Banner Temas de Livros
 Aplicar filtros
Temas 
Palavras Chave 
Módulo background

Etnografia & Antropologia

Foram localizados20 resultados para: Etnografia & Antropologia

 

Referência:12282
Autor:COELHO, Adolpho
Título:OS CIGANOS DE PORTUGAL com um estudo sobre o calão
Descrição:

Imprensa Nacional,Lisboa, 1892. In-4º de X-302-(2) págs. Encadernação meia inglesa em pele com florões e dizeres a ouro em casas abertas na lombada. Conserva capas de brochura restauradas. Exemplar por aparar. Ilustrado em extra-texto. Exemplar de trabalho do anterior possuidor apresentando assim sublinhados e anotações a tinta permanente.

 

PRIMEIRA EDIÇÃO.

RARO.

Observações:

Memoria destinada á X sessão do Congresso Internacional dos Orientalistas.

No ano de 1892, a Sociedade de Geografia publicou o livro “Os Ciganos de Portugal”, obra muito curiosa onde se fala da língua daquele grupo étnico e da influência no calão português, da origem dos ciganos de Portugal e Brasil, e das características antropológicas dos seus membros.

Preço:65,00€

Referência:14083
Autor:CORREA, A. A. Mendes
Título:DA RAÇA E DO ESPÍRITO.
Descrição:

Instituto de Antropologia, Porto, 1940. In-8º de (8)-305-(1) págs. Encadernação meia francesa em pele castanha com cantos, rótulos de pele vermelha na lombada com dizeres e decoração dourada. Conserva as capas de brochura e aparo generalizado.

Observações:

Do índice:
Animalidade e pensamento criador
Japoneses no Brasil
Herman ten Kate
Ideas morais em jovens criminosos e não criminosos
A nova e a vélha Antropologia criminal
O Estudo do povo português
Três quartos de século de labor arqueológico
A psicologia do Minhoto
Um nome antigo do Lima
Africanos em Portugal
Os descobrimentos portugueses e a Etnologia
Raça e valores morais.

Preço:40,00€

Referência:12182
Autor:CORREIA, Vergílio
Título:ETNOGRAFIA ARTÍSTICA PORTUGUESA. Notas de Etnografia Portuguesa e italiana. (Com 80 desenhos e fotografias).
Descrição:

Edição da «Renascença Portuguesa, Porto, 1916. In-8º de 149-(3) págs. Encadernação inteira de percalina castanha. Profusamente ilustrado ao longo do texto com desenhos e esboços de objectos da vida rural. Conserva as capas de brochura, com carimbo de antiga biblioteca e mancha de humidade junto à charneira.

PRIMEIRA EDIÇÃO.

Observações:

Apreciado e invulgar estudo de Vergílio Correia que aborda temas como: "As Alminhas", "Esgrafitos", "Velhos teares", "Os pesos de tear", "A arte no sal", "As cabanas da Assafarja", "Pintadeiras ou Chavões alentejanos", " Castanholas enfeitadas", " Cossoiros do Baixo-Alentejo" e " Ornamentação popular dos barros de Estremoz".

Preço:43,00€

Referência:13922
Autor:COSTA FONTES, Manuel da
Título:ROMANCEIRO PORTUGUÊS DO CANADÁ.
Descrição:

Por ordem da Universidade, Coimbra, 1979.In-4º de  LIII-521 págs. Br. Capas de brochura com alguns picos de acidez.

Observações:

Valiosa recolha do romanceiro português entre os emigrantes portugueses no Canadá.

Preço:20,00€

Referência:12298
Autor:CRUZ, Francisco Ignacio dos Santos
Título:DA PROSTITUIÇÃO NA CIDADE DE LISBOA Ou considerações históricas, higiénicas e administrativas em geral sobre as prostitutas, e em especial na referida cidade....
Descrição:

Publicações D. Quixote, Lisboa, 1984. In-8º de 363 págs. Encadernação inteira em sintético com dizeres a ouro na lombada e capa. Integrado na colecção Biblioteca de Etnografia e Antropologia.- Portugal de Perto.

