Banner Temas de Livros

Palavras chave | Key Words

Açores | África | Afrodite | Agricultura | Alemanha | Alentejo | Algarve | América | Anais | Angola | Anti-Clericalismo | Antigo Regime | Antologia | Aramaico | Arqueologia | Arquitectura | Arquitectura Militar | Arquitectura Religiosa | Arte | Arte Monumental | Arte Popular | Arte Portuguesa | Artes Decorativas | Artes Plásticas | Artesanato | Autógrafos | Aveiro | Azurara | Barrancos | Batalhas | Beira | Bibliofilia | Bibliografia | Biografia | Botânica | Braga | Bragança | Brasil | Cabo Verde | Caça | Calão | Camiliana | Camões | Campo Maior | Caricaturas | Casa de Bragança | Castelo Branco | Castelo de Vide | Catálogo | Ceilão | Censura | Cerâmica | Cervantes | Ceuta | Chaves | China | Ciências | Ciganos | Cinema | Cister | Coimbra | Colonização | Conto | Contos | Correspondência | Costumes | Cristãos Novos | Crítica | Crónica | Culinária | D. Henrique | Dança | Descobrimentos | Descolonização | Diário | Dicionário | Diplomacia | Direito | Ditadura | Douro | Economia | Edição especial | Educação | Educação Sexual | Emigração | Ensaio | Ensino | Epístola | Epistolografia | Ericeira | Erotismo | Escultura | Esoterismo | Espanha | Estado Novo | Estanho | Estremoz | Estudos Pessoanos | Etnografia | Europa | Évora | Fauna | Fernando Pessoa | Figueira da Foz | Filologia | Filosofia | Flora | Folclore | Fotografia | França | Fundão | Galiza | Genealogia | Geografia | Gil Vicente | Goa | Grécia | Guerra | Guerra Colonial | Guerra Peninsular | Guiné | Hagiografia | Hebraico | História | História Natural | Humanismo | Idade Média | Igreja | Iluminura | Ilustração | Imprensa | In Memoriam | Índia | Inglaterra | Inquisição | Islão | Itália | Japão | Jesuítas | Jogo de Cartas | Jornalismo | Judeus | Latim | Leiria | Liberalismo | Linguagem | Linguística | Lisboa | Literatura | Literatura de Cordel | Literatura de Viagens | Literatura Infantil | Literatura portuguesa | Livro | Livros Proibidos | Macau | Maçonaria | Madeira | Malacologia | Mariana Alcoforado | Marinha | Marquês de Pombal | Marrocos | Medicina | medieval | Memórias | Militar | Minho | Misericórdias | Missões | Mitologia | Moçambique | Modernismo | Monarquia | Monarquia Constitucional | Muçulmanos | Música | Música Portuguesa | Neo-Realismo | Novela | Numismática | Ordem Monástica | Oriente | Ourivesaria | Pedagogia | Pesca | Pintura | Piratas | Poesia | Polémica | Polícia | Política | Porto | Portugal | Presença | Primeira Guerra Mundial | Primeiras edições | Propaganda | Prostituição | Quintentista | Rafael Bordalo Pinheiro | Raro | Regional | Religião | Religiosa Portuguesa | Renascimento | República | Restauração | Revista | Ribatejo | Romance | Romanceiro | Romantismo | S. Tomé e Príncipe | Salazar | Santarém | Sátira | Sebastianismo | Segunda Guerra Mundial | Sermão | Sexualidade | Sociedade | Solares | Surrealismo | Tauromaquia | Tavira | Teatro | Tecnologia Tradicional | Teologia | Termas | Terminologia Militar | Timor | Tipografia | Tiragem Especial | Torres Vedras | Tradução | Trás-os-Montes | Tratado | Turismo | Ultramar | Universidade | Viagens | Vila Real | Vinho | Viseu | Vista Alegre

Módulo background

Manuscritos & AUTÓGRAFOS

Foram localizados 31 resultados para: Manuscritos & AUTÓGRAFOS

 

Referência:7236
Autor:BRANDÃO, Júlio
Título:CARTA 5
Descrição:Manuscrito sobre folha de carta dobrada em dois, timbrada com Museu Municipal do Porto (Gabinete do Director), dimensões 26 x 16,5 cm, manuscrito pela frente e verso e assinada no final, datado de 12 de Janeiro de 1922 (conserva sobrescito) e dirigido a VERGÍLIO CORREIA.
Observações:"...Mil agradecimentos pela oferta da "Pintura a fresco em Portugal" e de "Um túmulo da Renascença" que há dois dias recebi enviado do "Primeiro de Janeiro". Na secção Vida Literária hei-de fazer referência aos trabahos de V. Excª (?) isso um pedaço para as secções alternarem; mas não me esqueço. Se V. Excª tiver um retratito que lhe não faça falta (mesmo de bilhete de identidade) enquadro-lhe na notícia. Sempre dá mais nas vistas, que é o que se pretende ..."
Preço:75,00€

