Banner Temas de Livros
 Aplicar filtros
Livros do mês: Julho 2020
Temas 
Palavras Chave 
Módulo background

Ultramar & Brasiliana - HISTÓRIA

Foram localizados 232 resultados para: Ultramar & Brasiliana - HISTÓRIA

Referência:348
Autor:FERREIRA, Manuel António
Título:EPOPEIA DE DIU
Descrição:Agência Geral das Colónias, Lisboa, 1941. In. 8.º de 117 (2) págs. Br.
Observações:Colecção Pelo Império n.º 76 II. Ilustrado.
Preço:12,00€

Referência:12324
Autor:FICALHO, Conde
Título:PLANTAS ÚTEIS DA ÁFRICA PORTUGUESA
Descrição:

Agência Geral das Colónias, Lisboa, 1947. In-8º de 301-(1) págs. Br.

Observações:

Segunda edição prefaciada e revista pelo Prof. Ruy Telles Palhinha.
Do prefácio:
(...)O livro não está consequentemente actualizado, mas continua a ser um repositório de conhecimentos, útil a todos os que quiserem estudar nos campos económicos ou botânico as plantas tropicais, uma compilação de ensinamentos que interessam aos que se dediquem a assuntos ligados ao ultramar português. Mas mesmo que se acoime de incompleto e de não actualizado bastaria a "Introdução", que é completíssima e há-de ser sempre actual, para manter o elevado valor da obra.(...)

Preço:29,00€

Referência:12344
Autor:FONSECA, Arthur Lambert da
Título:O IIº CERCO DE DIO
Descrição:

Gládio, Vila do Conde, (1962). In-8º de 209-(3) págs. Br. Cadernos por abrir e ilustrado em separado com vistas de monumentos. Bom exemplar.

Observações:

Na badana, a opinião de António José de Brito: “Artur Lambert da Fonseca debruçou-se com amor sobre as velhas crónicas, os livros de Diogo do Couto, Faria e Sousa, Leonardo Nunes, Gaspar Correia, Jacinto Freire de Andrade,... para, com entusiasmo, labor e fadiga, nos apresentar uma imagem rápida e sintética de maior conformidade com o gosto moderno do que se passou no segundo cerco da fortaleza da Costa do Malabar. Perante os dolorosos sucessos — ou melhor, insucessos — do presente ele voltou-se para as páginas gloriosas da nossa história não com o intento de se refugiar no passado (...) antes para apontar a perenidade de certos valores que merecem acatamento seja em que ocasião for e, por isso, urge fazer incidir sobre o futuro.»

Preço:35,00€

Referência:274
Autor:FRISCHAUER, Paul
Título:PRESIDENTE VARGAS. Biografia
Descrição:Companhia Editora Nacional, São Paulo,1943. In. – 8.º de 393 págs. Br.
Observações:Capa ligeiramente danificada e com alguns picos de acidez. Tradução de Mário da silva e Brutus Pedreira.
Preço:16,00€

Referência:11156
Autor:FURTADO, Júnia Ferreira
Título:HOMENS DE NEGÓCIO a interiorização da metrópole e do comércio nas minas setecentistas
Descrição:Editora Hucitec, São Paulo, 1999. In-8º de 289 págs. Br.
Observações:Obra que parte do estudo da correspondência trocada entre Francisco Pinheiro, grande comerciante português, e os seus agentes comerciais nas Minas, entre 1712 e 1744,e do confronto dessas cartas com inventários e testamentos localizados no Arquivo Público Mineiro,etc, conseguiu estabelecero perfil perdido desses negociantes, especialmente o modo como agiam e estabeleciam as redes de compadrio que garantiam o sucesso de seus negócios.
faz assim uma revisão das interpretações acerca das relações de poder entre Portugal e o Brasil vigentes no período colonial.
Preço:13,00€

Referência:12398
Autor:GALVÃO, Henrique
Título:HUÍLA (relatório do governo)
Descrição:

Ed. do Autor, V.N.Famalicão, 1929. In-8º de 309-(2) págs. Br.

Observações:

Relatório onde para além de descrever os aspectos da administração colonial Henrique Galvão aproveita para denunciar as corrupções políticas e crimes contra os povos africanos das colônias portuguesas.

