Banner Temas de Livros
 Aplicar filtros
Livros do mês: Julho 2019
Temas 
Palavras Chave 
Módulo background

Ultramar & Brasiliana - LITERATURA

Foram localizados 104 resultados para: Ultramar & Brasiliana - LITERATURA

Referência:9056
Autor:MIRANDA, Nuno de
Título:GENTE DA ILHA
Descrição:Agência Geral do Ultramar, Lisboa, 1961. In-8º de 91-(5)págs. br
Observações:
Preço:8,00€

Referência:9506
Autor:MONTEIRO, Amaro
Título:UM CERTO GOSTO A TAMARINDO estórias de Angola
Descrição:Braga Editora, Braga, 1979. In-8º de 227-(4)págs. Br.
Observações:Um Certo Gosto a Tamarindo é uma obra intemporal! Compilando vários contos de temática ultramarina, o autor remete-nos, através de um «africanismo literário», para a fascinante realidade de paisagem africana. Conta-nos estórias de além-mar, faz-nos sentir o cheiro das chuvas tropicais e deixa-nos na boca "um certo gosto a tamarindo".
in
Um certo gosto a Tamarindo
Preço:13,00€

Referência:9035
Autor:MONTEIRO, Fernando
Título:COMO UM PINGO DE CAJU
Descrição:Edições 70 - União dos Escritores Angolanos, Lisboa, 1979. In-8.º de 90-5 págs. Br.
Dedicatória não autógrafa.
Observações:"Conquanto se trate de um livro de estreia Como um Pingo de Caju trilha já um dos mais fecundos caminhos que se abrem à nova lírica de Angola. Poesia Breve, e palavras concretas, cheia de seiva e de vida. Canto vibrante ao povo que lhe ensina o sentido e que lhe dá raízes e a razão"

Citação tirada da capa posterior
Preço:15,00€

Referência:9728
Autor:NETO, Agostinho
Título:NÁUSEA: conto; O ARTISTA: desenho
Descrição:Edições 70, Lisboa, 1980. In-4º de 45 págs. Br. Ilustraçoes de António P. Domingues e um auto-retrato do
Observações:Prefácio de Antero Abreu.
Náusea, é um conto curto, e resume-se a visita que velho João faz a um familiar doente e residente na ilha de Luanda. O autor descreve o estado psicológico do personagem principal e denuncia a pobreza a que estava votado o homem negro no tempo colonial.
Preço:20,00€

Referência:10957
Autor:NORONHA, Eduardo de
Título:JOSÉ DO TELHADO EM ÁFRICA. Romance baseado sobre factos históricos
Descrição:Editorial Domingos Barreira, Porto, s/d. In-8º de 464 págs. Br. Ilustrado ao longo do texto. 3ª edição, acrescida da “História da vida de José do Telhado na Lunda”.
Observações:Romance que aborda a vida de José do Telhado, um famoso salteador da zona do Marão em meados do século XIX, que acaba por ser apanhado pelas autoridades em 1859 quando tentava fugir para o Brasil. Esteve preso na Cadeia da Relação, onde conheceu Camilo Castelo Branco que se lhe faz referência no seu livro Memórias do Cárcere.Depois de julgado foi condenado ao degredo e mandado para África tornando-se negociante de borracha, cera e marfim.
Preço:20,00€

Referência:9067
Autor:OLIVEIRA, Luna de
Título:SINFONIA DO SERTÃOpoemetos africanos
Descrição:Agência Geral das Colónias, Lisboa, 1945. In-8º de 92-(4)págs.br
Observações:
Preço:10,00€

Referência:13320
Autor:OSÓRIO, Cochat
Título:CALEMA poemas
Descrição:

Livraria Lello, Luanda,1956. In-4.º de 162-(2) págs. Br. Capa de Israel de Macedo. Valorizado pela dedicatória autógrafa. Cadernos por abrir.

PRIMEIRA EDIÇÃO.

INVULGAR.

Observações:

Primeiro livro de Cochat Osório, autor que   Gerard Moser e Manuel Ferreira no seu estudo "Bibliografia das Literaturas de Expressão Portuguesa" consideram, juntamente com Agostinho Neto e Maurício Gomes de Almeida, como os percursores duma nova fase da literatura angolana. 