Referência:7230
Autor:BRANDÃO, Júlio
Título:CARTA 4
Descrição:Manuscrito sobre folha de papel dobrado em quatro, com dimensões 22 x 18 cm, datado de 7 de Abril de 1917, escrito pela frente e verso e assinado no final, e ainda ao alto do verso da folha, rubricado com chamada de atenção.
Observações:Cremos tratar-se o destinatário desta carta o Manuel Cardoso Martha, pelo conjunto de cartas a ele dirigidas e em nossa posse, como pelo facto de ele se referir ao "In-Memoriam", que nesta data estava ao cuidado e responsabilidade de Cardoso Marta sobre Anibal Fernandes Thomaz.

"... A amável carta de V. Excª veio encontrar-me doente. Apresso-me a agradecer-lhe as suas finezas. É evidente que guardarei sempre as melhores lembranças da nossa convivência de há oito anos, e que tenho por Vª Excª a maior simpatia pessoal e literária. Assim fico sempre inteiramente ao seu dispor. Quando ao "In-Memoriam", calorosamente aplaudo a ideia de V. Excª. Parece-me., contudo, que se em Maio não estiver organizado a valer, melhor seria adiar a publicação, até que pudessem dar a lume uma obra a todos os respeitos excelente. (...) Pela minha parte, tenho a mais decidida vontade de colaborar. Caso melhore, conte V. Excª comigo ..."
Preço:75,00€

Referência:7228
Autor:BRANDÃO, Júlio
Título:CARTA 3
Descrição:Manuscrito sobre folha de carta dobrada em dois, timbrada com Museu Municipal do Porto (Gabinete do Director), dimensões 26 x 16,5 cm, manuscrito pela frente e verso e assinada no final, datado de 18 de Maio (sem indicação de ano). Com furação de arquivo.
Observações:"... vejo que o "Tripeiro" caminha triumfalmente. Parabéns muitos sinceros. Já foi incuida na folha de duques a importância da assinatura p.ª o Museu. (...) Outra coisa: esqueceu-se daquele cavalheiro que tinha quaisquer informaçoes a respeito da 1ª mulher de Camilo? Se ele me quiser procurar, estou sempre ás ordens ..."
Preço:75,00€

Referência:7035
Autor:BRANDÃO, Júlio
Título:BILHETE POSTAL AUTÓGRAFO
Descrição:Inteiro postal dos correios, manuscrito pela frente e verso, dirigido ao poeta, filólogo e etnógrafo de português Manuel Cardoso Martha (director da revista FEIRA DA LADRA), assinado no final pelo punho de Julio Brandão e datado de Porto 9 de Maio (de 1919, pelo carimbo dos correios).
Observações:"... meu esquecido amigo! enviei-lhe há tempos um postal avisando de que seguiam as provas para a tipografia e pedindo a fineza de as mandar rever pelo original que não veio com elas. Ignoro se as provas chegaram ao seu destino, e se o postal que escrevi ao meu bom amigo também chegou ás suas mãos. Espero terá a gentileza de me informar o que vivamente lhe agradeço. Seria desagradável que o artigo saísse todo errado. Quando aparece o volume? ..."
Preço:50,00€

Referência:7034
Autor:BRANDÃO, Júlio
Título:BILHETE POSTAL AUTÓGRAFO
Descrição:Inteiro postal dos correios (sobretaxado com selo CERES de 4 c.), manuscrito pela frente e verso, dirigido ao poeta, filólogo e etnógrafo de português Manuel Cardoso Martha (director do periódico FEIRA DA LADRA), assinado no final pelo punho de Julio Brandão e datado de Porto 30 de Janeiro (de 1921, pelo carimbo dos correios).
Observações:"... o que é feito do In-Memoriam, acerca do E. de Queiroz. Perdeu-se na voragem(?) das edições de embrulho? Vai para 3 anos que estava a sair! Dois colaboradores falaram-me há tempos no assunto formidável, e eu prometi-he que ia sondar êsse abismo ..."
Preço:70,00€

Referência:7033
Autor:BRANDÃO, Júlio
Título:BILHETE POSTAL AUTÓGRAFO
Descrição:Inteiro postal dos correios, manuscrito pela frente e verso, dirigido ao poeta, filólogo e etnógrafo de português Manuel Cardoso Martha, assinado no final pelo punho de Julio Brandão e datado de Porto 27 de Abril (de 1919, pelo carimbo dos correios).
Observações:"... remeto já ao Joaquim de Amorim, como deseja, as provas tipográficas. Pediria meu bom amigo, contudo a frieza de confrontar as provas com o texto, visto que não me veio o original e não tenho cá rascunho ..."
Preço:50,00€