Preço:40,00€

Referência:10954
Autor:GARCIA, José Manuel [org.]
Título:O DESCOBRIMENTO DO BRASIL NOS TEXTOS DE 1500 A 1571.
Descrição:Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa, 2000. In-8º de87 págs. Brochado. Ilustrado com fotogravuras, mapas e fac-similes de documentos.
Observações:Número especial comemorativo dos 500 anos do Descobrimento do Brasil.
Preço:10,00€

Referência:10304
Autor:GOMES, Luís Gonzaga
Título:MACAU - FACTOS E LENDAS Páginas Escolhidas.
Descrição:Instituto Cultural de Macau, Macau, 1986. In-8º de 152-(1) págs. Br. Ilustrado ao longo do texto. Capa de brochura com riscos a tinta (ver foto).
Observações:Do prefácio:
"Luiz Gonzaga Gomes foi talvez a personalidade macaense mais singular e mais curiosa dos últimos tempos(...)«(...) na sua visão da vida macaense e sobretudo das lendas e superstições chinesas, háquase sempre uma ponta de humor risonho a temperar a aparente ingenuidade da narração."
Preço:15,00€

Referência:12232
Autor:GONZAGA, Norberto
Título:ANGOLA Pequena Monografia
Descrição:

Agência Geral do Ultramar. Centro de Informação e Turismo de Angola, Lisboa, 1969.In-8.º de 357 págs. Br. Profusamente ilustrado em extra-texto com fotogravuras; quadros de dados; e um mapa desdobrável de Angola.

 

Observações:

 Livro fundamental para ficar a conhecer esta antiga colónia portuguesa e as suas riquezas e desenvolvimento. Enriquecido com ilustrações de pormenores da vida quotidiana angolana assim com aspectos urbanísticos, rurais entre outros.

Preço:28,00€

Referência:316
Autor:GRACIAS, J. B. Amâncio
Título:HISTÓRIA ECONÓMICO FINANCEIRA DA ÍNDIA PORTUGUESA (1910 A 1947) VOLUME I
Descrição:Agência Geral das Colónias, Lisboa, 1950. In. - 8.º de 622 (1) págs. Enc.
Observações:Encadernação inteira sintéctica azul, com dizeres dourados na lombada.
Preço:27,00€

Referência:12312
Autor:GRACIAS, João Baptista Amâncio
Título:HISTÓRIA ECONÓMICA-FINANCEIRA DA INDIA PORTUGUESA. (1910 a 1947). Volume I - Conspecto económico-financeiro) e Volume II - Governadores Gerais do Estado da India no Regime Republicano
Descrição:

Agência Geral das Colónias, Lisboa, 1950.  Dois volumes de in-8º gr. de 622 e 412 págs. Br.

Observações:

Valioso estudo sobre os aspectos económicos e financeiros da Índia Portuguesa entre 1910 e 1947 escrito por João Baptista Amâncio Gracias, historiador ilustre que  escreveu infinidade de artigos num elevado número de publicações periódicas goesas e foi secretário da Imprensa Nacional de Goa, colaborador do jornal O Século de Lisboa e correspondente da Academia das Ciências de Lisboa, do Instituto de Coimbra e do instituto Vasco da Gama de Panjim e, por muitos anos, vogal da Comissão Permanente de Arqueologia de Goa. O segundo volume aborda os Governadores Gerais do Estado da Índia no Regime Republicano.

Preço:38,00€

Referência:11373
Autor:GRANGER, Joaquim Jardim
Título:COLÓNIA DE MOÇAMBIQUE Breve notícia sôbre estradas, navegação fluvial e aérea
Descrição:Imprensa Nacional de Moçambique, Lourenço Marques, 1934. In-4º de 11 págs. Br. Ilustradocom fotografias de página inteiro extra-texto e um mapa desdobrável de Moçambique..
Observações:Monografia sobre as vias aéreas, fluviais e terrestres de Moçambique.
Preço:12,00€

Referência:14330
Autor:ISAACMAN, Allen F.
Título:A TRADIÇÃO DE RESISTÊNCIA EM MOÇAMBIQUE, o vale do Zambeze, 1850 – 1921
Descrição:

Edições afrontamento, Porto, 1979. In. – 8.º de 353-(2) págs. Brochado. Exemplar impecável muito bem conservado. Capa de brochura ilustrada.

Observações:

Livro de referência sobre a história da resistência em Moçambique e região.
"... Allen Isaacman apresentou uma visão mais cética sobre a interação entre iniciativas de resistência ao colonialismo e movimento pan-africano e nacionalista em Moçambique. Em sua análise, as manifestações populares de resistência ao colonialismo ocorreram mais nas zonas rurais e esta tiveram pouca influência ou conexão com as ideias pan-africanas e até mesmo nacionalistas. Nas insurreições de camponeses por ele identificadas, o interesse, sobretudo, dos camponeses foi o de assegurar suas autonomias ..."

