Banner Temas de Livros

Palavras chave | Key Words

Açores | África | Afrodite | Agricultura | Alemanha | Alentejo | Algarve | América | Anais | Angola | Anti-Clericalismo | Antologia | Aramaico | Arqueologia | Arquitectura | Arquitectura Militar | Arquitectura Religiosa | Arte | Arte Monumental | Arte Popular | Arte Portuguesa | Artes Decorativas | Artes Plásticas | Artesanato | Autógrafos | Aveiro | Azurara | Barrancos | Beira | Bibliofilia | Bibliografia | Biografia | Botânica | Braga | Bragança | Brasil | Cabo Verde | Caça | Calão | Camiliana | Camilo | Camões | Campo Maior | Caricaturas | Casa de Bragança | Castelo Branco | Castelo de Vide | Catálogo | Ceilão | Censura | Cerâmica | Cervantes | Ceuta | Chaves | China | Ciências | Ciganos | Cister | Coimbra | Colonização | Conto | Contos | Costumes | Cristãos Novos | Crítica | Crónica | Culinária | D. Henrique | Dança | Descobrimentos | Descolonização | Diário | Dicionário | Diplomacia | Direito | Ditadura | Douro | Economia | Edição especial | Educação | Educação Sexual | Emigração | Ensaio | Epístola | Epistolografia | Ericeira | Erotismo | Escultura | Esoterismo | Espanha | Estado Novo | Estanho | Estremoz | Etnografia | Europa | Fado | Fauna | Fernando Pessoa | Figueira da Foz | Filologia | Filosofia | Flora | Folclore | Fotografia | França | Galiza | Genealogia | Geografia | Goa | Grécia | Guerra | Guerra Peninsular | Guiné | Hagiografia | Hebraico | História | História Natural | Idade Média | Igreja | Iluminura | Ilustração | Imprensa | In Memoriam | Índia | Inglaterra | Inquisição | Invasões Francesas | Islão | Itália | Japão | Jesuítas | Jogo de Cartas | Jornalismo | Judeus | Latim | Leiria | Liberalismo | Linguagem | Linguística | Lisboa | Literatura | Literatura de Cordel | Literatura de Viagens | Literatura Infantil | Literatura portuguesa | Livro | Macau | Maçonaria | Madeira | Malacologia | Mariana Alcoforado | Marinha | Marquês de Pombal | Marrocos | Medicina | medieval | Memórias | Minho | Misericórdias | Missões | Mitologia | Moçambique | Moda | Modernismo | Monarquia | Monarquia Constitucional | Muçulmanos | Música | Música Portuguesa | Neo-Realismo | Novela | Novelas | Ordem Monástica | Oriente | Ourivesaria | Pesca | Pintura | Piratas | Poesia | Poesia Trovadoresca | Polémica | Polícia | Política | Porto | Portugal | Presença | Primeira Guerra Mundial | Primeiras edições | Propaganda | Prostituição | Queirosiana | Quintentista | Rafael Bordalo Pinheiro | Raro | Regional | Religião | Religiosa Portuguesa | Renascimento | República | Restauração | Revista | Romance | Romanceiro | Romantismo | S. Tomé e Príncipe | Salazar | Sátira | Sebastianismo | Segunda Guerra Mundial | Sermão | Sexualidade | Sintra | Sociedade | Solares | Tauromaquia | Tavira | Teatro | Tecnologia Tradicional | Teologia | Termas | Terminologia Militar | Timor | Tipografia | Tiragem Especial | Torres Vedras | Tradução | Trás-os-Montes | Tratado | Turismo | Ultramar | Viagens | Vila Real | Vinho | Viseu | Vista Alegre | Zoologia

Módulo background

Etnografia

Foram localizados 29 resultados para: Etnografia

 

Referência:8725
Autor:ABELHO, Azinhal
Título:MEMÓRIA SOBRE OS BARROS DE ESTREMOZ
Descrição:Edições Panorama, 1964. In-8º de 69-(1). págs. Brochado. Belíssima edição de apurado cuidado gráfico impressa a negro e castanho, ilustrado em separado sobre papel couché.
Observações:Edição trilingue.
Preço:18,00€

Referência:12079
Autor:CARDOSO, Carlos Lopes - OLIVEIRA, José Nunes d'
Título:CANCIONEIRO POPULAR DE CETE
Descrição:Instituto de Investigação Científica de Angola, Luanda, 1963. In-4º de 251-(1) págs. Br.
Observações:Importante «cancioneiro poético» que resultou da recolha da letra e da música de canções cantadas na freguesia de Cete, no concelho de Paredes, distrito do Porto. Os dois autores fizeram esta recolha no final dos anos quarenta do século XX e começaram a publicar estas quadras populares, em 1949, na revista «Douro-Litoral» em separatas.

