Banner Temas de Livros
 Aplicar filtros
Livros do mês: Julho 2019
Temas 
Palavras Chave 
Módulo background

Livro Pré 1850

Foram localizados 149 resultados para: Livro Pré 1850

Referência:10102
Autor:GARRET, Almeida
Título:MEMORIA HISTORICA DO CONSELHEIRO A. M. L. VIEIRA DE CASTRO
Descrição:Typographia de José Baptista Morando, Lisboa, 1843. In. 8.º de 34 págs. Desencadernado. Ilustrada com o retrato do biografado.
Observações:Opúsculo muito curioso, escrito por Almeida Garret, sobre a vida do Conselheiro A.M. L. Vieira de Castro.
Preço:25,00€

Referência:10203
Autor:GOLDONI, Carlos
Título:A BELLA SALVAGEM - COMÉDIA NOVA
Descrição:Offic. de Simão Thaddeo Ferreira, Lisboa, 1788. In-8.º de 40 págs. Cartonagem recente, com rótulo em pele na pasta, com dizeres dourados. O canto superior esquerdo toscamente restaurado com ligeiro prejuizo do texto da folha inicial. POR APARAR mas que dado a fraca qualidade do papel, apresenta algumas falhas.
Observações:Esta obra conheceu no mesmo ano 4 edições distintas, tal foi o seu exito. Comédia composta no idioma italiano, traduzida para lingua portuguesa para se representar no Teatro do Bairro Alto. Folheto muito raro como todos os de literatura de cordel do século XVIII.FORJAZ SAMPAIO, 74
Preço:46,00€

Referência:10104
Autor:GOMES, Padre Luis
Título:SERMAM DA NATIVIDADE DA SERINISSIMA VIRGEM MARIA MÃY DE DEOS, & S. N.
Descrição:Officina de Antonio Pedrozo Galram, Lisboa, 1698. In-8.º de 16 págs. Desencadernado. Mancha de humidade
Observações:
Preço:32,00€

Referência:11700
Autor:GUERREIRO, José António & D. Pedro de Sousa Holstein, (1º Marquês de Palmela)
Título:MANIFESTO DOS DIREITOS DE SUA MAGESTADE FIDELISSIMA A SENHORA DONA MARIA SEGUNDA; e a Exposição da QUESTÃO PORTUGUEZA
Descrição:Na Imprensa da Universidade, Coimbra, 1836. In-4º de 185 págs. Encadernação meia inglesa antiga com dizeres e florões a ouro na lombada. Páginas com algus furos de traça , sem prejuizo da mancha tipográfica.
Observações:Primeira edição impressa em Portugal deste manifesto destinado, principalmente, a mostrar:" 1.º que os direitos do Senhor D. Pedro IV, e depois d'elle os da Senhora D. Maria Segunda ao throno Portuguez, são certos e incontestaveis: 2.º que a elevação do Serenissimo Senhor Infante D. Miguel ao throno foi rigorosa usurpação...".
Preço:75,00€

Referência:10209
Autor:JOLY, Victor .
Título:DES JÉSUITES ET DE QUELQUES ENGOUEMENTS LITTÉRAIRES A PROPOS DU JUIF ERRANT
Descrição:Eugéne Landoy, Bruxelles, 1845. In-8º de 180 págs. Encadernação meia inglesa em pele com florões dourados em casas abertas. Pequenos sublinhados da época em algumas páginas da obra.
Observações:Importante libelo a favor da liberdade de pensamento.
Preço:20,00€

Referência:10124
Autor:LACERDA, Fernando Corea
Título:HISTORIA DA VIDA, MORTE, MILAGRES, CANONISAÇÃO, E TRANSLADAÇÃO DE SANCTA ISABEL SEXTA RAINHA DE PORTUGAL: dedicada ao Serenissimo Principe Dom Pedro
Descrição:na Officina de João Galrão, Lisboa, 1680. In-8º de XXVIII-378 e 109 págs. Encadernação moderna inteira de carneira decorada nas pastas com filetes cravados a seco em moldura e lombada com florões dourados ao gosto setecentista. Exemplar com pequenos defeitosno frontispício e algumas folhas do texto com manchas de água.
Primeira edição, muito rara
Observações:As últimas 109 páginas tratam da transladação da Sancta Isabel.
Biografia da Rainha Santa muito rara nesta primeira edição. Conheceu duas reimpressões uma no século XVIII e a outra no século XIX.