Referência:5583
Autor:CARVALHO, Orlando de (trad.)
Título:POEMAS
Descrição:Conjunto de 5 Poemas dactilografados sobre três folhas de papel (30 x 21 cm) pela frente e autografado no final. Marcas de dobramento das folhas. Indicações manuscritas a punho diferente para provas tipográficas.
Observações:Os poemas são de Giuseppe Ungaretti e traduzidos por Orlando de Carvalho a partir dos livros "Allegria", "Sentimento del Tempo" e "Il taccuinco del vecchio".
Orlando da Costa foi também um colaborador da revista VÉRTICE.
Preço:25,00€

Referência:7255
Autor:DANTAS, Júlio
Título:CARTA 11
Descrição:Carta manuscrita sobre papel, frente e verso, folha dobrada em quatro, com dimensões 16,8 x 25,2cm, assinado no final (verso), de 17 de Outubro de 1917.
Observações:Júlio Dantas (Lagos, 19 de Maio de 1876 — Lisboa, 25 de Maio de 1962) foi um médico, político e diplomata, que se distinguiu como um dos mais conhecidos intelectuais portugueses das primeiras décadas do século XX. Na sua actividade intelectual foi um polígrafo, cultivando os mais variados géneros literários, da poesia ao romance e ao jornalismo, mas foi como dramaturgo que ficou mais conhecido, em particular pela sua peça A Ceia dos Cardeais (1902), uma das mais populares produções teatrais portuguesas de sempre. Na política foi deputado, Ministro da Instrução Pública e Ministro dos Negócios Estrangeiros (1921-1922 e 1923), terminando a sua carreira pública como embaixador de Portugal no Brasil (1941-1949). Considerado retrógrado por alguns intelectuais coevos, como foi o caso de Almada Negreiros, que foi ao ponto de escrever o Manifesto Anti-Dantas e de publicamente o desconsiderar, conseguiu granjear durante a vida grande prestígio social e literário, prestígio que decaiu após a sua morte. Foi eleito sócio da Academia de Ciências de Lisboa (1908), instituição a que presidiu a partir de 1922.

"Meu Exm.º Amigo ...Acabo de receber a sua presada carta, em que se refere a (nota?) que não me chega às mãos. Fico, agora e sempre, à disposição de V.Ex., e teria muito prazer em concorrer para acollocação rapida do seu (?). Parece-me, porém, difficil essa empresa, - pelo menos nas B. do Sitado, mas quase todas as nomeações são logo feitas mediante concurso de provas públicas. Entretanto, V. Ex.º conta com a minha boa vontade, com a minha estima sincera, - e com a certeza de que aproveitarei qualquer oportunidade feliz para satisfazer o seu desejo. Muitos e affectuosos cumprimentos do ...(?) e amigo muito grato...Julio Dantas"
Preço:40,00€

Referência:7243
Autor:DANTAS, Júlio
Título:CARTA 9
Descrição:Carta manuscrita sobre papel, frente e verso, folha dobrada em duas, com dimensões 17,5 x 26,5 cm, assinado no final (verso). Sem qualquer indicação de data.
Observações:Júlio Dantas (Lagos, 19 de Maio de 1876 — Lisboa, 25 de Maio de 1962) foi um médico, político e diplomata, que se distinguiu como um dos mais conhecidos intelectuais portugueses das primeiras décadas do século XX. Na sua actividade intelectual foi um polígrafo, cultivando os mais variados géneros literários, da poesia ao romance e ao jornalismo, mas foi como dramaturgo que ficou mais conhecido, em particular pela sua peça A Ceia dos Cardeais (1902), uma das mais populares produções teatrais portuguesas de sempre. Na política foi deputado, Ministro da Instrução Pública e Ministro dos Negócios Estrangeiros (1921-1922 e 1923), terminando a sua carreira pública como embaixador de Portugal no Brasil (1941-1949). Considerado retrógrado por alguns intelectuais coevos, como foi o caso de Almada Negreiros, que foi ao ponto de escrever o Manifesto Anti-Dantas e de publicamente o desconsiderar, conseguiu granjear durante a vida grande prestígio social e literário, prestígio que decaiu após a sua morte. Foi eleito sócio da Academia de Ciências de Lisboa (1908), instituição a que presidiu a partir de 1922.