"É uma mera colecção de quadras não tendo outra pretensão que não fosse o registo, que, em férias mais ou menos prolongadas iam os autores colhendo em Cête"
Preço:68,00€

Referência:12282
Autor:COELHO, Adolpho
Título:OS CIGANOS DE PORTUGAL com um estudo sobre o calão
Descrição:

Imprensa Nacional,Lisboa, 1892. In-4º de X-302-(2) págs. Encadernação meia inglesa em pele com florões e dizeres a ouro em casas abertas na lombada. Conserva capas de brochura restauradas. Exemplar por aparar. Ilustrado em extra-texto. Exemplar de trabalho do anterior possuidor apresentando assim sublinhados e anotações a tinta permanente.

 

PRIMEIRA EDIÇÃO.

RARO.

Observações:

Memoria destinada á X sessão do Congresso Internacional dos Orientalistas.

No ano de 1892, a Sociedade de Geografia publicou o livro “Os Ciganos de Portugal”, obra muito curiosa onde se fala da língua daquele grupo étnico e da influência no calão português, da origem dos ciganos de Portugal e Brasil, e das características antropológicas dos seus membros.

Preço:65,00€

Referência:12182
Autor:CORREIA, Vergílio
Título:ETNOGRAFIA ARTÍSTICA PORTUGUESA. Notas de Etnografia Portuguesa e italiana. (Com 80 desenhos e fotografias).
Descrição:

Edição da «Renascença Portuguesa, Porto, 1916. In-8º de 149-(3) págs. Encadernação inteira de percalina castanha. Profusamente ilustrado ao longo do texto com desenhos e esboços de objectos da vida rural. Conserva as capas de brochura, com carimbo de antiga biblioteca e mancha de humidade junto à charneira.

PRIMEIRA EDIÇÃO.

Observações:

Apreciado e invulgar estudo de Vergílio Correia que aborda temas como: "As Alminhas", "Esgrafitos", "Velhos teares", "Os pesos de tear", "A arte no sal", "As cabanas da Assafarja", "Pintadeiras ou Chavões alentejanos", " Castanholas enfeitadas", " Cossoiros do Baixo-Alentejo" e " Ornamentação popular dos barros de Estremoz".

Preço:43,00€

Referência:12298
Autor:CRUZ, Francisco Ignacio dos Santos
Título:DA PROSTITUIÇÃO NA CIDADE DE LISBOA Ou considerações históricas, higiénicas e administrativas em geral sobre as prostitutas, e em especial na referida cidade....
Descrição:

Publicações D. Quixote, Lisboa, 1984. In-8º de 363 págs. Encadernação inteira em sintético com dizeres a ouro na lombada e capa. Integrado na colecção Biblioteca de Etnografia e Antropologia.- Portugal de Perto.

Observações:

Primeiro estudo  sobre a prostituição feminina no nosso país.Aborda a história da prostituição, as classes de prostitutas, de aspectos fisiológicos e patológicos das prostitutas, dos seus costumes e hábitos, do seu número e distribuição na cidade de Lisboa, dos lugares, famílias e idades das prostitutas, das causas da prostituição, do Virus venereo, das casas públicas de prostituição (taxas, polícia, visita sanitária, distribuição das casas pela cidade, donas das casas) e legislação antiga e moderna em Portugal e no mundo.


