Banner Temas de Livros

Palavras chave | Key Words

Açores | África | Afrodite | Agricultura | Alemanha | Alentejo | Algarve | América | Anais | Angola | Anti-Clericalismo | Antigo Regime | Antologia | Aramaico | Arqueologia | Arquitectura | Arquitectura Militar | Arquitectura Religiosa | Arte | Arte Monumental | Arte Popular | Arte Portuguesa | Artes Decorativas | Artes Plásticas | Artesanato | Autógrafos | Aveiro | Azurara | Barrancos | Batalhas | Beira | Bibliofilia | Bibliografia | Biografia | Botânica | Braga | Bragança | Brasil | Cabo Verde | Caça | Calão | Camiliana | Camões | Campo Maior | Caricaturas | Casa de Bragança | Castelo Branco | Castelo de Vide | Catálogo | Ceilão | Censura | Cerâmica | Cervantes | Ceuta | Chaves | China | Ciências | Ciganos | Cinema | Cister | Coimbra | Colonização | Conto | Contos | Correspondência | Costumes | Cristãos Novos | Crítica | Crónica | Culinária | D. Henrique | Dança | Descobrimentos | Descolonização | Diário | Dicionário | Diplomacia | Direito | Ditadura | Douro | Economia | Edição especial | Educação | Educação Sexual | Emigração | Ensaio | Ensino | Epístola | Epistolografia | Ericeira | Erotismo | Escultura | Esoterismo | Espanha | Estado Novo | Estanho | Estremoz | Estudos Pessoanos | Etnografia | Europa | Évora | Fauna | Fernando Pessoa | Figueira da Foz | Filologia | Filosofia | Flora | Folclore | Fotografia | França | Fundão | Galiza | Genealogia | Geografia | Gil Vicente | Goa | Grécia | Guerra | Guerra Colonial | Guerra Peninsular | Guiné | Hagiografia | Hebraico | História | História Natural | Humanismo | Idade Média | Igreja | Iluminura | Ilustração | Imprensa | In Memoriam | Índia | Inglaterra | Inquisição | Islão | Itália | Japão | Jesuítas | Jogo de Cartas | Jornalismo | Judeus | Latim | Leiria | Liberalismo | Linguagem | Linguística | Lisboa | Literatura | Literatura de Cordel | Literatura de Viagens | Literatura Infantil | Literatura portuguesa | Livro | Livros Proibidos | Macau | Maçonaria | Madeira | Malacologia | Mariana Alcoforado | Marinha | Marquês de Pombal | Marrocos | Medicina | medieval | Memórias | Militar | Minho | Misericórdias | Missões | Mitologia | Moçambique | Modernismo | Monarquia | Monarquia Constitucional | Muçulmanos | Música | Música Portuguesa | Neo-Realismo | Novela | Numismática | Ordem Monástica | Oriente | Ourivesaria | Pedagogia | Pesca | Pintura | Piratas | Poesia | Polémica | Polícia | Política | Porto | Portugal | Presença | Primeira Guerra Mundial | Primeiras edições | Propaganda | Prostituição | Quintentista | Rafael Bordalo Pinheiro | Raro | Regional | Religião | Religiosa Portuguesa | Renascimento | República | Restauração | Revista | Ribatejo | Romance | Romanceiro | Romantismo | S. Tomé e Príncipe | Salazar | Santarém | Sátira | Sebastianismo | Segunda Guerra Mundial | Sermão | Sexualidade | Sociedade | Solares | Surrealismo | Tauromaquia | Tavira | Teatro | Tecnologia Tradicional | Teologia | Termas | Terminologia Militar | Timor | Tipografia | Tiragem Especial | Torres Vedras | Tradução | Trás-os-Montes | Tratado | Turismo | Ultramar | Universidade | Viagens | Vila Real | Vinho | Viseu | Vista Alegre

Módulo background

POLITICA NOVA :Ideias para a reorganisação da nacionalidade portugueza

em História geral

Referência:
9496

Autor:
VEIGA, Alves da

Palavras chave:
sem palavras chave

Ano de Edição:
sem ano de edição definido

29,00€


Adicionar Sugerir

Título:
POLITICA NOVA :Ideias para a reorganisação da nacionalidade portugueza
Descrição:
Livraria Clássica Editora, Lisboa, 1911. In-4º de : 239 págs. Br. Primeira Edição. Cadernos por abrir.
Observações:
Artigo do Jornal "O Século" n.º 10616 de 2 de Julho de 1911, p.1

“O ilustre representante de Portugal na Bélgica, sr. dr. Alves da Veiga, fez publicar por intermédio da Livraria Clássica Editora, de Lisboa, um seu notável trabalho Política nova, condensação de ideias para a reorganização da nacionalidade portuguesa.
Dada a especial competência do ilustre diplomata, cuja vida tem sido incessantemente consagrada ao estudo da transformação do país pelas novas instituições por que tanto se sacrificou, todo o elogio da obra resulta escusado.
Livro de um espírito cultíssimo e de ardente patriota, muito há nele para meditar. É um manancial de ideias sobre as diversas formas da organização republicana, federação portuguesa e seus elementos orgânicos, princípios gerais da constituição dos poderes políticos, organização das funções legislativa e executiva, reformas judiciárias, instituições militares, organização democrática das finanças, liquidação da situação financeira, etc.
Obra complexa, abrangendo assim por dizer todo um grande plano de governo, merece a leitura demorada de todos quantos se interessam pela vida nacional.
À edição do livro do dr. Alves da Veiga, que é esmerada, está certamente destinado um brilhantíssimo êxito.”
in Centenário da República
Voltar