Observações:

Primeiro estudo  sobre a prostituição feminina no nosso país.Aborda a história da prostituição, as classes de prostitutas, de aspectos fisiológicos e patológicos das prostitutas, dos seus costumes e hábitos, do seu número e distribuição na cidade de Lisboa, dos lugares, famílias e idades das prostitutas, das causas da prostituição, do Virus venereo, das casas públicas de prostituição (taxas, polícia, visita sanitária, distribuição das casas pela cidade, donas das casas) e legislação antiga e moderna em Portugal e no mundo.


"É inegável que o aumento da propagação do Virus venereo está na razão directa do aumento da prostituição; e também se não pode duvidar de que o exército concorre para o incremento da prostituição. É portanto o exército uma causa influente na propagação do Virus venereo; a razão e a experiência provam suficientemente qualquer dos dois princípios enunciados. Todos os escritores sobre as enfermidades dos exércitos dizem que o maior número de moléstias que se encontram nas tropas são as venéreas, e até em número superior a todas as outras. A estatística provou a um escritor que as moléstias venéreas das prostitutas sujeitas à vigilância das autoridades administrativas eram na razão de 1:3 e que eram estas muito mais graves do que as outras. Também ele assevera que, se as leis da Natureza são sempre constantes e invariáveis, também as há na ordem social com esta constância e invariabilidade; sendo uma delas que por toda a parte onde se encontram soldados reunidos em certo número, aí se encontram prostitutas. Isto se observa em todas as nações e é o que se vê entre nós apesar de todas as leis repressivas e apesar de todos os rigores da disciplina militar."

 

Preço:25,00€

Referência:9432
Autor:FELGUEIRAS, Guilherme
Título:ESPADELADAS E ESFOLHADASnótulas etnográficas
Descrição:Edições Pátria, Gaia, 1932. In-8.º de 58 págs. Br. Miolo em excelente estado de conservação. Esmerada edição, impressa em papel encorpado a duas cores. Ilustrado.
Observações:Curioso ensaio etnográfico sobre a actividade da desfolha dos cereais, os seus instrumentos de trabalho, e o seu cancioneiro popular.
Preço:29,00€

Referência:12178
Autor:FRASER, Angus
Título:HISTÓRIA DO POVO CIGANO
Descrição:

Círculo de Leitores, Lisboa, 2000. In-8 de 277-(3)págs. Encadernação do editor.

Observações:

Da Introdução:
Esta é a história de um povo itinerante que chegou aos Balcãs nos tempos medievais e gradualmente se foi espalhando por todo o continente europeu e para além dele.(...) Ao longo dos séculos, apesar de constantemente expostos a múltiplas influências e pressões, conseguiram preservar uma identidade própria e demonstrar notável capacidade de adaptação e sobrevivência. Com efeito, quando consideramos as vissicitudes por que passaram - pois a história que vamos relatar é em grande medida a história do que os outros fizeram para destruir a sua diferença - somos forçados a concluir que a sua maior proeza foi precisamente terem conseguido sobreviver.(...)

Preço:17,00€

Referência:14021
Autor:LIMA, Augusto C. Pires de
Título:A MORTE NAS TRADIÇÕES DO NOSSO PAÍS
Descrição:

Imprensa da Universidade, Coimbra, 1930. In-8º de 14 págs. Br. Capas de brochura envelhecidas e com picos de acidez. Integra a  Miscelânea de estudos em honra de d. Carolina Michäelis de Vasconcellos, professora de Faculdade de letras da Universidade de Coimbra.

Observações:

Curiosa separata que aborda a Morte como uma das fontes da literatura popular.