"É inegável que o aumento da propagação do Virus venereo está na razão directa do aumento da prostituição; e também se não pode duvidar de que o exército concorre para o incremento da prostituição. É portanto o exército uma causa influente na propagação do Virus venereo; a razão e a experiência provam suficientemente qualquer dos dois princípios enunciados. Todos os escritores sobre as enfermidades dos exércitos dizem que o maior número de moléstias que se encontram nas tropas são as venéreas, e até em número superior a todas as outras. A estatística provou a um escritor que as moléstias venéreas das prostitutas sujeitas à vigilância das autoridades administrativas eram na razão de 1:3 e que eram estas muito mais graves do que as outras. Também ele assevera que, se as leis da Natureza são sempre constantes e invariáveis, também as há na ordem social com esta constância e invariabilidade; sendo uma delas que por toda a parte onde se encontram soldados reunidos em certo número, aí se encontram prostitutas. Isto se observa em todas as nações e é o que se vê entre nós apesar de todas as leis repressivas e apesar de todos os rigores da disciplina militar."

 

Preço:25,00€

Referência:11092
Autor:DELGADO, Manuel Joaquim
Título:SUBSÍDIO PARA O CANCIONEIRO POPULAR DO BAIXO ALENTEJO comentário, recolha e notas de ...
Descrição:Edição de Álvaro Pinto (Revista de Portugal), Lisboa, s.d. In-8.º de dois volumes com 515-(2) e 142-(2) págs. Br. Cadernos por abrir. Ilustrado em extra-texto.
Observações:Do prefácio do Autor:
"(...) Mais de dois terços das poesias aqui coligidas foram por mim próprio recolhidas directamente da boca do povo, não só em Beja, senão também noutras localidades do Baixo Alentejo. As restantes foram-me enviadas por pessoas amigas de vários pontos da Província. (...)"

Obra cuja importância é incontornável para os estudos etnográficos do Baixo Alentejo, e que se divide emdois grandes temas, as “cantigas”e as “modas” ("A razão desta denominação baseia-se no facto de passar a ser cantado por toda a gente, como coisa nova, isto é, como moda, qualquer cantar que aparece no folclore da região").
Preço:75,00€

Referência:13618
Autor:DELICADO, António
Título:ADÁGIOS PORTUGUESESreduzidos a lugares communs
Descrição:

Livraria Universal, Lisboa, 1924. In-8º de 272 págs. Br. Capa de brochura com alguns picos de acidez.

Nova edição revista e prefaciada por Luís Chaves.

Observações:

Segunda edição da primeira recolha de provérbios portugueses feita em Portugal, da autoria do Padre António Delicado  publicado, em 1651. A obra recolhe cerca de 4000 provérbios , (a grande maioria, populares), "reduzidos a lugares communs", isto é, agrupados em capítulos. Esta edição é antecedida por um exaustivo prefácio de Luís Chaves que também foi editor desta nova edição.
Segundo António Delicado, no texto "AO LEITOR" "os adagios são as mais approvadas sentenças que a experiência achou nas acçoens humanas, ditas em breves e elegantes palavras"

Este  livro é também um documento que nos dá preciosas informações sobre Portugal  da época: o homem em sua existência quotidiana, as condições de vida, o sensato e o ridículo, as alegrias e as tristezas, as grandezas e as misérias, a realidade e os sonhos, a objetividade e os preconceitos.

Preço:35,00€

Referência:12179
Autor:DERLON, Pierre
Título:TRADIÇÕES OCULTAS DOS CIGANOS
Descrição:

Bertrand, Amadora, 1977. In-8º de 269-(1) págs. Br. Profusamente ilustrado em extra-texto. Integrado na colecção "Enigmas de todos os tempos".

Observações:

Da Badana:

"Pierre Derlon não é cigarro, mas, em virtude de circunstâncias exceptionais, foi "aceite" pelos ciganos. E os últimos feiticeiros - os Kakous - iniciaram-no, pouca a pouco, no seu mundo desconhecido. Sabendo-se condenados pela evolução duma sociedade que persegue tudo o que é "diferente", esses patriarcas, a maior parte das vezes analfabetos, escolheram para seu porta-voz aquele que daria a conhecer ao mundo os segredos do seu povo. Deste modo, este livro é um documento único; levanta o véu sobre algumas práticas de bruxaria, feitiçaria e hipnose nunca antes reveladas. Curiosas comparações se impõem com as práticas dos sacerdotes peles-vermelhas ou mongóis... Pierre Derlon não pretende ter esgotado o assunto. Diz o que pode dizer, e isso é deveras extraordinário."