 

No índice:

- A presença Colonial Portuguesa no Vale do Zambezes 1550-1850
- O Crescimento dos Estados Secundários e a Conquista do Vale do Zambeze
- A Luta pela Independência do Barué (1870-1902)
- O Impacto do Domínio Colonial no Vale de Zambeze 1880-1917
- Oposição Localizada ao Colonialismo, 1880-1917
- A Génese de Aliança Anti-coloniais e as Primeiras Rebeliões 1884-1904
- A Rebelião Barué de 1917: uma elevada consciência zambeziana
- O Mito do Passado Português e a Natureza  da Resistência Africana
 

Preço:20,00€

reservado Sugerir

Referência:13815
Autor:JARDIM, Jorge
Título:MOÇAMBIQUE - terra queimada
Descrição:

Editorial Intervenção, Lisboa, 1976. In-8º de 416-(54) págs. Br.

Observações:

NOTÍCIA SOBRE O AUTOR

Editar Jorge Jardim em Portugal e em pleno "processo revolucionário em curso" poderá ser acto de loucura para uns, ou acto de coragem para outros. Como editor responsável por esta obra, penso não ser nem uma coisa nem outra: será apenas um acto de intervenção democrática.

Publicar este livro tornou-se um imperativo. Inadiável. Urgente. Fundamental para a interpretação de um dos aspectos mais sinistros do "processo revolucionário": a descolonização "exemplar". A visão de centenas de milhares de refugiados de Angola e Moçambique vegetando numa sociedade metropolitana incapaz de os absorver, é demasiado degradante para que seja justo conhecer apenas a tese oficial ou "revolucionária". A consequência de dezenas de milhares de mortos, negros e brancos, portugueses, angolanos e moçambicanos, faz-nos perguntar baixinho, no recolhimento de uma auto-crítica inevitável, o porquê de tudo isto. O "porquê" e o "quem foi". Quem foi o responsável, é uma pergunta concreta para a qual a paz interior exige uma resposta concreta.

Jorge Jardim, ao escrever Moçambique-Terra Queimada, interfere no tribunal da História. Dramaticamente, fornece elementos para o tribunal dos homens.

Mas, para o grande público, quem é Jorge Jardim? Quem é este homem que foi apresentado à Opinião Pública como altamente perigoso? Em Junho de 1974, poderia ler-se na imprensa portuguesa que as Forças Armadas em Moçambique tinham recebido instruções para capturar ou abater o eng.° Jorge Jardim... Estas instruções haviam sido emitidas pelo general Costa Gomes.
Jardim, que chegou a ser denominado o "Lawrence de África", tem 56 anos e doze filhos. Natural de Lisboa, viveu 22 anos em Moçambique onde, aliás, nasceram seis dos seus filhos. Todos ali foram educados e aprenderam, como o pai, a "sentir e pensar Moçambique". Como moçambicanos.

Engenheiro agrónomo, soldado e diplomata, homem de negócios e agente secreto, caçador de feras e jornalista, piloto aviador e pára-quedista, chefe de família e aventureiro audacioso, político desconcertante e estratega sereno, Jorge Jardim conhece profundamente Moçambique e todo o contexto africano. Manteve relações com quase todos os chefes do governo da África Austral, sendo conhecidas a sua amizade com o Dr. Banda, Presidente do Malawi, e a sua intimidade com o Dr. Kaunda, Presidente da Zâmbia.

Figura lendária e controversa em todo o Ultramar, sobretudo a partir de 1961 com o eclodir da guerra de Angola, Jardim viu-se perseguido e obrigado a fugir de Portugal após o golpe militar de "25 de Abril". Fuga que, aliás, descreve em algumas das mais emocionantes páginas de Moçambique-Terra Queimada.

Colaborador íntimo de Salazar a quem admirava e de quem, talvez, tenha apreendido o culto da eficácia, o eng.° Jorge Jardim possuía, muitos meses antes da Revolução das Flores, um plano para a independência de Moçambique, plano que tinha o acordo da Zâmbia, do Malawi, da Tanzânia e da própria Frelimo. É este um dos aspectos mais sensacionais deste livro a demonstrar que "nunca tão poucos traíram tantos em tão pouco tempo". A demonstrar que esses poucos têm de ser julgados. Dramaticamente já.

Contudo, esta obra não revela apenas o plano, conhecido de alguns como o Programa de Lusaka, nem é somente uma colectânea de memórias. Vai mais longe para se tornar uma arma de combate em que descreve, documenta, analisa e denuncia os crimes cometidos dentro de um plano premeditado, cujos responsáveis aponta.

"Quero voltar ainda a Moçambique, para em Moçambique morrer. Pertenço àquela terra". Este é o grito do Autor, expresso nesta obra, mas é também o grito de muitos milhares de homens e mulheres que foram obrigados a fugir.