Preço:15,00€

Referência:11593
Autor:MELLO, Pedro Homem de
Título:DANÇAS PORTUGUESAS Danses Portugaises - Portuguese Dances.
Descrição:Lello & Irmão Editores, Porto, 1962. In-fólio de 104 págs. Encadernação editorial em tela com a sobre-capa policromada um bocado gasta. Profusamente ilustrado com fotografias impressas a negro, representando diversas danças tradicionais portuguesas. Texto em português, francês e inglês.
PRIMEIRA EDIÇÃO.
Observações:Magnífico trabalho de recolha etnográfica dirigida por este grande vulto das letras portuguesas.Retrata várias danças regionais portuguesas: Do Alto Minho, da Apúlia, do Baixo Minho, do Litoral, do Douro, de Trás-os-Monte, da Nazaré, do Ribatejo, do Alentejo e de outras regiões portuguesas.
Preço:35,00€

Referência:11096
Autor:MELLO, Pedro Homem de
Título:DANÇAS DE PORTUGAL
Descrição:Manufacturas Ambar, Porto, s/d. In-4.º de 477-(7) págs. Cartonagem editorial com sobrecapa com ilustração de Valentim Malheiro. Ilustrações do mesmo autor intercaladas nas páginas do texto e escrita musical de Resende Dias e Roger Sarbib.
Edição numerada, rubricada pelo autor.
Observações:Obra de investigação sobre um dos mais ricos e interessantes ramos do folclore português, limitado à região situada entre os rios Minho e Vouga.Versão francesa por Maria Radelet e inglesa por Elaine Sanceau.
Preço:50,00€

Referência:11097
Autor:NAZARÉ, João Ranita Da
Título:MOMENTOS VOCAIS DO BAIXO ALENTEJO
Descrição:Imprensa Nacional- Casa Da Moeda, Lisboa, 1986.In-4º de 416-(5) págs. Encadernação editorial. Profusamente ilustrado com fotografias e pautas musicais. Com falta do disco de pesquisa científica.
Observações:Magnífico trabalho de investigação, que comporta o “levantamento de 125 cantares do Baixo Alentejo, que nos dizem, geralmente, como amavam, trabalhavam, rezavam e sofriam os seus povos”.
Preço:30,00€

Referência:13690
Autor:Oliveira, Ernesto Veiga de
Título:FESTIVIDADES CÍCLICAS EM PORTUGAL
Descrição:

Publicações Dom Quixote, Lisboa, 1984. In-8º de 357 págs. Br. Profusamente ilustrado ao longo do texto. Integrado na colecção Portugal de Perto. Biblioteca de Etnografia e Antropologia.

Observações:

Obra que encerra capítulos monográficos sobre as festividades cíclicas em Portugal, abordando o tema quer na sua componente geográfica quer as suas ligações com a história, mitologia e folclore.

Do indice destacamos: O Entrudo; O Domingo de Ramos em Portugal:  A Queima do Judas; O Primeiro de Maio; As Maias; O S. João em Portugal; O S. Martinho em Portugal; Manjares e refeições cerimoniais; O Culto dos mortos no Natal; Romarias; Touradas em Forcalhos, Figuras gigantescas processionais em Portugal; Alguns jogos populares Poveiros; O Jogo do Pau em Portugal; entre muitos outros.

Preço:25,00€

Referência:13182
Autor:OLIVEIRA, Ernesto Veiga de;GALHANO, Fernando; PEREIRA, Benjamim
Título:O LINHO Tecnologia tradicional portuguesa.
Descrição:

Instituto Nacional de Investigação Científica/Centro de Estudos de Etnologia, Lisboa, 1978. In-8º de 246-(2) págs. Br. Profusamente ilustrado ao longo do texto comdesenhos etnograficos de Fernando Galhano e 121 fotogravuras em extra-texto impressas sobre papel couché.

PRIMEIRA EDIÇÃO.

INVULGAR.

Observações:

Importante e conceituado estudo do Prof. Veiga de Oliveira sobre o linho.