 

 

Preço:17,00€

Referência:9432
Autor:FELGUEIRAS, Guilherme
Título:ESPADELADAS E ESFOLHADASnótulas etnográficas
Descrição:Edições Pátria, Gaia, 1932. In-8.º de 58 págs. Br. Miolo em excelente estado de conservação. Esmerada edição, impressa em papel encorpado a duas cores. Ilustrado.
Observações:Curioso ensaio etnográfico sobre a actividade da desfolha dos cereais, os seus instrumentos de trabalho, e o seu cancioneiro popular.
Preço:29,00€

Referência:12178
Autor:FRASER, Angus
Título:HISTÓRIA DO POVO CIGANO
Descrição:

Círculo de Leitores, Lisboa, 2000. In-8 de 277-(3)págs. Encadernação do editor.

Observações:

Da Introdução:
Esta é a história de um povo itinerante que chegou aos Balcãs nos tempos medievais e gradualmente se foi espalhando por todo o continente europeu e para além dele.(...) Ao longo dos séculos, apesar de constantemente expostos a múltiplas influências e pressões, conseguiram preservar uma identidade própria e demonstrar notável capacidade de adaptação e sobrevivência. Com efeito, quando consideramos as vissicitudes por que passaram - pois a história que vamos relatar é em grande medida a história do que os outros fizeram para destruir a sua diferença - somos forçados a concluir que a sua maior proeza foi precisamente terem conseguido sobreviver.(...)

Preço:17,00€

Referência:9857
Autor:GIACOMETTI, Michel
Título:CANCIONEIRO POPULAR PORTUGUÊS
Descrição:Círculo de Leitores, 1981. In-4.º; de 343-VI págs. Cartonagem editorial com sobrecapa. Magnificamente ilustrado ao longo do texto e em separado.Contém uma pequena rubrica de posse.
Observações:Apresenta colaboração de Fernando Lopes-Graça.

"... Uma das manifestações populares que melhor traduzem o registo de costumes, tradições e alegrias de uma população, é, sem dúvida, o cancioneiro. Fortemente ameaçada pelos tempos modernos, os cantares do povo têm vindo a diluir-se e a perder a sua autenticidade ...".
Preço:60,00€

Referência:12184
Autor:LIMA, Fernando de Castro Pires de
Título:MANTA DE RETALHOS
Descrição:

Portucalense Editora, Porto, 1969. In. 8.º de 180-(1) págs. Br.

Observações:

Segunda edição, com prefácio do Porf. Marcello Caetano, desta colectânea de artigos que aborda temas e figuras como: Cantiga Popular Portuguesa, Mestre Gil, Abel Salazar, entre outros.

Preço:10,00€

Referência:11593
Autor:MELLO, Pedro Homem de
Título:DANÇAS PORTUGUESAS Danses Portugaises - Portuguese Dances.
Descrição:Lello & Irmão Editores, Porto, 1962. In-fólio de 104 págs. Encadernação editorial em tela com a sobre-capa policromada um bocado gasta. Profusamente ilustrado com fotografias impressas a negro, representando diversas danças tradicionais portuguesas. Texto em português, francês e inglês.
PRIMEIRA EDIÇÃO.
Observações:Magnífico trabalho de recolha etnográfica dirigida por este grande vulto das letras portuguesas.Retrata várias danças regionais portuguesas: Do Alto Minho, da Apúlia, do Baixo Minho, do Litoral, do Douro, de Trás-os-Monte, da Nazaré, do Ribatejo, do Alentejo e de outras regiões portuguesas.
Preço:35,00€

Referência:11096
Autor:MELLO, Pedro Homem de
Título:DANÇAS DE PORTUGAL
Descrição:Manufacturas Ambar, Porto, s/d. In-4.º de 477-(7) págs. Cartonagem editorial com sobrecapa com ilustração de Valentim Malheiro. Ilustrações do mesmo autor intercaladas nas páginas do texto e escrita musical de Resende Dias e Roger Sarbib.
Edição numerada, rubricada pelo autor.
Observações:Obra de investigação sobre um dos mais ricos e interessantes ramos do folclore português, limitado à região situada entre os rios Minho e Vouga.Versão francesa por Maria Radelet e inglesa por Elaine Sanceau.
Preço:50,00€

Referência:12939
Autor:NAZARÉ, João Ranita Da
Título:PROLEGOMENES A L'ETHNOSOCIOLOGIE DE LA MUSIQUE
Descrição:

Fondation Calouste Gulbenkian / Centre Culturel Portugais, Paris, 1984. In-4º de 540-[2] págs.Br. Ilustrado com reproduções fotográficas impressas em extra-texto. Livro em lingua francesa.