REF.EXT:Barbosa Machado II, 23; III, 390 &Inocêncio III, 271Pinto de Matos 215
Preço:575,00€

Referência:13563
Autor:LANGLÉ, Joseph Adolphe Ferdinand
Título:FUNERAL DO IMPERADOR NAPOLEÃO. Relação da trasladação dos despojos mortaes, de Santa Helena para Paris, e descripção da pompa funebre, illustrada com oito estampas
Descrição:

Na Imprensa Nacional, Lisboa, 1842. In-8.º de 63-(1) págs.Encadernação inteira moderna com dizeres a ouro em rótulo em pele na lombada. Desconhecemos se teve capas de brochura. Ilustrado em extra-texto com 8 litografias anunciadas no frontispício foram executadas na Lith. da Imp. Nacional e desenhadas por Miguel Ângelo Lupi.

RARO.

Observações:

Publicação muito curiosa onde se descreve a exumação dos restos de napoleão em St.Helena, a autópsia do corpo, o  transporte para Paris e a cerimónia fúnebre em Dezembro de 1840, quando os restos voltaram a ser enterrados.

Preço:135,00€

Referência:13605
Autor:LIMA, Augusto J. Gonçalves
Título:MURMURIOS
Descrição:

Typographia da Revista Popular, Lisboa, 1851. In-8º de XXIV-262-(2) págs. Encadernação meia inglesa em pano com dizeres a ouro em rótulo de pele. Sem capas de brochura e ligeiramente aparado. Pequenoa carimbo de posse.


PRIMEIRA EDIÇÃO
INVULGAR

 

Observações:

Livro de poemas de Augusto Gonçalves Lima, um dos nove poetas que integraram a revista "Trovador" editada por Feliciano de Castilho que acreditava ter descoberto uma nova linhagem de poetas coimbrães, "os poetas do Trovador". Em jeito de prólogo o livro encerra cartas trocadas entre o autor e o critico literário dessa geração, António Pedro Lopes de Mendonça.

Preço:25,00€

Referência:10236
Autor:LINEU, Carlos
Título:SYSTEMA VEGETABILIUM secundum Classes, Ordines, Genera, Species cum Characteribus et Differentiis. Editio prima in usum Auditorii Conimbricensis, juxta editionem decimam quintam Gottingae anni 1797, emendatior et castigatior.
Descrição:Typografia Academica. 1838. In-8º de 443 págs. Desencadernado e leve mancha de humidade que ocupa as primeiras páginas, no canto inferior direito.
Observações:Trata-se apenas do volume que trata das classes I a XII
Preço:130,00€

Referência:13522
Autor:LOPES, Joaquim José Pedro
Título:CARTA AO SR. ANTÓNIO MARIA DO COUTO,na qual se dá breve, seria, e terminante resposta ao Manifesto, em que pretende mostrar os erros do poema Oriente, e defender os das Lusiadas
Descrição:

Impressão Régia, Lisboa, 1815. In-8º de 31 págs. Br.  Páginas com alguns picos de acidez. Exemplar cosido apenas à margem estando intacto de margens, sem encadernação como na origem

INVULGAR.

Observações:

Carta que faz parte da polémica iniciada por António Maria do Couto com a publicação do  "Manifesto critico, analytico e apologético em que se defende o insigne vate Camões da mordacidade do discurso preliminar do Poema Oriente, e se demonstram os infinitos erros do mesmo poema". Esta resposta de Joaquim José Pedro Lopes, é  uma defesa do poema de Macedo e onde se apontam erros encontrados nos Lusiadas.

Preço:20,00€

Referência:13537
Autor:MACEDO, José Agostinho de
Título:GAMA poema narrativo
Descrição:

Na Impressão Regia, Lisboa, 1811. In-8.º de XV-266 págs. Encadernação coeva inteira em pele e dizeres a ouro em rótulo de pele vermelha na lombada.

PRIMEIRA E ÚNICA EDIÇÃO.

INVULGAR.

Observações:

Primeira versão do poema Oriente de de Agostinho de Macedo onde ele tentou  corrigir aquilo que considerava errado em «Os Lusíadas», de Camões, e de fazer justiça aos heróis que Camões não tinha exaltado.

Inocêncio: “Foi editor o livreiro Desiderio Marques Leitão. - O poema é dedicado a Ricardo Raymundo Nogueira, então membro da regencia do reino: consta de dez cantos, com 787 oitavas, e é precedido de uma de pindarica em louvor de Camões, a qual se não encontra noutra parte. D’este Gama refundido, e accrescentado com dous novos cantos, é que se formou o Oriente.”