"Meu Exm.º e bom amigo: ... Fazia ter a intenção de ir hoje ao ensaio da "Terra (?)": acabam, (?), a prevenir-me do ministerio da guerra de que (?) hoje uma das comissões da que faço parte e a que não posso faltar. Talvez na volta ainda chegue a tempo de felicitar V.Ex., a quem desejo um grande triumpho e um vitorioso exito - Com affectuosos cumprimentos e agradecimentos pela gentileza da sua carta, peço-lhe que me (?), Julio Dantas
Preço:50,00€

Referência:7242
Autor:DANTAS, Júlio
Título:CARTÃO MANUSCRITO
Descrição:Cartão timbrado dO Theatro de D. Maria II - Gabinete do Commissarrio do Governo (11,5 x 9 cm) manuscrito frente e verso, autografado, dirigido a Manuel Bordalo Pinheiro. Apresenta uma data de 27 de Novembro de 1906. Conversa subscrito.
Observações:Júlio Dantas (Lagos, 19 de Maio de 1876 — Lisboa, 25 de Maio de 1962) foi um médico, políticoe diplomata, que se distinguiu como um dos mais conhecidos intelectuais portugueses das primeiras décadas do século XX. Na sua actividade intelectual foi um polígrafo, cultivando os mais variados géneros literários, da poesia ao romancee ao jornalismo, mas foi como dramaturgoque ficou mais conhecido, em particular pela sua peça A Ceia dos Cardeais (1902), uma das mais populares produções teatrais portuguesas de sempre. Na política foi deputado, Ministro da Instrução Pública e Ministro dos Negócios Estrangeiros (1921-1922 e 1923), terminando a sua carreira pública como embaixadorde Portugal no Brasil (1941-1949). Considerado retrógrado por alguns intelectuais coevos, como foi o caso de Almada Negreiros, que foi ao ponto de escrever o Manifesto Anti-Dantas e de publicamente o desconsiderar, conseguiu granjear durante a vida grande prestígio social e literário, prestígio que decaiu após a sua morte. Foi eleito sócio da Academia de Ciências de Lisboa (1908), instituição a que presidiu a partir de 1922.

"Meu querido Manuel...Muito e muito obrigado pela collecção das suas Parodias. É brilhantíssima. V. honra, n'essas bellas paginas, o seu nome de artista e a menina do seu querido pai. Abraço-o de todo o coração - A Ilustração Portuguesa lá irá fazer-lhe a sua visita e os seus cumprimentos. - a proposito: não se esqueça das páginas sobre a Pavana, gavola e (?). Tem de entrar na machina...Vá lá, coragem, Manuel! E muitos abraços do seu, do coração, Julio."
Preço:65,00€

Referência:7338
Autor:DIONÍSIO, Mário
Título:CARTÃO MANUSCRITO
Descrição:Cartão (8,5 x 13,3 cm) manuscrito frente e verso, autografado, dirigido a Ivo Cortesão. Apresenta a data de 27 de Novembro de 1987. Conversa subscrito.
Observações:Mário Dionísio (Lisboa, 16 de Julho de 1916 - Lisboa, 17 de Novembro de 1993) foi um escritore pintorportuguêsdo século XX. Interveio em diversas conferências, debates, além de ter colaborado em publicações periódicas como a Seara Nova, Vértice ou Diário de Lisboa e foi também tradutor.Prefaciou diversos autores como Manuel da Fonseca, Carlos de Oliveira e José Cardoso Pires e Alves Redol. Sensibilizado pela pintura, não só pintou como lhe dedicou alguns livros, como por exemplo A Paleta e o Mundo. Enquanto pintor, usou os pseudónimos de Leandro Gil e José Alfredo Chaves. Participou em diversas exposições coletivas, tendo em 1989 realizado a sua primeira exposição dedicada em exclusivo à sua pintura.

"Meu Caro Ivo CortesãoAcabo de receber a (?) e o índice dos 40 anos da Vértice, que muito lhe agradeço, bem como aos amigos que partilharam da ideia. A realização deste índice é de grande importância, pois vem facilitar a todos o trabalho da pesquisa. Parabéns ao seu autor. Renovados agradecimentos e um grande abraço do velho amigo."
Preço:35,00€

Referência:7337
Autor:DIONÍSIO, Mário
Título:CARTA 12
Descrição:Carta dactilografada sobre papel, duas folhas frente, com dimensões 27,5 x 21 cm, assinado no final, dirigida a Ivo Cortesão. Datada de 11 de Janeiro de 1958.
Observações:Mário Dionísio (Lisboa, 16 de Julho de 1916 - Lisboa, 17 de Novembro de 1993) foi um escritore pintorportuguêsdo século XX.Interveio em diversas conferências, debates, além de ter colaborado em publicações periódicas como a Seara Nova, Vértice ou Diário de Lisboa e foi também tradutor.Prefaciou diversos autores como Manuel da Fonseca, Carlos de Oliveira e José Cardoso Pires e Alves Redol. Sensibilizado pela pintura, não só pintou como lhe dedicou alguns livros, como por exemplo A Paleta e o Mundo. Enquanto pintor, usou os pseudónimos de Leandro Gil e José Alfredo Chaves. Participou em diversas exposições coletivas, tendo em 1989 realizado a sua primeira exposição dedicada em exclusivo à sua pintura.