Observações:

Importante estudo para a compreensão da etnosociologia musical em Portugal (especialmente o alto alentejo) escrita por um dos maiores musicólogo e sociólogo da música de Portugal. Apresenta ilustrações referentes ao tema das regiões geográficas de Serpa, Cuba, Ficalho, entre outras.

Preço:27,00€

Referência:11097
Autor:NAZARÉ, João Ranita Da
Título:MOMENTOS VOCAIS DO BAIXO ALENTEJO
Descrição:Imprensa Nacional- Casa Da Moeda, Lisboa, 1986.In-4º de 416-(5) págs. Encadernação editorial. Profusamente ilustrado com fotografias e pautas musicais. Com falta do disco de pesquisa científica.
Observações:Magnífico trabalho de investigação, que comporta o “levantamento de 125 cantares do Baixo Alentejo, que nos dizem, geralmente, como amavam, trabalhavam, rezavam e sofriam os seus povos”.
Preço:30,00€

Referência:11432
Autor:O'NEILL ,Brian Juan
Título:PROPRIETÁRIOS, LAVRADORES E JORNALEIRAS desigualdade social numa aldeia transmontana
Descrição:Publicações Dom Quixote, Lisboa, 1986. In-8º de 461-(3)págs. Br. Ilustrado ao longo do texto.
Observações:Com base no trabalho de campo levado a efeito ao longo de dois anos e meio (1976-78) numa pequena povoação de Trás-os-Montes (e que incluiu nomeadamente a consulta de registos paroquiais, róis de confessados e outras fontes históricas locais), o antropólogo norte-americano Brian Juan O’Neill apresenta-nos neste seu livro uma imagem completamente nova das estruturas sociais existentes nas aldeias do Nordeste. O chamado «comunitarismo» - que se julga caracterizar grande parte das comunidades rurais no Norte do País - é questionado e sujeito a uma re-análise crítica. Através de três aspecos fundamentais - a posse da terra, as trocas de trabalho, as práticas de casamento e herança - evidenciam-se formas de desigualdade institucionalizada que obrigam a pôr definitivamente em causa a visão tradicional destes aglomerados montanhosos como conjuntos homogéneos não-estratificados. Esta monografia representa uma nova tentativa no sentido de conjugar métodos específicos de pesquisa da Antropologia e da História Social.
Preço:20,00€

Referência:13690
Autor:Oliveira, Ernesto Veiga de
Título:FESTIVIDADES CÍCLICAS EM PORTUGAL
Descrição:

Publicações Dom Quixote, Lisboa, 1984. In-8º de 357 págs. Br. Profusamente ilustrado ao longo do texto. Integrado na colecção Portugal de Perto. Biblioteca de Etnografia e Antropologia.

Observações:

Obra que encerra capítulos monográficos sobre as festividades cíclicas em Portugal, abordando o tema quer na sua componente geográfica quer as suas ligações com a história, mitologia e folclore.

Do indice destacamos: O Entrudo; O Domingo de Ramos em Portugal:  A Queima do Judas; O Primeiro de Maio; As Maias; O S. João em Portugal; O S. Martinho em Portugal; Manjares e refeições cerimoniais; O Culto dos mortos no Natal; Romarias; Touradas em Forcalhos, Figuras gigantescas processionais em Portugal; Alguns jogos populares Poveiros; O Jogo do Pau em Portugal; entre muitos outros.

Preço:25,00€

Referência:13182
Autor:OLIVEIRA, Ernesto Veiga de;GALHANO, Fernando; PEREIRA, Benjamim
Título:O LINHO Tecnologia tradicional portuguesa.
Descrição:

Instituto Nacional de Investigação Científica/Centro de Estudos de Etnologia, Lisboa, 1978. In-8º de 246-(2) págs. Br. Profusamente ilustrado ao longo do texto comdesenhos etnograficos de Fernando Galhano e 121 fotogravuras em extra-texto impressas sobre papel couché.