Preço:60,00€

Referência:13535
Autor:MACEDO, José Agostinho de
Título:A LYRA ANACREONTICA; Á Illustrissima SenhoraD. M. C. D. V.
Descrição:

Na Impressão Regia, Lisboa, 1819. In-8º de de 192 págs. Encadernação coeva inteira de pele mosqueada com dizeres a ouro sibre rótulo de pele vermelha na lombada.

PRIMEIRA EDIÇÃO.

INVULGAR.

Observações:

Primeira edição, muito invulgar de uma das mais  apreciadas obras de José Agostinho de Macedo.
Contém cento e uma odes anacreonticas, precedidas de uma epístola dedicatória em versos hendecasyllabos.
Nas "Memorias para a vida intima de José Agostinho de Macedo", Inocêncio refere-se que Agostinho de Macedo manteve assidua relação com D. Joanna Thomasia de Brito Lobo, freira do mosteiro de Odivelas, “fazendo por seu respeito amiudadas visitas áquelle convento. (...)  Era esta dama, ao que parece, dotada de alguma instrucção e apaixonada das lettras; José Agostinho dedicou-lhe as suas  Cartas philosophicas a Attico, impressas em 1815 (...) Estes amores tiveram seu termo em 1818; e não deixa de ser curioso o modo como finalisaram. A religiosa de quem temos fallado, entretinha correspondencia epistolar com outra da mesma ordem (...), chamada D. Maria Candida do Valle e n’uma das sortidas que José Agostinho fazia a Odivellas, D. Joanna lhe fez ver uma carta mui discreta, que pouco antes recebera d’aquella sua amiga. O padre agradou-se tanto da linguagem  e estylo d’aquella missiva, que pediu in continenti, permissão de ser elle quem fizesse a resposta. Foi satisfeito o seu desejo e parece que por mais tempo continuou a servir de secretario na correspondencia das duas damas. Porém como a tal D. Maria Candida viesse a Lisboa, José Agostinho sollicitou ter  com ella uma entrevista. Não sabemos o que passaram, porém o certo é que D. Joanna foi desde logo abandonada tendo de ceder o campo á sua rival. Cumpre notar que José Agostinho contava então 59 annos e D. Maria passava dos 38; foram taes os atractivos que elle encontrou n’esta nova conquista  e com tal fervor se entregou á sua paixão, que em tres dias compoz (apesar das cans que lhe alvejavam a fronte), cem Odes anacreonticas, em louvor da sua bella, as quaes deu á luz no anno de 1819, sob o titulo de Lyra Anacreontica ”.

Preço:75,00€

Referência:13517
Autor:MACEDO, José Agostinho de
Título:A MEDITAÇÃO junto com NEWTON
Descrição:

Typ de Francisco Pereira d'Azevedo, Porto, 1854. Dois tomos de 270 e 169 págs encadernados juntos num só volume. Encadernação coeva em pele castanha meia inglesa com dizeres a ouro na lombada. Pequena vinheta de número de ordem de biblioetac particular na lombada.

Observações:

Dois poemas de inspiração filosófica de José Agostinho de Macedo.

A Meditação, poema em quatro cantos que segundo Innocêncio no seu livro "Vida e Obra de José Agostinho de Macedo" transcrevendo um juízo de Costa e Silva afirma: "De  todas as obras de José Agostinho a mais importante é a Meditação. Este poema lhe levou longos annos de trabalho e de desvelo, refundindo-o e corrigindo-o muitas vezes, e mudando-lhe o titulo, antes de o dar á luz."

 

Newton, Esta edição encerra o "Discurso Preliminar. A Fisica, ou alguma de suas
partes, he, ou póde ser digna materia da poezia sublime?"

 

Preço:95,00€

Referência:13516
Autor:MACEDO, José Agostinho de
Título:A NATUREZA
Descrição:

Typographia de Francisco Pereira De Azevedo, Porto, 1854. In-8º de 363 págs. Encadernação coeva meia inglesa em pele castanha com dizeres a ouro na lombada. Pequena vinheta de núemro de ordem de biblioteca particular na lombada.

Observações:

"Tomei para objecto d'este poema a descripção das maravilhas da Natureza.(...) o compasso frigidissimo das estereis, e infecundas regras, com que nos opprimem alguns pedantes, não tem aqui lugar."