“Agarra-se uma quantidade que a mão esquerda abarque, acercam-se as pontas e firmam-se contra o maçadoiro [pedra] e maça-se vigorosamente, tendo o cuidado de expor todas as palhas, e invertendo a certa altura a posição da manada e voltando a parte de dentro para fora”.

Preço:40,00€

Referência:9266
Autor:SANTO, Moisés Espírito
Título:CINCO MIL ANOS DE CULTURA A OESTE Etno-história da Religião Popular numa região da Estremadura
Descrição:Assírio & Alvim, Lisboa, 2004. In-8º de 535-(5)págs. Br. Ilustrado.
Observações:Excertos da Contracapa
Numa quadrícula da Estremadura(concelhos de Nazaré, Alcobaça,Rio Maior,Porto de Mós,Batalha e Leiria) tomando como guião a religião popular(que é ancestral e imorredoura)e a toponímia(libertada dos estereótipos latinistas e arabistas),o autor põe a claro estratos da cultura lusitano-fenícia(ou lusitano-púnica) que foi tabu académico até aos anos 80 do século XX(proibido investigar).A partir duma capela à Senhora da Luz,perto de Aljubarrota e do que foi o porto lusitano-fenício de Cós,deparamo-nos com um santuário megalítico à Lua(ainda quase intacto) e(...) De fio a fio ,descobre-se que a história da Senhora da Nazaré é a traduçaõ dum poema épico fenício escrito no séc. XV A.C.(...)De lugar em lugar,por entre mitos e arqueossítios,emerge um vasto rol de descobertas como,por exemplo,a lenda da Padeira de Aljubarrota que foi um ditote lusitano-fenício/púnico referente a ladrões de celeiros(...),atente-se a como a gíria dos marujos portugueses foi a linguagem técnica dos mareantes acádico-fenícios.
Preço:30,00€

Referência:1259
Autor:sem autor definido
Título:TEATRO POPULAR PORTUGUÊS (RELIGIOSO; PROFANO; AÇORES)
Descrição:Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, Coimbra, 1976, 1979, 1974. In. 8.º de 3 volumes de 750, 484 e 693 páginas respectivamente. Br.
Observações:Coligido por J. Leite Vasconcellos, coordenação e notas de A. Machado Guerreiro.
Preço:100,00€

Referência:9685
Autor:TRINDADE, Luís
Título:GENEALOGIA DA MÚSICA POPULAR UNIVERSALIZADA
Descrição:Edições Contraponto, Porto, 1984. In. 8.º de 204(3) págs. Br.
Observações:Ensaio sobre a influência da cultura dos afro-americanos na música dos EUA e mundial do século XX em diante.
A obra versa sobre os seguintes temas:Retrato impressivo da condição humana dos negros; A música e o escravo; Blues: a forma e a substância; A música espiritual negra; Remissão da música popular negra; Introdução à criação musical popular da América branca; A imitação dos negros; Country & wester: causalidade, temática e estrutura; A ligação da country music à folk song; Beatles - ou a sincrese qualitativa no seio da pop/rock e finalmente Bob Dylan: o veio da remição musical Norte-Americana.
Preço:17,00€

Referência:11094
Autor:VALLE, Carlos
Título:RELICÁRIO DE CANTIGAS (Cantos Populares de Vila Nova de Gaia) Vol.I e II
Descrição:Edição da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, Vila Nova de Gaia, 1973 e 1982. 2 volumes de in-8º de 258 e 399 págs. Br. Profusamente ilustrados com imagens e partituras musicais extra-texto.
Observações:Estudo muito interessante sobre os cantos populares de Vila Nova de Gaia.
Preço:38,00€

Referência:4202
Autor:VASCONCELOS, Carolina Michaelis de
Título:ALGUMAS PALAVRAS A RESPEITO DE PÚCAROS DE PORTUGAL
Descrição:Nova Edição da Revista "Ocidente", Lisboa, 1957. In-8.º de 101(2) págs. Br. POR ABRIR. INVULGAR
Observações:Estudo muito interessante, enriquecido com algumas ilustrações."...notas relativas a barros antigos modernos desta abençoada faixa ocidental da Península, mas sobretudo as mais humildes espécies de vasos de beber água..."
Preço:30,00€