PRIMEIRA EDIÇÃO.

INVULGAR.

Observações:

Importante e conceituado estudo do Prof. Veiga de Oliveira sobre o linho.

“Agarra-se uma quantidade que a mão esquerda abarque, acercam-se as pontas e firmam-se contra o maçadoiro [pedra] e maça-se vigorosamente, tendo o cuidado de expor todas as palhas, e invertendo a certa altura a posição da manada e voltando a parte de dentro para fora”.

Preço:40,00€

Referência:11228
Autor:ROCHA, João da
Título:CANÇÕES PORTUGUESAS PARA AS ESCOLAS
Descrição:Fundação Calouste Gulbenkian, Centro Cultural Português, Paris, 1980. In-8º de 251 págs. Encadernação editorial. Exemplar n.º XIII da colecção "Fontes Documentais Portuguesas".
Observações:Com um extenso e importante trabalho preliminar sobre João da Rocha, assinado por SeabraPereira. Estas «Canções Portuguesas para as Escola»s aparecem neste volume pela primeiravez impressas.
Preço:25,00€

Referência:9266
Autor:SANTO, Moisés Espírito
Título:CINCO MIL ANOS DE CULTURA A OESTE Etno-história da Religião Popular numa região da Estremadura
Descrição:Assírio & Alvim, Lisboa, 2004. In-8º de 535-(5)págs. Br. Ilustrado.
Observações:Excertos da Contracapa
Numa quadrícula da Estremadura(concelhos de Nazaré, Alcobaça,Rio Maior,Porto de Mós,Batalha e Leiria) tomando como guião a religião popular(que é ancestral e imorredoura)e a toponímia(libertada dos estereótipos latinistas e arabistas),o autor põe a claro estratos da cultura lusitano-fenícia(ou lusitano-púnica) que foi tabu académico até aos anos 80 do século XX(proibido investigar).A partir duma capela à Senhora da Luz,perto de Aljubarrota e do que foi o porto lusitano-fenício de Cós,deparamo-nos com um santuário megalítico à Lua(ainda quase intacto) e(...) De fio a fio ,descobre-se que a história da Senhora da Nazaré é a traduçaõ dum poema épico fenício escrito no séc. XV A.C.(...)De lugar em lugar,por entre mitos e arqueossítios,emerge um vasto rol de descobertas como,por exemplo,a lenda da Padeira de Aljubarrota que foi um ditote lusitano-fenício/púnico referente a ladrões de celeiros(...),atente-se a como a gíria dos marujos portugueses foi a linguagem técnica dos mareantes acádico-fenícios.
Preço:30,00€

Referência:1259
Autor:sem autor definido
Título:TEATRO POPULAR PORTUGUÊS (RELIGIOSO; PROFANO; AÇORES)
Descrição:Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, Coimbra, 1976, 1979, 1974. In. 8.º de 3 volumes de 750, 484 e 693 páginas respectivamente. Br.
Observações:Coligido por J. Leite Vasconcellos, coordenação e notas de A. Machado Guerreiro.
Preço:100,00€

Referência:11623
Autor:SOUZA, Alberto
Título:O TRAJO POPULAR EM PORTUGAL NOS SÉCULOS XVI e XVIII E XVIII E XIXpor... sócio efectivo da Associação dos Arqueologos Portugueses.
Descrição:Sociedade Nacional de Tipografia, Lisboa, 1924.252-II págs. In-4º de 2 volumes de XVI-80 e 252-(2) págs. Luxuosa encadernação inteira em pele reproduzindo uma das capas e lombada comcom nervuras e dizeres a ouro. Profusamente ilustrado com 200 + 400 gravuras reproduzidas directamente pela fotografia, segundo os documentos da época.
Observações:Publicação muito interessante e curiosa, luxuosamente impressa eamplamente ilustrada com reproduções de documentos iconográficos antigos e ainda com numerosas reproduções de aguarelas de Alberto Sousa em extra-texto sobre papel couché.