"Meu Caro Ivo CortesãoJá tinha recebido o seu recado, pelo João, quando ontem recebi uma carta do Gine-Club de Castelo Branco. E é por conselho do João que lhe escrevo a respeito do assunto. Eis como as coisas se põem. 1.º Não estou neste momento em condições de escrever uma nova conferência, pois, além da falta de tempo (que não é aqui uma desculpa habitual mas uma real impossibilidade), o próprio afastamento de Lisboa me é bastante difícil; 2.º Existe a possibilidade, sim, de repetir aí a conferência que recentemente fiz em Lisboa, o que talvez esteja implícito na carta do Gin-Club, mas muito pouco explícito; 3.º Fazer isto (repetir a conferência) não depende só de mim, pois, de certo modo, este conferência é "propriedade" (digamos) da Fundação; 4.º Se a Fundação mantiver a ideia de me levar a Coimbra com o mesmo fim, como parece ser sua intenção, talvez se pudesse estudar a hipótese de aproveitar a ocasião(...).
Preço:80,00€

Referência:7336
Autor:DIONÍSIO, Mário
Título:CARTÃO
Descrição:Cartão (8,5 x 5,6 cm) manuscrito na frente, autografado, dirigido a Ivo Cortesão. Datado de 26.03.1958.
Observações:"Acabo de escrever uma carta para todos (portanto também para si) os que tiveram a amabilidade de me (?) a bela edição (do Lorca?) e a fotografia da montra. Mas não quero deixar de lhe enviar, a si em especial, um grande abraço para mais esta prova de amizade. Ele aqui vai."

Mário Dionísio (Lisboa, 16 de Julho de 1916 - Lisboa, 17 de Novembro de 1993) foi um escritore pintorportuguêsdo século XX.Interveio em diversas conferências, debates, além de ter colaborado em publicações periódicas como a Seara Nova, Vértice ou Diário de Lisboa e foi também tradutor.Prefaciou diversos autores como Manuel da Fonseca, Carlos de Oliveira e José Cardoso Pires e Alves Redol. Sensibilizado pela pintura, não só pintou como lhe dedicou alguns livros, como por exemplo A Paleta e o Mundo. Enquanto pintor, usou os pseudónimos de Leandro Gil e José Alfredo Chaves. Participou em diversas exposições coletivas, tendo em 1989 realizado a sua primeira exposição dedicada em exclusivo à sua pintura.
Preço:20,00€

Referência:7339
Autor:DOURADO, Cipriano
Título:CARTA 13
Descrição:Carta manuscrita sobre papel, frente, folha dobrada em quatro, com dimensões 27 x 21 cm, assinado no final. Com indicação da data de 18 de Fevereiro de 1960.
Observações:"Enviei ontem pelo correio minha litografia minha para ser publicada pela vossa revista na capa e em (?). Acho que (..?) ficaria bem. o título da revista e número ficaria bem ser (...?) em negativo (?) na gravura. O título talvez em cima. Em agradecimento com cumprimentos."

Cipriano Dourado (Penhascoso, Mação, 1921 - Lisboa, 1981) foi um artista plástico neo-realista português.Iniciou a sua actividade profissional como desenhador-litógrafo.Frequentou um curso nocturno na Sociedade Nacional de Belas-Artes em Lisboa.Leccionou na Escola de Artes Decorativas António Arroio.Os temas mais frequentes na sua obra são a mulher e a terra.Teve intensa actividade como gravador. Foi um dos pioneiros da gravura portuguesa contemporânea e membro fundador da Gravura-Sociedade Cooperativa de Gravadores Portugueses (1956).
Preço:75,00€

Referência:7341
Autor:FAFE, José Fernandes
Título:CARTÃO MANUSCRITO
Descrição:Cartão (12,2 x 9,5 cm) manuscrito frente e verso, autografado, dirigido a Ivo Cortesão. Apresenta uma data de 31 de Janeiro de 1972. Conversa subscrito.
Observações:José Fernandes Fafe é diplomata e escritor. Nasceu no Porto em 1927 e formou-se em Histórico-Filosóficas na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra. Com diversas obras publicadas nas áreas da poesia, ensaio e romance, Fernandes Fafe é autor da primeira biografia de Ernesto Ché Guevara ("De Cuba al Terzo Mondo") editada pela Mondadori em finais da década de 60. Embaixador de Portugal, representou o seu País em Cuba, México, Cabo Verde e Argentina. Noutro âmbito, é considerado como o "mentor" da chamada "Esquerda Liberal" portuguesa, sendo o seu livro "A Esquerda, a nova e a eterna" considerado como uma referência incontornável para muitos.