Referência:12176
Autor:VASCONCELOS, José Leite de
Título:FILOLOGIA BARRANQUENHA - APONTAMENTOS PARA O SEU ESTUDO publicados peloDoutor Leite de Vasconcellos
Descrição:

Imprensa Nacional de Lisboa, Lisboa, 1955. In-8º de 217 págs. Br. Carimbo de biblioteca particular (ex-libris a óleo) no ante-rosto. Parcialmente aberto.

PRIMEIRA EDIÇÃO.

Muito Invulgar.

Observações:

5º volume de uma série de publicações da Imprensa Nacional intitulada História-Sciência-Arte todos publicados pelo autor, considerado um dos maiores antropólogos portugueses

"Barrancos, no Alentejo Baixo, está posto em sítio montuoso, e de constituição xistenta, a 300 ou 400 metros de distância da raia, tomada em linha recta; e o seu território, ou concelho de Barrancos, penetra na Hespanha, como uma cunha, que fica pois delimitada por território hespanhol ao Norte, Nascente e Sul, e tem de superfície 189,50 quilómetros quadrados ( Censo das povoações, de 1911, p.6). Do que resultam, naquele ponto, especiais relações sociais entre as duas nações vizinhas, e acção recíproca, maior, já se vê, da de lá na de cá, do que ao invés, atenta a pequenez e insulamento do nosso rincão - esta palavra é plural de barranco"

"Da convivência, a que se aludiu, de Hespanhóis com os habitantes de Nóudar e de Barrancos adveio influência hespanhola no português, a qual muito concorreu para a formação de um tipo especial de linguagem, designado na povoação por barranquenho, ou fala barranquenha, ou fala à barranquenha. Por barranquenhada designa-se uma expressão mais ou menos própria do barranquenho."

Preço:50,00€

Referência:13383
Autor:VIANA, Abel
Título:PARA O CANCIONEIRO POPULAR ALGARVIO
Descrição:

Edição de Álvaro Pinto, Lisboa, 1956. In-8.º de 321-(2) págs. Br. Cadernos por abrir. Impresso em papel de gramagem superior. Separata da "Revista de Portugal".

Observações:

Este trabalho que  reúne 3167 quadras populares algarvias e  encontra-se organizado por temas: reino vegetal, reino animal, reino mineral, meteorologia, topónimos, corpo humano, diversos sentimentos, satíricas e jocosas, alimentação, trabalhos domésticos e agrícolas, dinheiro,entre muitos outros
A seguir a cada capítulo temático, aparecem as conclusões do autor, tiradas a partir daqueles conjuntos de textos. No final do Cancioneiro aparece uma nota, na qual se colocam os locais da recolha por ordem alfabética, seguindo-se, entre parênteses curvos, o concelho e o nome dos colaboradores do autor.

"Quando, em 1933, chegámos ao Algarve, não pudemos deixar de sentir vivamente o contraste, em todos os aspectos, entre aquela província e o Minho, […]. O gosto vinha desde aquele Dezembro de 1917, data da nossa primeira colocação como professor em uma aldeia do concelho de Ponte de Lima. […] Ocorre-nos registar a música e os versos, […]. Foi, para nós, preciosa revelação. Nunca mais, onde quer que estivéssemos, nos chocaram diferenças de costumes, nem de linguagem, nem de alimentação. Antes a diversidade nos proporcionou grato motivo para observação, para registo de novidades, passando-nos a interessar a maneira de ser peculiar a cada um dos meios onde as contingências da vida oficial nos forçaram a residir. O Algarve constituiu, pois, amplíssimo campo à nossa curiosidade."

Preço:48,00€