“No fim do século XVIII e começos do XIX apareceram gravadas e impressas em Portugal algumas estampas, figurando os característicos e interessantes trajos portuguêses, que nesta época ainda conservam toda a sua originalidade e colorido. Julguei curioso coligir num livro o que se tivesse publicado, fazendo uma escolha cuidada e conscienciosa, juntando às figuras mais típicas e expressivas das citadas estampas, outras que se encontrassem dispersas em livros, quadros, desenhos, gravuras, azulejos, etc. Foi o que realizaei, tentando a reprodução directa e escrupulosa dos documentos a que me refiro para não lhes alterar o sabor da verdade e da documentação, colocando-as tanto quanto possível por ordem, num período que, atingindo aproximadamente cem anos de indumentária popular, se esfuma nos meiados do século, XIX, perdendo nêste momento, quasi por completo, a purêsa das fórmas e do colorido (...)”.
“O publico, acolhendo com extraordinária benevolencia a primeira parte dos meus estudos sobre o trajo popular portuguez nos séculos XVIII e XIX, animou-me a publicar a segunda parte desta obra reunindo no volume que se inicia, a documentação que consegui obter respeitante aos séculos XVI e XVII. (...) É a primeira vez, julgo eu, que em Portugal se pretende tratar pela imagem a indumentária destas épocas, e, se no volume anterior as especies se encontravam mais ou menos reunidas, no actual, foi necessario rebuscar aqui e acolá, pelos Museus, Arquivos, Bibliotecas e colecções particulares, com trabalho e persistência.”
Preço:250,00€

Referência:9685
Autor:TRINDADE, Luís
Título:GENEALOGIA DA MÚSICA POPULAR UNIVERSALIZADA
Descrição:Edições Contraponto, Porto, 1984. In. 8.º de 204(3) págs. Br.
Observações:Ensaio sobre a influência da cultura dos afro-americanos na música dos EUA e mundial do século XX em diante.
A obra versa sobre os seguintes temas:Retrato impressivo da condição humana dos negros; A música e o escravo; Blues: a forma e a substância; A música espiritual negra; Remissão da música popular negra; Introdução à criação musical popular da América branca; A imitação dos negros; Country & wester: causalidade, temática e estrutura; A ligação da country music à folk song; Beatles - ou a sincrese qualitativa no seio da pop/rock e finalmente Bob Dylan: o veio da remição musical Norte-Americana.
Preço:17,00€

Referência:11094
Autor:VALLE, Carlos
Título:RELICÁRIO DE CANTIGAS (Cantos Populares de Vila Nova de Gaia) Vol.I e II
Descrição:Edição da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, Vila Nova de Gaia, 1973 e 1982. 2 volumes de in-8º de 258 e 399 págs. Br. Profusamente ilustrados com imagens e partituras musicais extra-texto.
Observações:Estudo muito interessante sobre os cantos populares de Vila Nova de Gaia.
Preço:38,00€

Referência:4202
Autor:VASCONCELOS, Carolina Michaelis de
Título:ALGUMAS PALAVRAS A RESPEITO DE PÚCAROS DE PORTUGAL
Descrição:Nova Edição da Revista "Ocidente", Lisboa, 1957. In-8.º de 101(2) págs. Br. POR ABRIR. INVULGAR
Observações:Estudo muito interessante, enriquecido com algumas ilustrações."...notas relativas a barros antigos modernos desta abençoada faixa ocidental da Península, mas sobretudo as mais humildes espécies de vasos de beber água..."
Preço:30,00€

Referência:12176
Autor:VASCONCELOS, José Leite de
Título:FILOLOGIA BARRANQUENHA - APONTAMENTOS PARA O SEU ESTUDO publicados peloDoutor Leite de Vasconcellos
Descrição:

Imprensa Nacional de Lisboa, Lisboa, 1955. In-8º de 217 págs. Br. Carimbo de biblioteca particular (ex-libris a óleo) no ante-rosto. Parcialmente aberto.

PRIMEIRA EDIÇÃO.

Muito Invulgar.

