Banner Vista de Livro
 Aplicar filtros
Livros do mês: Junho 2020
Temas 
Palavras Chave 
Módulo background

Séc. XVI

Foram localizados 8 resultados para: Séc. XVI

 

Referência:14514
Autor:CASTRO, Estevão Rodrigues de
Título:OBRAS POÉTICAS em Português, Castelhano, Latim, Italiano
Descrição:

Universidade de Coimbra, Coimbra, 1967. In-4.º de X-650 (1) págs. Brochado. Cadernos por abrir. Ilustrado com o retrato de Estevão Rodrigues de Castro.

Observações:

Textos éditos e inéditos coligidos, fixados, prefaciados e anotados por Giacinto Manuppella deste poeta quinhentista português.

Preço:50,00€

reservado Sugerir

Referência:14398
Autor:MIRANDA, Francisco Sá de
Título:OBRAS DO DOCTOR FRANCISCO DE SÁ DE MIRANDA
Descrição:

Typographia Rollandiana, Lisboa, 1784. In-8º de XXXII-290-(2)-(4) e 293-(2) págs. respectivamente em dois volumes. Encadernação coeva interia de carneira mosqueada, dourados e rótulos de pele vermelha na lombada. Notas escritas antigas, coevas a lápis no anterrosto do primeiro volume. Rúbrica de posse coeva no frotnspício de ambos os volumes.

Observações:

Nova Edição Correcta , Emendada e augmentada com suas comedias.
Os Estrangeiros
e Os Vilhalpandos são duas obras em grande medida esquecidas mas que, no entanto, proporcionam ao leitor uma riquíssima experiência literária. Têm interesse estético, sendo as primeiras contribuições portuguesas para o género da comédia em prosa, que durante séculos tem deliciado o público do teatro. Ao mesmo tempo têm considerável valor histórico, porque nelas Sá de Miranda dá-nos uma visão crítica e satírica da vida italiana das primeira décadas do século XVI, época em que a Itália era o país mais rico e sofisticado da Europa.

Inocêncio, tomo III, p. 54, nº 1782 ; Biblioteca Municpal do Porto, vol. II, p. 231

" ... Entre el gran Tajo, y el Duero el buen Mondego

Vn tiempo  Munda, (tal es fua agua clara)

Yendofe por fus campos paffeando:

Saliendo donde el monte le apretara,

El trabajo vencido, entra en folliego,

Y como vencedor va triumphando:

A do agora cantando (…)

Cuya venida a do aquella agua baña

Los campos de Coimbra, ay tal memoria

De vna alta torre de fu nombre rica ...” (excerto da presente edição, p. 19 do vol.I)


 

Preço:100,00€

Referência:14373
Autor:PEREIRA, João Cordeiro
Título:PARA A HISTÓRIA DAS ALFANDEGAS EM PORTUGAL. Vila do Conde - organização e movimento.
Descrição:

Universidade Nova de Lisboa, Lisboa, 19823. In-8º de 345 págs. Brochado. Bom exemplar.

Observações:

Este estudo é resultado da defesa de uma dissetação de doutormaento apresnteado à Universidade de Lisboa em 1971. É efectuado com base nos livros de receitas da alfândega de Vila do Conde de 1504 e de 1505 conservados na Torre do Tombo e aqui publcados como anexos (p. 212-337). Permitiram o estudo do movimento dos navios, das mercadorias e das suas origens e dos importadores na segunda parte do trabalho. A primeira parte é consagrada à alfândega criada em 1487 por Dom João II.

Na contracapa:
"Desde bastante cedo que os reis portugueses definem como exclusivamente suas as taxas sobre o comércio internacional. Para concretizar esse princípio legal estruturaram um dos mais antigos e coerentes sistemas alfândegários europeus. Os livros de receita da alfândega de Vila do Conde, do início do séc. XVI, exemplificam o funcionamento da admnistração aduaneira, proporcionando, também, o conhecimento detalhado das relações comerciais de Portugal com o Norte da Europa, e a respectiva articulação na Sociedade. Revelam-nos um mundo de pequenos e médios importadores, prpeonderantemente interessados nso têxteis ingleses que detinham a primeira posição no mercado europeu. O porto de Vila do Conde funciona como uma placa giratória de distribuição de mercadorias estrangeiras ao "interland" do Entre-Douro-e-Minho, com vectores que atingem Lisboa e as ilhas atlânticas ".

Preço:26,00€

Referência:14384
Autor:REMEDIOS, Mendes dos
Título:PHILOMENA DE S. BOAVENTURA Reimpressa em harmonia com a edição de 1561
Descrição:

Imprensa da Universidade, Coimbra, 1907. In-8º de 39 págs. Br. Capa de brochura com alguns picos de acidez e uma pequena mancha de água marginal.

 

PRIMEIRA EDIÇÃO.

Observações:

"A Philomena é, pois, no seu genero o unico documento que pos-suimos, traduzido, de S. Boaventura. Pertence ao grupo de composições mysticas que tiveram grande acceitação em Portugal, junto de certos escriptores que, se nao davam em brigóes e valentafos, com
larga folha de serviços em Africa, propendiam para os arróbos do lyrismo tresandando aos perfumes do incenso. Nós os portuguéses sempre fómos assim aventureiros, ainda mesmo quando o campo de acçao eram os poucos palmos dum convento."

 

Preço:20,00€