Preço:18,00€

Referência:9073
Autor:OSÓRIO, Cochat
Título:O HOMEM DO CHAPÉU
Descrição:Publicações Imbondeiro, Sá da Bandeira, 1964. In8º de 35-(1)págs.br. nº33 da coleção Imbondeiro.
Observações:Desenho da capa de Fernando Marques.Ernesto Cochat Osório nasceu em Luanda e faleceu em Faro. Tendo-se formado em Medicina, na cidade de Lisboa, regressou depois a Angola, onde exerceu como médico.
Consagrado essencialmente pela sua poesia, género em que foi autor dos livros Calema (1956), Cidade (1960), e Biografia da Noite: Poemas (1966), Cochat Osório foi também prosador, tendo publicado o conjunto de contos intitulado Capim Verde (1957) e o presente volume, que integra dois contos – O Homem do Chapéu e Espelhos.
O primeiro narra, de forma algo tragicómica, a experiência fracassada de um colono que abandonara a sua aldeia procurando fortuna em África, a qual é miseravelmente simbolizada pelo chapéu novo que adquire, e aí acaba por sucumbir após contrair uma febre tropical.
O segundo relata o renascer da esperança num homem de cinquenta e cinco anos, que havia sido despedido, que recorre a expedientes ridículos para disfarçar a idade mas a quem vem a ser confiado um cargo de administração numa roça.
inCochat Osório - O Homem do Chapéu
Preço:13,00€

Referência:8990
Autor:PAIXÃO, Eduardo
Título:O MULUNGO
Descrição:edição de autor, Lourenço Marques, 1973. In-8º de 381(2)págs. Com dedicatória não autógrafa
Observações:
Preço:18,00€

Referência:9114
Autor:PALMEIRIM, Carlos
Título:DESENCONTRO
Descrição:Publicações Imbondeiro, sá da Bandeira, Angola, 1964. In-8.º de 29(2) págs. Br.
Observações:N.º 40 da Colecção "Imbondeiro".
Preço:8,00€

Referência:13895
Autor:PEPETELA
Título:O CÃO E OS CALUANDAS
Descrição:

Publicações D. Quixote, Lisboa, 1985. In-8º de 191-(3) págs. Br.

PRIMEIRA EDIÇÃO.

Observações:

Novela escrita entre os anos de 1978 e 1982 e que é é o testemunho do autor às  mudanças da sociedade angolana após a independência em 1975. A obra é construída como um "puzzle" de narrativas, situações e estilos e acompanha as andanças do cão pastor-alemão, Lucarpa, pela cidade de Luanda e entre seus habitantes.Através de do olhar de um cão somos levados por uma vasta gama de comportamentos  sociais, profissionais, familiares  e  políticos. É  uma crítica tanto aos burocratas, como aos carreiristas políticos, aos pseudo-intelectuais, às prostitutas, aos operários alienados, etc

Preço:12,00€

Referência:12292
Autor:PEPETELA
Título:YAKA
Descrição:

União dos Escritores Angolanos, Rio Tinto, 1988. In-8º de 395 págs. Br.

PRIMEIRA EDIÇÃO.

Observações:

É um livro sobre a história da colonização em Angola e, simultaneamente a história da luta pela queda dessa colonização. Uma saga sobre cem anos da história do país vistos através da evolução de uma família e do seu percurso por Angola. Pepetela acompanha a vida de personagens idos de Portugal para Angola no século XIX, com personagens idos do Brasil, essencialmente deportados, e pessoas descontentes com descontentes com a independência do Brasil. A história vai até à independência de Angola em 1975. Termina em Benguela.

Na última geração, como foi comum a muitas famílias há histórias de vidas com opções diferentes dentro dos diferentes partidos angolanos. Toda a história é acompanhada por Yaka, a estátua que acompanha toda a história da família e que no fim é entendida na sua mensagem pelo último dos membros da família.

"Nesse livro eu pretendia mostrar uma vertente europeia na cultura que existe nas cidades da costa angolana. Há a intenção de dizer que há um legado cultural da colonização. Custou-me muito escrevê-lo porque eu estava demasiado amarrado á história. É um livro onde acredito não hajam muitos erros históricos."