Observações:

5º volume de uma série de publicações da Imprensa Nacional intitulada História-Sciência-Arte todos publicados pelo autor, considerado um dos maiores antropólogos portugueses

"Barrancos, no Alentejo Baixo, está posto em sítio montuoso, e de constituição xistenta, a 300 ou 400 metros de distância da raia, tomada em linha recta; e o seu território, ou concelho de Barrancos, penetra na Hespanha, como uma cunha, que fica pois delimitada por território hespanhol ao Norte, Nascente e Sul, e tem de superfície 189,50 quilómetros quadrados ( Censo das povoações, de 1911, p.6). Do que resultam, naquele ponto, especiais relações sociais entre as duas nações vizinhas, e acção recíproca, maior, já se vê, da de lá na de cá, do que ao invés, atenta a pequenez e insulamento do nosso rincão - esta palavra é plural de barranco"

"Da convivência, a que se aludiu, de Hespanhóis com os habitantes de Nóudar e de Barrancos adveio influência hespanhola no português, a qual muito concorreu para a formação de um tipo especial de linguagem, designado na povoação por barranquenho, ou fala barranquenha, ou fala à barranquenha. Por barranquenhada designa-se uma expressão mais ou menos própria do barranquenho."

Preço:50,00€

Referência:8729
Autor:VASCONCELOS, José Leite de
Título:MISCELANEA SCIENTIFICA E LITERÁRIA dedicada ao Doutor J. Leite de Vasconcelos
Descrição:Imprensa da Universidade, Coimbra, 1934. In-4.º de V-530(1) págs. Brochado. Ilustrado ao longo do texto e em separado. O exemplar apresenta todas as páginas por abrir.
Observações:Reúne, entre muitos outros artigos, os seguintes: Camões: o soneto "Quando cuido" texto e comentário pelo Dr. José Maria Rodrigues; Étymologies por Leo Spitzer; Uma prespectiva grega na astronomia medieval por O. J. Tállgren; A repetição de palavras rimantes na finda dos trovadores galaico-portugueses por Henry R. Lang; Dicionaristas e Dicionários hebreo-portugueses por Mosés Bensabat Amzalak; Os escravos em Portugal por Fortunato de Almeida; Varia Romantica por J. D. M. Ford; Literary and religion por Pliny Earle Goddard; Tartessos por Prof. A. Schulten; O elemento brasileiro no português por Jacques Raimundo; Les Lusitaniens dans l'armée romaine de R. Cagnat; Nova Goa de António Fialho,
Preço:45,00€

Referência:13383
Autor:VIANA, Abel
Título:PARA O CANCIONEIRO POPULAR ALGARVIO
Descrição:

Edição de Álvaro Pinto, Lisboa, 1956. In-8.º de 321-(2) págs. Br. Cadernos por abrir. Impresso em papel de gramagem superior. Separata da "Revista de Portugal".

Observações:

Este trabalho que  reúne 3167 quadras populares algarvias e  encontra-se organizado por temas: reino vegetal, reino animal, reino mineral, meteorologia, topónimos, corpo humano, diversos sentimentos, satíricas e jocosas, alimentação, trabalhos domésticos e agrícolas, dinheiro,entre muitos outros
A seguir a cada capítulo temático, aparecem as conclusões do autor, tiradas a partir daqueles conjuntos de textos. No final do Cancioneiro aparece uma nota, na qual se colocam os locais da recolha por ordem alfabética, seguindo-se, entre parênteses curvos, o concelho e o nome dos colaboradores do autor.

"Quando, em 1933, chegámos ao Algarve, não pudemos deixar de sentir vivamente o contraste, em todos os aspectos, entre aquela província e o Minho, […]. O gosto vinha desde aquele Dezembro de 1917, data da nossa primeira colocação como professor em uma aldeia do concelho de Ponte de Lima. […] Ocorre-nos registar a música e os versos, […]. Foi, para nós, preciosa revelação. Nunca mais, onde quer que estivéssemos, nos chocaram diferenças de costumes, nem de linguagem, nem de alimentação. Antes a diversidade nos proporcionou grato motivo para observação, para registo de novidades, passando-nos a interessar a maneira de ser peculiar a cada um dos meios onde as contingências da vida oficial nos forçaram a residir. O Algarve constituiu, pois, amplíssimo campo à nossa curiosidade."

Preço:48,00€
página 1 de 2