"Meu prezado amigo Pois claro que há "pelouros" nas Iniciativas. Ao ivo por exemplo corresponde o da Revisão do Dicionário de Literatura. Eu não quis, nem quero magoá-lo. Coisas que o aborreçam deve ter v. (e eu também). Há um assunto em que um inquieto não põe o coração (por ex. o da venda dos Dicionários) e portanto trata com uma certa racionalidade que não significa menos consideração. Peço-lhe que compreenda isto. Fazendo votos pelo rápido restabelecimento da D. Irene."
Preço:30,00€

Referência:7340
Autor:FAFE, José Fernandes
Título:CARTÃO MANUSCRITO
Descrição:Cartão (12,2 x 9,5 cm) manuscrito frente e verso, autografado, dirigido a Ivo Cortesão. Apresenta uma data de 27 de Setembro de 1971. Conversa subscrito.
Observações:José Fernandes Fafe é diplomata e escritor. Nasceu no Portoem 1927 e formou-se em Histórico-Filosóficas na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra. Com diversas obras publicadas nas áreas da poesia, ensaio e romance, Fernandes Fafe é autor da primeira biografia de Ernesto Ché Guevara ("De Cuba al Terzo Mondo") editada pela Mondadori em finais da década de 60. Embaixador de Portugal, representou o seu País em Cuba, México, Cabo Verde e Argentina. Noutro âmbito, é considerado como o "mentor" da chamada "Esquerda Liberal" portuguesa, sendo o seu livro "A Esquerda, a nova e a eterna" considerado como uma referência incontornável para muitos.

"Prezado Amigo: Transmiti as suas suas razões à pessoa que trata do assunto em causa. As colecções em tela serão enviadas à Unitas dentro de dias, as em "chagrin" só, e talvez, para fins de Outubro. Um abraço"
Preço:30,00€

Referência:5582
Autor:LEITÃO, Luis Veiga
Título:POETAS DE HOJE - poema dactilografado
Descrição:Poema dactilografado sobre duas folhas de papel (30 x 17 cm) pela frente e autografado no final. Marcas de dobramento das folhas. Ocasionais picos de humidade.
Observações:Cremos tratar-se de um poema para ser publicado na revista de cultura VÉRTICE onde Luis Veiga Leitão tem colaboração dispersa.
Preço:60,00€

Referência:7239
Autor:MONTEIRO, Adolfo Casais
Título:CARTA 6
Descrição:Carta dactilografada sobre folha de papel dobrado em quatro, com dimensões 20 x 26 cm, datado de 23 de Junho de 1947,assinado no final pelo punho de Adolfo Casais Monteiro. Dirigida a Guedes da Silva da Livraria Académica, no Porto. Conserva o subscrito.
Observações:Adolfo Victor Casais Monteiro poeta, ficcionista e crítico literário, nasceu no Porto em 1908 e morreu em São Paulo em 1972. Exilara-se em 1954 no Brasil (onde ensinou em várias universidades, com uma breve passagem pelos EUA perto do fim da vida) por motivos políticos, mas não apenas por esses (proibição de ensinar); na verdade, a opção pelo Brasil, deveu-se sobretudo a um desejo de liberdade, não só dos poderes de facto em Portugal mas também face aos meios da oposição portuguesa, que percebeu serem pouco apropriados a heterodoxos como ele.

Meu prezado amigo: Peço-lhe que me mande na volta do correio as obras que aí me tem reservadas: a Collecção de Manuscritos e as Grandezas de Lisboa. (...) E então, cá espero os volumes. Quanto mais depressa eles cá chegarem mais depressa eu recebo - e o senhor idem. Veja se mos pode mandar na volta do correio.
Preço:85,00€

Referência:5561
Autor:NORONHA, Eduardo de
Título:CARTÃO DE VISITA
Descrição:Cartão de visita (10 x 6 cm) manuscrito pela frente e dirigido a destinatário não identificado. Apresenta uma data de 1913 e uma indicação de "para Higino de Mendonça" a lápis escrito a punho distinto.
Observações:
Preço:5,00€

Referência:5560
Autor:NORONHA, Eduardo de
Título:CARTÃO MANUSCRITO
Descrição:Cartão timbrado de SERÕES - Magazine Portuguez (12 x 9 cm) manuscrito pela frente autografado no final e dirigido a destinatário não identificado.
Observações:Envio de cumprimentos
Preço:5,00€

Referência:5559
Autor:NORONHA, Eduardo de
Título:CARTÃO MANUSCRITO
Descrição:Cartão timbrado de SERÕES - Magazine Portuguez (12 x 9 cm) manuscrito pela frente autografado no final e dirigido a destinatário não identificado. Apresenta uma data de 8 de Junho de 1909 a lápis escrito a punho distinto. Furações para arquivo.
Observações:"... muito obrigado pelas suas boas palavras respeito do meu "Marquez de Niza" ..."
Preço:10,00€