Preço:28,00€

Referência:9043
Autor:PEPETELA
Título:PARÁBOLA DO CÁGADO VELHO
Descrição:Publicações Dom Quixote, Lisboa, 1997. In – 8.º de 183 págs. Br.
Observações:Capa de brochura ilustrada. Segunda edição.
Preço:7,00€

Referência:9041
Autor:PEPETELA
Título:O DESEJO DE KIANDA
Descrição:Publicações Dom Quixote, Lisboa, 1997. In – 8.º de 119 págs. Br.
Observações:Capa de brochura ilustrada. Segunda edição.
Preço:7,00€

Referência:9014
Autor:PEPETELA
Título:A GLORIOSA FAMÍLIA - O tempo dos Flamengos
Descrição:Publicações Dom Quixote, Lisboa, 1997. In-8.º de 408 págs. Br.
Observações:Obra galardoada com o prémio Camões, em 1997. "O romance é um relato longo através das quais Pepetela relê um episódio da história angolana, mais precisamente os sete anos (de 1642 a 1648) em que os holandeses, estabelecidos com a Companhia das Índias Ocidentais, realizaram um enorme tráfico de escravos, de Luanda para o Brasil, principalmente. Exatamente por isso, o romance traz como subtítulo "O tempo dos flamengos", numa alusão ao período em que os "mafulos" – nome com que os holandeses eram conhecidos em Angola – dominaram boa parte da região."
Preço:18,00€

Referência:10961
Autor:PESSOA, Henrique Novais
Título:SEGURA BEM PARA O BRANCO NÃO CAIR
Descrição:Edição do Autor, Alhos Vedros, 1986. In-8º de 31-(5)págs. Br. Ilustrado ao longo do texto.
Observações:Obra com contos de temáticca africana.
Preço:10,00€

Referência:13329
Autor:RAMOS, Graciliano
Título:MEMÓRIAS DO CÁRCERE
Descrição:

Livraria José Olympio Editora, Rio de Janeiro, 1954. Quatro volumes de in-8º de 232-(4), 243-(4), 234-(4), 164-(2) págs. Br. Capas de brochura cansadas com alguns picos de acidez. Ilustrado em extra-texto com fotografias do autor  e fac-símiles originais de trechos manuscritos do livro.

Observações:

Obra autobiográfica publicada postumamente onde o auto narra as condições dramáticas de sua prisão durante o governo do ditador Getúlio Vargas. Uma narrativa amarga de alguém que foi torturado, viveu em porões imundos e sofreu privações provocadas por um regime ditatorial.
A obra divide-se em quatro volumes:
Volume I: Viagens, Volume II: Pavilhão dos Primários, Volume III: Colónia Correcional e Volume IV: Casa de Correcção.

Preço:25,00€

Referência:9033
Autor:ROCHA, Jofre
Título:ASSIM SE FEZ MADRUGADA (CANÇÕES DO POVO E DA REVOLUÇÃO)
Descrição:Autores Angolanos - Edições 70, Lisboa, 1977. In-8.º de 78-(9) págs. Br.
Observações:
Preço:14,00€

Referência:12497
Autor:RUI, Manuel
Título:SIM CAMARADA
Descrição:

Edições 70/ União dos Escrittores Angolanos, Lisboa, 1977. In-8º de 191-(8) págs. Br.

PRIMEIRA EDIÇÃO.

Observações:

Conjunto de cinco contos, “O Conselho”, “ O Relógio”,“ O último bordel”, “Duas rainhas” e “Cinco dias depois da independência”  passados na fase do governo de transição e dos primeiros dias de independência em Angola, onde através dos seus personagens ele dá voz aos mais variados representantes da sociedade.

"Em frente ao dip, mudaram de passeio para aproveitarem ver o jornal da parede, parando deslumbrados nos recortes onde vinha a fotografia do camarada Presidente e pioneiros a marchar com espingardinhas de fisga e bala. Um ritual. Mesmo que as colagens não fossem substituídas durante dias, eles repetiam a contemplação que já fazia parte das regras do grupo. Entendiam pelas fotografias. Ninguém sabia ler no pelotão."

Preço:19,00€

Referência:9087
Autor:RUI, Manuel
Título:QUEM ME DERA SER ONDA.
Descrição:Edições 70, Lisboa, 1982. In – 4.º de 77-(1)págs. Br.
Observações:Ilustrações da capa e do texto da autoria de Alceu Lasanha Coutinho.
Preço:25,00€
página 4 de 6