:14472
Autor:FERREIRA, A. E. Victoria
Título:UMA EXPLORAÇÃO AFRICANA - A NOVA LISBOA
Descrição:

Empresa Typographica, Marinha Grande, 1890. In-8º de 256-(1) págs. Encadernação coeva em pele castanha, meia inglesa, dourados na lombada, aparo marginal e falho de capas de brochura. Com um mapa da Costa Ocidental de África e dedicatórias em forma de texto, a Roberto Ivens, Brito capelo e Serpa Pinto.
Bastante curioso e não referido nas principais bibliografias especializadas.
 

Observações:

Albino Estevão Victoria Pereira, (1849-1919), militou durante largos anos na India e em África. Foi amigo íntimo de Roberto Ivens e grande admirador de Brito Capelo. A ambos dedicou uma das suas obras. Entre os seus trabalhos de topografia, merefe especial referência o plano-relevo das Linhas de Torres Vedras. Foi distinguido com os inúmeros galardões. (Dicionário dos Autores do Districto de Leiria, Agostinho Gomes Tinoco, 1979)

Apresenta vastas descrições das viagens que efectuou na década de 80 do século XIX, em especial ao que observou nos planaltos de Benguela, na Serra de Vissécua, no caminho de Caconda, Cunene Vaneno, tecendo considerações à vida social das populações indígenas e colonialistas, aos seus hábitos e costumes, à fauna e flora, apontamentos de reflexão e opinião histórica, etc..

Preço:75,00€

Referência:14471
Autor:SEIDLER, Carl
Título:DEZ ANOS NO BRASIL
Descrição:

Livraria Martins, S. Paulo, 1941. In-4º de 320 pags. Encadernação coeva em sintético vermelho com papel fantasia. Encerra inúmeras ilustrações que constituem documentos fidedignos das vistas das cidades, paisagens, figuras políticas e militares, etc ... Acidez generalizada própria da a qualidade do papel. Conserva capas de brochura. Ligeiro aparo marginal, cabeça do livro carminado.

Observações:

Tradução e notas do General Bertoldo Klinger. Prefácio e notas do Coronel F. de Paula Cidade . Edição brasileira, inserida na colecção Biblioteca Histórica brasileira,

Carl Seidler foi um militar alemão que lutou pelo Brasil na Guerra da Cisplatina. Nas suas andanças esteve em Passo do Rosário, Pelotas, Rio Grande, Porto Alegre, Viamão, Triunfo, Cachoeira do Sul, Piratini, Jaguarão, Torres, Laguna, Florianópolis e Rio de Janeiro, deixando importantes impressões sobre a paisagem física, humana e social daquele período.

Na badana:

"... Tendo vivido dez anos entre nós, como oficial mercenário do exército imperial, Carlo Seidler, pôde observar de perto e com vagar, certos aspectos da nossa vida social e política. Escrito entre os anos de 1833 e 1834, Dez Anos no Brasil encerra em suas páginas pitorescos e movimentados aspectos de nossa vida civil e militar de há um século atrás. Obra de um observador de condições modestas, que escreve o que sente e o que sentem os que o cercam, que diz exactaemnte o que anda na boca do povo, embora por esse modo muitas vezes se afaste da verdade ou deturpe acontecimentos, Dez Anos do Brasil constitui sem duvida alguma, documento útil e digno da atenção de todos quantos desejem ter um panorama dos usos e costumes do Brasil nos seus primeiros anos como Nação independente ...".

Preço:40,00€