Preço:65,00€

Referência:13510
Autor:MACEDO, José Agostinho de
Título:CARTAS FILOSOFICAS A ATTICO por...
Descrição:

Na Impressão Regia, Lisboa, 1815. In-8.º de 240 págs (As duas últimas páginas estão numeradas com o nº 239 e 240). Encadernação inteira de pele (com sinais de ressequimento) decorada com dizeres e florões a ouro sobre rótulo de pele vermelha na lombada. Pequena assinatura de posse no frontispício. Corte das folhas carminadas.

PRIMEIRA EDIÇÃO.

Observações:

Obra onde Agostinho de Macedo aborda temas políticos, sociais, religiosos, culturais e económicos.
Encerra os seguintes capítulos: I. Sobre os bens da Fortuna; II. Sobre o Suicidio; III. Sobre a Filosofia de Mendelson; IV. Sobre o Bello; V. Sobre a Exageração dos males da Sociedade; VI e VII. Sobre o Sublime; VIII e IX. Sobre o ser a ignorancia mais conducente para a felicidade do que a Sciencia, (Sustenta-se este paradoxo); X. Sobre o modo de ser eloquente; XI. Sobre o Estylo, etc.; XII. Sobre as Bellas Artes; XIII. Sobre a Poesia em relação com a Musica; XIV. Sobre o Desterro; XV e XVI. Sobre o Patriotismo; XVII. Sobre o assumpto de que a maior Bibliotheca não he mais que hum só Livro (Sustenta-se este Paradoxo); XVIII. Sobre o assumpto das Cartas; XIX. Sobre ser o homem o objecto mais ignorado pelo mesmo homem; XX. Sobre Seneca e Young serem dois Escriptores prejudiciaes; XXI. Sobre não haver Sciencia sem a Sciencia moral; XXII. Sobre as operações do entendimento; XXIII. Sobre o Genio; XXIV. Sobre o Gosto; XXV. Sobre a Indifferença, etc.: XXVI. Sobre as inclinações fysicas e espirituaes; XXVII. Sobre os poucos conhecimentos do homem.

Este livro tem uma extensa dedicatória a uma religiosa Cisterciense do Mosteiro de Odivelas, D. Joana Tomásia de Brito Lobo de Sampaio.
Segundo Inocêncio nas  "Memorias para a vida intima de José Agostinho de Macedo": "Já dissemos no XIX d'este capitulo, como José Agostinho de Macedo vivera por algum tempo ligado em intimo trato com a actriz 'Maria Ignacia da Luz', porém este commercio amoroso em breve arrefeceu como era de esperar e José Agostinho voltando-se rapidamente do theatro para o claustro, depressa se lhe deparou para substituir a actriz uma religiosa do mosteiro de Odivellas, por nome 'D. Joanna Thomasia de Brito Lobo de Sampaio' a qual durante annos foi cortejada com assiduidade, fazendo por seu respeito amiudadas visitas àquelle convento. Estas deram azo a que se divulgasse o segredo, e a que seus inimigos tirassem d'ahi assumpto para motejos e zombarias. Era esta dama, ao que parece, dotada de alguma instrucção e apaixonada das lettras: José Agostinho de Macedo dedicou-lha as suas 'Cartas Philosophicas a Attico', em 1815, bem como a traducção de uma pequena novella com o titulo de 'Arrependimento premiado', que sahiu anonyma em 1818. Se tivesemos de dar credito aos elogios e louvores de que são tecidas as dedicatorias que precedem estas duas producções, teriamos que collocar tal senhora, quando menos, a par de Mad. de Sevigné, Dacier ou Staël; porém José Agostinho, encarecia em todas as suas cousas e assim como não sabia fazer uso dos doestos e das satyras individuaes, tambem não podia louvar senão adulando aquelles a quem procurava engrandecer, tecendo-lhas os mais encomiasticos e hyperbolicos panegyricos, rescendentes de podres incensos e malbaratadas lisonjas."

Preço:60,00€

Referência:10525
Autor:MACEDO, José Agostinho de
Título:CARTA UNICA DE JOSÉ AGOSTINHO DE MACEDO sobre hum muito pequeno, e pobre folheto, que se chama - Breves observações sobre os fundamentos do projecto de Lei para a extincção da Junta do Exame do estado actual, e melhoramento temporal das ordens regula
Descrição:Impr. Regia, Lisboa, 1828. In-8º de 22 págs. Br.
Observações:Carta de José Agostinho de Macedo, autor que Oscar Lopes e António José Saraiva consideraram que "foi quantitativamente o mais prolífico dos escritores portugueses do tempo: a sua biografia é interminável." (História da Literatura Portuguesa)
Preço:25,00€

reservado Sugerir

Referência:9841
Autor:MACEDO, José Agostinho de
Título:OS SEBASTIANISTAS por ...
Descrição:Na Officina Antonio Rodrigues Galhardo, 1810. In-8º de (5)-114 págs. Encadernação antiga (séc. XIX) inteira em skivertex. Alguma acidez própria da qualidade do papel.
Observações:Edição original deste escrito do polémico autor que abre o primeiro capítulo com OS SEBASTIANISTAS - reflexões críticas sobre esta ridicula seita. Bastante invulgar.
Preço:45,00€