Referência:5558
Autor:NORONHA, Eduardo de
Título:CARTÃO MANUSCRITO
Descrição:Cartão timbrado de SERÕES - Magazine Portuguez (12 x 9 cm) manuscrito pela frente e verso autografado no final e dirigido a destinatário não identificado. Apresenta uma data de 20 de Abril de 1909 a lápis escrito a punho distinto. Furações para arquivo.
Observações:"... tenho o maior prazer em receber sua collaboração. O nosso preço é mil reis por página. Se a carta de V.Exª tem illustrações, magnífico! Se não tem é difficil ilustrá-la por falta de desenhadores, que além de caros, são maus ..."
Preço:20,00€

Referência:7241
Autor:PASSO, Carlos de
Título:CARTA 8
Descrição:Carta manuscrita sobre papel, frente e verso, folha dobrada em duas, com dimensões 25 x 18 cm datado de Invicta de 24 de Novembro de 1918, assinado no final (verso).
Observações:Carlos de Passos (1890- 1958) historiador, colaborou na monumental História de Portugal dirigida por Damião Perez.

"Exm.º Senhor...Recebi hoje as provas e acabo de vê-las. Se não fora um facto que vivamente me suprehendeu, remettê-llas-hia de preferencia à Typographia do Anuario(?), a fim de não incomodar V. Excelencia. E tal facto surprehendeu-me tanto mais por não lhe topar fácil explicação. E é elle o de encontrar riscada uma nota, a 3.ª, referente ao castro da Pena Ventosa e de, mais adiante, uma passagem relativa ao mesmo ter sido alterada. Ora a V. Excelencia aponto isto, crente de que alguem intencionalmente tal praticou e que V. Excelencia nao duvidará em averiguar o gracioso p. nao repetir-se o mal. Caso não seja abusar da (?) pedir-lhe-hia dois favores - o de ordenar, sendo possível, a remessa de 2.ª provas e o de recomendar ao chefe ou dono da empresa typographica q me envie as condições em q pode fazer-se separata do meu artigo, 200 exemplares. Quanto à nota cortada redigi-a novamente no folha de prova. M.º cordialmente de V. Excelencia...Carlos de Passos"
Preço:50,00€

Referência:7240
Autor:PASSO, Carlos de
Título:CARTA 7
Descrição:Carta manuscrita sobre papel, frente e verso, folha dobrada em duas, com dimensões 26,5 x 18 cm datado de Invicta em Março de 1919, assinado no final (verso).
Observações:Carlos de Passos (1890- 1958) historiador, colaborou na monumental História de Portugal dirigida por Damião Perez.

"Ex. Senhor... Veio finalmente acalmar a paciência dos amigos da Terra Portuguesa a sahida dos n.º 27.8. Oxalá que os números subsequentes (?)guardem melhor regularidade. Como não veio inserto o meu modesto artigo, depois de haver recebido prova delle e das palavras de Vossa Excelência, certa penosa expectativa me faz suspenso, tanto mais quanto confiadamente annotei em livro que breve sahirá e o qual inclui um artigo identico ao estudo enviado a V. Excelência, com indicação de achar-se no n.º 27 o desenvolvimento do assunpto. Por isso permita V. Excelencia que lhe peça o favor de me informar sobre esse (?) e se, porventura, elle será total. M.º Cordialmente... admirador certo Carlos de Passo"
Preço:50,00€

Referência:7192
Autor:PIMENTA, Alfredo
Título:CARTA 2
Descrição:Carta manuscrita (13,5 x 19,5 cm) pela frente sobre papel timbrado com carimbo, datada de 2 de Janeiro de 1944 (avaliar pelo carimbo dos CTT) e dirigida a Antonio Saraiva de Carvalho, pedindo para interceder junto do escritor João Ameal. Conserva sobrescrito.
Observações:
Preço:35,00€

Referência:5624
Autor:QUINTELA, Paulo (trad.)
Título:A SEGUNDA ELEGIA DE DUÍNO, manuscrito
Descrição:Poema manuscrito sobre 4 folhas de papel (23 x 16 cm) pela frente assinado no final. Ligeira acidez marginal. Anexa-se um conjunto de 3 folhas dactilografadas com o poema transcrito.
Observações:Trata-se da tradução da SEGUNDA ELEGIA DE DUÍNO realizada por PAULO QUINTELA, inicialmente em Novembro de 1937 e revista em Janeiro de 1952. Esta tradução foi inserta no segundo fascículo (Inverno de 1951-52) da revista ÁRVORE (p. 141-143).
Preço:150,00€

