Banner Temas de Livros

Palavras chave | Key Words

Açores | África | Afrodite | Agricultura | Alemanha | Alentejo | Algarve | América | Anais | Angola | Anti-Clericalismo | Antigo Regime | Antologia | Aramaico | Arqueologia | Arquitectura | Arquitectura Militar | Arquitectura Religiosa | Arte | Arte Monumental | Arte Popular | Arte Portuguesa | Artes Decorativas | Artes Plásticas | Artesanato | Autógrafos | Aveiro | Azurara | Barrancos | Batalhas | Beira | Bibliofilia | Bibliografia | Biografia | Botânica | Braga | Bragança | Brasil | Cabo Verde | Caça | Calão | Camiliana | Camilo | Camões | Campo Maior | Caricaturas | Casa de Bragança | Castelo Branco | Castelo de Vide | Catálogo | Ceilão | Censura | Cerâmica | Cervantes | Ceuta | Chaves | China | Ciências | Ciganos | Cinema | Cister | Coimbra | Colonização | Conto | Contos | Correspondência | Costumes | Cristãos Novos | Crítica | Crónica | Culinária | D. Henrique | Dança | Descobrimentos | Descolonização | Diário | Dicionário | Diplomacia | Direito | Ditadura | Douro | Economia | Edição especial | Educação | Educação Sexual | Emigração | Ensaio | Ensino | Epístola | Epistolografia | Ericeira | Erotismo | Escultura | Esoterismo | Espanha | Estado Novo | Estanho | Estremoz | Estudos Pessoanos | Etnografia | Europa | Évora | Fado | Fauna | Fernando Pessoa | Figueira da Foz | Filologia | Filosofia | Flora | Folclore | Fotografia | França | Fundão | Galiza | Genealogia | Geografia | Gil Vicente | Goa | Grécia | Guerra | Guerra Colonial | Guerra Peninsular | Guiné | Hagiografia | Hebraico | História | História Natural | Humanismo | Idade Média | Igreja | Iluminura | Ilustração | Imprensa | In Memoriam | Índia | Inglaterra | Inquisição | Islão | Itália | Japão | Jesuítas | Jogo de Cartas | Jornalismo | Judeus | Latim | Leiria | Liberalismo | Linguagem | Linguística | Lisboa | Literatura | Literatura de Cordel | Literatura de Viagens | Literatura Erótica | Literatura Infantil | Literatura portuguesa | Livro | Livros Proibidos | Macau | Maçonaria | Madeira | Malacologia | Mariana Alcoforado | Marinha | Marquês de Pombal | Marrocos | Medicina | medieval | Memórias | Militar | Minho | Misericórdias | Missões | Mitologia | Moçambique | Modernismo | Monarquia | Monarquia Constitucional | Muçulmanos | Música | Música Portuguesa | Neo-Realismo | Novela | Novelas | Numismática | Ordem Monástica | Oriente | Ourivesaria | Pedagogia | Pesca | Pintura | Piratas | Poesia | Polémica | Polícia | Política | Porto | Portugal | Presença | Primeira Guerra Mundial | Primeiras edições | Propaganda | Prostituição | Quintentista | Rafael Bordalo Pinheiro | Raro | Regional | Religião | Religiosa Portuguesa | Renascimento | República | Restauração | Revista | Ribatejo | Romance | Romanceiro | Romantismo | S. Tomé e Príncipe | Salazar | Santarém | Sátira | Sebastianismo | Segunda Guerra Mundial | Sermão | Sexualidade | Sociedade | Solares | Surrealismo | Tauromaquia | Tavira | Teatro | Tecnologia Tradicional | Teologia | Termas | Terminologia Militar | Timor | Tipografia | Tiragem Especial | Torres Vedras | Tradução | Trás-os-Montes | Tratado | Turismo | Ultramar | Universidade | Viagens | Vila Real | Vinho | Viseu | Vista Alegre

Módulo background

FESTAS POPULARES DOS AÇORES

em Monografias & regionalismo

Referência:
10956

Autor:
MARTINS, Francisco Ernesto de Oliveira

Palavras chave:
sem palavras chave

Ano de Edição:
sem ano de edição definido

35,00€


Adicionar Sugerir

Título:
FESTAS POPULARES DOS AÇORES
Descrição:
Região Autónoma dos Açores - Imprensa Nacional- Casa da Moeda, Angra do Heroísmo, 1985. In-8º de 398 págs. Br. Profusamente ilustrado ao longo do texto. Ostenta uma expressiva dedicatória autógrafa.
Observações:
Da introdução:

"As festas populares dos Açores vieram de Portugal e Espanha, e por intermédio destes dois países do mundo inteiro, porque o folclore - a cultura popular - é universal e não tem idade.(...)
É a presença da alma popular, séculos depois, num gesto, numa forma de representar, dançar, que faz reviver os nossos antepassados de outros tempos e de diversos lugares do mundo.
Dentro do conceito da alma popular, o elemento principal é a tradição, que lhe dá autenticidade e alma. Folclore é a cultura popular tornada lei pela tradição.(...)
As festas populares dos Açores estão sempre ligadas às motivações sociorreligiosas, onde se observa um grande conjunto de expressões originárias da linguagem, música, dança teatro, artesanato, culinária, trajo e outras formas que possam significar os motivos das festas, dos cultos, dos rituais, e das práticas devocionais.Festejar, obsequiar, brincar, venerar os santos, cumprir os rituais que buscam o equilíbrio das forças da Natureza e do Homem ocupam sempre um lugar nos cortejos.
As festas populares dos Açores poderão dividir-se em dois grandes grupos; Ciclos do Espírito Santo e do Touro; e Ciclos do Homem e de Deus. O Espírito Santo é o espírito; o Touro , os bens materiais; e, finalmente, o Homem e Deus."
Voltar