Referência:13570
Autor:MACHADO, Fr. José
Título:NOVO MESTRE PERIODIQUEIRO, ou dialogo de hum sebastianista, hum doutor, e hum ermitão , sobre o modo de ganhar dinheiro no tempo presente.
Descrição:

Na Imprensa de Galhardo, Lisboa, 1821. In-8º de 38 págs. Encadernação moderna em papel marmoreado. Ostenta um pequeno autocolante de biblioteca particular.

PRIMEIRA EDIÇÃO.

INVULGAR.

Observações:

Opúsculo polémico que atacava as ideias de liberdade da época. Nele o autor defendia os estabelecimentos antigos, as ordens religiosas e mesmo a Inquisição. Foi o primeiro de uma série de opúsculos.

Preço:45,00€

Referência:13584
Autor:MAIA, Manoel Rodrigues
Título:NOVO ENTREMEZ O DOUTOR SOVINA composto por... para se representar no Real Theatro de S. Carlos
Descrição:

Na Officina de Simão Thaddeo Ferreira, Lisboa, 1839. In-8º de 16 págs. Encadernação moderna em papel marmoreado com dizeres a ouro em rótulo de pele na lombada. Algumas páginas com restauro margina, não aparadas.

 

Valorizado pela nota de apreciação manuscrita de Almeida Garrett enquanto censor do Teatro S. Carlos.

PRIMEIRA EDIÇÃO e RARO. PEÇA DE COLECÇÂO.

 

Observações:


"é o Doutor Sovina de Manoel Rodrigues Maia, que a escreveu para ser repre- sentada no Theatro de Sam Carlos ; a acção é bastante simples, e só se sustem pela chulice da linguagem e pelas anecdotas que Maia dramatisou incidentemente. O Doutor Sovina é uma espécie de Manoel Mendes, menos bem entretecido; tem uma filha em casa, chamada D. Lépida, que se apaixona pelo praticante de escriptorio Silvério; O Doutor Sovina vive com a mais restricta parcimonia, sáe pela manhã para ajuntar folhas de couve na praça da Figueira, tempera a agua da fonte com a de um poço que tem em casa para não dispender com o aguadeiro, faz com qUe um pão dure para quatro diaâ, mas é bastante rico. Silvério quer casar com D. Lépida, e sabendo que o Doutor é eminente nos conselhos da rabolice, consalta-o acerca ào seu projecto, mas sem personificar a noiva"
In "História do Theatro Portuguez" de Teofilo Braga

 

Acreditamos ser esta a edição original pois o tipo de impressão e o papel são caraterístico do final do século XVIII e também porque segundo Albino Forjaz de Sampaio que no seu "tratado" sobre Literatura de Cordel refere as edições do DOUTOR SOVINA E DO NOVO ENTREMEZ DO DOUTOR SOVINA e indica a nossa edição (impressa na Oficina de Simão Thaddeo Ferreira sem data) colocando-a cronologicamente como sendo a primeira das que não têm indicação/impressão de data.Todas as outras edições  com indicação/impressão de data são posteriores à data manuscrita pelo punho do Garrett.
Este facto é corroborado pela informação fornecida pela  Biblioteca Nacional de Austrália e também pela  tese De Andreia Amaral, que se refere a esta edição apontando para a data de 1790 (?).

Preço:250,00€

Referência:13875
Autor:MANOEL, Ioseph de Faria
Título:SERMAM DO TRIVNFO DA CRVZ Na Dominga de Ramos à tarde qve pregov na igreia de Santos o Velho, e offerece ao Princepe D. Pedro noffo Senhor o doutor Ioseph de Faria Manoel, capellaõ de s. Alteza, e confeffor de fua capella, & caza Real
Descrição:

na officina de Ioam da Costa, Lisboa, 1671. In-8º de 28 págs. Encadernação em papel marmoreado. com algumas manchas de humidade e buracos de lepisma. Com todas as licenças necessarias.

INVULGAR

Observações:

Sermão sobre o triunfo da Cruz  pregado no século XVII.
 

Preço:50,00€
página 3 de 8