Banner Temas de Livros

Palavras chave | Key Words

Açores | África | Afrodite | Agricultura | Alemanha | Alentejo | Algarve | América | Anais | Angola | Anti-Clericalismo | Antigo Regime | Antologia | Aramaico | Arqueologia | Arquitectura | Arquitectura Militar | Arquitectura Religiosa | Arte | Arte Monumental | Arte Popular | Arte Portuguesa | Artes Decorativas | Artes Plásticas | Artesanato | Autógrafos | Aveiro | Azurara | Barrancos | Batalhas | Beira | Bibliofilia | Bibliografia | Biografia | Botânica | Braga | Bragança | Brasil | Cabo Verde | Caça | Calão | Camiliana | Camilo | Camões | Campo Maior | Caricaturas | Casa de Bragança | Castelo Branco | Castelo de Vide | Catálogo | Ceilão | Censura | Cerâmica | Cervantes | Ceuta | Chaves | China | Ciências | Ciganos | Cinema | Cister | Coimbra | Colonização | Conto | Contos | Correspondência | Costumes | Cristãos Novos | Crítica | Crónica | Culinária | D. Henrique | Dança | Descobrimentos | Descolonização | Diário | Dicionário | Diplomacia | Direito | Ditadura | Douro | Economia | Edição especial | Educação | Educação Sexual | Emigração | Ensaio | Epístola | Epistolografia | Ericeira | Erotismo | Escultura | Esoterismo | Espanha | Estado Novo | Estanho | Estremoz | Estudos Pessoanos | Etnografia | Europa | Fauna | Fernando Pessoa | Figueira da Foz | Filologia | Filosofia | Flora | Folclore | Fotografia | França | Fundão | Galiza | Genealogia | Geografia | Gil Vicente | Goa | Grécia | Guerra | Guerra Colonial | Guerra Peninsular | Guiné | Hagiografia | Hebraico | História | História Natural | Humanismo | Idade Média | Igreja | Iluminura | Ilustração | Imprensa | In Memoriam | Índia | Inglaterra | Inquisição | Islão | Itália | Japão | Jesuítas | Jogo de Cartas | Jornalismo | Judeus | Latim | Leiria | Liberalismo | Linguagem | Linguística | Lisboa | Literatura | Literatura de Cordel | Literatura de Viagens | Literatura Erótica | Literatura Infantil | Literatura portuguesa | Livro | Livros Proibidos | Macau | Maçonaria | Madeira | Malacologia | Mariana Alcoforado | Marinha | Marquês de Pombal | Marrocos | Medicina | medieval | Memórias | Minho | Misericórdias | Missões | Mitologia | Moçambique | Moda | Modernismo | Monarquia | Monarquia Constitucional | Muçulmanos | Música | Música Portuguesa | Neo-Realismo | Novela | Novelas | Numismática | Ordem Monástica | Oriente | Ourivesaria | Pesca | Pintura | Piratas | Poesia | Poesia Trovadoresca | Polémica | Polícia | Política | Porto | Portugal | Presença | Primeira Guerra Mundial | Primeiras edições | Propaganda | Prostituição | Quintentista | Rafael Bordalo Pinheiro | Raro | Regional | Religião | Religiosa Portuguesa | Renascimento | República | Restauração | Revista | Ribatejo | Romance | Romanceiro | Romantismo | S. Tomé e Príncipe | Salazar | Sátira | Sebastianismo | Segunda Guerra Mundial | Sermão | Sexualidade | Sintra | Sociedade | Solares | Tauromaquia | Tavira | Teatro | Tecnologia Tradicional | Teologia | Termas | Terminologia Militar | Timor | Tipografia | Tiragem Especial | Torres Vedras | Tradução | Trás-os-Montes | Tratado | Turismo | Ultramar | Universidade | Viagens | Vila Real | Vinho | Viseu | Vista Alegre | Zoologia

Módulo background

SOLEMNIA VERBA - Última palavra da ciência; O X de todos os problemas de coração; Obra importantíssima para todos os sexos masculino, feminino, e neutro, e especialmente para as cozinheiras. Em doze volumes, sendo o primeiro SCENAS DA FOZ

em Literatura Portuguesa

Referência:
11803

Autor:
JOÃO JUNIOR

Palavras chave:
sem palavras chave

Ano de Edição:
sem ano de edição definido

30,00€


Adicionar Sugerir

Título:
SOLEMNIA VERBA - Última palavra da ciência; O X de todos os problemas de coração; Obra importantíssima para todos os sexos masculino, feminino, e neutro, e especialmente para as cozinheiras. Em doze volumes, sendo o primeiro SCENAS DA FOZ
Descrição:
Em Casa de Cruz Coutinho- Editor, Porto, 1860. In-8.º de 222 págs. Encadernação meia inglesa com lombada em sintético, na qual se inscrevem dizeres dourados. Não conserva capas de brochura, mas o miolo apresenta-se muito limpo. Dedicatória, não autógrafa, no ante-rosto.
SEGUNDA EDIÇÃO.
Observações:
"Li, como editor, e reli, como critico, as Scenas da Foz do snr. João Junior. Declaro que encontrei uma série de scenas, que tanto podiam ser de S. João da Foz como de Freixo-de-Espada-à-Cinta. Entretanto, os quadros cómicos são desenhados com um pouco mais de sal que um artigo de fundo. Os episódios fúnebres estão escriptos em estylo de cavallo de carruagem como dizia Voltaire. Outro sim declaro, que não vi neste livro doutrina, palavra, phrase ou virgula, que destôe dos maus costumes da época em que é escripta" Palavras de Camillo Castello Branco enquando editor.
Voltar