Referência:7253
Autor:sem autor definido
Título:CARTA 10
Descrição:Carta dactilografada em folha dobrada em quatro, dimensões 21 x 29 cm, datado de 28 de Março de 1921. Assinada por Columbano Bordalo Pinheiro, Ernesto Condeixa, Roque Gameiro, Costa Mota, Francisco dos Santos, João Vaz.
Observações:"Exm.º Snr. ... Um grupo de artistas vae realizar nos primeiros dias de Abril uma exposição de pintura e escultura no Salão da Sociedade Nacional de Belas-Artes. Esperam os referidos artistas: Columbano, Condeixa, Roque Gameiro, Sousa Lopes, Malhôa, Costa Mota, Salgado, Francisco dos Santos, Simões de Almeida (sobrinho), Anjos Teixeira e João Vaz, que com o interesse que a esse conceituado jornal merecem os assuntos de arte, ele preste a sua indispensável publicidade de modo a despertar o interesse do público. Contando com a provada amabilidade de V. Ex.ª."
Preço:180,00€

Referência:5467
Autor:VASCONCELOS, Joaquim
Título:3 CARTÕES
Descrição:3 cartões de visita (10 x 6 cm cada) manuscritos pela frente e verso, assinados e datados de 6 de Maio e 18 de Julho de 1912 e enviados ao colega Cardoso Marta (?).
Observações:"... Não podia V. Excª enviar brinde mais grato que o seu estudo sobre Velhos Teares. ... Logo que tenha um minuto livre - parece exagero não é!- procurarei fazer-lhe publicamente a devida justiça. Foi-se o insubstituível Rocha Peixoto; o R. (Ricardo) Severo partiu para o Brazil, o Dr. Manuel Monteiro que tão bem começou empolgado pela política! Que fazer? Louvar os novos e me dar algum conselho útil, porque é o que me resta, após o sacrifício ..."

JOAQUIM António da Fonseca VASCONCELOS, nascido no Porto, em 1849 teve muitos irmãos e, tendo ficado órfão aos quatro anos, em 1859 mandaram-no para Hamburgo, onde estudou Arte, Arqueologia, História da Literatura e Música. Regressou a Portugal e, quando se preparava para voltar à Alemanha, eclodiu a Guerra Franco-Prussiana (1870-71) e permaneceu em Portugal. Viajara pela Europa e o seu trabalho desenvolveu-se nas áreas das artes e da arqueologia, tendo deixado inúmeros estudos pioneiros da História de Arte em Portugal, bem como na área da Música (por exemplo, em 1870, Os Músicos Portugueses com nomes de 400 músicos). Foi professor da Escola de Belas-Artes de Lisboa e deixou uma vasta obra nas áreas da arqueologia, do estudo de monumentos, da ourivesaria e joalharia portuguesas. Os seus desenhos são preciosidades guardadas pelos descendentes.
Preço:50,00€

Referência:5457
Autor:VASCONCELOS, José Leite
Título:CARTÃO
Descrição:Cartão timbrado da Biblioteca Nacional em Lisboa (11 x 9 cm), manuscrito pela frente e verso, assinado no final e datado de Lisboa, 21 de Janeiro de 1908, dirigido a Vergílio Correia (?).
De interesse arqueológico.
Observações:"... remeto-lhe o desenho da fíbula para fazer o artigo. Pode regular-se pelo "Archeologo, IX.1 e X.320. No artigo deve alludir Às outras antiguidades que me deu: 1) frescos; 2) marcas (?) e às mais que tiver. Logo que o tenha pronto, póde mandar-mo. Se vier no Entrudo cá, appareça. Eu não sei se sairei ..."
Preço:50,00€

Referência:5455
Autor:VASCONCELOS, José Leite de
Título:O CAMPO (na Beira Baixa) - PROVA TIPOGRÁFICA
Descrição:

Prova tipográfica em dois documentos impressos (21 x 18 cm & 21 x 27 cm) com correcções manuscritas elaboradas a punho de LEITE VASCONCELOS assinado no final.

Observações:

Este texto fora publicado em ETNOGRAFIA PORTUGUESA (vol. III)

Preço:75,00€

Referência:7237
Autor:VITERBO, Francisco Marques de Sousa
Título:BILHETE POSTAL AUTÓGRAFO
Descrição:Inteiro postal dos correios, manuscrito pela frente e verso, dirigido a Anibal Fernandes Thomaz ilustre bibliófilo, assinado no final pelo punho de Sousa Viterbo, datado de Lisboa 3 de Janeiro de 1900.
Observações:Francisco Marques de Sousa Viterbo, personalidade multifacetada, foi poeta, arqueólogo, historiador e jornalista. Nasceu em 1845, no Porto, e morreu em 1910, em Lisboa.

"Meu amigo...Na carta que lhe escrevi ontem esqueci-me dizer-lhe que não tinha o Presbiptio. É das poucas cousas que me faltam na minha Collecção Castilho.(...) A inscripção de Moraes em Santa Maria de Cintra há muitos anos que a copiei, publicando-a nas minhas Notas ao Catálogo da Exposição.(...)"
Preço:50,00€
página 1 de 2