 

Preço:15,00€

Referência:11365
Autor:JARDIM, Jorge
Título:MOÇAMBIQUE TERRA QUEIMADA
Descrição:

Editorial Intervenção, Lisboa, 1976. In-8º de 416 págs. Br. Ostenta uma assinatura de posse.

Observações:

esta obra não revela apenas o plano, conhecido de alguns commo o Programa de Lusaka, nem é somente uma colectânea de memórias. Vai mais longe para se tornar uma arma de combate em que se descreve, documenta, analisa e denuncia os crimes cometidos dentro de um plano premeditado, cujos responsáveis aponta."

Preço:15,00€

Referência:10881
Autor:JORGE, Salomão
Título:ANGOLA É PORTUGAL
Descrição:Edição de Autor, São Paulo, 1961. In-8º de 147-(4)págs. Br.
RARO.
Observações:"Tudo o que consta desta síntese é o depoimento de um brasileiro devotado aos livros, escravo da verdade, e cuja única suspeição é a de ser um admirador leal da grande civilização portuguesa."
Preço:18,00€

Referência:13434
Autor:JÚNIOR, Rodrigues
Título:PARA UMA CULTURA AFRICANA DE EXPRESSÃO PORTUGUESA
Descrição:

Editora Pax, Braga, 1978. In-8º de 310-(2) págs. Br. Integrado  na "Colecção Autores Lusíadas". Valorizado pela extensa dedicatória autógrafa.

Observações:

Obra de um dos melhores conhecedores da sociedade indígena e europeia de Moçambique sobre a influência cultural portuguesa na sociedade africana desta antiga província ultramarina, abordando áreas como a poesia, o romance, o ensaio, o teatro e as artes plásticas.

Preço:18,00€

Referência:14063
Autor:LACERDA, F. Gavicho de
Título:COSTUMES E LENDAS DA ZAMBÉZIA.
Descrição:

Edição do autor, Lisboa, 1925. In-8º de 336-(4)págs. Br. Ilustrado ao longo do texto.
RARO

Observações:

Obra sobre os costume e lendas da Zambézia, onde o autor escreve " o que durante 32 anos de permanência na Zambézia por lá vi e aprendi, de maneira que o nosso colono, que amanhã para aquela tão rica região queira emigrar, algumas luzes leve ou pequeno conhecimento dela".

No Índice lêm-se as seguintes entradas:

Primitiva ocupação e penetração do Zambéze; Psicologia da Raça Negra, os Cafres; Juramento dos Cafres; Caçadas e pescarias, sua maneira de trajar; Das Habitações, mantimentos e bebidas; O Albinismo, cirurgiões, várias crenças; Feitiços, casamentos, partos e funerais; etc ...

Preço:37,00€

Referência:11383
Autor:LAIDLEY, Fernando
Título:ROTEIRO AFRICANO Primeira Volta à África em Automóvel
Descrição:Tapete Mágico, Lisboa, 1957. In-8º de 218-(2)págs. Br. Profusamente ilustrado ao longo do texto com ilustrações e fotografias e um mapa do percurso previsto e do percurso efectuado em Volkswagen (por 46 mil quilometros) em 22 países africanos incluindo Angola e Moçambique.
Observações:Fernando Laidley ficou conhecido por ter sido o primeiro português a dar a volta a África de automóvel. Aos 36 anos, conseguiu com sucesso fazer uma expedição que nunca ninguém tinha conseguido: percorrer o continente africano de automóvel.
Este livro é o relatodessa viagem,onde Fernando Laidley acompanhado por José Guerra (o mecânico), pilotando ambos um Wolksvagen (o popular carocha) que era em segunda mão e não tinha qualquer preparação especial, partem de Lisboa rumo ao continente africano e entrando por Marrocos, atravessam a Argélia, a Líbia e dirigem-se para o Egipto. Daqui descem toda a costa oriental africana (Sudão, Quénia, Tanganica (actual Tanzânia), Moçambique e África do Sul) até ao Cabo da Boa Esperança. Daqui rumaram para o Sudoeste Africano, Angola, Congo Belga, África Equatorial Francesa, Nigéria, África Ocidental Francesa e, de novo, entram na Europa e param em Lisboa. Em cerca de nove meses tinham circundado, via terrestre, o continente africano, tendo sido a primeira equipa a conseguir tal feito.
Preço:30,00€

Referência:14407
Autor:LAÍNS E SILVA. (H. J.)
Título:SUBSÍDIOS PARA O FOMENTO DA CULTURA DO CAFÉ EM MOÇAMBIQUE
Descrição:

Agência geral do Ultramar, Lisboa, 1954. In–8º de 148 págs. Br. Ilustrado ao longo do texto.

Observações:
Preço:12,00€
página 5 de 12